10 Motivos para conhecer o Michigan – Parte 2

1
155
Acervo pessoal
Advertisement

Continuando o texto anterior, seguem a seguir mais 5 motivos para visitar o Michigan e desbravar uma parte inóspita do território do extremo norte americano e suas curiosidades.

6 – Upper Peninsula
É a jóia bruta bem guardada do Michigan. Rumando de carro sempre ao norte, chega-se à grandiosa Mackinaw Bridge, que é a porta de entrada à Upper Peninsula. Esta é uma parte do território do Michigan pouco povoada, cercado de lagos e menos explorado que o restante do estado. Lá é comum avistarmos ursos selvagens, estradas desertas e muitas paisagens de tirar o folego. As Pictured Rocks representam o cartão postal da região: são formações rochosas de milhões de anos e que ao longo do dia mudam de cor de acordo com a exposição solar. Pegar um tour de barco no fim de tarde proporciona as melhores vistas, e o retorno é a noite com o céu estrelado.
Nós percorremos todo o Upper Peninsula com um RV (motorhome) o que facilitou na hora da hospedagem e locomoção. Viajar dessa forma é muito comum por aqui e faz da viagem uma aventura para toda família (pretendo contar mais detalhes do nosso RVTrip numa próxima coluna).

7 – Mackinac Island
A aventura já começa quando você deixa seu carro para trás e pega um ferry boat em Mackinaw City até Mackinac Island, ilha hoje considerada um National Historic Landmark dos EUA. É uma ilha de apenas 500 habitantes, onde não existem veículos, apenas charretes e bicicletas. Tem um clima de vila antiga de luxo, cheia de casas coloniais com inspirações de séculos passados. Dar a volta pela ilha em bicicleta é uma experiência memorável, e em poucas horas você conhece a interessante história da ilha e dos locais que foram marcantes ao longo da sua existência, como o Fort Holmes, Grand Hotel (hospedagem cara, porém que vale a pena com sua belíssima vista e charme histórico), Mission Church, Arch Rock e muito mais.

8 – Casas mal assombradas
Os michiganders tem uma paixão pelo sobrenatural. Histórias de espíritos são relatadas com convicção e passadas entre as gerações. Lugares como bibliotecas antigas, mansões e hospitais desativados são alvos de peregrinações, e até noites em grupo são organizadas para conhecer tais lugares e sentir de perto seus “habitantes”. Se você curte um fantasma ou uma história de arrepiar, aqui é o lugar certo para ampliar suas experiências. Cenários de mortes misteriosas e locais de crimes antigos hoje são abertos para visitação, e muitas pessoas relatam escutar passos e suspiros nesses locais. Apenas para os corajosos, não deixem de vistar o Holly Hotel, Henderson Castle e Pointe aux Barques Lighthouse.

9 – Bronners: a maior loja de produtos natalinos do mundo
Sim, as pessoas aqui no Michigan idolatram Santa Claus (Papai Noel) e Christmas. O Natal é celebrado com muita música (algumas estações de rádio só tocam músicas de natal o mês de dezembro inteiro), roupas típicas e claro, decorações, já que nós temos mais enfeites natalinos que qualquer outro lugar no planeta por causa da loja Bronners.
Localizada em Frankenmuth, (cidadezinha de influência alemã que por si só já vale a visita), a Bronners Christmas Wonderland tem mais de 40 mil metros quadrados (5 campos de futebol americano), num terreno decorado com belos jardins com mais de 100 mil metros quadrados. Fica aberta o ano todo e emprega 500 pessoas na alta temporada. Fundada em 1945, a loja vende milhões de itens de todas cores, materiais e origens, que vão desde 50 mil bolas de cristal até surpreendentes 850km de luzes natalinas todos os anos, além de personalização em todos itens.

10 – Comidas e seus nomes diferentes
Super man, elephant ear, pop? Tudo que você associa ao ler essas palavras, esqueça. Aqui no Michigan os sabores tem uma curiosa maneira de disfarçar o que são em nomes estranhos e muitas vezes engraçados.
Você pode visitar em qualquer sorveteria aqui no Michigan que você certamente encontrará o seu Super Man: é um tipo de sorvete de massa que tem a cor azul, um turquesa bem claro que hipnotiza principalmente as crianças. O sabor? Não tão diferente, é um baunilha bem parecido com o creme brasileiro.
Ao chegar em uma feira ou evento público, você vai se deparar com diversos food trucks, entre eles um carrinho vendendo orelhas de elefante (elephant ears). Não, não é parte de nenhum animal, e sim massas folhadas abertas, enormes e fritas e salpicadas em açúcar granulado com canela.
E por último, pop. Qualquer criança aqui já cresce sabendo: pop é refrigerante!Qualquer bebida com gaseificada com sabor é nomeada pop. Nada de soda como na parte sul dos EUA, aqui no norte o negócio é pop mesmo.
Além destas delícias de nomes estranhos, outros pratos típicos como os peixes dos lagos, o fudge de Mackinac Island, o famoso coney dog e as maçãs do Michigan são outros bom motivos para comer bem visitando essa região.

E você, gostou dos motivos para visitar o Michigan e se animou em visitar essa região? Aguardo os comentários!

1 COMMENT

  1. Jenny, foi super legal ler à parte 2 dos 10 mótivos para conhecer o Michigan! Eu simplesmente amei! Gosto do jeito de voce escrever e descrever tudo com detalhes nao chato, máis que prende à atencao do leitor de um jeito especial, sem fazer agente achar cansativo, repetitivo ou sem interesse! Bem sei que uma viagem desta seria dificil, ou quase mesmo impossivel para mim fazer, porisso li com muita atencao e amei tudo o que li! Dava à imoressao que estava vendo e sentindo os lugares e vendo acontecimentos com suas descricoes!
    Muito obrigada por dividir um pouco de suas aventuras com sua familia!
    Estou aguardando mais textos seus!
    Beijos com carinho e muitas saudades!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.