Canadá – 7 motivos para você visitar a Ilha de Vancouver

0
524
Arquivo pessoal - Parksville Beach
Advertisement

Localizada no Oceano Pacífico, na costa oeste canadense, a Ilha de Vancouver fascina os turistas com sua beleza natural. Com 31 285 km², este paraíso fica a cerca de 2 horas de balsa da cidade de Vancouver e atrai visitantes canadenses e estrangeiros que desejam explorar uma das regiões mais preservadas do Canadá.

A ilha tem um dos ecossistemas mais diversificados do mundo, com florestas, pântanos, praias, montanhas, oceanos, rios e lagos, habitat de milhares de espécies selvagens. Grande parte da região é protegida através de parques federais, provinciais e regionais.

Dividida de norte a sul pela Cordilheira de Beaufort, a Ilha de Vancouver abriga também uma das maiores bases de esqui totalmente naturais do país.

A charmosa Victoria, a cidade mais romântica do Canadá, fica na Ilha de Vancouver e, normalmente, é o primeiro ponto de parada dos visitantes que desejam explorar a região. Alguns, equivocadamente, chamam a Ilha de Vancouver de Ilha de Victoria, porém a Ilha de Victoria não tem nada a ver com a Ilha de Vancouver ou com a cidade de Victoria. A Ilha de Victoria faz parte do Arquipélago Ártico Canadense.

Além dos motivos citados acima, descubra o que faz essa ilha ser tão especial:

  1. O paraíso dos fotógrafos

Um dos lugares mais bonitos do Canadá para tirar fotos da natureza é a Ilha de Vancouver. O que torna a região tão atraente são as costas escarpadas, pequenas ilhas, praias isoladas e rica vida selvagem. Muitos fotógrafos, profissionais e amadores, viajam pela ilha com o intuito fotografar as belezas naturais da região. É comum andar pelas praias e trilhas e encontrar fotógrafos, do Canadá ou de outros países, registrando as paisagens da região.

Arquivo pessoal – Botanical Beach, Ilha de Vancouver
  1. Observação de baleias e aves

Poucos sabem, mas a região é um dos principais locais do mundo para a observação de baleias e aves e várias empresas oferecem pacotes chamados whale and bird watching”. Porém, muitas vezes você não precisa nem pagar pelos passeios para ver os animais. Eu já tive a oportunidade de ver duas orcas enquanto andava pelas rochas de uma das praias mais selvagens da ilha, a Botanical Beach.

A habilidosa águia careca é outro animal que chama a atenção dos visitantes e não é preciso ir muito longe para vê-las, basta fazer uma trilha até um dos parques da região que as chances de ver uma são grandes! 😉 Eu, particularmente, fico encantada quando avisto uma garça-azul-grande, chamada Great Blue Heron em inglês. É lindíssima!

Arquivo pessoal – Garça-azul-grande
  1. Variada opções de serviços

Uma das coisas que eu mais gosto na Ilha de Vancouver é a variedade de passeios e serviços disponíveis para visitantes e moradores. Aqui temos desde feirinhas de rua vendendo produtos locais até boutiques luxuosas com produtos de diversas partes do mundo. Quer acampar? Há uma excelente infra-estrutura para quem quer simplesmente dormir no meio do mato. Quer conforto? O que não faltam são hotéis luxuosos. Quem gosta de boa gastronomia pode apreciar o chique e nada barato chá da tarde do Empress Hotel ou ir ao Year-long Festival de Food Truck, que ocorre em um pátio atrás do BC Museum. Os food trucks oferecem deliciosas opções de pratos típicos da ilha.

4. Pores do sol de tirar o fôlego

A região tem diversos pontos que são simplesmente perfeitos para apreciar um belo pôr do sol. Seja no inverno ou no verão, a Ilha de Vancouver dá um show quando o assunto é assistir ao pôr do sol perfeito. Alguns lugares famosos são: Qualicum Beach, Parksville Beach, Harling Point em Esquimalt, Cattle Point e Clover Point em Victoria.

Arquivo pessoal – Qualicum Beach

5. Praias urbanas e selvagens

A ilha tem uma grande diversidade em tipos de praias que vão desde urbanas e de fácil acesso, como a Willows Beach, em Victoria, e Parksville Beach, em Parksville, ou praias mais selvagens e não tão populares, como a Botanical Beach em Port Renfrew e a Pachena Bay, no Pacific Rim National Park. Para os surfistas, a região de Tofino e Ucluete são um paraíso com várias opções para os iniciantes ou os mais experientes. Já as famílias com crianças podem contar com opções como: Cadboro Bay, Witty’s Lagoon e Gonzales Bay.

6. Árvores gigantes

Quem vem à ilha não pode deixar de visitar as árvores gigantes com cerca de 800 anos. Para preservar essas joias da natureza. a província da Colúmbia Britânica criou parques provinciais. O mais famoso e de fácil acesso é o MacMillan Provincial Park, onde fica a famosa florestal Cathedral Grove. Outro parque que eu recomendo, mas que tem difícil acesso, é o Avatar Grove. A floresta nesta região foi declarada fora dos limites à exploração madeireira em 2012 e o The Ancient Forest Alliance tem está na vanguarda de resgatar e proteger esta área de 50 hectares de floresta com árvores gigantes.

Arquivo pessoal – Avatar Grove

7. De atividades ao ar livre a degustação de cerveja

Devido ao ecossistema diversificado, a ilha oferece diversas opções de atividades ao ar livre, como fazer trilhas, andar de caiaque, escalar as montanhas, mergulhar ou explorar as cavernas (recomendo visitar o Horne Lake Caves Provincial Park). Agora, se você não tem um espírito tão aventureiro, mas gosta de degustar uma boa cerveja, saiba que a região é famosa pelas cervejas artesanais. Há diversas cervejarias ou os brewpubs esperando a sua visita. Veja a listas dos brewpubs e cervejarias da região no Victoria Beers site e no site do HelloBC.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui