Bairros para morar em Valência

12
1073
Fonte: pixabay.com
Advertisement

Mudar: fazer ou sofrer alteração, deslocar, mover, sair de um lugar de origem e partir para outro, às vezes totalmente inesperado. Este verbo me acompanha desde muito jovem, quando decidi deixar minha cidade natal. O paradoxo é que sempre fiz grandes mudanças contextuais na minha vida, mas tenho uma certa aversão a mudar-me de casa. O que para muitos pode ser um prazer, para mim buscar imóveis e fazer as transferências de um lugar a outro é quase sempre um incômodo. Hoje vou falar sobre bairros para morar em Valência!

Pois bem, inevitavelmente quando se muda de país e/ou cidade é necessário encontrar um novo lar, seja uma casa, um apartamento ou um quarto. Buscar apenas pelo preço, pelas fotos atrativas dispostas na internet, ou mesmo pela bela lábia dos corretores de imóveis é um risco que não vale a pena correr, por isso sempre há nos grupos de redes sociais questões sobre onde morar.

Falar sobre os melhores bairros e regiões é relativo, pois trata-se de uma questão subjetivo com nuances de praticidade, explico: é claro que partimos de premissas da segurança, da fácil mobilidade, da vizinhança e também do valor do imóvel, porém o que pode ser bom e eficiente para mim, não lhe caiba.

Assim, este artigo tem como objetivo clarificar algumas dúvidas sobre os bairros em Valencia e auxiliá-lo na escolha. Me apoiei em periódicos valencianos e estrangeiros, bem como na minha experiência vivendo aqui, salientando que estou em Valência há 1 ano.

A terceira maior cidade da Espanha é conhecida pelo seu bom clima e por mesclar praias, parques, grandes universidades, muita cultura e tradição e pela excelência na mobilidade, pois é uma cidade plana, com uma ampla linha metroviária e ciclística. Valência possui 197 distritos, subdivididos em 87 bairros e, desde que aqui cheguei, me mudei 3 vezes (pesadelo) e morei em 3 regiões bem distintas, assim começo descrevendo cada uma das experiências.

  • Benimaclet: Esse é um “bairro chave” e considerado ponto de partida para muitos que chegam a Valência. Por estar localizado próximo as universidades e escolas de idiomas, além de comunicar-se bem com as demais regiões, possui preços acessíveis e dispõe de muitas “repúblicas”, ideal para os estudantes e razão pelo qual foi meu primeiro bairro-lar. Benimaclet, é uma vila que foi absorvida pela cidade, mas que conserva um clima tranquilo, onde é possível caminhar pelas diversas “peatonais” (áreas de pedestres), passando por feiras de rua e sebos, até chegar a uma praça com fonte e uma bela igrejinha. Além disso, possui bares e pubs mais alternativos, que afora as grandes avenidas que o cortam, não tiram o sossego  local.
  • Torrefiel: Localizado na região de Rascanya, juntamente com Orriols destaca-se por concentrar muitos imigrantes, principalmente latinos. Nesta região é fácil encontrar  açougues com especialidade argentina, mercados com comidas e bebidas colombianas e bolivianas e até a nossa tapioca com guaraná antártica. Porém é um bairro mais popular, com construções antigas e sem muita beleza, o que barateia (e muito) o custo. Possui uma vasta rede de serviços públicos, como centros médicos, escolas e espaços de lazer para idosos.
  • El Grau: Este bairro pertence ao distrito de Poblados Marítimos, que compõe a região próxima ao Porto de Valência. Trata-se de uma região que a primeira vista é bastante preterida por estar cerca de outros bairros mais pobres e mal quistos. Tratando-se particularmente de El Grau, posso dizer catedraticamente que não se encaixa nas pré-concepções de seus vizinhos, pois é um bairro bastante tranquilo, com apartamentos amplos e ventilados, ótima rede de transporte público, bares, restaurantes e serviços, além é claro, ser próximo ao mar. Moro a 3 minutos da estação de tranvia (metrô de superfície) que me leva a região das universidades e Benimaclet e a 10 minutos da estação de metrô de onde saem trens ao centro da cidade e ao aeroporto. Tudo isso por um valor bastante acessível! Sem intenção de ser imparcial, adoro o meu bairro.

Seguindo outros bairros apontados pelos valencianos e estrangeiros, os listo quanto a localização:

  • Bairros cêntricos: Bairros como El Carmen e Cidade Velha (Ciutat Vella) sempre aparecem no topo das listas de melhores bairros para se morar em Valência, pois além da excelente localização e acesso, é o reduto cultural e artístico da cidade (ver artigo sobre Turismo Cultural em Valência). Em Carmen, há um público mais jovem e alternativo, com muitos bares, mas pouco silêncio, já em Cidade Velha, a zona mais monumental, há menos ruído, porém escassa oferta de vagas para estacionar os carros nas vias públicos.  Agregado a isso, morar no centro da cidade requer um dispêndio maior de dinheiro.
  • Próximos ao Parque de Turia: nem todos tem o privilégio de residir em uma cidade que possui um parque com 110 hectares, e mais privilegiados são os que o tem como quintal. Bairros como Campanar, Botanic e Petxina possuem uma ótima infraestrutura familiar, com centros esportivos e comerciais, escolas, hospitais e é claro, muito verde. A região do Paseo de Alameda, entre Arágon e Parque Viveros também é cheia de encantos: imóveis grandes e com muitos detalhes arquitetônicos, conta com muitos hospitais, universidades e centros poliesportivos, atém de ser tranquilo, exceto quando há jogo do Valência C.F., pois é ai que se localiza o estádio de Mestalla. Por fim, o exuberante Ensanche ou Eixample, o bairro mais caro de Valência, com seus suntuosos edifícios racionalistas e modernistas, restaurados, amplos, com tetos altos e adornados. Neste bairro, concentram-se o comércio de moda e decoração, além do magnifico Mercado de Colón.

Ultimamente se ouve muito sobre dois bairros específicos, trata-se de bairros com um histórico marginal mas que foram revitalizados e hoje são os “queridinhos” de Valência.

  • Russafa: Com grande oferta de restaurantes, bares e discoteca, tornou-se um bairro “moderno”, com vida cultural e social intensa. Mais barato que El Carmen, porém não tão cêntrico, peca pela difícil mobilidade, pois não tem fácil acesso ao metro e estacionar na rua é quase impossível.
  • El Cabanyal: Não tão apreciado como Russafa, este velho bairro marinheiro, é um dos mais emblemáticos da cidade, embora ainda mantenha zonas marginalizadas e abandonadas, pouco a pouco está crescendo e se convertendo em um bairro “cool”. Próximo a praia e com aluguéis baratos, os azulejos na fachada de suas casas, dão um toque todo especial.

Isto foi apenas uma pincelada sutilmente subjetiva, mas que pode nortear os recém chegados a linda Valência. Mais informações, me escrevam.

12 Comentários

  1. Ola Marcela, estamos mudando para Valencia em dezembro, marido e 2 filhos pequenos. Adorei seu texto! Me ajudou bastante! Ficaremos por 1 mês na av. Aragon ate encontrarmos nossa definitiva morada. Vou fazer um pos doc na UPV, mas tb preciso ficar em bairro com boa escola. Suas dicas foram incríveis!!!

  2. Olá Marcela. Muito bom e esclarecedor seu post. Vamos pra Valência no próximo ano. Gostaria tb de saber um pouco mais sobre os pueblos ao redor de Valência e que tem fácil acesso ao centro. Que tal um post sobre os pueblos? Fica a sugestão e parabéns pelo blog.

    • Obrigada Sandra! Conheço muito pouco sobre os pueblos de Valencia, mas farei uma pesquisa e escreverei um post. Valeu pela dica; isto é muito importante para direcionar as colunistas.
      Um abraço!
      Marcela

  3. Olá Marcela.
    Espero que possa me orientar.
    Sou brasileira com nacionalidade portuguesa casada com cidadão português e residindo em Lisboa há 13 anos. Sou percussionista free-lancer profissional com toda documentação legal na área da música para além de professora primaria(com reconhecimento também em Portugal) mas só dou aulas de música nas atividades extra curriculares, quando tem vaga. Meu marido trabalha há 12 anos numa multinacional de cargas e pretende pedir demissão daqui um ano pois queremos mudar de vez para Espanha e gostava de saber de si quais sãos os trâmites que devemos fazer, pois queremos ter a mesma segurança que temos em Portugal (conta em banco, segurança social etc) Necessito também de orientação para o meu caso de free-lancer pois ele na área dele arruma emprego fácil com contrato e minha filha também maior é legalizada em Portugal já até trabalha para uma marca de beleza espanhola com contrato e sede na Itália . Pode me orientar por favor sobre onde devemos ir, com que documentos etc…..
    Um forte abraço que Deus a ilumine,
    Yza

  4. Ola Marcela, otimo texto! Em setembro/18 marido e eu iremos passar um tempo na espanha com o visto de residente nao lucrativo. Uma vez que nao iremos trabalhar, nem estudar (exceto eu que quero estudar espanhol), gostamos de andar a pé, adoramos parques, nao teremos carro (transp publico é essencial) e queremos mobilidade para aeroporto e via de saída da espanha (iremos viajar muito). Qual(is) bairro(s) te vem a mente? Escolhemos Valencia por ser grande sem ser as gigantes, por sair do eixo BCN e Madri e por ser moderna, cheio de verde e de cultura. Amamos e estamos contando os meses. Obrigada por todas as dicas e Feliz 2018!

    • Oi Ju,
      Vocês escolheram a cidade perfeita para as suas preferencias. Aqui é plano, tem muito parque e praia e uma boa mobilidade, sem contar a facilidade de circulação por bicicletas. Quanto aos bairros, há duas linhas que levam ao aeroporto, linha 5, que parte de Maritim-Serreria, próximo ao bairro onde moro e a linha 3 que parte de RafelBunyol e passa por Benimaclet. Ambas passam pelas principais estações centrais e pelas estações ferroviárias, entao se seguir essas duas rotas, os bairros próximos te adequam. Quanto a Benimaclet, é um ótimo bairro pela centralização e por ter acesso fácil a quase tudo, também é via de acesso a uma das rodovias que vao ao Norte do Pais. Meu bairro, El Grao e a região em geral – Maritms, é muito boa também. Mais afastada do centro, ao lado da praia e com acesso as saídas norte e sul, alem de mobilidade para toda a cidade. os bairros mais centrais sao ótimos, mas acesso por e para carro é complicado.Ha também bairros mais afastados que também sao bons, como Campanar, e região de Quatre Carrers. Mas não se preocupem com o acesso as auto estradas, é super tranquilo se deslocar. Espero ter ajudado. Beijão

  5. Marcela, tudo bem?
    Obrigada por disponibilizar seu tempo aqui.
    Eu tinha deixando um comentario aqui, nao sei o que houve, sumiu.
    Sobre os pueblos, teria algum em mente para indicar que: estivesse bem servido de transporte publico e segurança, bem servido de lojas e comercio local e com bons preços? Nao precisa estar muito perto e nem precisa ter escolas e coisas de quem vai com familia. Quero viajar e curtir um tempo com o marido. Entao a ideia é morar bem, economizar e viajar muito! Obrigada desde ja. Abraços!

    • Juliana,
      Não conheço muito os pueblos próximos a Valência, apenas alguns de passagens ou visitas de um dia, a não ser Porto de Sngunto, que fica na costa norte, onde a família do meu namorado tem um apartamento e vamos sempre. Adoro a cidade, é super tranquila, com boa infra, porém como trata-se de um lugar de veraneio, a maioria dos bares e restaurantes estão voltados (e abertos) para esta estação. Me encanta! Não há linha de metro/trem, o único modo de chegar é de carro ou com ônibus intermunicipal que leva 40 minutos, e passa a cada 1 hora. O maior problema, não só desse desse pueblo como dos demais, é que o acesso ao ultimo transporte, seja ônibus ou metro, termina no máximo as 10h da noite. Entre Valencia e Porto de Sngunto, há a cidade de Sagunto, com as relíquias de um castelo medieval e com um shopping e grandes redes de mercado. Nesta cidade sim, há trem.
      Outras opções são Torrent, uma pequena e aconchegante cidade que possui um centro de convenções e espetáculos, até Maria Gadu já fez show ali e também Paterna, com um lindo parque que também sempre tem eventos. Ambas tem acesso de metro/trem. Moncada é uma outra opção. É uma cidade maior. com infraestrutura e ligada a Valencia pelo trem. Me agrada bastante.
      Há um famoso shopping/outlet aqui, em Bonaire, que sempre vou e pelo caminho passamos por Xirivella e Aldaia, duas outras opções. São cidades bem tranquilas e bucólicas. Há uma linha de ônibus, com bilhetes mais acessíveis que o metro, que passa por ambas até chegar ao shopping.
      Há também um pueblo que está em uma das praias, que ao meu ver, é uma das mais agradáveis de Valencia e também próximo ao Parque Nacional de Albufeira, que se chama El Saler. É um lugar super bacana, porém com acesso restrito, carro e ônibus.
      Com certeza, os pueblos são mais baratos para se viver, pois os valores dos alugueis sao mais baixos e se não há uma obrigatoriedade diária em Valencia, é uma ótima opção.
      Espero tê-la ajudado.
      Beijos,

      Marcela

  6. Oi Marcela!
    Nossa, bacana seus cometários! Estou pretendendo (assim como milhares de brasileiros) me mudar para a Espanha. Tenho muuuuitas dúvidas, olha que ando há alguns meses pesquisando sobre o assunto…ainda estou presa aqui emocionalmente mas realmente sinto que o funil está estreitando cada vez mais…infelizmente…
    Meu marido é brasileiro com nacionalidade espanhola (de barcelona, catalão). Acredita que sofreremos algum tipo de preconceito por sermos ligados à Cataluña? Existe realmente esta “rivalidade” com restante da Espanha?
    Outra questão seria encontrar um bairro que lembrasse onde moro no Rio de Janeiro. Próximo a praia, bem arborizado, com escola para minha filha de 12 anos e lazer. Com custo bom. Você deu vários exemplos de bairros que fiquei até um pouco perdida! rsrs
    obrigada pela ajuda!

    • Olá Juliana,
      Há questão separatista catalã não alarga-se a preconceitos nacionais, ou seja, não vejo nenhum tipo de preconceito de povos de outras comunidades a cidadãos catalãos que optam por viver em outras autonomias. Ainda mais para quem apenas tem a nacionalidade adquirida e não carrega a cultura, tradição e língua catalã. Quanto a isso, não se preocupem. Vocês serão estrangeiros (brasileiros) em primeiro lugar, o que também não é um grande problema.
      Quanto aos bairros, não entendi se a opção de vocês é Valencia ou se pretendem outras cidades espanholas, mas tratando-se de Valencia posso dizer que o bairro onde resido (El Grau, assim como outros na proximidade, como Malva-rosa, Canyamelar, Ayora, Cabanyal (esse um pouco menos), estão próximos ao mar e tem ótima infraestrutura para adultos e crianças. Não está tão próximo aos parques arborizados, mas como aqui há uma ótima rede de mobilidade, isso não é um grande empecilho.
      Todos os bairros que comentei, mesmo os mais afastados da praia, são bons para viver, assim que não é necessário viver perto do mar, pois há muitos ônibus, metros e bicicleta que os levarão rapidamente até lá.
      Abraços,
      Marcela

  7. Super obrigada Marcela pelos dois comentarios, amei os dois. Copiei e colei nas minhas pesquisas de Valencia e com certeza voltarei aqui depois para te contar em qual pueblo eu fiquei… ja que nao vou/volto a Valencia diariamente, poderei morar mais afastada e ainda assim usufruir de tudo que tem de top nessa linda cidade. Obrigada!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui