Chile – Como é Morar em Santiago

427
9017
Advertisement

Sigo várias comunidades brasileiras no Facebook e me surpreendo com a quantidade diária de pessoas dizendo que cansaram do Brasil e pensando no Chile como uma das possibilidades de país para migrar. Sério! Acho que diariamente são umas quatro pessoas com perguntas muito vagas, do estilo: quero sair do Brasil e mudar para o Chile. Como é a vida aí?

Quase sempre eu respondo, mas tem dias que me dá piripaque só de ler. Tá certo, hoje em dia o Brasil está longe de ser um paraíso, apesar da geografia e natureza privilegiadas. O ser humano no nosso país está “evoluindo” e a violência assola, principalmente (mas não exclusivamente), as grandes capitais e a vontade de fugir pra ter uma vida melhor é mais do que normal.

O que me deixa maluca é a falta de preparo desse pessoal, eu, pessoalmente, quando decidi vir pra cá, tinha muita bagagem anterior. Pra começar, conhecia Santiago de cabo a rabo nas estações mais extremas (verão e inverno), tinha onde ficar quando viesse, tinha documentação quase que instantânea e faculdade terminada. Fora a rede de apoio familiar, o conhecimento sobre as comidas e as bebidas típicas e a melhor desculpa do mundo para mudar de país: o amor. E ainda assim juntei uma bela grana para me virar por uns seis meses sem trabalho (afinal, nunca tinha trabalhado no Chile, e sabia que aqui o famoso “Quem Indica “ também é muito popular), legalizar documentos de estudo, e para qualquer emergência dental (dentista aqui é coisa de luxo) e médica (que também não é barata).

Portanto, se você chegou aqui procurando informações sobre morar aqui em Santiago, direi o que costumo dizer para quem me pergunta:

Morar no Chile é bom?

É ótimo, mas você precisa se adaptar e pode ser um processo muito difícil. Se você ama o calor, tome cuidado, aqui é frio e/ou cinza desde fim de abril até meio de setembro, com algumas exceções.

 

Como é o mercado de trabalho?

Depende da área que você atua. T.I. é uma boa, a área de mineiração e tem algumas outras que estão em alta, mas não venha se só tiver ensino médio ou técnico. Aqui está cheio de gente com esse perfil e eles tem  documentação pra começar a trabalhar imediatamente, você não. Para saber mais sobre os salários e ofertas de trabalho, sempre indico o site Laborum.

Saiba que aqui no Chile não tem “jeitinho”. Emprego só com documento em mãos. Inclusive, a tendência no momento é que as empresas só empreguem com visto definitivo, com temporário, só se eles REALMENTE precisarem de você.

Lugar para ficar?

Valores, como no Brasil, variam com a localização. Tem de tudo! Mas para alugar casa ou apartamento, a maioria pede documentação, mês de garantia e aval (muitas vezes só aceitam chilenos). Quem está chegando prefere alugar um quarto, porque é menos burocrático. Pra saber mais sobre valores, o site ideal é do Portal Inmobiliario.

viver_em_stgo

Custo de vida?

Muito similar ao de São Paulo, ou seja, caro. Carne aqui é beeeem mais cara do que no Brasil, sair para comer fora, num restaurante legalzinho também pesa no orçamento. Para ter um parâmetro, entre no site do supermercado Jumbo . É um supermercado dos mais caros, mas dá para ter ideia dos valores por alto.

Qualidade de vida?

Muito boa em diversas partes, mas não se engane, que o Chile também tem desigualdade social. A grande diferença é que tem bem menos miséria. Acho que até pelas temperaturas muito baixas no inverno, seria muito inumano deixar as pessoas assim, na rua. Se você é animalista, prepare-se pra sofrer horrores! Santiago é uma das cidades com a maior quantidade de cães de rua e abandonados que eu já conheci (sim, abandonados! Já achei Pastor Alemão, Husky Siberiano e Labrador aqui perto de casa). Apesar do Brasil ter mais verde natural, a quantidade de parques (lindos) por aqui é muito agradável. Tanto que as pessoas costumam fazer piqueniques e dormir sestas deitados na grama.

viverstgo2

Se depois de analisar tudo isso e muito mais e se sentir preparado pra uma aventura, venha! Será muito bem vindo e a comunidade brasileira aqui vive inventando coisas para ficar com menos saudades de casa. Mas venha sem fechar as portas de casa, sem falar mal de onde veio, com o coração e mente abertos. Até porque, muitas vezes o problema, não é o país onde você more e sim o tipo de mentalidade que você tem.

Ah, e só para efeitos de comparação (e fruto de minha mera observação), de cada quatro brasileiros que perguntam sobre a vida no Chile, dois deles realmente decidem morar aqui. Um deles vai terminar voltando pra casa, cedo ou tarde. Se vai dar certo ou não, vai depender muito de você, da sua força de vontade, espírito de superação e facilidade de adaptação.

427 Comentários

  1. Concordo com tudo que disse!!
    Eu vim com meu marido a um ano e meio,ele a trabalho , e posso dizer que nao foi muito dificil me acostumar aqui.amo de verdade quase tudo,o meu maior problema e com as pessoas,sao muito frias e p fazer amizade e quase impossivel se vc nao tiver alguem do meio p lhe apresentar.
    As mulheres principalmente,acho ke elas tem ciumes ou medo de nos brasileiras.
    Mas estou feliz aqui e nao penso em voltar p o Brasil.
    Recomendo!!!

    • Que bom que a adaptação não foi difícil pra vc. Realmente, aqui as mulheres costumam ficar bem ressabiadas com a gente, mas a “culpa” é um pouco da “fama internacional da mulher brasileira”. Mas com o tempo elas percebem que ainda tem muita mulher brasileira que se dá ao valor que merece. Eu tb recomendo o Chile, mas não é um país fácil, não. 😉

      • Boa Noite Joy!

        Sou psicologa trabalho no Brasil minas gerais e estou pensando muito a morar no chile , estou indo a passeio julho de 2015.Gostei muito das suas colocações no Blog, saberia me enformar sobre os psicólogos de Santiago? Ou alguma referência de como encontrar.
        Grata pela atenção.

          • Boa Joy!

            Obrigada pela dica. Entre seus contatos teria alguma psicologa para saber como funciona o trabalho aí. Vou aí em julho com meu marido a passeio, teria como falar com Você? Você tem feice?

            Grata,

            Grata,

          • Elisangela, sugiro que você entre em alguma das muitas comunidades de brasileiros morando no Chile para verificar se há algum psicólogo, na minha rede de contatos direta não tenho ninguém para te indicar. Meus contatos estão todos aqui no meu perfil do blog, sempre respondo às dúvidas e comentários aqui no blog e no meu inbox. Abraços.

          • Bom dia Joy!

            Obrigada pelas dicas. Estou tentando algum contato com a comunidade brasileira, mas ainda não consegui. Você teria alguma Dica? Já liguei para o consulado e também não souberam me Indicar.

            Grata pela atenção.

          • Este ano foi MUITO quente… até durante a noite a temperatura se manteve alta durante vários dias. E é bem seco também. Mas teve uns dois dias meio malucos no meio, até uma chuva de granizo, com raios, relâmpagos e trovões!

          • Olá Joy!

            Só mais uma informação. Como faço a ligação para o colégio de psicologia chile? O número é (02) 22746997.

            Grata,

          • Joy Matta, no comentário [fevereiro 26, 2015 em 12:08 am] você disse “Este ano foi MUITO quente…”. Quanto seria esse quente? 30°, 40°? Abraço.

        • Bom dia Joy!

          Acho suas dicas muito interessante. Te perguntei pelo clima , pois eu gosto muito de frio.Estou tentando contato aí para talvez ir no ano que vem, você acha que eu teria alguma chance? Aqui eu trabalho sou casada , tenho três filhos 22, 19 e 15. Mas Não gosto daqui. A princípio pensei em ir só.

          Grata pela atenção,

          • Elisangela, mudar de país não é fácil e não é pra todo mundo. Envolve muita coisa… tem a questão de adaptação, tem idioma, tem clima, tem visto, emprego, saudades, medos….
            É difícil avaliar se alguém tem mais ou menos chance do que outros sem conhecer. Depende de motivações pra sair do país, depende do tipo de ligação que tem com o país onde vai morar, da proximidade que se tenha com a família…
            Desta minha distância, só posso orientar naquelas áreas que conheço e desejar a sorte pra cada um que decide vir para cá.

            Espero que você tome a melhor decisão para si mesma.

            Abraços.

          • Boa noite Joy!

            Quero te agradecer , através do contato que você me passou consegui cocontato.obrigada

          • Boa tarde Joy!
            Depois da minha visita a passeio em julho , estou me planejando para voltar em agosto para ficar três meses. Estou indo com contato colégio de psicologos. Bem gostaria de ter uma noção em reais qual é a média de um lugar pequeno em santiago? Ou um contato , o que você deixou no Blog não consegui acessar.

            GRATA
            Elisangela

          • Elisangela, isso varia especialmente de acordo com o bairro. Veja em Portal Inmobiliario ou procure por apartamentos mobiliados em diferentes pontos de Santiago. Pra saber a quanto está o cambio aproximadamente, veja em sites de casas de câmbio que trazem calculadoras. Também avalie a possibilidade de dividir apartamento com alguém em Comparto Depto.
            Espero que sejam informações úteis pra você!

          • Boa noite Joy!

            Obrigada pelas dicas , teria algum bairro muito perigoso que eu não deveria olhar, e um bairro Bom com ótimos precos?

            Grata,
            Elisangela

          • Elisangela, bairro mais afastados do centro costumam ser um pouco mais perigosos, tipo La Granja, La Pintana, La Pincoya… outra dica é que se diz “villa alguma coisa” tb pode se tratar de uma área mais conflituosa. Morei em Estaciòn Central quando recém cheguei e apesar de todo mundo falar que era perigoso, nunca vi nem aconteceu nada… só que realmente é uma área mais “escura” da cidade…. Agora em relação à preços, nao posso te ajudar além de indicar os sites de busca de imóveis porque há anos que não alugo. Abraços.

          • Joy, como você já passou por esta experiência o que você me indica procurar o local aí ou já ir Combinado? Bairro providência e Bom?

            Grata,

          • Elisangela, na verdade, nunca passei por essa experiência. Se você ler alguns de meus outros textos, descubrirá que na verdade eu tenho parte da família chilena e nunca precisei sequer ficar em hotéis em Santiago. Quando vim definitivo fiquei com uma tia, depois com um tio e logo em seguida fui morar com o namorido. Sempre tive documentação chilena e nunca tive problemas pra alugar porque trabalhei sempre com contrato e tinha tudo o que me pediam pra alugar… Providencia é ótimo, tem diversão, transporte, clínicas e hospitais….

      • Ja morei em san francisco de mostazal, amo as pessoas sao super queridas e educadas, ano que vem pretendo voltar a viver no chile en valparaiso

      • Adorei as informações Joy, muito bom mesmo seus conselhos, mas tenho que falar que, aqui no Brasil “foi” um país maravilhoso, antes ninguém cogitava a ideia de sair do Brasil, hoje sem hipocrisia nenhuma, de 10 pessoas que pergunto, 7 querem sair do Brasil. Não que a vida em outro país vá ser maravilhosa, teremos muitas dificuldades, mas sempre é preciso tentar. Assim como você e seu marido tentaram e hoje obtiveram sucesso.

        Abraços e muitíssimo obrigado por sempre postar informações de suma importância para muita gente.

        • Olá Wandemberg, obrigada por deixar seu comentário por aqui. A tendência dos brasileiros querendo sair do país têm aumentado realmente e isso se vê na quantidade de consultas que eu e as demais colaboradoras pelo mundo recebemos dia a dia.
          Acho que realmente não todos estão preparados pra perceber que qualquer lugar do mundo tem as suas dificuldades, e por isso, quanto mais informações houver sobre o novo país onde se quer morar, melhor.Até porque, se não atingirem seus objetivos, o regresso pode ser ainda mais duro do que a saída. Ou ainda pior, a pessoa pode insistir em dar murro na ponta da faca e passar maus bocados só pra não assumir que não deu certo fora do Brasil.
          De qualquer forma, meu caso não é bem esse, meu marido é chileno, eu vim pra ficar com ele por outro motivos. Meus riscos foram de outro caráter, como você pode ler em textos anteriores aqui e aqui.
          Abraços!

          • Joy sabe o que está acabando com a vontade do brasileiro de viver no Brasil e lutar por um melhor país? não eh grana, trabalho, diria que não eh nem a economia e a política e sim a INSEGURANÇA… Quando vc tem uma arma apontada para sua cabeça ou pior, de um ente querido, vc repensa diversas coisas e sim, pensa em ir embora…

          • Oi, Clau. Acho que na verdade é bem difícil generalizar (mesmo que a maioria o acabe fazendo, incluindo esta que vos escreve), cada pessoa que sai do país tem seus motivos, todos válidos porque cada qual sabe quais sao suas prioridades para encontrar a tao sonhada qualidade de vida. Aconselho a ler meu texto sobre criminalidade aqui no Chile. Abraços

          • Oi Joy! Já li o post sobre criminalidade! 😉
            Então… mas, aqui, em cidades como Rio e SP estamos sim vivendo um epidemia de violência.. vidro polarizdo aqui eh quase tão comum como pneu e volante rs…
            Eh impensável sair por ruas de bairros comuns, após certo horário…
            Não quis generalizar não… mas, eh notável que diversos expatriados citam, via youtube/blog/etc, essa como sendo uma razão realmente determinante para partir… na vdd.. acho que está implícito na busca por qualidade de vida! 😉

      • Olá ,Joy tudo bem ?
        Resolvi dar uma pesquisada sobre a vida no Chile, porque tem um casal q está indo pra aí. Ela é mãe do meu neto. Espero que eles estejam certos sobre essa decisão . Pois , ela está deixando o menino e arriscando a sorte. Dizem q vão a trabalho.

    • tenho vontade de mudar do brasil, sou biologa formada (licenciatura), sou formada em tecnica de segurança do trabalho, sou designer grafico e sou operadora de telemarketing. será quw tenho chance de algo por aí?

      • Olá, Susana. Dessas três profissões que você cita, a que paga melhor é a de técnica em segurança do trabalho, mas não sei como é a área para estrangeiros. Sei que em telemarketing aparecem avisos procurando pessoas que falem português, mas comentam que o salário é o mesmo do Brasil.
        Eu aconselharia ver os links do texto e procurar mais informações sobre essas duas áreas e pesquisar bastante antes de tomar a decisão definitiva.
        Boa sorte!!

    • oi joy, sou brasileira e adorei a realidade na qual voce descreveu em seu blog, tenho estudado a mesma possibilidade.. sair do brasil e ir morar no chile! kkkk mais pretendo levar capital para montar uma doceria, onde abriríamos meio expediente mais o principal seriam encomendas para bolos fino como casamento e festas infantis..a violência e todos os noticiarios diários tem me enojado infelizmente da minha pátria..aqui no brasil o senso de patriotismo está zero, o que é infeliz mas…sou biomedica especialista em bioquimica e dna, tenho uma fabrica de moveis hospitalares, e meu noivo advogado…e mesmo assim estamos dispostos a deixar tudo para traz e ter uma vida mais leve, mais..feliz! possa se dizer assim ai no chile e trabalharmos juntos no que gostamos DOCES! voce poderia nos ajudar a ver se esse sonho é viável.. em setembro estaremos por ai para conhecer..podemos continuar nos correspondendo, add meu face é o [email protected] obrigada

      • Raisa, quando se abre qualquer negócio o importante é pesquisar o mercado, especialmente quando vai ser feito em solo estrangeiro. Aconselho a pesquisar bastante sobre esse mercado por aqui, verificar preços de tudo o que vai precisar pra abrir a empresa e observar os competidores. A mudança de país, pra ser feita com segurança, também significa uma boa dose de pesquisa. Recomendo a ver a realidade chilena com seus próprios olhos, mas se o interesse é mudar pra cá, venha com olhos racionais e não somente de turista. Como disse, veja bem quais são suas necessidades e bata bastante perna por aqui pra ver como é o mercado ao qual você tentará entrar.
        O Chile é tão burocrático quanto o Brasil quando se refere à abrir empresas, com a diferença que aqui a fiscalização é BEM mais pesada, portanto indico a leitura e pesquisa no site do Servicio de Impuestos Internos.
        Espero ter ajudado. Boa sorte!!

  2. Muito bom, e eu fui um desses chatos que resolvi escrever pra vc perguntando algumas coisas. Rsrssrsr
    Mesmo assim irei pra Santiago passar 4 meses, é melhor assim, pois daí vou ter uma visão além do turismo, já que ir como turista é uma coisa, morador é outra bem diferente. Quando turista, de primeira passagem então, tudo é lindo e maravilhoso!
    Vou sentir o inverno de Santiago, seu transito, sua população, o cotidiano dessa cidade e vamos ver oq vai ser no final.
    É uma boa dica que eu dou a quem quer conhecer um lugar melhor: alugue um quarto, faça um curso (de preferência do idioma do país escolhido), estude a história e as leis do local, a cultura, escute as músicas nas rádios, assista os programas da tv, leia livros sobre o local ou q se passam nele, enfim, tem q viver, no final ou vai ou volta.

    • Chato nada…. só fico meio pasma quando sinto que há muito pouca cautela por parte da pessoa que quer sair do Brasil. A possibilidade de quebrar a cara em outro país (não somente no Chile) existe sempre e é grande. Acho negligente falar “vem pra cá! É o paraíso!” sem dizer o lado mais complexo do assunto. Sou das que pensa que melhor se preparar para o pior, mas esperar pelo melhor, uma esperança mais realista, digamos assim.
      Quanto às suas dicas, concordo total e completamente. Especialmente no que se refere ao idioma, até porque, como vc deve ter percebido, aqui no Chile, o espanhol que se fala é bem diferente ao da Argentina ou da Espanha…. E quanto mais se sabe sobre o país, mais fácil é entender certos comportamentos sociais, sendo menos chocante o período de adaptação. Espero que o Chile te acolha de braços abertos. E já sabe que pode contar comigo se precisar de mais ajuda 😉

      • Ohhh Joy!! Obrigado por tudo.
        Eu vou sabendo que vou aprender o espanhol clássico na universidade, mas esse espanhol chileno, realmente se aprende na marra. Eles falam outra língua praticamente, nunca me esqueço de quando estava na fila do supermercado e tinha um senhor um pouco alto demais, borracho msm, digamos a verdade e começou a conversar comigo. Olha, só entendi a parte de quando ele olhou pra mim e viu o protetor solar na minha mão e perguntou se eu ia pra piscina, e depois quando ele passou a garrafinha de whisky dele e faltaram 200 pesos, e ele me pediu. O resto da conversa, eu boei legal. O pior era olhar em volta e ver todo mundo rindo.
        Me senti na China! kkkkkkk
        Hoje, depois de muito ver algumas novelas on-line, escutar a rádio, assistir filmes, já entendo várias coisas, já sei o significado de várias gírias, sei que não posso sair chamando ninguém de “wéon” por aí, se eu não tiver intimidade com a pessoa, enfim.
        E tem outras barreiras além da língua tbm, que vc melhor que ninguém sabe Joy, mas acho que há de se vencer o medo e a preocupação, e mesmo as coisas ruins tentar transforma-las em aprendizado.
        Mas concordo com vc sempre, quando diz que não ache que vá encontrar o paraíso, pq realmente nem tudo é perfeito. Ainda mais pra quem foi e já está acostumado a outra cultura, o choque sempre é grande.
        E ótimo post, como sempre, tinha esquecido de te parabenizar. Rrsrsrss
        Vc como sempre entregando matérias bem realistas e ótimas! ;D

          • Boa noite Joy Matta, eu brasileira e meu marido português, atualmente morando em Canavieiras sul da Bahia. Estamos pesquisando alguns lugares para morar fora do Brasil e de início, pensamos no Peru, depois veio o Chile.Somos aposentados e queremos um lugar bonito, de praia, bom peixe, bom vinho, como você já vive aí, pode nos dá mais detalhes? Desde já, agradecemos imenso. Abraço.

          • Olá, Maria Cristina, eu moro em Santiago, nunca morei em nenhuma das cidades de praia, mas sempre ando de visitas por aí. Dizem que a qualidade de vida aumenta, assim como o custo dela. Não esqueça que o Oceano Pacífico é vários graus mais gelados do que o Atlântico. Já os vinhos, não tenho nada a dizer, pra mim, são os melhores da América Latina. E os preços são mais do que acessíveis!
            Para detalhes sobre visto entre no site da Extranjeria ou em Chile Atiende.
            Espero que tenha ajudado.

  3. Obrigado, Joy! Vc conseguiu resumir em uma página muita coisa, confirmando o que eu já havia pesquisado antes sobre morar no Chile. Eu planejo estabelevr residência no Chile, mas não pretendo procurar emprego logo de imediato. Talvez nunca procure pq sou tradutor e sempre trabalhei de casa, coisa que pretendo continuar fazendo. Continuo, porem, sem uma solução segura para garantir meus recebimentos já que existe grande burocracia para abrir conta em banco no Chile. Também não sei como ficaria minha situação para conseguir um visto permanente ao trabalhar só recebendo de fora (do Brasil). Eu pretendo estudar espanhol é claro, mas também penso em dar aulas de Inglês para ter uma atividade a mais (como vc deve saber, tradutor é que nem vampiro, ficando dias sem sair de casa). Eu sei que só indo mesmo para passar uma temporada que se pode saber realmente se vale a pena. Minha razão de querer mudar? Estou farto da falta de segurança, a corrupçãoe, e o jeito Brasileiro de fazer as coisas, que tem sido muito em detrimento do que é correto e justo. Por isso, eu lhe pergunto, o Chile é mesmo melhor nesse sentido ou seria uma ilusão?

    • Existe o que se chama “Cuenta RUT”, que vc pode abrir assim que sair a sua documentação chilena. Tem lá suas limitações, como não ter cheques ou cartão de crédito, somente de débito, mas pelo menos assim vc “ingressa” ao sistema bancário. Sendo um cliente regular, fica mais fácil falar com o gerente e pedir pra passar a ser correntista. Se vc for dar aulas e tiver contrato ou se decidir dar nota fiscal, fica mais fácil de abrir conta corrente porque aí vc terá como demonstrar que recebe um salário (mesmo que variável) mensal. O “jeitinho” aqui quase não existe, a segurança é maior no sentido que não há tanto roubo à mão armada, mas ainda assim ocorrem muitos furtos. Há corrupção, mas a transparência é maior aqui e está mais acessível ao público geral. Os chilenos também costumam ter uma melhor memória política do que os brasileiros, mas ainda assim, não se pode esquecer que o Chile é também um país de terceiro mundo, que tem muito caminho pela frente 😉 AH, e não posso deixar de falar que não há paraíso que seja perfeito para todos. O que é bom pra mim, nem sempre é pra você. Custou, mas hoje eu posso dizer que o Chile me agrada muito e não teria problemas em viver aqui o resto de minha vida.

  4. Sempre, desde pequena quis sair do Brasil, não consigo gostar daqui. Morei 7 meses no Santiago, por meio de intercâmbio e achei o lugar maravilhoso, nunca havia considerado Chile como um lugar para se morar, afinal o que se fala do Chile no Brasil é o Futebol e os terremotos. Quase não fui, pensei que ia dar na mesma, Brasil, Chile, Argentina, que tudo era a mesma coisa. Mas é muito diferente, muito mesmo, eu me surpreendi, me surpreendi demais. É tudo como você falou, não da pra ir de mãos abanando para la, mas eu acho que isso não da para ir para qualquer lugar, se não pode passar o resto da vida trabalhando como lavador de pratos. E não pense em fazer faculdade la, não tem universidades públicas e o ensino é muito caro, meus colegas Chilenos diziam que os pais deles guardavam dinheiro desde que nasceram para pagar a educação deles. Só não achei a comida cara, acho muito mais caro comer no Brasil, e as mercadorias nos mercados eu também achei muito mais baratas, gastava quase a metade do que gasto aqui no Brasil. Mas é um bom lugar para morar, é lindo. E gente eu sou maravilhada pela natureza e climas desérticos, então assim, todo dia eu acordava abria as cortinas e dava de cara com a cordilheira e sério, sempre me caia uma lagrima, é lindo demais, e no meu ponto de vista muito organizado. Eu amo Chile, é minha segunda casa, quem sabe depois de me formar não estou indo para la.

    • Eu também acho que não dá pra ir de mãos abanando pra lugar algum do mundo, mas tem MUITA gente achando que é só vir com dinheiro suficiente pra fazer a documentação e uns dois meses de aluguel. A realidade é que o tempo de espera do visto pode chegar até à seis meses! E cada vez fica mais difícil achar uma empresa que contrate com visto em trâmite. Quanto à educação isso ainda vai render um post mais elaborado porque, realmente, faculdade aqui é luxo. O pé de meia universitário do filho já começou e ele não tem nem dois anos! Meu marido ficou endividado por causa de estudos e não quer que a história se repita. Quando voltar, avise!!! 😉

  5. Oi Joy! Excelente dicas…
    eu morei em Santiago e posso te dizer, não me adaptei. Não gostei do jeito do povo, sofri demais com os animais de rua (pois é, sou umas das animalistas com 2 vira-latas em casa rs) e pirei com o clima seco! É incrível como as impressões de quem vai a Santiago como turista podem mudar radicalmente. Foi o meu caso. Toda aquela hospitalidade e simpatia do santiaguiano não foi o que encontrei quando virei moradora. Infelizmente encontrei muito preconceito, uma população extremamente classista que nem sequer dá “bom dia” pro porteiro. Sei que não podemos generalizar, encontrei chilenos incríveis, mas a grande maioria tinham suas origens no Sul e Norte do país.
    Como você disse, morar em Santiago não é simples e exige preparação.
    abs

    • Pois é Chris…. e é um pouco assustador perceber que tem um pessoal querendo vir morar aqui e mal sabe falar espanhol. O despreparo dificulta a adaptaçao (que já nao é fácil)… Quanto ao classismo, isso é um tema que estou me preparando pra escrever em breve, porque tem a ver com história, política e geografia…. 😉

  6. Boa Joy! As pessoas tem muita ilusão sobre o que é ser um expatriado e tendem a fantasiar um paraíso fora de casa. o MUNDO REAL é bem diferente. O despraparo de algumas pessoas às vezes as leva a situações de depressão, desespero e angústia. Não existe lugar perfeito, a responsabilidade de fazer do nosso entorno um lugar melhor, é nossa mesmo.

    • Pois é Fabiana…. a gente sai do país por diversos motivos, mas nunca passa pela nossa cabeça que temos que nos preparar MUITO emocionalmente!!! E precisamos nos preparar ainda mais pra voltar, nao é mesmo??? Beijos!

  7. Suas dicas são ótimas, já estive 5 vezes nessa cidade, no verão, primavera e outono…não gosto do frio, mas acho q encararia para morar ai. Minha última viagem foi por amor….mas infelizmente tive uma decepção, mas ainda tenho vontade de morar por ai, você sabe se tem brasileiros que dividem quartos?
    Obrigada!

    • Tem um site http://www.compartodepto.cl que é bem utilizado pelo pessoal por aqui. A maioria dos brasileiros que compartem apartamento é depois de um tempo, quando já se conheceram por outros meios e pelo menos um deles tem documentos chilenos, porque cada vez é mais difícil alugar um apartamento sem isso. Tem ene comunidades de brasileiros morando aqui e volta e meia alguém posta uma vaga para dividir apartamento. Sempre há possibilidades, é só ficar de olho 😉

  8. Ei, Joy. Gostei muito do site e cheguei aqui procurando mais informações sobre a vida em Santiago. Gostei da forma como lida com as delícias e dificuldades de se morar fora do Brasil. Estou de mudança para a cidade com meu marido, onde devemos ficar, a principio por um ano. Ele vai a trabalho e eu quero aproveitar para estudar. Gostaria de uma indicação de um bom curso de espanhol. Além disso, se tiver também indicações de bons cursos na área de comunicação, também me ajuda, pois sou publicitária e quero aproveitar também para fazer cursos na área. Muito obrigada.

    • Bárbara, que bom que vc gostou do site. Espero que você goste de Santiago. É uma cidade linda para morar. Curso de espanhol tem vários. Um dos mais tradicionais é a Escuela Bellavista. O único porém é que a maioria das escolas com cursos de espanhol tem sua didática voltada para pessoas de língua inglesa ou francesa. Se você prefere algo mais direcionado, há uma boa oferta de professores particulares (que montam pequenos grupos ou dão aula somente para você) e cursos apoiados pela embaixada brasileira (como o CCBRach). Quanto aos estudos formais pra você, eu aconselho ver desde já a legalização de seus documentos da faculdade porque metade do processo é feito no Brasil. Não se esqueça que aqui todas as Universidades são pagas e não é lá muito barato. Eu aconselho ver o site da UNIACC, Universidad de Pacífico e Universidad del Desarrollo que são as melhores na área de comunicação. Sempre tem os diplomados das tradicionais Universidad Católica e Universidad de Chile, que sao cursos mais curtos e cabem dentro do seu cronograma. É um prazer ajudar e seja bem-vinda!

      • Joy, muito obrigada pelo retorno. Muitas dicas, legal demais =))). Me tire uma dúvida: O que você chama de ver a legalização dos meus documentos de faculdade seria solicitar a tradução dos meus diplomas para o espanhol? Preciso fazer mais alguma coisa aqui? Meu curso e pós foram feitos na PUC daqui, você sabe se existe alguma relação entre as universidades daqui e aí? Muito obrigada e um beijo.

        • Eu sou formada em Jornalismo e nao precisei traduzir nada para o espanhol…. o caminho que eu segui foi: Certificado➡reconhecimento de firma➡Itamaraty (ministério de relações exteriores no Brasil)➡Consulado do Chile no Brasil➡Relações exteriores no Chile e…➡Mineduc, mas foi só pra poder exercer minha profissão aqui sem nenhum problema, como não continuei a estudar aqui, ainda não pesquisei com mais profundidade se seria necessário traduzir alguma coisa. Mas caso seja, a tradução pode ser feita aqui, diretamente no ministério de relações exteriores. A Puc Chile e a do Brasil têm alguns convênios bilaterais, no site deles tem algumas informações: http://relacionesinternacionales.uc.cl/

  9. Olá, Joy amei o blog!!
    Estive em Santiago semana passada à passeio e simplesmente fiquei encantada com a cidade! Lugar alto astral, limpo, de pessoas simpáticas, e, pelo que pude observar, com pouco violência. Como moro numa cidade muito quente, apenas o frio que castigou um pouquinho =D
    Sempre tive vontade de morar fora, mesmo que fosse apenas por um curto período, mas infelizmente não tive a oportunidade.
    Confesso que o pouco tempo que passei também não é parâmetro, como você já falou, para ter a certeza que Santiago é o lugar perfeito para morar, mas foi uma cidade que me chamou muito a atenção e me deixou com o coração apertado quando parti!
    Sou dentista e queria saber mais de você como proceder, nesses casos, para conseguir trabalhar lá e qual a média de salário?
    Obrigada 😉

    • Camila, que bom que você gostou do blog!!!
      Santiago é uma cidade que cativa à primeira vista, especialmente quando é inverno e se vê a cordilheira toda nevada. A beleza é inegável e o cenário faz a gente sonhar um pouco mesmo.
      Não sei como é especificamente para a profissão de dentista, só que o caminho regular, básico para qualquer estudo universitário é: Certificado➡reconhecimento de firma➡Itamaraty (ministério de relações exteriores no Brasil)➡Consulado do Chile no Brasil➡Relações exteriores no Chile➡Mineduc.
      Entendo que a área da saúde tem outros caminhos e nesse caso, eu te aconselharia a entrar em um grupo no facebook chamado Brasileiros no Chile “MIGRAKUT”, pois sei que há pelo menos duas pessoas que são odontólogas e trabalham aqui.
      Boa sorte 😉

  10. Oi Joy amei o blog e principalmente as dica!!
    Estou pretendendo ir mora no chile ano que vem com meu namorado e minha filha, ja fui uma veiz, entendo o espanhol mais nao sei pronuncia-lo, uma vantagem tenho casa prória pois meu pai e chileno , mais mora aqui no Brasil a muitos anos, meus irmãos moram em chile.
    Minha unica preocupação é em relação a emprego para nós e escola para minha filha, Fiquei um pouco com a pé para traz em relação o que você disse sobre o ensino médio e curso técnico, tenho os dois somente Rs.
    Como você tinha dito estou a procura de um futuro melhor, e gostaria de saber se a qualidade de vida e sobre emprego se é parecido ou completamente diferente entre o Brasil e o Chile. Se é melhor ou não??

    • Qualidade de vida, pra mim, é algo quase pessoal. Se bem há variáveis sociais que são comuns à todos: saúde, segurança, educação…. há questões que variam dependendo de suas prioridades: sociabilidade, estilo de vida, etc. A maioria dos brasileiros que moram aqui acham a qualidade de vida superior às de suas cidades natais, mas também há um certo “sofrimento” na adaptação pela forma de ser dos chilenos e pelo jeito que as coisas funcionam (ou não) por aqui, especialmente em Santiago.
      Pra mim custou, mas hoje em dia eu gosto muito e não tenho problemas em me imaginar vivendo aqui a vida toda.
      Quanto à emprego, pra vc que terá documentação chilena por parentesco, não haverá tanto problema, mas pra quem pede vistos provisórios sem vínculo familiar é mais complicado porque a cada dia que passa, as empresas estão ficando mais e mais receosas de contratar estrangeiros sem visto definitivo.
      Há áreas que aqui são mais bem pagas do que no Brasil e outras cujo salário não chega ao mesmo número do que no Brasil.
      E realmente, cursos técnicos aqui são difíceis de validar, dependendo da área de estudo.
      Quanto à educação dos filhos, as mamães brasileiras que vieram morar aqui estão bem satisfeitas com os colégios em geral.
      Pesquise bastante antes de vir, mas só de ter família chilena e lugar pra morar, você tem vantagem sobre outras pessoas que decidiram vir para cá!
      Boa sorte e abraços

  11. Olá Joy Matta, tenho duas dúvidas sobre o Chile.
    1 – Como anda a área de Jornalismo por ai? (Ou de Comunicação Social, aumentando um pouco mais a pergunta)
    2 – As Universidades são boas e/ou tem especialização em Comunicação?

    Atenciosamente,
    João Paulo.

    • A área de Comunicação Social é muito similar à o Brasil, ou seja, tem ainda muito “Quem Indica”, muito salário baixo, excesso de funções, mercado saturado… mas também tem o outro lado, com postos atraentes, possibilidades em Assessoria de Imprensa (uma área bem pouco explorada por aqui), enfim… é uma área que exige muito jogo de cintura pra conseguir entrar.
      As universidade tem boas especializações: a Universidad Católica e Uniacc sao duas das mais recordadas nesse quesito, mas veja bem porque aqui a educação superior é cara e há poucas bolsas de estudo para estrangeiros (a maioria pede visto permanente).
      Mais informações sobre estudo você pode encontrar em http://www.universia.cl
      Boa sorte e qualquer outra dúvida, fique à vontade para perguntar.

  12. olá Joy, muito bom o seu blog mas talvez ele me faça pensar mais sobre minha ida a Santiago.
    Tenho uma namorada chilena e a família dela apoia que eu vá viver lá com eles (ou seja, é como se fosse minha família chilena). Estou estudando letras portugues e penso em ser professor de português no Chile (mas ainda não terminei o curso), será que devo ir assim mesmo? Eu esperaria mais tempo, mas já insistem para que eu vá, o que eu faço?rsrs

    • Olá Fábio, que bom que você gostou do blog, mas ele nao é meu!Somos várias meninas unidas por Ann Moeller. Ela é quem merece todos os elogios. 😉
      Vir para o Chile com um vínculo mais direto como uma namorada facilita as coisas, especialmente em relação à adaptação. Sobre vir sem terminar o curso, acho um pouco complicado. Se bem você vai poder dar aulas particulares, dificilmente será contratado para dar aulas em empresas ou Universidades (que é um excelente nicho). Terminar os estudos aqui, significaria pagar uma quantia razoável, muitas vezes mais altas dos que a no Brasil. Há poucas opções de bolsas de estudo para estrangeiro e muitas delas exigem alguns anos de residência permanente.
      Eu sei bem o que é namorar à distância, pra mim e meu marido foram longos 8 anos, terminamos colégio e faculdade antes de que eu decidisse vir morar aqui. Pra gente valeu a pena esperar terminar um ciclo, cada um no seu país porque a pressão foi um pouco menor.
      Mas cada qual sabe de suas necessidades e seus limites.
      Vale a pena considerar todas as possibilidades, mas só você sabe qual é a melhor decisão. Boa sorte!!

      • Bom Joy obrigado pela sua atenção mais uma vez e parabéns a todas vocês então pelo blog 😉
        Entendo as suas considerações e estou pensando em talvez esperar mais um pouco mesmo, e concordo que realmente uma empresa ou universidade seria um excelente nicho…
        Vou pensar melhor e considerar todas as opções e obrigado mais uma vez pelo tempo dedicado a ajudar as pessoas
        Abraços cordiais!

  13. Só mais uma dúvida: o acordo do Mercosul não facilita a vida dos brasileiros para conseguir o visto de residencia temporaria??? ou seria só lenda isso? hehehe

    • Oi, Fabio, desculpe a demora em responder…. Não é tão dificil conseguir o visto temporário do Mercosul, mas sim estão ficando cada vez mais estritos… o difícil é conseguir o definitivo. 😉

  14. Oi, achei muito interessante seu post, e a simpatia e presteza com que responde as dúvidas.
    Então, pretendo fazer intercâmbio por apenas seis meses (início do próximo ano). Ficaria na em Antofagasta. É bem verdade que o clima frio demais e os terremotos me amedrontam um pouco, mas acredito que a experiência possa valer a pena. A procura por lugares para ficar próximo a Universidad está um pouco complicada.

    • Lucas, se vc vai pra Antofagasta, não se preocupe com o frio! Lá é suuuuper ameno o clima. No inverno é um frio suportável, com mais vento do que frio realmente. Houve há pouco tempo um terremoto no norte e dizem os experts que depois de um grande sismo costuma demorar a acontecer outro de grande nível. O que vc poderá sentir são tremores de menor intensidade. Mas ainda assim não há de preocupar muito, porque apesar do susto, as construções aqui suportam muito bem os sacolejos da terra.
      Um porém é que Antofagasta é uma cidade mais cara, por ser próxima à grandes minas. Mas é uma delícia de lugar. Boa sorte em sua viagem!!!

  15. Fantástico essa disposição e atenção de vocês em ajudar brasileiros em suas decisões de ir para o Chile. Parabéns, meninas, pelo brilhante trabalho. Quem faz o bem, nunca sabe o bem que faz. Um abraço!

    • Zênite, que bonita sua frase!! Vou adotar!!! Eu costumo dizer que faço pelos outros o que gostaria que tivessem feito comigo quando decidi vir para cá. Ainda não haviam redes sociais e as poucas pessoas a quem pedia conselho pintavam o quadro mais bonito ou de um aspecto absolutamente fora de minha realidade… Tento ser o mais racional possível, sempre relembrando que as vivências sao pessoais 😉 Um grande abraço e continue acompanhando o blog!

  16. Gostei bastante do seu relato , já conheço Santiago e outras cidades chilenas o meu marido é chileno e estamos de mudança para Santiago até fim deste ano estou ansiosa demais com essa mudança visto que só viajei para outros países de férias , temos uma vida relativamente tranquila aqui no Brasil , mas meu marido sente muita falta da família o desafio será o de adaptação mesmo para mim viver em outro país e trabalhar , encontrar trabalho será tão difícil ???

    • Oi Hercli! Que bom que vc gostou do texto. Aconselho também a leitura do meu post sobre casamento com chileno (http://www.brasileiraspelomundo.com/chile-casando-com-um-chileno-36114123). Quanto ao trabalho, como disse, depende da área. Enquanto vc tiver o visto provisório fica difícil conseguir um emprego com contrato, mas pelo teu vínculo com chileno, o visto permanente sai com maior facilidade. Além disso, talvez através de conhecidos de seu marido seja mais fácil conseguir um empregador que aceite te contratar mesmo com visto provisório. Nao esqueça de legalizar o seu casamento para poder ter plano de saúde associado ao de seu marido, mesmo que seja pelo governo. Abraços e boa sorte!!!

  17. Muito ótimo tudo que vc escreveu, bem realista. Eu sempre pensei em morar em Santiago, fui 2 vezes a turismo e me epaixonei pela cidade, parques, pessoas, cultura, mas infelizmente não tenho formação superior nem falo espanhol, seria um tiro no escuro, muito embora li antes em posts de outras pessoas que Santiago é mais fácil pra se virar. Aqui percebi que o buraco é mais em baixo… hehehe. Queria te fazer uma pergunta, na verdade 2… em relação ao homossexualismo, existe muito preconceito ? Não me refiro a casais gays que vivem se pegando na rua, isso é péssimo em qualquer lugar do mundo, e sim os mais discretos. Outra pergunta, o ramo farmacêutico é igual o nosso, ou seja, bem ou mal vc acaba comprando algumas coisas que não se pode vender e tals… Meu namorado não é farmacêutico mas trabalha em farmácia há 20 anos, tem muito experiência, por isso as perguntas.
    Obrigado pelo post sincero.
    Abraço

    • Leandro, que bom que você gostou do post e excelente que achou ele realista porque é bem isso que eu tentei passar. Mesmo sendo este um blog que visa as experiências pessoais de cada uma, desta vez tentei ser o mais neutra possível. Afinal, mudar de país é uma grande decisão e se não é tomada com cautela e pesquisa pode virar um pesadelo.
      Em relação à qualquer tipo de preconceito, incluindo em relação à homossexualidade, o chileno costuma ser um pouco hipócrita, o que neste caso pode vir a ser útil até certo ponto. Me explico: a sociedade chilena em geral é das que costuma fazer vista grossa na hora H, mas que adora criticar quando não está todo mundo olhando. Portanto um casal gay não costuma ser incomodado quando passeia pelas ruas de mãos dadas ou demonstrando carinho em público, mas os vizinhos podem “se incomodar” de ter um casal gay morando no mesmo prédio se for uma área “familiar tradicional” (isso eu estou contando com propriedade, aconteceu com um casal de amigas minhas que receberam um “recadinho” no apartamento onde moravam). Aqui também acontecem crimes contra homossexuais e as leis somente agora estão ficando mais rígidas, mas ainda acho que proporcionalmente são mais raros do que no Brasil.
      Os chilenos costumam auto medicar-se demais e as normas são um pouco mais estritas na venda de alguns remédios, mas acontece de conseguir comprar medicamentos sem receita médica em alguns estabelecimentos.
      Espero que te ajude ao menos um pouco estas respostas.
      Abraços e continue a visitar o blog 😉

  18. Olá Joy, gostei muito so seu blog!! Estive no Chile e amei! Estou com muita vontade de morar lá, mas não sei se conseguiria emprego fácil. Sou formada em Economia e em Direito (cheguei a fazer pós graduação) e trabalho na Justiça Federal (técnica judiciária). Também estou aguardando a minha nacionalidade portuguesa, pela parte dos meus pais. Será que consigo ingressar na PDI (policia de investigação) ou outro concurso ou ainda, algum trabalho com carteira assinada? Obrigada!

    • Olá, Drica! Que bom que vc gostou do blog!!! Tenho um conhecido que me informou que quem estuda Direito no Brasil não consegue validar o diploma assim tão facilmente. Há uma série de matérias que se devem cursar novamente já que o sistema legal é bem diferente e, para algumas pessoas, o processo é demasiadamente longo e não vale a pena. Pra trabalhar na PDI é necessário ser chileno, não aceitam estrangeiros. Diversas instituições ligadas ao Governo também exigem a nacionalidade, mas alguns abrem exceções para aqueles que têm residência definitiva há mais de 5 anos ou ainda para os que se nacionalizam como chilenos. Trabalho com contrato não é impossível mas o mercado anda se fechando um pouco e dando mais oportunidades aos profissionais locais. Ainda assim há muitos compatriotas nossos ocupando cargos importantes deste lado da cordilheira, alguns conseguem marcar entrevistas via Skype. É importante saber “se vender”: procurar nos canais apropriados (grandes empresas oferecem vagas nos próprios sites), manter o currículo atualizado (em espanhol), criar network (usar o LinkedIn é uma boa opção) e pesquisar um pouco sobre seu campo aqui no Chile.
      Espero ter ajudado. Boa sorte!!

  19. Oi Joy, boa tarde! Meu esposo e eu estamos há algum tempo pensando em nos mudar para um país (a definir) da América do Sul, e pesquisamos sobre o Uruguai e Chile. Poderia nos indicar (direcionar) um site, um contato (já enviamos algumas perguntas para a Embaixada da Chile) para nos estabelecermos. Eu sou Cirurgiã Dentista (gostaria de montar meu consultório, como legalizar, se é possível…) e ele Engenheiro Civil, temos um casal de filhos. Ano que vem meu filho termina o ensino médio e vai para a Universidade, a minha filha ainda tem 9 anos. Gostaria de comprar uma casa, não há necessidade de ser na capital. Poderia indicar uma cidade que tenha universidades e que não seja tão grande e que tenha uma qualidade de vida desejável?? Gentileza, se puder nos ajudar nessa questão?

  20. Olá Viviane!! Vamos por partes e de trás pra frente. Uma boa cidade pra viver, que tenha boas Universidades e nao seja Santiago é Viña del Mar ou Valparaíso. Por serem cidades litorâneas, o clima é mais ameno e têm menos poluição que outras cidades.
    Para comprar casa teria que ser à vista ou esperar até sair o visto definitivo, já que os bancos não abrem conta corrente sem contrato indefinido e/ou rut definitivo.
    Saiba que aqui não há Universidades grátis e costumam ser beeeem carinhas. Procure pelos “aranceles” nos sites das faculdades pra ter ideia de quanto custaria o curso que seu filho gostaria de estudar. Ainda assim, a educação fundamental e média são de excelente qualidade e entendo que está inclusive mais acessível do que no Brasil, no caso de optar por escolas particulares.
    Quanto à legalização de seus estudos superiores e de seu marido, não sei nada sobre suas áreas de atuação, mas talvez vocês consigam mais informação nos sites dos colégios de suas carreiras (http://www.colegiodentistas.cl/portal/ e http://www.ingenieros.cl/), quanto à carreira de dentista, sei que é possível porque há uns 3 ou 4 profissionais da área atuando em Santiago.
    Nao sei exatamente quais seriam as outras dúvidas que restam em relação à estabelecer-se por aqui, mas o site de governo (do Chile) que explica sobre os vistos é: http://www.extranjeria.gob.cl
    Espero que te ajude. E boa sorte!

  21. Eu namoro um chileno, ele quer casar e quer que eu vá morar no Chile, gostaria de saber como é a área de saúde nesse país, sou técnica de enfermagem, instrumentadora cirúrgica e acadêmica em enfermagem, teria chance de arrumar alguma coisa por lá?

  22. Interessante voce falar de cachorro de rua, os gringos sao a favor de matar esses cachorros entao eu acho que deixa-los soltos vivendo como querem viver sem ninguem botar a mao neles é mais humano que o tratamento da maioria dos outros países… em paises onde o cachorro encontrado na rua vai pra um canil, se ninguem reclamar pelo animal é obvio que nao vao pagar o custo de mante-lo lá por muito tempo e vao sacrifica-lo sem perguntar a ninguem. No Chile jamais permitiriam isso pois as pessoas se importam com os caes e inclusive os tratam bem, nao os molestam e os alimentam o negocio é que cachorro nao é gente e nem todos podem ter casa própria, nao se esqueca que eles nao sao castrados e se reproduzem como coelhos por aí. Gato é igual tambem.

    Vivo no Chile tem cerca de 1 ano, concordo com o que voce disse em relacao a outros assuntos e acho que foi meio superficial sua análise, faltou falar sobre coisas importantes como infraestrutura, comunicacoes, transporte publico e outras coisas que afetam nossas vidas. A cultura das pessoas por aqui é muito diferente da nossa, nao sao relaxados como nós somos em nossas relacoes, sao excessivamente rigidos as vezes com muitas regrinhas e se importam muito com a vida do outro mesmo em um restaurante se voce sacar uma coxinha de frango pra comer com as maos se prepare pra ver muita gente te mirando fixamente…

    Um blog interessante mas falta agregar mais informacoes aí pra quem nunca veio pra cá, suas dicas sao valiosas em relacao a emprego, vim pra cá com visto de trabalho e nao recomendo ninguem vir sem ter um em maos.

    Abs

    • Bom dia Joseph, obrigada por passar aqui pelo blog e comentar. Em relação aos cachorros, o que eu acho terrível é que aqui a maioria das vezes são mascotes que foram abandonados pelos donos. Isso não é nem um pouco humano desde meu ponto de vista. Claro que há muito cachorro de rua que tem “dono”, que são alimentados, cuidados, castrados e vacinados pelas pessoas que moram ou trabalham próximo à onde eles estão, assim como há municipalidades que fazem castração gratuita de cães e gatos para evitar que eles se reproduzam descontroladamente.
      Não sei se superficial seja palavra correta para usar em relação ao texto, mas sim é uma tentativa de dar uma base para quem planeja vir para cá de forma mais objetiva. Claro que há muitos fatores a considerar, como você mesmo disse, mas isso também são temas para outros posts.
      A diferença cultural é um dos pontos que eu mais abordo nos outros textos publicados, mas sempre lembrando que na maioria das vezes é bem complicado manter a objetividade, já que posso falar somente de minha experiência que pode não coincidir com a de outras pessoas. Por exemplo, eu vejo o tempo todo as pessoas comendo sopaipilas com as mãos e não vejo ninguém olhando fixamente, não acho que seria um grande problema se me vissem com uma coxinha em mãos…. Mas sob seu ponto de vista seria assim. Essa é a graça da diversidade cultural e de pensamento! Temos que manter sempre a mente aberta para entender que não temos a mesma bagagem e mesmo que não coincidamos, não significa que um esteja certo e o outro errado: somente somos pessoas diferentes com histórias diferentes e perspectivas diferentes, certo?
      E os comentários também estão pra isso, para que pessoas como você possam dar pequenas dicas que possam complementar o que já foi dito, concordar ou discordar.

      Abraços e espero que sua estadia aqui no Chile seja bem preciosa.

  23. Olá Joy! Boa noite! Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelo Blog! Muito legal para esclarecer as pessoas que não possuem o conhecimento profundo do Chile! Bom, quando estive a primeira em Santiago, me apaixonei!!! achei um lugar incrível, uma pequena Europa na América do Sul…mas…eu tinha a certeza que eu estava vendo os olhos do turista! Então pesquisei muito, vi que a minha profissão era boa para se viver ai (Sou Cirurgião – Dentista especialista em Ortodontia e Endodontia). Então, voltei mais 6 vezes para o Chile, conhecendo o seu interior também! Acho muito importante para quem quer se mudar de país, conhecer outras cidades do país, pois normalmente as capitais não retratam o que o país realmente é! E pronto…me decidi! Fiz amigos, pesquisei tudo muito bem para validar o meu diploma, que diga-se por passagem não é tão simples!!! Pensei…repensei…pensei…rsrs… Afinal eu tenho 12 anos de profissão, com estabilidade aqui no Brasil. Mas o que me fez decidir foi a violência exagerada do Brasil! Fui assaltado com direito a coronhada! Assaltado outras vezes de forma violenta também! Estava quase tudo certo para eu mudar para a Europa, mas a distância desanima! E o Chile no meu ponto de vista, é perfeito! Uma economia estável, e como você mesmo disse: Para quem tem profissão, é um país a se pensar! Enfim…fiz tudo primeiro para poder ir! Concordo com você que o Chile não é um país para aventuras do tipo sub emprego! Ele afinal tem os mesmos problemas pertinentes a nossa América do Sul! Me mudo no próximo mês para Santiago e em breve estarei com a minha clínica! Vai ser um prazer receber você e seu marido para um café!
    Um forte abraço!
    Rômulo.

    • Rômulo, vejo que seu processo em relação à mudança de país está sendo feita do jeito que eu considero correto, pesando os benefícios e consequências. Realmente, para sua profissão, o mercado aqui é muito bom. Sei que há pelo menos 3 profissionais de sua área que ganham um salário que faz valer a pena a distância do nosso país Natal. Sabe que a proximidade com o Brasil é uma vantagem, afinal, são quatro horinhas de vôo e pronto! Dá pra matar a saudade rapidinho. Também fica mais fácil estar presente em datas especiais das pessoas que ficam, enfim.
      Que sua adaptação seja excelente!!!! E pode avisar quando abrir a clínica porque sempre é bom ter um profissional de confiança 😀

    • Olá Rômulo, boa tarde! Desculpe-me pela intromissão. Meu marido é cirurgião dentista, com especialidade em Implantodontia e Reabilitação.

      Assim como muitos brasileiros, também temos dúvidas com relação ao mercado de trabalho. Lendo o seu post, percebi que você também é dentista e ao que tudo indica já está morando aí há alguns meses. Como tenho mais acesso a internet do que ele, tomei a liberdade de te enviar esse comunicado. Se puder me passar seu e-mail para conversarem melhor, ficarei imensamente grata.

      Obrigada, Thais.

  24. Ola Joy! amei o blog, parabens, Tenho muita vontade ou melhor tinha muita vontade de morar no Chile, tenho 21 anos e so o ensino medio e curso tecnico rsrsrs depois de ler o seu blog eu desistir, e melhor eu ir a passeio, se aqui no Brasil as coisas pra quem tem curso tecnico ja nao e tao facil, imagine la

    • Olá Isaac, pois é. Às vezes esquecemos que, por mais que o Chile tenha fama de ser melhor do que o Brasil, há muitas similaridades. Claro que nada é impossível, mas em alguns casos, a decisão de se mudar para cá deve ser repensada e sempre muito bem planejada! Abraços!

  25. Olá Joy! Sou médico e minha esposa é dentista, gostaria de sabe se você tem alguma informação sobre o mercado de trabalho para as nossas profissões, pois estamos pensando seriamente em mudar de País, com certeza antes quero conhecer Santiago melhor como turista, e tentar colher melhores informações! Obrigado!

  26. Olá,vou me aposentar e vou morar no chile,conheço lá,já tive lá 3 vezes e a ultima vez fiquei 3 meses lá.minha esposa é chilena e mora comigo no Brasil.
    Adorei tudo que foi postado aqui,pura verdade,entre as más e as boas coisas,mas o que mais vai ser bom para mim é a segurança e os estudos pra minha filha,isso eu tenho certeza.
    Se vou me adaptar,acho que 100% que sim,pois vou estar junto de minha familia,digo esposa e filha,o resto a gente empurra com a barriga…..

    um abraço a todos e viva chileeee!!!!

    • Isso aí, William!! Pensamento positivo e atitude parecem bobagem mas são extremamente importantes quando mudamos de país!! Muito sucesso pra você e sua família! E sejam bem-vindos!

  27. Olá, gostaria de saber sobre abrir empresa no Chile. Processo de abertura da empresa? Precisa de visto permanente? Aluguel de imóvel comercial, como funciona? Conhece brasileiros que abriram empresa aí? Enfim, quais informações tem sobre esse assunto. Obrigada

    • Olá Tatiana, Infelizmente, não tenho empresa e não sei sobre o processo. Sei que há bastante brasileiros que têm empresa aqui, mas a maioria é pequena e a pessoa já possuía o visto definitivo só não sei te dizer se é coincidência. Para saber um pouco mais, pesquise em: http://home.sii.cl/ Abraços!

  28. Parabéns pelo blog, está me tirando muitas duvidas, pois o destino em 2015 é Osorno no Sul e que mais me preocupa é realmente em relação ao trabalho, uma longa história de amor de que reencontrei o meu grande amor após 24 anos, mas pelo que estou vendo o mais fácil é realmente entrar como turista e depois pedir o visto temporário?? Abraço

    • Olá Roberto!! Na verdade, o Blog nao é meu, somos várias colaboradoras em diferentes países, mas agradeço o elogio 😉 O visto temporário nao é tao complicado, já que há um acordo entre os dois países. No entanto, depois dos últimos acontecimentos políticos em nosso país, vejo muita gente querendo migrar e quando aumenta a quantidade de pessoas de uma mesma nacionalidade solicitando visto, costumam ser um pouco mais rigorosos para dar os vistos. Eu aconselharia a vir antes do inicio oficial do seguinte mandato da presidente. 😉

  29. Olá Joy, como vai? Meu marido está em fase de negociação com a empresa e pode acontecer de firmar a mudança para o Chile. Ele estará empregado, eu não. Temos um filho de 4 anos. Gostaria de saber como é viver no Chile com criança. Minha dúvida principal é colégio, pois em algumas pesquisas percebi que o ensino público se assemelha ao do Brasil (SP no meu caso), porém, colégios particulares tem preços altos. Aqui em SP, na região que moro, está tudo bem caro em relação a colégios período integral (eu trabalho aqui). Fica praticamente inviável eu continuar a trabalhar pq o colégio integral seria pago com quase todo meu salário. Estamos levando tudo em consideração e por isso minha dúvida. Se puder ajudar, eu agradeço muito.
    Estou esmiuçando o Blog, mas já adianto os parabéns e agradeço.
    Aline.

    • Oi, Aline. Tudo bem? Eu sinceramente discordo da afirmação de que o ensino público daqui é similar ao do Brasil. Aqui tem MUITOS BONS colégios do governo, cujas listas de espera são grandes e cujo processo de seleção está cada vez mais estrito. O que acontece é que já faz algum tempo que os próprios alunos têm pedido uma reforma educacional para que todos os colégios sejam bons e não somente alguns, e também para que exista uma melhora na infra-estrutura dos colégios mais tradicionais. E isso, muitas vezes significa que o centro de alunos façam “tomas”, que seriam greves estudantis, atrasando as aulas e coisas do tipo. Meu filho ainda não está em idade escolar, mas o que sei é que a partir do pré (que aqui se chama kinder) a maioria das escolas têm a jornada completa, das 8h às 16h e o que ouço de muitas mães (paulistas inclusive) é que os colégios estão mais baratos aqui do que lá. Talvez seja necessário fazer uma pesquisa em outros bairros, já que isso também influencia no valor das mensalidades.
      Espero ter ajudado ao menos um pouco. Boa sorte em sua decisão. Abraços!

  30. [email protected]

    Por favor, como é o transporte público no Chile para quem depende do mesmo?
    E quanto à Saúde Pública é ruim como no Brasil?

  31. Ola, obrigado por dividir um pouco de sua experiência de vida no Chile conosco. Penso em mudar para o chile quando aposentar, em relação a custo de vida, qual seria o salário ideal para viver ai com um pouco de conforto?

    • Olá Alexsandro. Eu quis fazer este texto com todos os links para ver os preços de aluguel e supermercado porque acho que são onde mais se gasta dinheiro e também porque o quesito conforto e qualidade de vida são, geralmente, coisas bem pessoais. Tem gente que não abre mão de um apartamento com dois banheiros, enquanto outros não vivem sem ir ao cinema uma vez ao mês, para outros a marca de certos alimentos é essencial e por aí vai…. Aconselho a fazer uma compra virtual no supermercado online, ver uma média de valores de aluguel ou venda de propriedades e dar uma “passeada” pelos sites de grandes lojas de departamento como http://www.paris.cl ou http://www.falabella.cl pra ter ideia de preços de eletrodomésticos, eletrônicos, roupas, etc …. Um grande abraço.

  32. Ola,,,não sei se esse é o objetivo do seu site, mas estou a procura de toda e qualquer informaçao a respeito do Chile…eu e tres amigas estamos com ferias marcadas para maio/2015, e uma delas tem amigos que foram para o Chile esse ano, e nos encantou com as fotos. A pergunta é…maio é um mês de clima frio?? e se sim…conseguiriamos nos divertir no Valle Nevado ou Farellones, ou seria pedir demais??? Brasileira…mineiras….queremos neve. kkkkk. Vou continuar passeando pelas suas informações. Abraço.

    • Olá Lorena, o objetivo do site é falar sobre a vida de mulheres brasileiras morando em diversos países do mundo, mostrar um pouco de costumes locais e coisas assim. Não chega a ser sobre turismo, mas não há como não tocar no assunto, óbvio. A sua pergunta sobre o tempo, ultimamente é bem pouco previsível. Quando mais ao fim do mês de maio, mais factível de que haja neve… mas há anos e anos…. às vezes o Valle Nevado começa a temporada no meio de maio, outras vezes só no começo de junho. O aquecimento global prega suas peças por aqui 😉

    • Olá, Liliane, obrigada por passar aqui e comentar. O mercado da área de beleza é bom, mas tem muita concorrência. Tem [email protected] [email protected] e [email protected] que sao bem catalogados e solicitados por aqui. E a comunidade brasileira sempre anda em busca de conterrâneos e conterrâneas para cuidar da beleza. Abraços.

  33. Olá Joy,
    Acabo de ser surpreendido pela empresa com uma transfêrencia para o Chile (Santiago). Resolvi procurar algo, gostei muito do que li no site. Achei bem realista a descrição com prós e contra. Atualmente trabalho em Sao Paulo e gostaria de saber se o estilo de vida de Santiago é semelhante a São Paulo? Eu particularmente nao gosto de São Paulo pelo transito e custo de vida (acho um exorbitante pagar 2500 reais em uma escola mediana aqui – o que pago hoje). Outra questão que tenho é em relação a minha noiva, ela terminou o doutorado no Brasil na área de Tecnologia de Alimentos. Voce sabe se é facíl ela conseguir emprego em Universidade ou continuar os estudos no nivel de Pos Doutorado?

    Muito obrigado,

  34. Boa noite! Tudo bem?
    Ficarei morando temporariamente em Santiago, entre 6 a 9 meses. Gostaria de levar a minha namorada para ficar comigo por um tempo, até o tempo dela como turista expirar, ou se possível, até o meu último dia no Chile. Minha pergunta é: Em média, quanto é o aluguel de um apartamento para duas pessoas em Santiago? Pode ser um apartamento simples, em condições mínimas para uma estadia sem incômodos e sem problemas.
    Se puder me orientar com alguma informação, agradeço muito. Até logo!!

    • Olá, Thiago!! O site que eu indico no texto é o melhor para procurar apartamentos!! Foi através dele que a maioria de meus conhecidos conseguiu encontrar um apartamento com as características que eles precisavam…
      Quanto ao visto de sua namorada, ela pode ficar 90 dias,como turista e pedir uma prorrogação de mais 90 dias. Veja mais informações sobre vistos em http://www.extranjeria.gob.cl
      Abraços!

    • Aquias, obrigada pelo comentário. Na verdade, não posso te afirmar isso com 100% de certeza por dois grandes motivos: tem muita coisa que muda de acordo com a apreciacão pessoal de cada um e porque nunca morei em Curitiba. Se você pretende morar por aqui aconselho a pesquisar muito e vir de visita e ficar um bom tempo analizando a situacão pra ter certeza de que é a melhor opcão. Abracos!

  35. Oi Joy! Muito bom o seu post!!!
    De uns anos pra cá venho sonhando com a possibilidade de morar fora do Brasil, durante um tempo, com meu marido e dois filhos ( 7 e 5 anos ), finalmente acho que a oportunidade bateu a nossa porta.
    Meu marido foi convidado pela empresa que trabalha hoje, para acompanhar uma obra de 2 anos no Chile(Santiago). Esse é exatamente o tempo em que pensei estar fora do Brasil.
    Gostaria de tirar algumas dúvidas:
    Como são as escolas do ensino fundamental, pensei numa escola internacional em turno integral? São públicas ou particulares? Qual a faixa de preço da mensalidades?
    Com relação a moradia, qual site você me indica? Qual bairro você indica?
    Saúde, no Chile a saúde pública é como no Brasil? Você indica fazer um plano de saúde? Qual indica?
    Quero fazer está transição com muita segurança principalmente por causa dos meus filhos, enxergo uma excelente oportunidade para eles!
    Muito obrigada!

    • Olá, Milene! Que bom que você gostou do post e que excelente que o universo conspirou à seu favor e lhes deu essa oportunidade.
      Sobre escolas não posso ajudar muito porque tenho filho bem pequeno ainda e não precisei pesquisar tanto sobre o assunto de ensino fundamental, estamos procurando sobre jardim da infância por enquanto. Mas posso dizer o que observo e o que ouço o pessoal comentar. Neste momento, o país está querendo implementar a educação sem lucro, o que em tese significaria que as escolas e universidades públicas teriam duas opçoes: ser pública (e portanto, gratuitas) ou particulares mas cobrando um valor suficiente para manter o colégio funcionando e não com valores estratosféricos. Na prática a coisa ainda está assim no ensino fundamental: escolas municipais (públicas/gratuitas), escolas subvencionadas (metade do Governo/metade de entidade particular – com matrículas e mensalidades mais acessíveis) ou particulares (que costumam ser boas, porém caras, mas melhor e não tão caras quanto no Brasil, segundo dizem).
      Minhas amigas chilenas com filhos em escola pública não costumam reclamar muito, mas as amigas brasileiras todas têm os filhos em escolas particulares. Não sei se é um temor por pensar na educação que temos no Brasil ou se realmente foi a opção mais válida para o estilo de vida que cada família leva.
      Para moradia volto a indicar o site mencionado no texto: http://www.portalinmobiliario.com e o bairro vai depender de onde seu marido for trabalhar para descobrir o caminho mais viável e com menos trânsito, a partir daí vc pode procurar um colégio para os filhotes.
      Sobre saúde, você pode ler um pouco mais no meu post sobre o assunto: http://www.brasileiraspelomundo.com/chile-como-cuidar-da-saude-24127524

      Espero ter ajudado um pouco. Abraços!

  36. Olá Joy,
    Gostei do post, achei muito interessante e me ajudou.No próximo ano se Deus quiser me mudo para Chile. Há um ano namoro um chileno, já fui para Santiago e ele já veio pra cá. A decisão de vivermos no Chile foi de comum acordo, creio q eu sou mais adaptável a Santiago do que aqui ano Brasil (moro no Paraná ). Eu falo espanhol desde os 12 anos, só foi uma questão de adaptação ao chilenismo, rsrsrs Apesar de ter apoio de nossas famílias, da tranquilidade de me mudar, saber o estamos fazendo e tals eu ainda fico pensando em relação ao emprego. Aqui eu tenho minha profissão e estou terminando minha segunda pós(Sou Assistente Social), não encontro informações sobre como é ir para outro pais e trabalhar, ou ao menos validar meu diploma.Estou me especializando em Gestão de Pessoas e Projetos ( RH), e sinceramente…não tenho a minima ideia de como vou seguir em Santiago srsrs. Contudo, estou muito feliz, meu noivo me apoia e por ele já estaria ai, com ou sem emprego.
    Bom é isso , saber informações de um brasileiro q já esta vivendo esta realidade de viver no Chile é ótimo.
    Um grande beijo.
    Poli

    • Olá, Poliana!!! Obrigada pelo seu comentário! Para saber mais sobre validação dos seus diplomas veja aqui: http://www.chileatiende.cl/fichas/ver/4616 e considere que metade do trâmite é feito no Brasil, portanto, mãos à obra! Quanto ao emprego, sugiro paciência e vir com um pé de meia porque o visto de trabalho demora entre 3 e 6 meses e sem ele dificilmente conseguirá um contrato de trabalho, a menos que seja com o famoso “Quem Indica”.
      Boa sorte e muita felicidade pra vocês!!

  37. Oi, Joy! Primeiramente, gostaria de parabenizá-la pelos seus posts! Dentre os que estou lendo sobre o Chile e Santiago, são os melhores!
    Meu nome é Thaís, sou estudante de Economia aqui no Brasil e em fevereiro estou indo para Santiago fazer um intercâmbio de um semestre. Estou super ansiosa, mas cheia de dúvidas! Hehe Tu saberias me dizer qual a melhor maneira de levar dinheiro para aí? Tenho conta nos bancos do Brasil e Santander, é fácil encontrar agência desses dois? Outra dúvida, o Visa Travel Money (que não é possível carregar em pesos chilenos) é uma boa opção mesmo sendo carregado em dólar? Por fim, vivendo como estudante (compartilhando apartamento, aquelas alimentações de estudante mesmo, sem nada demais ahaha) é possível sobreviver com uns R$ 2.000,00 mensais?

    Abraços!

    • Olá, Thaís! Que bom que você está gostando dos meus posts!!!
      Aqui há somente uma agência do Banco do Brasil, mas na realidade, ela não está interligada ao sistema brasileiro, portanto continuariam a ser saques internacionais, bem como os feitos com o cartão do Santander, que também existe aqui (aos montes), mas também sem sistema integrado. Vale a pena conferir as taxas de saque internacional e envio de dinheiro por empresas estilo Western Union pra ver qual vale a pena. Como faz muito tempo que não utilizo nenhum dos sistemas, não sei quais são as taxas cobradas e não posso te ajudar muito nesse sentido. Pra saber se vale a pena o Visa Travel, dê uma olhada nos indicadores do valor do Real e do Dólar aqui no Chile pra saber se vale a pena a conversão: http://si3.bcentral.cl/Indicadoressiete/secure/Indicadoresdiarios.aspx
      Quanto ao dinheiro mensal a que você se refere, se não me engano, um aluguel de apartamento mobiliado, com serviços, em Providencia está em média a 180.000, se você utilizar transporte público, no horário mais caro ida e volta todos os dias são 42.000 (considerando sábado e domingo, afinal, tem que passear pela cidade também, não é!?), uma refeição em fast food sai aproximadamente 6.000… acima no texto tem os links de supermercado pra que você faça uma compra virtual do que você utilizaria por um mês… e considere que, pelos valores oficiais do dia de hoje, o dinheiro que você menciona são 500.000 pesos chilenos, veja se é uma quantia que funcionaria para seu estilo de vida.
      Seja bem-vinda!

  38. Olá Joy, olha nunca ví uma blogueira tão atenciosa quanto vc, e com artigos tão bem escritos, Parabéns!!!!

    A minha pergunta é a seguinte:
    Sou empresário aqui no Brasil, temos uma rede de hamburguerias gourmet, gostaria de saber, como em tese, faria para abrir um negócio ai??? neste mesmo ramo, bem como, referente a valores de alugueis e concorrentes, o que vc poderia me dizer???

    Um abraço,

    • Olá, André! Desculpe a demora em responder, nao sei muito bem o processo para estrangeiro abrir empresa por aqui, provavelmente você poderá encontrar informações no site do Servicio de Impuestos Internos (http://home.sii.cl/). No site que eu indiquei (www.portalinmobiliario.com) tem como procurar aluguel de locais comerciais pra você ter uma ideia de valores.
      Já quanto ao seu ramo, posso dizer que em culinária, os chilenos costumam ser um pouco fechados, mas receptivos às fusões. Por exemplo,: comida peruana, japonesa e chinesa aqui ganham ingredientes como o abacate ou temperos como o cominho, que são mais utilizados na cozinha e assim os restaurantes ganham mais clientela. Aqui, mais do que o hamburguer, se come muito o “churrasco” que é a carne cortada beeeeem fininha e se colocam vários desses “bifes” e os ingredientes que você quiser.
      Há muita franquia de hamburguerias americanas: Mr. Jack, Johnny Rockets e as fast food mais tipicas: Mc Donalds, Burguer King, KFC….
      Espero que essas informações te ajudem um pouco.
      Abraços

  39. Oii Joy! Gostei muito do seu blog e principalmente a sua atenção com os seus leitores! Eu namoro um chileno há 8 meses e estou tentando me mudar para Santiago no inicio de 2015. Quero fazer um MBA na UAI que começa em Abril porem me preocupa ir sem trabalho. Sou formada em administração com ingles e español fluentes e trabalho há 4 anos em uma multinacional. Assim mesmo, não recebo retorno das empresas para as quais eu mando o meu curriculo, imagino que seja porque eu ainda não moro aí. Qual e a sua opnião: é mais facil ir como “estudante”, começar meu MBA e procurar emprego aí ou melhor esperar um pouco mais e ir com emprego? nao sei se o processo de visto interfere em cada uma dessas opções. Obrigada pela ajuda e parabéns pelo Blog!!

    • Ylenia!! Que bom que você gosta dos meus posts e agradeço seu elogio. O blog não é meu, sou somente uma das colaboradoras, mas todas nós agradecemos todas as visitas por aqui.
      Meu conselho seria não vir como estudante, porque esse é um visto que não permite trabalhar. Eu diria que você deveria solicitar o visto do Mercosul, solicitar a permissão para trabalhar e começar o MBA antes de procurar emprego (até porque a permissão e o visto demoram um pouco pra sair). Te digo isso porque a UAI é uma universidade muito bem vista por aqui e ficaria mais fácil lerem seu currículo com esse curso nele do que somente a formação em Universidade brasileira.
      Claro que isso também significa vir com um pé de meia pra se manter um par de meses enquanto sai o visto, por isso vale a pena investigar um pouco mais a sua área. De repente tem alguma vaga por aí te esperando e nesse caso, meu conselho não seria o melhor caminho a seguir 😉 Boa sorte e seja bem vinda!!!

      • Joy, muito obrigada pela resposta! Eu estou iniciando o processo de validação do meu diploma para poder me inscrever no curso da UAI, estou reconhecendo firma das assinaturas do meu diploma para poder pegar o selo do Itamaraty. A minha duvida é se me matriculando na UAI eu não recebo automaticamente o visto de estudante o que poderia prejudicar minha busca por emprego ai? Por outro lado, eu não entendo o conceito de visto Mercosul, busquei no google mas apenas fala sobre visto de turismo. O que seria o visto Mercosul que você menciona acima e como faço para conseguir-lo? Muito obrigada uma vez mais!!

  40. Oi Joy. Gostaria de saber se o visto mercosul pode ser solicitado no Brasil ou somente aí no Chile e quais as exigências para solicitá-lo e, se com este tipo de visto posso abrir alguma conta seja ela corrente ou poupança. Vou terminar meu curso de biomedicina no próximo ano e, pretendo revalidá-lo para exercer a profissão de biomédico aí no Chile. Sabe alguma coisa dessa área por aí. Obrigado e parabéns pelo blog.

    • Olá Célio, Já me disseram que é possível tirar esse visto desde o Brasil, mas também já ouvi versões de que é mais fácil solicitá-lo estando aqui. Te aconselho a entrar em contato com o consulado do Chile no Brasil para tirar essa dúvida. Mais detalhes sobre documentação no link: http://www.chileatiende.cl/fichas/ver/2419. Infelizmente nao sei absolutamente nada sobre sua área!! Quanto à conta em banco, tendo o RUT (RG chileno) você pode abrir uma cuenta RUT que te dá direito a uma conta básica, com acesso a um cartão de débito.

  41. Oi!
    Sou estudante de história, saberia me dizer se por aí há falta de professores de história? ou geografia e filosofia que são disciplinas afim. Também posso dar aulas de português como fiz na Argentina.
    Como está Santiago para essas áreas?
    Vlw

    • Olá, Chenaokevara, aqui no Chile nao há falta de professores em geral, mas há colégios/institutos/ Universidades que demoram em encontrar profissionais porque oferecem um salário demasiado baixo para uma profissão que deveria ser das mais valorizadas. Aulas de português sem legalização de diploma, somente de forma particular ou em institutos, onde dificilmente você será contratado, meu conselho sempre é: verifique os requisitos para que seu diploma seja aceito aqui (porque normalmente uma parte do trâmite deve ser feito ainda no Brasil), assim aumentam as possibilidades de um contrato 😉

  42. Olá, Joy. Vi no seu perfil que também és jornalista, como eu. Fiquei muito feliz em saber que uma colega de profissão conseguiu se estabelecer no Chile, país que amei desde que coloquei meus pés em Santiago. Tenho muita vontade de morar no Chile e suas dicas foram valiosas na minha decisão. Sou casada. Meu marido também quer morar aí, mas é advogado. Será que há mercado de trabalho para ambos? Tenho espanhol básico e inglês avançado. Agradeço de coração de puder me ajudar dando umas dicas. 🙂

    • Danielle, sou formada em jornalismo, mas não exerço já nem sei há quanto tempo. Não sai do meu perfil porque minha essência ainda é de jornalista: pesquiso, pergunto, analiso, busco, fuço, comento, etc, etc,etc. O campo aqui para jornalistas está igual ao Brasil: muitos formados, poucos trabalhando na área e são menos ainda os que ganham um salário decente. Quanto aos advogados, sei que a validação do Diploma é bem difícil e alguns até dizem que não é possível, mas não sei dizer com precisão. Há uma série de matérias que se devem cursar novamente já que o sistema legal é bem diferente e, para algumas pessoas, o processo é demasiadamente longo e não vale a pena. Mudar de país sempre exige pesquisa, aconselho a procurar no seguinte link: http://www.colegioabogados.cl/ Abraços!!E boa sorte!!

      • Que legal, Joy! Na verdade, sou jornalista mas estou tentando trabalhar em outro ramo. O jornalismo já não me basta. Acho que 15 anos em uma profissão já está bom, rs. Também quero muito tentar morar fora do Brasil e o Chile sempre foi uma opção a se considerar. Obrigada pelas dicas! Abração!

  43. Joy, boa tarde. Sou médico, cirurgião geral e médico legista aqui no Brasil. Tenho 15 anos de formado. Gostaria de saber se você tem alguma coisa para me dizer sobre ser médico ai no Chile ou algum site em que eu possa ter mais informações. Obrigado, Marcelo.

  44. Como é o mercado para formados em licenciatura em computação? penso em sair do brasil pra viver no Chile, mas meu foco seria Puerto montt. Como funcionário publico seria otimo uma transferência, mas acho impossivel. Entao faria uma experiencia de um ano. seria válido?

    • Alexsandro… aí você realmente me pegou. Só conheço Puerto Montt como turista e qualquer informação que eu possa te dar vai ser extremamente superficial.No seu caso, eu procuraria ajuda em redes sociais, tentando contactar brasileiros que moram por lá ou falando com oriundos da região mesmo. Boa sorte!!

  45. Olá Joy! Muito legal e informativo o seu blog.

    Já fui a Santiago como turista e realmente me encantou o clima de fresco a frio (bem diferente de onde moro no interior de SP). Os parques são maravilhosos, percebi que há qualidade de vida. Fiz compras no Jumbo e os preços são bem próximos daqui da minha cidade. A carne realmente é bem mais cara.
    Tenho uma empresa no ramo de TI e gostaria de saber onde consigo informações para abrir uma empresa ai e qual a documentação necessária.

    Joy só com o DNI requerendo aqui mesmo no Brasil é o documento necessário para morar no Chile ou precisa de outros? Caso sim, onde consigo informações para requerê-los?

    Obrigada pelo compartilhamento do seu conhecimento.

    • Olá, Simone, desculpe pela demora em responder. Com as festas de fim de ano fica tudo mais complicado…
      Para abrir empresa, as informações você pode encontrar em: http://home.sii.cl/ ou no site da municipalidad onde vc planeja se estabelecer.
      O nome do documento que equivale ao nosso RG é o RUT, não DNI. Para obtê-lo é necessário solicitar um visto, para o qual é necessário ter um passaporte e me parece que pode ser feito desde o Brasil através do Consulado do Chile, ou aqui, através da Extranjeria (http://www.extranjeria.gob.cl/).
      Pesquise bastante e boa sorte.

      Abraços

  46. Olá Joy, incrível este blog e tópico ! Muito dinâmico e vivo, Parabéns!

    Mas também gostaria de uma ajudinha, hehe. Trabalho há dois anos como engenheiro numa empresa de minerção aqui no Brasil. Fui para o Chile duas vezes a turismo.
    Entretanto para 2015 recebi a proposta de expatriação por um ano (pelo menos), para o escritório de Santiago. pela mesma empresa. Até ai tudo bem: salário interessante, projeto legal.
    Bom, tive a oportunidade de morar quase dois anos fora do Brasil e conheco o clima frio e pessoas “frias”. Mas gostaria de destacar algo que achei muito ruim de uma viagem que é a VOLTA.
    VOLTA? Sim, exatamente, a volta é bem pior que a ida. Pois voce terá amigos, pessoas queridas, andamento numa atividade profissional e namorada, e de repente tudo aquilo escorrerá pelas suas mãos quando você tiver que voltar para o Brasil. Assim foi comigo e achei bem dolorido.
    Bom, e aí está um pouco meu ponto de indecisão a viagem para o Chile. Tenho vinte e seis anos e sou solteiro, e gostaria da opinião de voces para saber se existem vários Brasileiros que vivem no Chile também dessa faixa de idade, assim como o perfil das mulheres Chilenas (também na sua relação com os Brasileiros).
    Não vou tapar o sol com a peneira e deixar de levar em conta relacionamento quando eu me ambientar na terra de Pablo Neruda. Acho que prefiro evitar a dor da VOLTA, e quem sabe não consigo me arranjar pelo Chile mesmo não é ? rs

    Sei que a dúvida é um pouco estranha mais qualquer opinião será de grande valia (=
    Super obrigado e parabénsss !

    • Olá Daniel, temos uma compatriota que está de volta ao Brasil e conta suas dificuldades aqui no Blog. Eu mesma já voltei pra passar uma temporada de dois anos no Brasil com o marido e sei que realmente é difícil.
      As mulheres chilenas são mais fechadas que as brasileiras, mas costumam gostar de brasileiros…
      Eu sou uma pessoa que viveu a vida toda de despedidas e apesar de continuar a odiá-las, sempre as vejo (ou tento) como algo positivo. Acho que essa é realmente uma questão bastante pessoal, porque não há formas de garantir que você vá ou não gostar daqui e/ou que a volta vai ser fácil ou difícil.
      Mudar de país sempre exige muita introspecção e pesquisa, mas a única pessoa que pode decidir se vale a pena ou não é você mesmo.

      boa sorte, espero ter ajudado ao menos um pouco

    • Olá Daniel e Joy.. Sou engenheira, casada, sem filhos, fui ao Chile de férias e me apaixonei pelo Clima, pela cidade, pelo que oferece de qualidade de vida mesmo. Moro no Norte do Brasil, um calor infernal, violência. Quero ir de vez.. não deve ser fácil e nem tenho essa ilusão. Mas quero experimentar.. Recebi um email de um recrutador Chileno em que me perguntava a pretensão salarial, mas não sei o que dizer.. pq meu salário dá pra viver aqui, mas em Santiago é diferente.. não sei o piso salarial (nem se existe isso por aí..), média de salário para um engenheiro mecânico com 8 anos de experiencia no mercado.. vcs tem alguma idéia?? Não quero pedir nada fora do mercado, nem acima nem abaixo.. quero o emprego.

  47. Olá Sou Assistente Social pós graduada , gostaria de informações e oportunidades de trabalho na área social em santiago ou cidades vizinhas como Atacama,Copiapó.

    • Olá Angelina, não sei se Atacama que fica a 840 km de distância e Copiapó que fica a 810 km de Santiago podem ser consideradas vizinhas, ambas ficam ao norte, sei que no Atacama a vida nao é muito barata por ser bastante turístico …. Tampouco posso te informar muito sobre sua área, mas aconselho a entrar no site do SENAME, por exemplo para verificar o processo de seleção: http://www.sename.cl/ . Espero que seja de ajuda. Boa sorte!!

  48. Gostaria que falasse algo a respeito da violência Domestica no Chile, e como funciona a questão social para mulheres violentadas.. Falando também de outro assunto, crianças e adolescentes negligenciados, violentados, bem como jovens infratores. Particularmente é minha área.

    • Olá, Dallas,

      Eu me prepararia bem, porque os chilenos em geral falam rápido, nao conjugam bem os verbos e usam MUITOS modismos. Nas áreas mais turísticas fica mais fácil achar pessoas com mais paciência pra falar devagar e alguns até falam português. Abraços e boa sorte em sua decisão!

  49. Oii Joy, me chamo Mariana. Em abril termino minha pós graduação e estou pensando em ir morar fora, estou entre uruguai e chile. O Ururguai já conheço, o Chile não.
    Algo que me chamou atenção no seu texto e em alguns comentário foi sobre o jeito de ser dos chilenos. Já trabalhei com uma moça que morou no chile e ela falava “o problema do chile são os chilenos” e isso me deixa com um pé atrás pois já morei no México e fui SUUUUPER bem recebida pelas pessoas.. como são os chilenos? O que eles tem que as pessoas tanto falam mas ninguem explica especificamente?
    Beijos

    • Mariana, falei brevemente sobre alguns aspectos do chileno aqui mesmo no blog. O Chile é um país isolado do resto da América do Sul pela cordilheira e essa separação geográfica parece ter um certo peso no jeito de ser dos chilenos. Claro que generalizar nunca é bom, como se pode ler no texto da Fernanda Moura aqui pro Blog também, no entanto, quando um comportamento é muito repetitivo acabamos fazendo isso.
      Os chilenos são bem mais frios do que a maioria dos latinos e isso pode ser chocante pra maioria, que espera um comportamento similar por estarmos falando de América Latina. Aqui a repressão que se viveu durante a ditadura ainda tem marcas profundas no comportamento de algumas gerações e a liberdade dada pela democracia se reflete no comportamento de outras…. é um país cheio de contrastes nesse sentido e ainda tenho muito assunto a tratar aqui nos textos do blog. Siga acompanhando e aconselho a se unir à grupos nas redes sociais pra “sentir” um pouco do que pensam os brasileiros que já moram aqui.
      Abraços.

  50. Olá, Joy. Sou nais um nos milhares de brasileiros. Vim pra cá arrumei um amor de inverno e então aquela coragem de encaram uma outra realidade reacendeu e entao em 1 mes me mudo pra cá. Desde julho passado estive 4 vezes aqui e agora passando todo janeiro pra ir me acostumando. Acha que eu como professor de Português e Inglês, além de uma pós em Espanhol e Pedagogia tenho chance no mercado chileno ou melhor comecar a estudar e me dedicar a uma outra área?

    • Olá Diego, faça os devidos trâmites pra legalizar seus documentos de estudos porque metade do processo se dá no Brasil mesmo!!!!
      Quanto a sua área, é bem similar ao mercado no Brasil….

      Boa sorte na mudança!!!

      • Sim Joy. Obrigado pela resposta. Meus diplomas de graduação e pós já estão reconhecidos e validados. A menos que peçam tradução, já está tudo ok.

  51. Estou adorando o blog. Estive em Santiago em 2012 e me encantei com a cidade e também com um chileno. Perdi a conta de quantas vezes já voltei para Santiago e para meu chileno. Caminhamos para 03 anos juntos…no início sentia demais o jeito “mandão” dele mas com o tempo isso foi mudando. Acho lindo o romantismo do homem chileno!
    Santiago e uma cidade linda, encantadora. Me encontro em Santiago e sem a mínima vontade de voltar para o Brasil. Não vejo a hora de ficar definitivamente…

  52. Joy, quero primeiramente te parabenizar pelo blog e ja aproveitando a oportunidade, gostaria de te perguntar sobre o mundo fitness (Gym) em santiago. Sou prof. Ed. Fisica (licenciatura/Bacharel) e atualmente namoro uma chilena. Ja estive em Stgo algumas vezes e falo o ”chilenismo” fluente. Pretendo morar aí mas ainda tenho duvidas sobre documentação e trabalho da minha área. Obg!

    • Tony, Obrigada por passar aqui pelo Blog!!
      O mundo fitness aqui está bem similar ao do Brasil, no sentido de que as grandes redes de academia sao o que mais se vê. As maiores redes são Pacific Gym e SmartFit no momento. A diferença reside em que o gosto pela academia é algo razoavelmente recente aqui no Chile e que está em ascensão.
      Não saberia te dizer como é a situação no que se refere à salários e imagino que par exercer aqui sem problemas, o melhor caminho é começar a legalizar seu diploma antes de vir para cá, já que boa parte do processo exige carimbos aí do Brasil.
      Boa sorte!!

    • Rodrigo,

      Obrigada por passar por aqui e deixar seu comentário. Faz uns dias atrás saiu no jornal que mais da metade dos chilenos ganha menos de 500 dólares e sobrevivem. Quer dizer, de que dá pra viver, dá. Mas a qualidade de vida que se leva é a grande questão. Geralmente, quando mudamos de país é porque queremos um futuro melhor e mesmo que você me diga que não é consumista, há compras que são inevitáveis como as do supermercado, ainda há uma série de variáveis que são uma questão pessoal e, portanto, subjetiva. Por isso aconselho que você utilize os links que cito no texto e faça as contas, adicionando o valor de transporte, considerando que ande de transporte público, o valor mais alto (nos horários de pico) da passagem é de 720 pesos. Aconselharia também a ler meu post sobre saúde aqui no Chile antes de tomar uma decisão.
      Abraços e boa sorte!

  53. Olá Joy!

    Parabéns pelo Blog, suas informações são bem realistas. Eu nunca estive no Chile, mas sempre fui fã so de ler sobre este pais. Estou indo para ficar uma semana de 6 a 13 de fevereiro gostaria de algumas dicas do que fazer por ai. Tenho intenção de fazer turismo , mas também entender as oportunidades de negocio das varias ideias que já tive uma delas é montar uma churrascaria embora o povo chileno coma muito peixe, qual é sua opinião?

    Obrigado,
    Adilson.

    • Que bom que gostou das informações do blog. O que fazer, vai depender dos lugares que vc vai estar. Se ficar somente em Santiago é sempre legal reservar um dia pra conhecer um vinhedo (eu recomendo Undurraga, apesar do pessoal preferir Concha e Toro, o passeio é muito mais divertido), ir às casas museu do Pablo Neruda sempre sao uma boa, tem em Santiago, Valparaíso e Isla Negra. Aliás um dia pra conhecer Viña e Valparaíso sempre é uma boa pedida. Santiago tem museus de todos os tipos, mirantes, muita história e bons passeios nao faltam.
      Quanto à churrascaria, aqui há uma dúzia de restaurantes brasileiros e acho que só um manteve o sistema de rodízio das churrascarias brasileiras para se adequar ao público chileno, nos demais se faz o que aqui se chama: tenedor libre, onde vc paga um valor fixo e pode comer o que e quanto quiser. E sempre lembrando que a carne aqui nao é a mesma do Brasil, mesmo quando ela é importada do nosso país e costuma ser mais cara do que lá tb!! Abraços e boa sorte!

  54. De tudo o que você relatou, o que mais me chocou e me preocupa é o abandono de animais. Aqui no Brasil eu venho lutando conscientizando as pessoas para que parem com esse crime e covardia e não sei como seria a minha reação em um país diferente. Meus amigos estiveram no Chile e trouxeram muitas coisas boas de experiência, mas me relataram os problemas sérios sobre os abandonos de animais. Ainda não sei o que faz com que seres humanos tratem seres tão inocentes e amigos como se fossem lixo. Mas enfim, estou pensando sim em morar no Chile. Já morei nos Estados Unidos por 4 anos e me adaptei do dia para a noite, mas eu falo inglês, já quanto ao espanhol… Estou pensando em abrir algum comércio tipo restaurante ou volto para os Estados Unidos, mas no Brasil, não fico mais.

    • Paco, realmente eu tb nao sei o que se passa na cabeça dessas pessoas. O fato é que tenho um par de amigas animalistas ativistas que vivem ajudando e sofrendo com os caezinhos… Se nao fala o espanhol, aconselho a fazer um curso express e vir aqui se aprimorar. Pesquise bastante, venha de férias primeiro e vá reconhecendo terreno antes de decidir se mudar, especialmente se você nao se dá a possibilidade de voltar.
      Abraços.

  55. OLA… NOSSA ESTOU EM UM DILEMA E UMA PRESSÃO NO CORAÇÃO… TENHO PARENTES NO CHILE.. SEMPRE AMEI, ALIAS VOU DESDE OS MEUS 6 ANOS DE IDADE.. E DESDE DO ULTIMO ANO MINHA VONTADE DE MORAR SO AUMENTAR, POREM NUNCA TIVE E NEM CONSEGUIR TER UMA CONVERSA ABERTA COM MEUS TIOS PARA SABER COMO É MORAR LA… MINHAS PREOCUPAÇÕES SÃO TRABALHOS, MÉDICOS E ESCOLA PARA MINHA FILHA DE 8 ANOS.. SOBRE ADPTAÇÃO ELA FOI SUPER TRANQUILA E RECEPTIVA POREM COMO SOU SEPARADA SEMPRE A CUIDEI SOZINHA POREM QUALQUER DIFICULDADE GRITAVA MEUS PAIS, MORANDO NO CHILE SERA EU E EU MESMO E MESMO QUE EU SEJA FORTE NO FUNDO VEM UM MEDO… VOCE PODERIA ME AUXILIAR EM RELAÇÃO A COLEGIOS E TRABALHOS…
    TENHO 30 ANOS, SOU FPRMADA EM GESTAO DE RH, E MINHA VONTADE É MORAR NA V REGION.. PRECISAMENTE EM VILLA ALEMANA

    • Nina, se você realmente quer mudar de país, considere que o Chile não é assim tão longe do Brasil e em caso de extrema emergência sempre há possibilidades de voltar, inclusive de ônibus. Os chilenos em geral costumam ser meio fechados, nem todos gostam de falar do que é bom e ruim daqui especialmente pros turistas até porque alguns gostam de aparentar (e nao estou dizendo que é o caso dos seus parentes) e por um lado isso tb pode ser bom, porque eles costumam passar uma imagem mais pessimista do que realmente é.
      Se seu parentesco com chilenos está relacionado com avôs, vc tem direito à dupla nacionalidade (como eu) e dessa forma tem acesso imediato à saúde pública gratuita enquanto não estiver trabalhando (turista não tem direito à saúde gratuita). Se seu parentesco tem a ver com pais, nesse caso sua filha tem direito à dupla nacionalidade também, já que esta é concedida até para a segunda geração de descendentes chilenos.
      Verifique com o consulado chilenos mais próximo, porque metade do processo é feito aí no Brasil.
      Tengo dupla nacionalidade fica mais fácil conseguir emprego, porque vc tem os mesmo direitos de um chileno nascido aqui. Seu RUT fica pronto rapidamente e com a documentação de estudos legalizados você pode começar a procurar emprego imediatamente.
      Não posso falar sobre sua área, mas aconselho a verificar nos sites de busca de emprego como têm sido a procura de profissionais de sua formação.
      Mudar de país sempre é um desafio e acho que a sensação de medo não some completamente até depois de assinar o primeiro contrato indefinido de trabalho e volta e meia ela volta, mas eu sigo o conselho de minha mãe e tento não fechar as portas que deixo para trás, porque nunca sabemos as voltas da vida. Isso me dá uma segurança de que no caso das coisas ficarem mais negativas do que positivas, eu poderei voltar sem me sentir triste, chateada ou até humilhada, como alguns pensam que voltar pra casa significa.
      Espero ter ajudado.
      Abraços

  56. Desculpem-me mas lendo todos os posts aqui fico pensando o porque das pessoas renegarem seus países de origem achando que o outro é melhor. Já morei nos Estados por 3 anos e já viajei muito e não troco meu país por nenhum outro do mundo. A vergonha nossa é cultural e temos de aceitar isso mas os pontos positivos são maiores. Um país com sol, natureza excelente,clima ótimo,etc,etc. Mudar de país não resolverá os nossos problemas. Eles irão atrás de nós sempre.Boa sorte e lamento pelos vazios que muitos carregam dentro de si.

    • Olá,
      Por isso digo no texto: “… venha sem fechar as portas de casa, sem falar mal de onde veio, com o coração e mente abertos. Até porque, muitas vezes o problema, não é o país onde você more e sim o tipo de mentalidade que você tem”.
      Abraços

      • Também tenho vontade de sair do Brasil, mas no meu caso só depois de me aposentar. sou militar e me aposentarei com uns 48 anos, mas a vontade que tenho de sair do Brasil não é por causa de nossa gente humilde e, sim por causa destes pilantras que o governam e roubam o que é nosso e infelizmente o “PT” ta minando o Brasil e quando eles sairem do poder certamente o BRASIL estará “quebrado”, é muito roubo desde a assunção do Lula no poder, e o que desanima de viver aqui é isto. Estes dias fiz uma pesquisa no site da TOYOTA do CHILE e um automóvel COROLLA TOP DE LINHA ai no CHILE custa cerca de 58.000,00 reias… sabe quanto custa o mesmo aqui no BRASIL??? cerca de 93.000,00 reias… isto é um absurdo e dizem que não é por causa de imposto, eles falam que aqui o povo paga este valor alto e sempre cola.

        • Alex, se tua questão é somente econômica (impostos, custo de vida, etc) pode incluir o Chile na lista de possibilidades. Se o que lhe incomoda é a política, saiba que desde o fim da ditadura militar, em 1990 somente houve UM presidente de direita, portanto nao seria o país mais indicado par você. Pesquise bastante para decidir o melhor pra você.

  57. Boa tarde Joy Matta,

    Adorei sua descrição, gostaria de sair do Brasil e viver no Chile. Já estive em Santiago duas vezes uma no inverno e outra agora em Janeiro no verão, fui conhecer as praias, adorei o clima.

    Sou Enfermeira e gostaria de viver e trabalhar em Santigo tenho somente um conhecido, meu `´ namorado´´, mas ele no momento não quer um compromisso serio como um casamento, porém gostaria de viver e trabalhar aí, e me virá sozinha sem ter que precisar da ajuda dele.

    O que me indicaria e quais são os documentos necessários para que eu possa atuar na minha área e viver relativamente bem. Faço aulas de espanhol oline, meu curso termina em dezembro 2015. Após o termino do curso penso em me mudar.

    Roseli

    • Olá Roseli. Obrigada por passar aqui pelo blog. Fico feliz que tenha gostado deste texto.
      Acho excelente sua postura. Ter alguém por aqui ajuda pelo lado emocional, mas não deve ser o centro de sua mudança. Afinal, sair do país natal deve ser para ir em busca de algo melhor pra SUA vida.
      Não sei como funciona na área de saúde, mas geralmente há um pouco mais de documentação envolvida na validação deste e, se nao me engano há uma prova para comprovar conhecimentos, mas aconselho a buscar mais informações sobre o assunto.
      A área de saúde costuma ter um mercado bastante abrangente e bem aberto aos estrangeiros, portanto acho que deve valer a pena vir para cá. De repente escrevendo para o Colégio de Enfermeiras você consiga um pouco mais de informações (http://colegiodeenfermeras.cl/).
      Pena que não posso te ajudar muito mais do que isso….Boa sorte!!

  58. Joy, parabéns pelo texto.
    Sou casado com uma chilena de Santiago e temos um filho de 1 ano. Trabalho 15 dias embarcado como técnico de segurança em uma plataforma de petróleo aqui na Bacia de Santos e os outros dias fico em casa em São Paulo.
    Minha esposa trabalha Home Office e como “teoricamente” eu tenho 15 dias de folga por mês, estamos considerando seriamente viver em Santiago. Toda a família da minha esposa ainda vive aí, somos apaixonados pela cidade e estamos desiludidos com a qualidade e o custo de vida aqui no Brasil.
    Entretanto estou tendo alguma dificuldade com a burocracia. Como eu recebo meu salário em uma conta no Brasil, não sei como comprovar renda para abrir conta em um banco chileno e transferir meu dinheiro todo o mês para utilizá-lo aí. Também não sei como e onde validar meu Título Técnico em Segurança do Trabalho para quem sabe, no futuro, trabalhar na área de mineração aí no Chile. Os consulados confundem mais do que ajudam e queremos mudar com toda a papelada em ordem para não ter sustos depois.
    Sabe como me ajudar?
    Abraços!!!!
    Felipe

    • Felipe, agradeço que tenha deixado seu comentário aqui. Vou começar respondendo sua pergunta em relação ao diploma. O caminho básico é sempre reconhecer as firmas do diploma em cartório, depois enviar para o Ministério de Educação, Ministério de Relações Exteriores, passar pelo consulado do Chile no Brasil e aqui no Chile levar ao Ministério de Relações Exteriores. Profissões específicas exigem passos extras e aí onde eu fico sem poder ajudar muito, porque não sei como funciona cada área. Já ouvi comentários de que alguns cursos técnicos sequer são aceitos por aqui, mas em seu caso, eu mandaria um email para o setor internacional de algum instituto daqui, como o Inacap ou o DUOC para saber como seria a revalidação de seu diploma pra ter certeza. Sua carreira aqui se chama Técnico em Prevención de Riesgos.
      Em relação à conta de banco, somente depois de ter o RUT você pode pensar em abrir uma. O mais prático seria ir ao Banco Estado, porque com o documento em mãos, você já tem direito à abrir uma cuenta RUT, só que o limite de depósito nessa conta é baixo. Você poderia também fazer transferências via Western Union ou similar até conseguir abrir a conta. Dizem que o Santander é um dos bancos mais maleáveis em relação à estrangeiros, mas também, dizem, é o que cobra mais juros. Verifique com seu banco se há possibilidade deles lhe darem alguma “carta de recomendação”, citando os anos que você tem conta com eles… No mais, acho bom ver direto com as entidades correspondentes, porque os consulados entendem somente de coisas de sua competência.
      Boa sorte!!

  59. Joy, tudo bem? Parabéns pelo Blog, pela paciência em responder a todos com muita informação!
    Eu e meu noivo iremos ao Chile em Junho /2015. Iremos alugar um studio ou apartamento e iremos fazer nosso próprio roteiro. Além dos pontos turísticos que encontramos pelo google, estou em busca de dicas diferentes. (sabe quando a gente acha um restaurante local por exemplo… delicioso e barato e dizemos que é um “achado”!?). Lugares assim…
    Agradeço antecipadamente!

    • Tathiana,
      Nesse período está bem frio e é impossível não considerar alguns dos centros de ski. O mais próximo de Santiago é Farellones, pelo mesmo caminho estão Colorado e La Parva (menos conhecidos) e o famoso Valle Nevado. Um pouco mais afastado estão Lagunillas no Cajón del Maipo e Portillo em Los Andes.
      Eu gosto de levar meus conhecidos para o lado mais histórico de Santiago, aquele mais sofrido, relacionado à época da ditadura. Geralmente passamos pelos centros de tortura que hoje sao museu, como Londres 38 e Villa Grimaldi e ao Museo de la Memoria, perto do parque Quinta Normal (que também vale a pena visitar).
      Como restaurante eu recomendo “Ostras Azócar”; apesar de ser bem turístico, nao deixe de ir ao Empório La Rosa que está próximo ao Parque Forestal; ir ao Bairro Lastarria também é parte de circuito turístico, mas vale a pena; um restaurante de comida chilena que eu recomendo é “Las Pipas de Serrano”, no centro da cidade; também aconselharia a conhecer “LA Piojera” e o restaurante “El hoyo”, um lugar que ainda nao conheço, mas dizem que é bem divertido é o “Bar Victoria” onde se ouve a tradicional dança chilena “la cueca”….
      Espero que tenha ajudado e que gostem.

  60. Quando fui à Santiago gostei bastante. Tenho vontade de morar um dia. Acho que seria mais fácil se eu soubesse jogar futebol rs.
    Eu acho que é uma boa sair daqui, mesmo que seja para se aventurar. Minha cidade por exemplo, hoje é uma das piores do Brasil (Rio de Janeiro). Tudo caro (achei santiago barato), violência pra cacete, transporte ineficiente, estresse, calor, pessoas desumanizadas etc. Nesse caso, o que vier é lucro. Claro que o ideal é com estudo, com uma formação e experiência. Mas fé, combinado com motivação e força de vontade, leva a pessoa longe. Um abraço a todos.

    • Julio, Não é tão fácil nem pra quem joga futebol, porque parei pra pensar bastante quando li teu comentário e percebi que o futebol chileno é um pouco mais fechado em relação à estrangeiros. Não sei o motivo, mas imagino que como o mercado já é pequeno, eles favorecem o talento nacional.
      Eu sou das que pra mudar de onde estou tem que ser pra viver uma vida melhor sobre mais de um aspecto e pra isso é bom ter uma certa “tábua de salvação”. No meu caso foi a dupla nacionalidade e o fato do namorado viver aqui.
      Se tivesse que fazer toda a documentação, teria vindo com mais economias guardadas porque já sei que dificilmente te contratam em qualquer lugar enquanto o visto está em trâmite. Mas cada pessoa tem seu jeito de pensar e agir, portanto depende do que cada um quer pra si mesmo.
      Abraços!

  61. Bom dia, Joy! Como vai você? Vi que leciona português. Como é lecionar no Chile? Que tipo de documentação preciso? Preciso fazer uma prova para validar meu diploma aí? Obrigado!

    • Olá, Lomanto. Eu dei aula em um Instituto Profissional que solicitou minha documentação de estudos devidamente legalizada no Brasil e aqui no Chile. Sou jornalista de profissão e em meu caso isso foi suficiente. Não sei como funciona para outras carreiras. No mais, para dar aulas particulares e em certos instituto de idiomas, não te solicitam nenhuma documentação.
      Espero ter ajudado, abraços!

  62. Bom dia, gostei muito do seu post e confesso que me instigou mais para morar em Santiago. Eu sou advogado e minha esposa formada em arquitetura. Nós fomos para Santiago em viagem no mês de maio de 2014 e ficamos ENCANTADOS com a cidade e a qualidade de vida. Sei que as vezes a percepção de morar seja diferente da de viajar. Mas enfim, tenho MUITA vontade de ir embora do Brasil, principalmente pelas notícias recentes; faz tempo que ando desencantado com o Brasil. Minha dúvida é: existe emprego para nos dois? nestas áreas (Direito e Arquitetura)? ou nestes ramos os empregos é mais direcionados para os próprios Chilenos? Resumindo: temos vontade de ir embora só que ficamos preocupados com emprego, a principio queríamos na nossa área de formação, mas se for preciso poderemos fazer outra coisa..Grato!

    • Willian, já respondi algumas vezes dúvidas de pessoas que estudaram Direito aqui nos comentários. Não sei exatamente como funciona, mas não é somente uma questão de validar documentos, já que as leis daqui são bem diferentes das do Brasil. Aconselho perguntar diretamente no Colegio de Abogados ou no setor internacional de alguma grande faculdade como a Universidad de Chile.Também não sei como é processo de validação de diploma para arquitetura, mas pesquise sobre o assunto com o Colegio de Arquitectos.
      O mercado de trabalho em ambos casos, é bem similar ao do Brasil. Aqui eles costumam dar uma grande importância tanto aos anos e locais de experiência quanto à faculdade onde se estudou.
      Abraço e boa sorte

      • Olá Joy, parabéns pelo Blog muito interessante. Joy, estou vivendo a expectativa de ir viver en Chile, meu marido é espanhol e ru brasileira, el foi chamado para trabajar en Torre Termosolar q esta sendo construída no deserto de Atacama. A nossa preocupacion é que no conecemos el país. Então gostaria de saber se vc pode me ayudar com informação sobre a região do deserto, especificamente sobre a cidade de Maria Elena, pois es donde vamos a viver e pelas imagens q vi en internet me pareceu um pueblo um poco carente . esperoq no sea assim. Se puderes me ayudar te agradezco mucho .Um abrazo.

        • Anny, muito obrigada por passar pelo blog e deixar seu comentário. Infelizmente ainda não conheço as belezas do deserto. Mas sim, é uma região bastante carente e de poucos recursos. Não sei sobre essa cidade, mas em San Pedro as luzes são apagadas depois de certo horário e daí em diante somente aqueles que possuem geradores próprios têm energia elétrica. Lembre-se que essa é a área do deserto mais seco do mundo, portanto a água é considerada um bem escasso e um pouco mais caro do que em outras regioes. Uma pena não poder te ajudar muito, mas é somente isso o que sei. Abraços e boa sorte!

  63. Oi sou medico e estou pensando em ir a morar en chile gostaria saber um pouco sobre pagamento si tem oportunidades por la nivel de vida desda ja sou grato pela ajuda

    • Olá David. Antes de pensar em salários, é importante mencionar que o processo de validação do diploma de medicina é um processo longo burocrático e com um exame específico que tem fama de ser bastante difícil. Aconselho que você comece sua pesquisa por esse âmbito. Não sei exatamente os salários, mas pelo sistema de saúde que há aqui, imagino que estejam mais altos do que no Brasil, variando entre saúde pública e privada e especialidades. Espero ter ajudado um pouco. Abraços.

  64. Olá Joy Bom dia!
    Quero passar minhas ferias em setembro 2015 ai em Santiago, sou negro e gostaria de saber se ai há muitos casos de preconceito racial os negros são bem vindos ai?
    Grato Railson Gomes

    • Railson, Há muitos anos atrás eu diria pra se preparar pra ser bastante observado nas ruas de Santiago. Mas há algum tempo que vêm chegando imigrantes haitianos, colombianos e brasileiros negros, o que têm feito com que essa curiosidade diminua aos poucos. Uma conhecida brasileira teve a pele tocada várias vezes nos transportes públicos, não com intuitos de maldade, mas mais por curiosidade mesmo, já que aqui há pessoas de pele morena, mas não existem negros. Será muito bem-vindo!! Espero que goste de sua viagem!

  65. Olá, bom pretendo morar no chile logo que terminar minha Faculdade de design grafico, gostaria de saber se é uma boa profissão ai no chile???

    • Crislaine, o mercado brasileiro nessa área é muito maior do que aqui. Os salários sao basicamente os mesmos, mas aqui você terá a dificuldade extra de ser estrangeira e vai precisar uma certa paciência porque dificilmente há empregos com contrato, geralmente são freelancers. Sei disso porque uma pessoa muito próxima à mim é da área e ele nunca recomenda brasileiros dessa área a vir pra cá a menos que já tenham algo em vista. Abraços.

  66. Olà Joy Matta, tudo bem?
    Estou procurando um emprego temporário durante a Copa América em Santiago, do dia 11 de junho a 11 de julho.
    Sabe onde posso procurar?
    pode me passar alguns contatos?
    Obrigado,

    • Olá Emerson. Nesse período costuma haver neve, sim. E mesmo que a natureza não ajude completamente, no Valle Nevado e em outras estações de esqui eles costumam dar uma “mãozinha” e criam neve artificialmente através de máquinas. Somente quem faz esportes de inverno com regularidade percebe a diferença, mas as fotos ficam divinas de qualquer forma. Abraços e boa viagem!

  67. Ola Joy,gostei muito dos seus comentários sobre a vida aí no Chile.Eu sou divorciada,tenho dois filhos,uma já esta casada o outro mora comigo te 10anos.Eu tenho 45 anos,já morei na Espanha por 6 anos,me separei e voltei pro Brasil já tem 3 anos.Então quanto a adaptação de clima e saudade pra mim não serão problemas.Eu tenho o segundo grau completo e tenho um curso Técnico em Higiene Dental, sera que pode me responder se com minha idade tendo um filho eu tenho alguma chance de conseguir trabalho e viver ai.Desde já obrigada e se me puder me responda,um abraço.

    • Lilian, no texto eu menciono que é um pouco mais difícil de validar estudos técnicos, inclusive têm me perguntado bastante sobre o assunto e repito que sei de muitos casos que simplesmente nao validam as carreiras. Na verdade, não sei exatamente os motivos que levam à essa dificuldade e por isso acho que vale a pena pesquisar bem o assunto, porque de repente no caso de sua carreira pode ser que seja aceita. Sei que essa área é bastante requisitada e costumam pagar bem. Espero ter ajudado. Abraços.

  68. Joy Matta li seu post achei muito legal…meu marido trabalha na aviação na Tam e sugiu uma vaga pra santigo ficamos interessados tenho dois filhos um de 8 e uma de 4 anos quero saber como e as escolas se são boas , caras publicas enfim o que vc puder me passar. e tb moradia para uma familia . Obrigada pela atenção. Tatiane

    • Tatiane, meu filho ainda está em idade pré-escolar, mas as amigas com filhos de idades aproximadas aos seus dizem que as escolas particulares daqui estão melhores do que as do Brasil em qualidade e mais acessíveis em valores. Eu e o marido já decidimos que o filhote aqui vai pra escola pública quando chegar o momento. Joguei todos meus pré-conceitos do assunto na lata do lixo conversando com pessoas que estudaram em estabelecimentos do governo aqui no Chile. Tem de tudo, claro, mas em geral, a educação está melhor do que no Brasil. Espero ter sido de ajuda. Abraços.

  69. Ola Joy exelente blog gostei demais do seu comentario, entao estudo Administraçao e penso logo que acabar minha graduaçao aqui fazer uma pos-graduaçao ai, voce recomenda o ensino para pos-graduaçao é bom? e em relaçao a estadia voce falou em alugar quarto como faço para alugar um quarto? e saberia dizer se eh possivel eu com minha graduaçao terminada aqui e estudando uma pos-graduaçao ai arrumar emprego? desde ja agradeço

    • George, fazendo pós graduação por aqui realmente fica um pouquinho mais fácil. O nome (e renome) da faculdade pesa pra muitas empresas na hora de escolher funcionários. A continuidade de estudos aqui é boa, sim, basta pesquisa direitinho as faculdades que oferecem os cursos que você planeja escolher. Veja em sites como Universia que costumam colocar rankings de Universidades por áreas de estudo. Quanto aos quartos veja em Comparto Depto ou Portal Inmobiliario. Boa sorte!

  70. Olá Joy, estou adorando o blog! Sem dúvida, um dos mais completos que já li.
    Sou formada em Administração com pós em Gestão Estratégica de Negócios. Sempre trabalhei na área administrativa, mais precisamente na área financeira (atuando em bancos e financeiras). Estou pensando seriamente em mudar de país, e o Chile seria a primeira opção.

    Sou casada e meu marido é cirugião dentista, com especialidade em Implantodontia e reabilitação. Quando fui ao país fiquei em Santiago no bairro Providência. Você acha que esse é um bom bairro (custo/benefício) pra se morar?

    Com relação a area que atuamos, você sabe me dizer como anda o mercado?
    Obrigada,

    • Thais, não sei muito sobre sua área, mas como já disse algumas vezes aqui nos comentários, a área de Odontologia é bem remunerada por aqui. Providencia é um excelente bairro, de fácil acesso à meios de transporte e valores diversos dependendo da proximidade de alguns serviços básicos. Abraços e boa sorte!

  71. Olá, estou planejando me mudar para o Chile pois meu namorado atualmente morando no Brasil trabalha na area de TI e decidiu ir embora, preciso descobrir como eh o mercado de trabalho na minha área, trabalho em RH e DP, vc saberia me orientar? já temos lugar para morar (minha cunhada mora ai) então diminuiu bem as despesas, mas estou começando a juntar dinheiro agora, outra coisa, sou diabética oq teria que fazer para conseguir meu tratamento aí? até mesmo para poder pegar meus remedios…

    • TI tem mercado mas é bem menor que o do Brasil.
      RH nao existe aqui, as leis trabalhistas sao neoliberais, trabalho em uma empresa de 200 pessoas e somente uma dá conta de tudo e do administrativo tambem.
      em outras palavras se voce é burocrata fique no brasil pois aqui isso nao existe.

  72. Oi Joy, estou indo para Santiago no mes de maio ficar umas semanas, para visitar e fazer amizades. Onde posso encontrar brasileiros que gostem de uma boa companhia?. somos do Rio Grande do Sul. pode me passar o contato de email da sua familia?

    • Olá Pierre. Muitos brasileiros vão à Esquina do Samba nos fins de semana. Outros vão à alguns restaurantes brasileiros por aqui. No último sábado do mês a Igreja dos Migrantes faz uma missa em português e logo em seguida vende-se feijoada, pessoas de todas as religiões vão pra feijoada… A forma mais fácil de achar alguém que possa te acompanhar à lugares específicos seria entrar em comunidades nas redes sociais. Abraços e boa viagem!

    • Márcio, clique no meu nome na assinatura do texto e veja o endereço do meu facebook. Eu nao costumo adicionar os leitores, mas respondo meu inbox sempre, sem problemas. Abraços

  73. Olá Joy, boa tarde!
    Em 14/10/14 um dos leitores (Rômulo Machado) fez um comentário no blog e nele mencionou um pouco sobre sua profissão. Como faço pra falar direto com ele? É possível?
    Eu mandei uma resposta no post dele, mas não obtive retorno (não sei se esse era o caminho correto).

    Obrigada,

  74. Sinceramente, não gostei do seu post.
    Mas isso é apenas uma crítica construtiva. 😉
    Tive a impressão que você fala do Chile como se não quisesse que as pessoas fossem, ou fala como se você tivesse “capacidade” e os outros não.
    Sei que tudo ao ser escrito pode tomar um sentido diferente, as vezes eu posso não ter compreendido direito o sentido que você quis dar ao texto ou talvez você também possa ter se expressado mal.
    Mas na minha sincera opinião, esse post não me ajudou em nada.
    Morei 1 ano e meio na Europa, acredito que já tenha alguma experiência com uma nova vida, ou com novos costumes, etc. (Lugares diferentes, mas as dificuldades, as mesmas!) E pensando em como eu relataria o lugar que morei aos outros, seria bem diferente da maneira como você descreveu.
    Mas vou me dar ao trabalho de ler outros posts para ver se mudo de opinião.. rs

    • Bruna, obrigada pelo seu comentário. Eu sempre achei negligente incentivar demasiado a viver aventuras que nem todos estão preparados pra viver. O Chile é um país excelente e o visto temporário é fácil de conseguir. Por isso tem MUITA gente interessada em vir pra cá, mas a realidade não é bem chegar e ficar. Eu decidi escrever de um ponto de vista mais duro e realista porque já vi muita gente insistindo no “eu sou brasileiro e não desisto nunca” e vivendo perrengues que nem em sua terra natal havia vivido. Já vi mulheres se atando em relacionamentos nocivos enquanto esperam o visto definitivo e gente que tenta voltar mas nem dinheiro pra passagem consegue juntar.
      Acho que a maioria dos leitores entendeu minha dureza e a maioria agradece porque assim pesquisam mais. Se você ler os comentários, perceberá que não desencorajo ninguém, mas sim os impulsiono a procurar mais informações antes de vir, a legalizar os documentos de estudo e preparar uma quantia razoável pros meses de espera até a saída do visto.
      Não creio que tenho mais capacidade do que outros, mas sim, tive mais facilidades porque ao ter dupla nacionalidade não tive que esperar por vistos e nenhuma empresa questionou sobre visto provisório ou permanente como acontece com muitos brasileiros que vem pra cá. Também tive a facilidade de ter onde ficar desde que cheguei, sem precisar nenhuma documentação pra alugar ou pagar meses de aluguel adiantado.
      Neste post falei mais sobre a parte prática do assunto, que não varia muito de pessoa pra pessoa porque trata sobe como o país te recebe e não como você percebe o país. Essas são outras dificuldades, ainda mais pessoais, onde a resiliência e capacidade de adaptação são primordiais.
      De qualquer forma, sou bem consciente de que é impossível agradar a todos e acho essencial receber críticas porque assim também fico sabendo quais são as dúvidas e necessidades dos leitores do blog e fica mais fácil pensar em novos assuntos pra tratar futuramente.
      Abraços.

      • olá Joy meu nome é lolita vivo aquí no Chile faz um ano, vivia em sao Paulo, tinha bom trabalho, boa casa e conheci um chileno, nos casamos e vim Morar aquí. Tinha vindo ao Chile uma vez para conhecer a familia do meu esposo, confesso que nao tinha ideia do quanto seria difícil me adaptar neste lugar, pra comeÇar o Brasil é bem quente, vim direto para o sul,Los Angeles um lugar muito frio, muita chuva, na primeira semana que cheguei fui roubada, meu esposo trabalhava 14 dias fora como mergulhador, eu ficava durante o dia em minha sogra e a noite ia para casa entao imagina minha cara ao chegar em casa e ver que tinham roubado, esperava isso no Brasil nao sabia o que fazer, foi muito difícil porque passei por coisas muito dificeis aqui, nunca tinha viajado para fora do Brasil nem passado muito tempo longe da familia, minha familia muito grande a do meu esposo muito pequena e a maioria adulto mayior, achei fantastico meu esposos ter avó e bisavó, fiquei gravida e aos dois meses sofri um aborto tive que ficar internada num hospital pulblico aqui dois dias para fazer curetagem entao conheÇo um pouco do atendimento pulblico aquí. o Chile é um país muito bonito Lugares fantasticos, a economia encontro um pouco parecido com o Brasil, algumas coiasas mais caras outras mais baratas, fui a santiago e achei alguns lugares horrível, muito lixo,os sinais de transito, cao abandonado tem em todo chile em Los Angelesé a mesma coisa, aqui qualquer raÇa pode ser encontrado na rua. sou negra e estou com dificuldade para encontrar trabalho, os homens aqui me olham como se eu fosse um frango assado, principalmente os velhos, as Mulheres sao super fechadas, sempre que vou algum lugar tem alguém me olhando alguns com bons olhos outros deve pensar que sou prostituta devido vir muita colombiana para cá e a maioria trabalhacomo prostituta. Tem toda razao quando diz que as pessoas devem se preparar muito bem antes de vir a outro país para viver, tive muita dificuldade para adaptar-me pela comida que é bem diferente dos manjares do Brasil, o frio o fato de estar longe da familia e etc…
        mais em questao de qualidade de vida é muito melhor que o Brasil.

        • Pois é Lolita, tem muito pequeno detalhe que somente quem vive aqui sabe e sente. Nao é fácil, sao muitas coisas diferentes. Mas dependendo do objetivo e mentalidade com a qual se vem, pode dar certo. Abraços e que cada dia morar aqui seja mais agradável.

    • obviamente ela nao tem porque incentivar a vinda, é um pais pequeno, mercado de trabalho pequeno, pessoas com mente pequena e tacanha nao acostumados a receber estrangeiros.
      enfim, se vc morou na europa volte pra lá, pelo menos o desenvolvimento lá é melhor que aqui.
      t+

  75. Olá Joy tudo bem?
    Sou Médico Veterinário, casado e sem filhos.
    Minha esposa é Fisioterapeuta.
    Temos vontade de morar no Chile para fugir um pouco do clima quente de minha cidade (Moro no RJ, mas fui criado no RS então já passei FRIO) e devido a violência.
    Você pode me indicar se há oportunidades nessas profissões? E sobre abrir o próprio negócio? O que é necessário?

    Obrigado!

    • João,
      Obrigada por deixar seu comentário aqui no Blog. Não sei muito sobre a área de vocês além de que há processos extras envolvidos na validação de sua documentaçao de estudos, portanto aconselharia que verificassem sobre o assunto antes de qualquer outro passo.
      Recomendo ver os Colégios de ambas profissões pra dar uma olhada em relação aos valores de salário e mercado de trabalho.
      Para abrir o próprio negócio, aconselho dar um olhada neste link aqui.
      Espero que te ajude. Abraços.

  76. Olá, estou planejando me mudar para o Chile pois meu namorado atualmente morando no Brasil trabalha na area de TI e decidiu ir embora, preciso descobrir como eh o mercado de trabalho na minha área, trabalho em RH e DP, vc saberia me orientar? já temos lugar para morar (minha cunhada mora ai) então diminuiu bem as despesas, mas estou começando a juntar dinheiro agora, outra coisa, sou diabética oq teria que fazer para conseguir meu tratamento aí? até mesmo para poder pegar meus remedios…

    • Camila, realmente não sei nada sobre sua área…. Nesse quesito não vou poder te ajudar. Aconselho a ver sites de busca de emprego pra ver a quantas andam as ofertas nesse setor, tente no Laborum ou no Trabajando, que sao bem confiáveis.
      Sobre saúde, veja como funciona aqui no Chile no meu post sobre o assunto. Mas aconselharia a trazer a receita para alguns meses até conseguir seu plano de saúde por aqui.
      Abraços

  77. Olá sou professora de história estou terminando minha pós, estou pensando em ir ao Chile, primeiro a passeio, para mais tarde passar um tempo… mas o sistema educacional é tranquilo ? Tem emprego na minha área ?

    • Priscylla, obrigada por passar aqui no Blog e deixar seu comentário. Pra ser bem sincera, a área educacional aqui vem passando por crises há vários anos. Estao querendo modificar principalmente a questao do lucro nas escolas particulares e isso mantem um clima de eterna instabilidade no setor.
      Tenho alguns amigos na área de docência e pelo que dizem, o melhor nicho é o do ensino superior, mas costumam ser um pouco fechados na contratacao de estrangeiros!
      Pesquise bem antes de decidir. E boa sorte.

  78. Joy Matta, agente de turismo, piscologa, mae, irmã, boa vizinha,funcionaria do consulado, diplomata da embaixada, milagreira, mae de santo,consultora comercial,agente imobiliária , consultora financeira , e de novos negócios, gerente de agencia de empregos…… incrível como o brasileiro quer a solução rápida, reclama do Brasil e quer o “jeitinho”. JOY , vc tem muita paciência e educação chilena pra quem nem sabe escrever em português e que se aventurar fora do Brasil. Querem que vc ensine o jeitinho do quebra galho do Brasil , ai no Chile e dizem que não “suportam” mais viver aqui? Todos a busca do “milagre” … Mas claro sem muitos documentos, sem pagar impostos e que de preferencia o governo pague pra que sobrevivam … afinal “somos” brasileiros e … sempre muito chorões .. Parabéns e já esta indicada para o premio Nobel dos Folgados ( que querem a reposta pronta)

    • Rene, fez meu dia com seu comentário 😀 Eu tento ajudar mesmo quem pergunta dez vezes a mesma coisa ou quando querem tudo “mastigadinho”… mas geralmente incito mais as pessoas a fazer a própria pesquisa. Afinal, cada pessoa sabe quais sao suas prioridades e necessidades. Abracos!!!!

  79. Olá Joy, gostaria de saber como está o mercado de trabalho para quem é de TI, sou desenvolvedor Oracle e gostaria de sair do Brasil com minha familia,sou casado e tenho 2 filhos, por favor me fale dos prós e contras e as expectativas que terei no Chile. Obrigado e parabens pelo blog

    • sou da area de TI, trabalho nesse país há mais de 1 ano e meio.
      prós
      é mais seguro que o Brasil mas tambem nao espere uma Suica… existe criminalidade aqui pois há essa cultura podre da america latina e muitos indigenas isso choca um pouco.
      voce pode aprender outro idioma em 6 meses, aqui ninguem fala ingles e o sotaque do espanhol é pessimo de entender.

      contras
      os caras nao estao nem ai pra urbanismo, voce ve cidades bem acabadas em termos de poluicao visual.
      o transporte publico saindo de santiago é bem ruim na maioria das cidades, inferior a das capitais brasileiras.
      atendimento ao cliente PESSIMO, em tudo, escola, companhias aereas, companhias de onibus, colegios, enfim tudo que precisa de atendimento ao publico é ruim.
      falta de compromisso, voce combina um horario pra ir em uma escola pagar uma coisa o sujeito nunca está e te deixa esperando isso é normal por aqui.
      pessoas feias pra cacete, isso choca qualquer brasileiro a aparencia dos caras aqui… mulheres entao nem preciso de falar a aparencia que elas tem é bizarra.
      pessoas grosseiras, te empurram nao pedem desculpa, nao pedem licenca e nunca pedem perdao por nada.
      informalidade no trabalho, falta de profissionalismo geral.
      ganha-se menos que no Brasil, qualquer pessoa da area de TI ganha mais no Brasil que aqui.

      ve ai´amigo o que voce prefere se tiver outras opcoes melhores eu ficaria com as outras opcoes mas se ainda quiser vir pra cá venha SOZINHO primeiro, fique um ou dois meses depois se decidir ficar tras a familia. Nao compre moveis no primeiro ano, eu cometi esse erro e me arrependo amargamente, hoje teria mais dinheiro pra ir pra outro país.

      voce cai na real do chile nos primeiros 6 meses, depois que voce cai na rotina voce entende como ele é!

    • Boa noite Eric, desculpe a demora em responder, tive uns problemas técnicos nestes últimos tempos. TI aqui é bem valorizado, mas o mercado para os estrangeiros está ficando um pouco complicado porque as empresas dao preferência pra quem já tenha a documentacao definitiva. Claro que nao é impossível, mas de repente, no seu caso, valeria mais a pena pesquisar a possibilidade de uma transferência. Vir como expatriado faz muita diferenca… nao é o mesmo que ser imigrante. As expectativas variam de pessoa pra pessoa. Meus prós e contras sao questoes pessoais, lembrando que sou filha de chilenos e nao precisei esperar nada pra ter a documentacao chilena em maos, vim por causa do namorado chileno e nao saí do Brasil por nao gostar de morar lá…. Entao acho bem complicado dar muita explicacao nesse sentifo…. Abracos!!

  80. analise rasteira demais, só vivendo nesse país pra voce entender. brasileiro nao conhece e pensam que se trata de uma nova europa.
    sinto lhes dizer isso mas esse país nao será desenvolvido antes do Brasil e se o for vai ser a cara do terceiro mundo.
    tem muita coisa pra melhorar, se voce quer um país mesmo busque outros melhores e mais desenvolvidos tipo Canada e Australia.

  81. Bom dia, Joy!

    Sou funcionário público (educação), após minha aposentadoria, pretendo morar em um país da América Latina (Chile ou Uruguaí).

    Como é a vida aí, para pessoas da 3º idade, mais que ainda tem mto vigor e desejo conhecer novas realidades de vida?

    Qual a média de salário, daria pra duas pessoas viverem bem aí?

    Ficarei grato pelas suas respostas.

    • Osvaldo, as comunas costumam ter programas voltados para a terceira idade, com passeios por todo o Chile, mas ainda assim acho que aqui nao se valoriza tanto essa idade tao agradável de se viver. No texto coloquei alguns links para que você faca as contas do que acredita que seria o mínimo necessário para ter a qualidade de vida que você almeja. Boa sorte a que você possa tomar a melhor decisao bem informado.

      • Minha sincera gratidão por ter atendido minha solicitação, Joy! Irei ver os links que vc indicou. Quero me preparar bem para mais aventura na vida.

  82. Ola´Joy, sou gaucho e atualmente moro no nordeste do Brasil . Mas como muitas pessoas estou de saco cheio de tanta corrupção e esta incerteza em nosso pais ou a certeza do futuro negro , pois por aqui não consigo ver um futuro em um pais que não prioriza a educação e etc… estamos em um caus e o pior que ninguem esta vendo isso . Tenho 50 anos formação media mais muito conhecimento comercial e gerais pois sou auto didata desprendido de locais e de apegos a origens pois como relatei nasci no sul uruguaiana e hoje fortaleza e neste 50 anos morei em todo brasil tenho facilidade de adptação pois hoje sou caseiro e de facil relacionamento falo pouco espanhol mas minha esposa domina e tenho uma filha de 7 anos . Lhe pergunto hoje chegando nestas condições pessoais que he coloquei e com vontade de abrir um negocio na area de beleza onde minha esposa ja atua ,uma loja ou algo parecido como um multi nivel um marketing de rede um salão de estetica e eu na area de corretagem de imoveis ou seguro , comprar um taxi ,com uma poupança de pouco mais de 1milhão de reais posso arriscar ??? Coloquei um nome ficticio justamente para lhe passar detalhes exclusivos meus .

    • Olá, Sagitariano. O chileno costuma valorizar muito a educação superior. A experiência profissional também é valorizada, mas eles dão preferência para aquelas que eles podem comprovar ligando para os chefes anteriores que você teve. Lembre-se que na área comercial, a comunicação é de extrema importância, portanto eu investiria num curso de espanhol antes de vir pra cá, com certeza.
      A área de beleza tem crescido bastante graças à presença de estrangeiros já que por natureza, a chilena costuma se arrumar de forma básica e muitas vezes em casa mesmo.
      Como não tenho negócio aqui, não posso te informar valores mais precisos em relação ao capital inicial para um investimento, mas aconselho a verificar no site Portal Inmobiliario a quantas andam os preços de aluguel e venda de locais comerciais.
      Comprar um táxi é mais complicado, porque o governo somente emite permissão para uma quantidade específica de veículos e todo ano é uma loucura pra consegui-lo.
      Espero ter ajudado um pouco. Abraços

  83. Joy, bom dia. Sabe me informar se para enfermeiros existe mercado de trabalho no Chile? A formação Brasileira serve para atuar no Chile? Outra coisa, depois de conseguir os documentos definitivos, é fácil iniciar uma faculdade? Existem públicas? Obrigada.

    • Olá, Meiry. A área de saúde é bastante ampla por aqui e sempre estão em busca de profissionais. Mas eles são bem estritos na validação dos documentos e, se não me engano, há uma prova específica pra sua área, mas aconselho a que você entre em contato diretamente com o Colégio de Enfermeras para ter certeza do passo a passo. Mesmo com o rut provisório, você pode postular a uma Universidade. No momento, a reforma educacional está em andamento e as coisas deveriam mudar a médio prazo, no entanto, hoje em dia mesmo as faculdades ditas “públicas” são pagas. E não é barato, não. Abraços!

  84. Joy boa tarde…

    meu marido foi expatriado para o chile vai em julho, gostaria de algumas resposta

    1- tenho uma filha de 2 anos como são as escolinhas particulares ali? tem escola bilíngue inglês e espanhol?
    2- como são os hospitais? aqui no Brasil sou atendida no einstem e no sirio libanes tem algum referencia como esses ali?
    3- estaria iniciando psicologia aqui no brasil ( ja sou formada em adm) como são as universidades ali? é fácil brasileiro estudar em universidades? as documentações são fáceis de conseguir?
    4- empregada doméstica como são? são de confiança?
    5- e babá existe?

    muito obrigada

    cris

    • Olá Cristine. Com dois anos, sua filha irá para um jardim infantil, e há vários que iniciam o ensino do inglês de forma lúdica e didática, dependendo da comuna em que você procurar, vai ser bem fácil de achar.
      Sobre saúde, acho que as clínicas particulares mais similares aos que você menciona seriam a Clínica Alemana e a Clínica Las Condes. Aconselho que leia meu post sobre o assunto porque os planos não funcionam como no Brasil.
      As Universidades aqui no Chile são boas, mas são todas pagas. Não entendo bem o que você quer dizer quando pergunta se “as documentações são fáceis de conseguir”, mas aviso que para transferir sua faculdade para cá, o melhor caminho seria verificar primeiramente se há algum convênio internacional com o Chile no departamento de Relações Internacionais. Caso não exista, lembre-se que a legalização de seus estudos no brasil se dá em grande parte no Brasil e somente com todos os carimbos, o Ministério de Relaciones Exteriores dá o carimbo final aqui.
      Nunca tive empregada doméstica aqui, mas minhas amiga penam bastante pra encontrar. As que são de confiança nem sempre trabalham bem. E de todas formas, aqui não se faz faxina como Brasil, cheio de desperdício de água (não há muitos ralos nas construções chilenas), o que faz as brasileiras desconfiarem muitas vezes da efetividade da limpeza.
      Existem babás, sim, mas dá-se muito o caso de que a empregada doméstica exerce a dupla função de cuidar da casa e das crianças (coisa que eu particularmente não gosto).
      Espero ter ajudado.

    • Rachel, depende do que vc pretende fazer, onde vai ficar e quantas refeiçoes vai fazer fora do hotel. A média para comer aqui é de 6 mil pesos por refeiçao, verifique o site do metrô os valores das tarifas, ou considere que cada KM de taxi sai aprox. 1500 pesos chilenos e faça um orçamento dos passeios que pretende fazer. Abraços.

  85. Olá!! Estou indo morar em Santiago em Julho. Vou fazer mestrado na Universidade do Chile. Sou Engenheira de Pesca e Engenheira de Segurança no Trabalho. Gostaria de saber como faço para encontrar emprego na minha área ai?

    Abraços

    • Olá, Natália. Se você vier com visto de estudante, não poderá trabalhar, portanto, aconselho a solicitar o visto do Mercosul. Muitas Universidade têm contatos com empresas para que seus alunos façam os estágios, por isso acho que seria uma boa verificar na secretaria de sua faculdade a possibilidade de haver um contato mais direto com uma empresa. Senão, há diversos sites onde procurar, mas não saberia lhe dizer algum específico para sua área. Espero que você encontre o que procura! Abraços!!

  86. Bom dia, Adorei ler sua matéria… Voltei no tempo, já estive no Chile e fiquei com muita vontade de morar ai, mas existe o fator medo né! Sou casado, tenho 2 filhos e um emprego que de certa forma traz uma segurança. Mas ainda alimento a esperança. Abraços e felicidades eterna!

    • Erik, é bem assim. Quanto mais responsabilidades temos, mais planejamento necessitamos para tomar decisoes desse tipo. Fique de olho no mercado da sua área aqui no Chile e quem sabe em algum momento vá valer a pena largar tudo e vir pra cá? Boa sorte!

    • Erick, Não sei exatamente como está hoje em dia, quando eu cheguei em 2006 desisti completamente de seguir a carreira por que o salário era miserável e pra entrar no mercado somente se conseguia utilizando artimanhas que não são compatíveis nem com minha personalidade, nem com minha moral. Sei que na tv há uma repórter brasileira, mas nunca parei para analisar como está a situação na área escrita. Como faz tempo que não verifico a situação dessa área, aconselho uma pesquisa mais extensa para poder avaliar com consciência. Abraços.

  87. Boa tarde Joy, estou querendo levar meu negocio do Brasil para o Chile.Trabalho com impressão de diagnósticos por imagem( Impressão de ultrasson, Tomografia e Ressonancia em papel,tenho software )em um evento aqui no brasil uma medica que faz ecocardio me solicitou a abertura de uma filial aí no Chile. Você sabe me informar se usam essa solução ai na capital. estou querendo passar uma semana aí para conhecer esse mercado. Sou revenda autorizada Xerox do Brasil.

    São clinicas de diagnósticos e hospitais,se puder me ajudar com informações agradeço.

    • Hesio, eu sempre tento ajudar como posso, mas no seu caso, realmente, nao faço a menor ideia de nada que possa te ajudar!!! Nao sei nada de nada sobre esse assunto!!! Talvez através dos call center dos laboratórios você consiga mais informaçoes. Abraços e boa sorte em sua pesquisa.

  88. Boa tarde, gostaria muito de morar no Chile, sou formado em Sistemas de Informação (T.I), mas o que me barra é a língua do país, pois não sei muito espanhol… e já ouvi falar que ofertas de emprego na área de T.I no Chile são muitas e gostaria muito de trabalhar por aí. Dicas?

    Abraços

    • Joao, aconselho fazer pelo menos um curso básico de espanhol antes de vir. Se bem tem muitos conterrâneos conseguindo aprender o idioma estando aqui, se você quer se dar bem em entrevistas de emprego, a melhor coisa é conseguir compreender as perguntas e ser entendido em suas respostas. Nao sei lhe dizer se há algum site mais específico de busca de vagas em sua área, mas você pode colocar a palavra chave no filtro do site citado no texto para ver a quantas andam as ofertas de emprego e os salários. Boa sorte.

  89. oi Joy, tudo bem?
    Sou de Curitiba e trabalho na área de TI e gostei muito das suas dicas, estou procurando algo na minha area, cheguei a visitar o site laborum.cl e estou pesquisando algo em Santiago e arredores, tem alguma dica de empresa ou lugares pra eu procurar emprego no Chile?
    Obrigado
    Ricardo Gruppelli

  90. Joy, espero que hoje voce não esteja com piripaque, rsrsr
    Não li todas os questionamentos que voce respondeu, mas li seu texto na íntegra. Gostaria de sair do Brasil por vários motivos, entre os quais, os que voce menciona.
    Mas caso se concretize a ideia, vou numa situação pouco mais confortável. Vou para curtir a aposentadoria. Não vou atrás de emprego. muito provavelmente com a grana para comprar um apartamento ou um sítio. A ideia seria viver em cidades próximas a Santiago (10 a 150 km de distância).
    Sou casado, com uma filhinha de 4 anos.
    O que orienta?
    abraço

    • Henrique, como assim com piripaque??? hahahahahaha… Eu sou um poço de calma!
      Acho que vale a pena investigar bem como proceder vindo aqui com antecipação porque não entendo que mesmo para a compra de um imóvel, a burocracia é um pouco chata e vc teria que ver as opções para transferência do dinheiro e compra à vista, porque para pedir empréstimo no banco só com o visto definitivo. Rancágua, Viña del Mar, Cajón del Maipo, Los Andes, Buin são boas cidades e próximas à Santiago. Recomendo começar a ver os valores dos imóveis pela região e conhecer esses lugares antes de uma decisão definitiva. Abraços.

  91. Olá Joy!

    Sabe onde posso procurar alguma oportunidade para Fonoaudiologia Clínica ou Comissária de Bordo?
    Tenho essas duas profissões, além de ser cantora, mas acredito que as melhores oportunidades podem vir das primeiras citadas acima.
    Meu marido é Engenheiro Mecânico se souber de algum site ou busca para estas áreas e puder nos ajudar… Muito, muito obrigada!!

    • Patricia, Para comissária de bordo verifique nas próprias linhas aéreas porque muitas vezes no mesmo site tem os links que te levam às vagas específicas que eles necessitam. Eu sei que a Lan exige o curso deles, mesmo que já se tenha experiência e cursos anteriores. Já sobre as demais áreas, não sei de sites específicos, mas recomendo ver os salários nos sites tradicionais de busca de emprego e verificar a forma de validação de seus estudos, que devem estar legalizados antes de vir para cá e às vezes é necessário fazer algum exame específico para que estes sejam aceitos por aqui. Boa sorte e abraços

  92. Olá, vi suas dicas e gostei bastante. Minha esposa quer se candidatar a uma vaga para trabalhar ai por uma empresa do Brasil, porém eu não falo espanhol, sou formado em adm e no Brasil tenho minha própria empresa de treinamento, vc sabe me dizer se eu consigo vender meus serviços ai, mesmo não falando o idioma?

  93. Oi Joy !! Gostaria de saber se vc sabe como funciona o ingresso na puc chile , estou tendo dificuldades para conseguir informações , mandei email e não fui respondida .
    obrigada

    • Thaciane, infelizmente nao sei informaçoes sobre o assunto, mas acredito que o próprio site da puc tenha um setor para informaçoes para estudantes estrangeiros. No setor de “postulaciones” costumam estar os requisitos para ingressar. Abraços

  94. Boa tarde, Joy!
    Poderia me informar por favor, o traslado de Santiago para Montevidéu via terrestre (ônibus,vãs ou trem), quanto tempo leva, os preços e se o transporte é seguro.
    Grato,
    Osvaldo Freitas

  95. Olá Joy! Gostei muito das suas informações. Você sabe me dizer se há mais facilidade para uma pessoa formada em jornalismo no Brasil conseguir trabalhar como professora de língua portuguesa no Chile? É visto como diferencial e facilita?

    Muito obrigada,

    Kátia

    • Kátia, Se vc tem experiência, pode ajudar… mas caso tenham que escolher entre uma brasileira formada em Letras e uma em Jornalismo, nao tem erro, vao pela formada em Letras. Eu sei porque mesmo com anos de experiência aconteceu comigo. O mercado para professores de português existe, mas é escasso e a oferta é variada em qualidade e valores. Nao se esqueça de validar toda a documentaçao de estudos antes de vir para cá. Abraços e boa sorte.

  96. Bom dia.
    Muito legal o blog de vcs. Estão de parabéns.
    Quanto ao Chile, gostaria de tirar uma dúvida: o que significa esse UF com um valor do lado que vemos no site de imóveis? Saberia me explicar?

    • Marco Antônio, UF é Unidad de Fomento uma unidade de valor criada lá pelos anos 1960, que varia de acordo com a inflação. Para saber o valor exato, você pode ver no site do SII. Abraços

      • Muito obrigado pela informação.
        Só não entendi porque eles colocam essa Unidade nos anúncios de imóveis. Achei que fariam os ajustes de acordo com a variação da U.F. mas de uma semana para outra os valores se mantiveram.
        Enfim, grato pela pronta resposta e mais uma vez parabéns pelo trabalhos de vcs.
        Sucesso!

  97. Olá,eu estou indo para apender idioma mas quero alugar um lugar com outras pessoas mas ando tendo dificuldades para encontrar…pode me indicar algum site?

    • Eduarda, vc precisa levar um documento de estudos legalizado e verificar no site da Dirección de trânsito de sua comuna os demais requisitos, já que estes podem variar. Abraços.

  98. Joy, parabéns pelas informações, li todas elas, achei vc muito sensata e atenciosa em seus comentários. Bacana trazer essa realidade para que o pessoa possa ter mais base antes de tomar qq decisão! Deus te abençõe sucesso!

  99. Olá, e na área de engenharia civil, o que você me diz?
    Fui a passeio e gostei, conheci brasileiros que moram ai, mas procuro a opinião de mais pessoas, porque amigos acabam se animando em te puxar p/ o lado deles né rsrsrs
    Sou recém formada em engenharia civil e tenho bastante experiência na área.
    Uma coisa que você disse que eu não sabia, era a necessidade da documentação chilena definitiva para arrumar emprego, inicialmente meu plano é fechar um curso de espanhol e ficar 3 meses, neste tempo ir procurando um trabalho.
    Mas estou com muitas duvidas, mas muita vontade de ir.

    • Sarah, já comentei aqui para outra pessoa que o que sei é que as regras de construçao aqui incluem normas anti sísmicas estritas e imagino que provavelmente nao seja uma questao muito frisada nas Universidades do Brasil.
      De qualquer forma, a melhor maneira de saber o procedimento, é pesquisando de forma mais específica, para assegurar-se do paso a paso da validaçao dos estudos.
      Sim, é correto, as empresas estao cada dia mais arredias em dar emprego para pessoas com documentaçao em trâmite. Em alguns casos, somente empregam depois do visto definitivo.
      Pesquise bastante antes de vir e boa sorte

  100. ola JOY MATTA estou a procura de uma igreja assembleia de Deus , vc pode me indica uma mais próxima ( cidade , bairro , local de fácil acesso ). fico muito grato

    • Olá, Marcos, nao há um bairro específico de brasileiros por aqui. Estamos em todos lugares. A maioria escolhe o centro, Providencia ou Las Condes por questoes de mobilidade e trabalho, mas a maioria das pessoas (estrangeiras ou nao) moram nesses bairros. Há um certo aumento da xenofobia por causa da crise, mas os brasileiros nao sao o “alvo” principal…. Abraços.

  101. Olá Joy,
    também sou jornalista com mestrado na Espanha. Meu espanhol é fluente e não teria problemas em me comunicar e me adaptar a um outro país. Vi que o ano passado você respondeu uma pergunta sobre o mercado de Comunicação Social. Você acha que teve alguma alteração? Realmente é complicado conseguir emprego somente com residência provisória? Em caso afirmativo, você saberia me dizer se o mercado para freela seria uma opção viável para se manter por aí?

    Obrigada,

    Rosana

    • Olá, Rosana. Obrigada por seu comentário. Este ano a situação começou a complicar na maior parte dos setores. Acho que o mundo passa por uma crise geral e isso já está afetando diversos mercados de trabalho. Ultimamente há mais demissões do que contratações e estamos todos precisando nos reinventar pra nos manter ativos e “salvos”.
      Sinceramente, trabalhar como freela no momento é um risco ainda maior do que em outros períodos, mas, como vc deve saber, sempre há exceções. Eu aconselharia a pesquisar muito sobre possibilidade alternativas e criativas para desenvolver em períodos de crise e pensar bem antes de mudar de país na atual conjuntura.
      Abraços e boa sorte.

  102. OLA,bom dia,moro em sc ,meu namorado é chileno esta a dez anos no brasil,agora,pretende voltar morar no chile,e quer que eu va junto,apesar que ele fala muito bem do pais e de santiago, que é onde pretendemos morar, mesmo a sim tenho minhas duvidas na área de trabalho,pós ele ja esta muito tempo fora do pais,e não temos cursos superiores,ele tem familiares ai e talvez se torne menos complicado um trabalho,mas no meu caso estou bastante insegura pós aqui no brasil,trabalho como cuidadora de idosos e cozinheira.Outro fator que fico um pouco preocupada por eu ser de origem afro dessedente.Entre todas essas duvidas espero que vc possa me ajudar,ok?beijo obrigada

    • Alzira, tudo bem?
      Em relação à ser afro-descendente, saiba que há alguns anos atrás era mais complicado do que é hoje em dia. Agora o Chile já recebeu bastante imigrantes provenientes do Brasil, Colômbia e mais recentemente do Haiti, portanto já não é tão raro encontrar-se com negros por aqui. Claro que não posso falar exatamente sobre como os chilenos se comportam, pois nunca vivi isso na pele, mas algumas amigas minhas dizem que não há muito preconceito, mas sim uma certa curiosidade.
      Sobre sua área pode realmente ser um pouco mais complicado, ao menos no que se refere ao cuidado de idosos, já que não haveria forma de comprovar sua experiência nesse âmbito. Já como cozinheira pode ser um pouco mais fácil. O conhecimento do idioma é primordial para qualquer uma das áreas.
      Já em relação ao seu namorado, é bom se preparar um pouco porque em 10 anos as coisas mudam e vir de férias não é o mesmo que morar e muitos regressados sofrem bastante no período de re-adaptação.
      Espero ter ajudado. Boa sorte!

  103. Obrigada,com ser tesa ajudou-me sim,vc deixou-me mas tranquila.E como os familiares,mãe,irmãos ,dele moram ai quem sabe se torne mas fácil para ele se adaptar caso contrario,retornamos.Obrigada abraço.

  104. Joy, muito legal este blog. Eu decidi montar uma estratégia para mudar do Brasil para cá (estou em Santiago), vim por 2 vezes com filho e esposa, agora estarei outubro/15 inteiro para viver como residente, conhecer melhor e finalmente tentar vir entre 1 e 2 anos, até estabelecer alguma renda aqui.
    Ocorre que sou empresário de software e infraestrutra de TI no Brasil, o qual desejo permanecer mesmo depois de mudar, e gostaria de conseguir um sócio, aqui em Santiago e não localizo um site para “empreender” com um sócio aqui.
    Tem muito para conseguir emprego, mas empreender em Santiago não.
    Não digo os trâmites legais, pois isto já estou vendo também, mas digo fazer contatos como rodadas de negócios, empreendedorismo, conseguir sócio…
    Sem te dar trabalho, se tiver alguma ajuda ou dica, agradeceria demais.

    Obrigado

  105. Olá Joy sou Laura, curso agronomia aqui no Brasil, e tenho muita vontade de me mudar quando terminar a faculdade, é uma das opções seria o Chile. Tem algo que possa me dizer sobre essa área aí ? E se puder me dizer algo sobre os militares(soldados), como: jeito deles, salários essas coisas. Só curiosidade pessoal mesmo.
    Desde já grata, abraço !!

    • Olá, Laura. O pouco que sei sobre a área é uma amiga que trabalha com seguros agrícolas e entendo que a área carece de profissionais, especialmente no setor das vinícolas. Apesar de ter muita gente se formando por aqui, é uma área que recebe bem os estrangeiros, desde que venham qualificados.
      Sobre os militares, nao sei nada deles. Somente que a Escuela Militar é enorme e bem bonita. Abraços.

  106. Olá Joy! Quais são as profissões que os brasileiros e estrangeiros geralmente exercem (ou estão em demanda) no Chile? Quero ter uma noção, para saber se existe alguma profissão que se encaixa com minha bagagem profissional. Grato!

    • Olá, Elias, fica difícil delimitar áreas específicas para estrangeiros, porque na verdade sao bem variadas. Aconselho a dar uma olhada nos sites de busca de emprego e, de qualquer forma, sempre buscam pessoas que falem português nas agências de turismo.
      Boa sorte com sua busca.

  107. O Chile de acordo com o post é uma péssima idéia para quem pensa em imigrar pra lá talvez pela proximidade com o Brasil. Se o custo de vida é tão alto e os salários para quem trabalha nas áreas técnicas são iguais ao do Brasil, tirem essa idéia da cabeça gente. Melhor então procurar países com o IDHL mais desenvolvido. Trocar seis por meia duzia é loucura, e como a autora do post deixou bem claro, o Chile é para quem pode e não para quem quer. Eu vivo no Canada, aqui sim voce vai sentir a mudança de vida que voce tanto quer. Aqui comida é acessível, o que não for supérfluo é livre de impostos e para quem está sem dinheiro tem os foodbanks. Aqui voce sobrevive até com o salário minimo, O meu professor de espanhol é chileno e vive no Brasil, viveu ilegalmente por mais de 8 anos e hoje já não sei porque perdi o contato. Mas é mais uma dica. Eu vivo aqui há dois anos, sou residente permanente e logo vou fazer a minha cidadania. Sou casada com um canadense e assim que tiver um tempo vou escrever um post sobre como é viver aqui. Tenho lido alguns sobre o Canada até para buscar informações para mim mesma, mas até agora nada que me acrescentasse muito.

    Se for para sair do Brasil procurem países de qualidade na Europa ou aqui na America do norte. De todo o coração desejo sorte a todos vocês que anseiam por mudança, mas deve ser para melhor.

    • Olá Marta, eu já levo um tempo escrevendo aqui no blog, respondendo comentários e auxiliando nas comunidades de brasileiros que moram aqui no Chile pra perceber que cada pessoa busca coisas diferentes quando quer sair do país. Claro que o Chile está melhor do que o Brasil em vários âmbitos, e mesmo em crise, ainda parece ser mais atraente do que ficar em nosso país natal para muitos. Eu tento dar minha opinião o mais desprovida de emoções possíveis e pensando que eu tive muitas facilidades no ano que cheguei, conversando sempre com pessoas que vão chegando pra saber a quantas anda o ambiente para os estrangeiros e tudo isso. Mas sempre tem quem quer se arriscar, não importa os conselhos que tentemos entregar. Abraços e obrigada pelo seu comentário.

  108. Obrigada Joy, me animou ainda mais. Pretendo ir a passeio antes de terminar a faculdade, pois vai demorar alguns anos.
    E está de parabéns seu blog e a sua assistência.
    Muito grata, abraços

  109. Ola Joy,sou a Alzira,ja escrevi pra vc no final do mes passado,e gostei do que vc me respondeu,e estou outra ves aqui pra vc orientar en algumas coisas,como te comentei no mes passado meu namorado é chileno e esta no brasil a dez anos ,e estava querendo voltar a morar no chile no ano que vem ate mesmo pra juntarmos alguma grana ,ja que ele quer que eu va junto,mas infelizmente vamos ter que ir ate o final dese mes de outubro pos a mae dele esta muito mau de saúde,e agorara Joy,estou mas apavorada,gostaria que se vc puder me ,diser mas ou menos o valor de um apartamento de um quanto ai em santiago,,algo mas popular,como esta clima ai levo roupas quentes pesadas ?,outra dica,penso que vamos levar algum tempo pra conseguimos um trabalho,ate nos estabelecer ,quanto vc acha que devemos levar em grana,pra uns tres meses?desculpe tantas perguntas mas espero que vc me entenda ,obrigada.abraço,ha so pra lembrar moro em sc o frio o clima é mas umido.

    • Olá, Alzira. COm mais tempo sempre fica melhor de planejar, mas como nao dá tanto tempo, aconselho os mesmos links que postei no texto para ver o valor dos apartamentos. Alguns aparecem em UF que é Unidad de Fomento, uma taxa que varia diariamente e hoje está em torno de 25 mil pesos.
      Estamos em um outubro atípico, ontem fez um pouco de sol, mas hj está chovendo e bem frio, aconselho a trazer uma mistura de roupas porque está bem imprevisível mesmo.
      Para calcular uma quantidade de dinheiro aconselho a ver com os links do texto o valor de uma compra de supermercado para o mês, um aluguel e condomínio (gastos comunes, que também costumam aparecer nos indicativos de cada apartamento nos sites de busca de aluguel), considere também transporte público ida e volta uma vez ao dia, uns 50 mil pesos em contas extras e dinheiro para os trâmites para validar do seu casamento aqui e seu pedido de visto.
      Espero que te ajude, boa sorte e boa viagem. Pensamento positivo também ajuda bastante nessas horas

  110. Oi Joy,
    Acabei de conhecer seu blog, muito bom!!
    Estou começando agora umas pesquisas sobre o Chile. Eu moro em Curitiba PR e namoro a distancia com um chileno. Estamos começando a fazer planos para casar o que envolve decidir onde morar claro. Eu tenho 24 anos e nunca morei em outro lugar, por isso tenho um pouco de medo. Ele é bem estável, tem bom trabalho com negócios da familia, o que torna a chance de eu ir para o Chile bem grande. Eu falo español fluente, nao tenho problemas com o idioma, apesar de as vezes me enrolar para entender o chilenes kkkk mas isso acostuma. Só que minha vida é tranquila e percebo como a dele é agitada. Tenho um amigo argentino que morou lá anos e fala super mal da desigualdade, materialismo, discriminaçao e isso me deixa com medo, pois tenho a visao de turista e só de conhecer a familia dele. Como ainda estamos vendo isso de onde morar, tem algum concelho?

    • Oi, Fran, aconselho a ler meu texto sobre casamento de brasileiras com chilenos publicado aqui. Também acho legal você ler meu primeiro texto sobre morar aqui. Leia aqui sobre a adaptaçao no país. Também acho um bom conselho dizer que você deve vir com os documentos de estudo legalizados para procurar emprego assim que sair o visto para poder socializar mais e tentar entender a idiossincrasia chilena mais profundamente. De qualquer forma, uma mudança sempre é um choque, mas se há amor de verdade, vai ficando cada vez mais fácil, com apoio e respeito mútuo!
      Boa sorte.

    • Olá Andressa, Nao sei muito sobre sua área, mas sempre há a possibilidade de verificar os sites de busca de emprego para ver como está a oferta de empregos e os salários nesse setor. O pouco que sei sobre a área é uma amiga que trabalha com seguros agrícolas e entendo que a área carece de profissionais, especialmente no setor das vinícolas. Apesar de ter muita gente se formando por aqui, é uma área que recebe bem os estrangeiros, desde que venham qualificados. Pesquise bastante para poder tomar uma decisao consciente. Abraços.

  111. Joy. Estou gostando do seu blog. Eu já fui passear no Chile 3 vezes, em dezembro será a 4 vez que vou ai. Eu amo o Chile. Moraria tranquilo ai, pois para quem morou na Alemanha o frio do Chile não é nada.Quando as pessoas me comentam que o Alemão é frio, eu simplesmente respondo, mas não são pessoas falsas como muitos Brasileiros. Como eu morei lá fiz muitas amizades e acho eles muito legal.

    • Olá, Rose, que bom que está gostando do blog. Acho que generalizar, em qualquer sentido é complexo porque esquecemos que há uma grande quantidade de nuances no comportamento humano que valem a pena conhecer, mesmo que nao gostemos ou concordemos.
      Espero que continue a gostar de vir para cá, há muito o que explorar por aqui.
      Abraços.

  112. Oi, Joy, td bem? Sei que vc já tá de saco cheio, mas se vc puder me esclarecer algumas coisas, ficarei mto grata. Pois as informações pela net n me foram esclarecedoras. Tô vendo a possibilidade de cursar arquitetura no Chile, mas n tenho informações concretas sobre. Queria saber, por exemplo, a forma de ingresso nas universidades públicas, particulares, o preço, o custo de vida (modesta) para estudantes. Desde já agradeço. Bju

    • Mirla, o ingresso para os estudantes estrangeiros é diferente daquele para os chilenos. No caso dos chilenos, há um tipo de vestibular, que é válido para todas as Universidades do país, a PSU. Já no seu caso, o melhor é verificar as Universidades que vc prefere e ver no próprio site da instituiçao quais sao os requisitos para entrar em cada uma delas. Lembrando que, apesar de algumas sao consideradas públicas, aqui todas sao pagas e para saber o valor do curso, procure o arancel em cada site. Para ter uma ideia das melhores universidades da área que vocè busca, veja o site do Universia.
      Quanto ao custo de vida, isso é tao variável, que aconselho que veja os links do texto para ter uma noçao de valores de aluguel e supermercado. No seu caso, aconselho também a verificar sites para compartilhar moradia, como o Comparto Depto, por exemplo.
      Boa sorte em sua pesquisa. Abraços.

  113. Joy, vc tem algum email ? Ou skype? Onde podemos conversar em modo inbox.

    Sou Brasileira, meu marido é Chileno, porém moravamos no Brasil. Decidimos ir para o Chile, ele foi antes e já esta no Chile a 4 meses e em fevereiro de 2016 eu irei pra ai definitivamente.
    Estou precisando conversar com vc.

    Aguardo seu contato,

    • Paloma, algo acontece no site que nao está mostrando o link para meu perfil no Facebook, mas fique a vontade para mandar mensagem através do inbox por ali mesmo. Também pode deixar as suas dúvidas aqui no texto que eu também respondo sem problemas. Abraços.

  114. Muito legal este artigo, só tenho uma dúvida, eu já falo espanhol, e estou treinando com chilenos, mas quero saber o seguinte, sou licenciado aqui no Brasil e pretendo dar aulas no Chile, é difícil conseguir uma escola para dar aula? O que devo fazer? , espero a resposta, muito obrigado!!

    • Warley, dependendo da área em que você quer dar aula, o mercado pode ser bem difícil e fechado para os estrangeiros. Para começar, você deve legalizar todos os seus documentos de estudo aí no Brasil e terminar o processo aqui no Chile porque sao documentos obrigatórios para que uma escola ou universidade te contrate. Caso sua ideia seja dar aulas de idioma em centros de estudos, esse requerimento nem sempre é solicitado, mas por via das dúvidas, eu aconselharia a legalizar tudo, de qualquer forma. Abraços e boa sorte.

  115. Olá, estou me mudando para o Chile em Janeiro e gostaria de referência de escolinhas para meu filho e 1 ano e meio.
    Pretendo morar em Las Condes … Outro ponto, tem algum clube nesse bairro para ficar sócio (não sei se no Chile tem como no Brasil).
    Obrigada desde já

    • Olá Michele, quanto aos clubes nesse bairro, você pode encontrar no próprio site da comuna: http://www.lascondes.cl/informacion_comunal/info_deportivos.html. Não sei como são os processos para se associar, mas entrando no site de cada um deles, você poderá encontrar essa informação.
      Já em relação à escolinha, fica um pouco mais complicado de te dar alguma dica ou referência, já que a comuna é bem grande e há diversas opções. Os valores nessa comuna específica estão praticamente iguais em todas as escolinhas infantis, então vale a pena ficar de olho na quantidade de parvulárias por nível e no método utilizado para estimular as crianças.
      Boa sorte!

    • Olá, Raniel, Diz-se que realmente esse é um dos melhores campos para se trabalhar por aqui, mas eu nao tenho nenhuma informacao específica sobre o assunto, Aconselho a pesquisar bastante o mercado, mas acredito que essa seja uma boa oportunidade para você. Abracos e boa sorte

    • Olá, Fernanda, já respondi algumas vezes dúvidas de pessoas que estudaram Direito aqui nos comentários. Não sei exatamente como funciona, mas não é somente uma questão de validar documentos, já que as leis daqui são bem diferentes das do Brasil. Aconselho perguntar diretamente no Colegio de Abogados ou no setor internacional de alguma grande faculdade como a Universidad de Chile. O que me disseram é que há de se fazer várias matérias novamente e não seria nem rápido, nem barato. Boa sorte em sua pesquisa. Abraços.

  116. Bom dia!!!
    Obrigada pelas dicas, em Janeiro mudarei para Santiago, namoro um chileno e conheço mais ou menos esta maravilhosa cidade. Estou em dúvida se na AV. Grécia, próximo ao estádio Nacional é um lugar bom para morar. Pode me dar uma dica?
    Abs Wilma

    • Olá Wilma, como na maioria dos países do mundo, morar perto de estádio é sinônimo de caos em dias de jogos e de shows por causa da quantidade de pessoas circulando, do barulho e da sujeira que vai ficando no caminho de quem vai a pé…. Abraços.

  117. ola joy, meu nome é alzira ja escrevi outras vese pra vc pedindo informaçoes a vc ,pk estava indo pro chile con meu namorido pos a mae dele estava mui enferma,en fin agora ja estou aqui en chile fasen duas semanas,meu mnamorido veio pra permanecer aqui mas eu vim para conheser ,e en janeiro retorno pro brsil,nessas duas semanas ja conheci varios lugares cidades mercados lojas en fin ,estou gostando apesar que nao estou me abtuando ao clima e algomas comidas,estamos na casa de um familiar de meu namorado mas asin que ele consegui um trabalho quremos arendar um apartamento, vc sabe me imformar algun sait de emprego ,meu marido esta procurando na area de operador de escavadeira.e eu gostaria de saber se tem algum grupo de brasileiro para que eu possa faser amisades e saber como faser meus tramite se resolver ficar aqui e ate mesmo consegui um trabalho pos nao falo espanhol.OBRIGADA ESPERO QUE POSA MAS UMA VES ME ORIENTAR,ABRAÇOS.

    • Olá Alzira, sem espanhol fica bem difícil, porque os brasileiros podem até te orientar, mas quando você for à Extranjeria ou à PDI ou ao registro Civil pra legalizar sua documentação vai precisar que alguém que fale espanhol te acompanhe e te ajude a preencher os formulários.No texto eu menciono sites de busca de emprego. Espero que seu marido encontre o emprego que precisa. E no facebook há várias comunidade de brasileiros. Aconselho a ler meu texto sobre o assunto aqui. Boa sorte pra vocês dois.

  118. OLA JOY ,OBRIGA ,VOU ENTRAR NO FACE,E VER SOBRE O ASUNTO SIM.E QUANTO A IR ALGUEN FASER OS TRAMITES COMIGO ,TEM SIM MEU NAMORADO É CHILENO E ELE TEM CIDO MEU TRADUTOR AQUI,APESAR QUE ELE JA ESTAVA A MUITOS ANOS NO BRASIL .MAS ESTAMOS NOS AJUDANDO.MAS UMA VES BRIGADAO ABRAÇOS FIQUE BEM.

  119. OLA JOY,
    ESTOU INDO PARA O CHILE EM JANEIRO, COMO MOCHILEIRO, NAO CONHEÇO NADA POR AI.
    ONDE ENCONTRO MAIS BRASILEIROS?

    ESTOU INDO PARA ANDAR E ESCREVER … SOU ESCRITOR.

    ABRAÇO

    ME ORIENTE POR FAVOR.

    • Olá Emerson, Aconselho ler meu texto sobre comunidades de brasileiros por aqui. Assim você pode ver se há brasileiros nas cidades que você pretende visitar enquanto estiver aqui. Há pessoas com diferentes experiências de vida, que poderao te orientar em detalhes que você precisa saber durante sua estadia por aqui. Abraços, boa sorte e boa viagem!

  120. Oi Joy.

    Estou no Chile a passeio e gostei muito de Santiago.
    Sou formado em biomedina no Brasil… falo um pouco de espanhol e sou quase fluente em inglês.
    Há possibilidade de conseguir trabalho no Chile na minha área de formação?
    Obrigado!

    • Olá Henrique, primeiro eu verificaria quais sao os requisitos para validar teus estudos aqui porque a área de saúde costuma ser mais estrita e exigente, com provas e até exigência de que se façam algumas horas de matérias para igualar as horas de estudo em certas áreas. O espanhol obviamente é o mais importante ao vir morar aqui, o inglês passa a ser apoio, especialmente para dar destaque no curriculum e ainda mais para aqueles que trabalham com área de turismo.
      Pesquise nos sites de busca de emprego para ver a quantas anda a demanda em sua área também.

      Boa sorte!

  121. Olá Joy,
    Meu nome é Victoria e estive em Santiago em Junho de 2015 e fiquei encantada.
    Bom, gostaria de saber se você tem dicas de sites de emprego na área de TI.
    Eu e meu marido somos pós graduados e, gostaríamos de nos mudar para o Chile.
    Estou pesquisando bastante sobre pessoas que, assim como você, compartilham experiências em blogs. Acho importante essa troca de informações mesmo sabendo que a adaptação vai de cada um.

    Obrigada,
    Victoria.

  122. Boa Tarde Joy, Sou mineiro filho de espanhóis e já aposentado, gostei da forme clara e direta como descreveu o país, e gostaria de saber, em sua visão é claro, como seria para um aposentado brasileiro morar no Chile, não especificamente em Santiago?

    • Angelito, não conheço ninguém aposentado que more por aqui para dar uma opinião mais precisa, mas em uma das comunidades de brasileiros morando aqui apareceu recentemente um site que está se dedicando a dar esse tipo de informaçoes. Aconselho a dar uma olhada nessa página e a se unir à alguma das diversas comunidades nas redes sociais, como conto neste texto para obter mais detalhes sobre esse aspecto de morar aqui. Abraços e boa sorte.

  123. Boa noite ,Joy!!super bacana teu big,gostaria de umas dicas em referente à colégios,mudarei para Santiago em abril,gostaria de saber se tem colégios com ensino em português? Ela irá cursar o 1 ano do ensino médio.

    ABRAÇOS. Tarsila Lucero

    • Olá Tarsila,

      Nao existem colégios que ensinem português. COlégios bilingues e internacionais com inglês, alemao, italiano ou francês você consegue encontrar, mas nao em português.
      Abraços.

  124. Ola eu me chamo thais e todos os meus parentes paternos moram ai em santiago eu gostaria de saber aonde eu posso validar a documentaçãoescolar dos meua filhos.

    • Thais, na verdade esse é um procedimento que desconheço porque tive meus filhos aqui e nao precisei fazer nenhuma documentaçao de estudos além de legalizar meu próprio diploma universitário. Sei que a maior parte do processo se dá no Brasil mesmo, entao recomendaria entrar no site do MEC e no do MINEDUC (Ministério de Educación de Chile) para saber o passo a passo. Abraços.

  125. Olá Joy,
    Adorei seu blog!!!
    Vi que vc é de Santo André!!!! Eu tbm sou!!!
    Então, poderia me tirar algumas duvidas sobre morar em Santiago?
    Meu marido recebeu um convite da empresa na qual ele trabalha, pra ser transferido para o Chile… estamos no maior dilema para decidir.
    Meu maior medo é quanto ao sistema de saúde e as escolas ai no chile.
    Tenho dois filhos uma de 9 e um recém nascido.
    As escolas publicas sao boas? ou ai é como no Brasil?
    E o sistema de saúde, é como aqui tbm? temos que ter um convênio de saúde?

    Muito Obrigada

    • Oi Aline, que delícia de coincidência!!!
      Quanto ao sistema de saúde, aconselho a ler meu texto sobre o assunto, publicado aqui mesmo no BPM, pra entender melhor os pormenores do assunto.
      As escolas públicas aqui sao melhores do que no Brasil e as particulares, muitas vezes, sao acessíveis e de melhor qualidade do que lá também. Aí vai depender do que você busca para a sua filha: colégio bilíngue, menos alunos, grade escolar com mais esporte ou matemática, colégio laico ou religioso, etc.
      Aí vale a pena planejar a comuna onde vocês irao morar e a partir daí pesquisar as escolas através da pontuaçao SINCE (uma prova para os diferentes níveis escolares) ou pela pontuaçao da PSU (vestibular nacional).
      Espero que as indicaçoes ajudem.
      Abraços e se decidir vir mesmo, avise, assim te incluo no grupo de maes brasileiras se reúnem todos os meses por aqui.

      • Obrigada pela resposta Jay!
        Então a empresa que meu esposo trabalha fica em Los Condes… então estamos pensado em ver algo em Providencia … pois fica fácil de pegar metro para o serviço…
        Voce poderia ja me adicionar no grupo das mães brasileiras? gostaria de perguntar para as mamães sobre qual escola se encaixa melhor no que queremos.
        muito obrigada
        Aline

  126. Joy bom dia. Eu trabalho com cursos e treinamentos em segurança do trabalho e tenho muito interesse em buscar mercado externo, a princípio o mercado que fala espanhol como chile, argentina entre outros. Você sabe me dizer onde busco informações sobre normas de segurança aí no Chile? Aqui no Brasil elas são conhecidas como normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego.

  127. Como é o emprego na área de finanças no Chile ? Tenho experiência em uma das Big Four será que dá para ganhar um salário razoável como estrangeiro, não quero ficar milionário apenas ter uma experiência nova na minha vida e quem sabe duradoura, outra coisa, minha bisavó era chilena, será que consigo visto ou o parentesco é muito distante ?

    • Rafael, obrigada por deixar seu comentário aqui no blog. O parentesco para obter a nacionalidade é somente até o segundo grau, ou seja, somente se você tem pais ou avós chilenos. Mas ainda assim você pode solicitar o visto provisório (do Mercosul) para ficar aqui legalmente. Veja mais detalhes em meu post sobre o assunto. Sinceramente nao sei nada sobre sua área, mas aconselho sempre a buscar por palavras-chave nos principais sites de busca de emprego no Chile, como Laborum, Trabajando, Computrabajo e fazer uma pequena pesquisa de mercado.
      Boa sorte e abraços.

  128. Bom dia! Sou Enfermeiro, pós-graduado em Terapia Intensiva e com MBA de Gestão em Saúde, com experiencia de 5 anos e vários cursos na área. Vc sabe dizer como é a área de Enfermagem. Pagam bons salários? É fácil arranjar emprego?
    Exigem fluencia na lingua como é exigido no Canadá? Ou aceitam bem o Portunhol? rsrs…
    Se puder me ajudar fico grato! Sou de Salvador-Bahia e pretendo começar a arrumar os documentos para imigrar para o Chile(Santiago).
    Allan.

    • Olá, Allan, sei que a área de saúde é umas das quais mais exigem na hora de validar os estudos no exterior, portanto começaria minha pesquisa por aí. A fluência na língua sempre depende do tipo de emprego e como no seu caso é necessário que você compreenda e seja compreendido em sua totalidade, creio que devem ser bem exigentes em quanto a isso, mas nao há uma regra explícita sobre o assunto e, como nao conheço seu mercado, nao poderia afirmar com segurança.
      Aconselharia a pesquisar o site do Colégio de Enfermeiros e buscar redes de trabalho nas redes sociais, especialmente no LinkedIn. Boa sorte

  129. Ola, meu nome é Luciana e tenho 31 anos.

    Recebi uma proposta de trabalho para Santiago, estou insegura em aceitar, pois sou mãe solteira e minha filha tem 3 nos e meio.
    Não sei qual bairro mais seguro de se morar, não sei se existe escolinhas(maternais) que falem portugues, pois por minha filha ser muito pequena não se adaptaria com outra lingua.
    Não aceitei ainda pelo fato de não saber de escolinhas, sei que moradia pode ate ser um pouco mais facil.
    Se puder me dizer os bairros mais seguros e proximos do centro, e se souber desse ponto que coloquei da escolinha te agradeço.

    • Olá, Luciana, nao existem escolhinhas com português, nem colégios em Santiago que o tenham. Mas tenho muitas amigas maes que colocaram os filhos em escolinhas com idade aproximada à de sua filha e nao tiveram problemas.
      O melhor para escolher o bairro é saber onde fica seu trabalho, mas Providencia, Lo Barnechea e Las Condes sempre sao os mais citados como seguros e agradáveis. Mas dependendo de onde você for trabalhar, Ñuñoa, La Reina, Peñalolén…. também podem ser uma ótima escolha, só que ficam um pouco mais afastados do centro.
      Boa sorte e espero que tome a melhor decisao para você e sua filha.

  130. Olá Joy! Tudo bem? Li alguns comentários e respostas sobre morar no Chile. Você sabe me dizer qual é o piso salarial de uma assistente de rh e um auxiliar de engenheiro civil ai no país?

    • Olá, Jéssica, infelizmente nao sei nada sobre essas áreas. No próprio texto está o link para um excelente site de busca de emprego, aconselho que verifique por ali e outros sites do estilo como vai o mercado dessas áreas.
      E nao se esqueça de pesquisar como fazer a validaçao de seus estudos para poder exercer essas funçoes aqui. Abraços.

  131. Gostária muito de sair do Brasil por causa do clima e queria trabalhar com massagem, depilação e estética facial. O quew vc acha????

    • Olá Pilar, a área de beleza aqui está bem saturada de estrangeiros. Seria arriscado de minha parte dar uma opiniao demasiado positiva sobre sua ideia. Pesquise muito antes de decidir. Abraços.

  132. Oi, muito bom o seu texto. Deixou claro os pós e os contras e mostrou que pra mudar de país tem que pensar e pesquisar bem, Estou pensando em passar o mês de julho no chile pra aprender espanhol. Você acha que é um bom país pra isso? Já morei fora então inverno não sera tão problemático, só fiquei um pouco com medo dos preços que parecem altos ai neh, será que é possível arrumar alguma coisa, em restaurante por exemplo, aqueles “empregos de estudantes”? Obrigada e parabéns pelo texto.

    • Olá, Sara. Sobre estudar espanhol aqui há controvérsias. Os chilenos falam muito rápido, cortam as palavras e conjugam pessimamente. Claro que na escola ou instituto, vao te ensinar um espanhol mais neutro, um pouco mais formal. Algumas pessoas acham que pela forma de falar daqui, nao vale a pena, mas eu particularmente acho que se vc entende um chileno, entende qualquer sotaque.
      Sobre os valores, na verdade, hoje em dia o real está extremamente desvalorizado, por isso aparenta estar mais caro do que em outras épocas, mas para quem mora aqui nao houve grandes mudanças de preços nos últimos tempos.
      Quanto ao emprego, vc teria que vir com o visto do Mercosul para poder trabalhar, já que nao se pode fazer isso nem com o visto de turista, nem com o de estudante.
      Algumas pessoas dizem que consegue-se mesmo assim, mas nao conheço nenhum caso pessoalmente, portanto nao recomendo contar com isso. E mesmo com o visto do Mercosul, nao está muito fácil.
      Abraços.

  133. Olá,curti muito seu texto me esclareceu várias dúvidas,tenho 29 anos e minha esposa 26 sou fisioterapeuta e temos empreendimento no ramo de calçados aqui ,sempre tivemos esse intuito de em algum momento morarmos fora do Brasil e ultimamente o Chile tem se mostrado uma ótima escolha,pesquiso e leio muito mas o melhor parâmetro sempre é visitar e conhecer o país pessoalmente por isso em agosto faremos uma visita.Tenho interesse de empreender ai no ramo de calçados, porém num segmento bem específico, daí vem algumas dúvidas,na sua opinião existem lojas o suficiente que atendam seus desejos ou são mais lojas grandes de segmento?E no quesito diversidade e originalidade?São diversas outras dúvidas mas n quero te encher muito rs.

    • Olá Leo, sobre calçados nao tenho como te especificar sobre o mercado, somente posso falar de minha apreciaçao pessoal. Eu vejo dois extremos: sapatos confortáveis e sem graça ou lindos e torturantes. Há marcas brasileiras como Azaléia e Via Uno cujas coleçoes nao sao iguais às do Brasil em sua totalidade, imagino que é porque precisaram se adaptar ao gosto chileno para poder competir com marcas locais e estrangeiras que saciam as necessidades do mercado local.
      Se sua intençao é fazer negócio, além de visitar o país, recomendaria um estudo de mercado mais extenso.
      Abraços e boa sorte.

  134. Olá querida , gostaria da sua opinião quanto a área de odontologia. Tem mercado? Você sabe quanto ganha em média um dentista ai? costuma atender através de planos de saúde ? obrigada !!!

    • Olá, Felipe. Odontologia até alguns anos atrás era um excelente mercado, nao sei como está hoje em dia. Nao tenho ideia de valores, mas as isapres costumam cobrir somente uma parte. Para entender melhor o sistema de saúde, pode ler meu texto já publicado sobre o assunto aqui.
      Aconselharia a verificar o procedimento para validar teu diploma, já que as carreiras na área de saúde costumam ser um pouco mais exigentes em relaçao à isso. Abraços.

  135. Olá

    Eu e meu marido terminamos o doutorado e recebemos uma proposta de trabalhar no chile por 1 ano ou 1 ano e meio. O salário será pago em dólar. Eu não tenho certeza do valor, mas parece ser cerca de 1000 dólares por pessoa. Isso me deixou muito preocupada pois achei muito baixo. Assim, queria saber se é possível um casal viver com 2000 dólares na cidade. Não temos muito luxo, mas não quero passar apertado de dinheiro.

    Obrigada

    • Olá, Marina, se for 2 mil dólares para duas pessoas, encontrando um aluguel razoável, dá para viver bem, sim. Fique atenta que em breve sairá um post sobre custo de vida que pode esclarecer melhor essa questao para você.
      Abraços.

  136. oi Joy,
    gostaria de dizer que amei sei blog. E que mesmo de longe vc esta me ajudando muito.
    Pois meu marido recebeu proposta para transferencia de trabalho para o chile, estamos abertos a mudanças mas como temos 2 filhos pequenos ( 2 anos e meio e 7 meses) estamos com varias duvidas.
    Será que vc pode nos ajudar?
    -plano de saude, quanto custa, como usar se somos brasileiros?
    -creche para o mais velho (2 anos e meio), quanto custa em media? depende do bairro eu sei, mas so para ter ideia
    – vi que nas varandas dos apt. nao tem tela de proteção, isso é normal? fiquei preocupada
    Tinha outras duvidas, algumas ja resolvi lendo seu blog, outras com certeza ainda vao surgir
    Obrigada

    • Renata, no post sobre saúde eu explico como funcionam os planos aqui. Para poder solicitar um, FONASA exige ter o RUT, documento de identificaçao chileno; os planos particulares muitas vezes aceitam estrangeiros com visto em trâmite apresentando os devidos comprovantes. O mínimo a se pagar pelo plano, como digo no texto é 7% do salário que a pessoa recebe aqui.
      Eu pagava 150 mil pesos por meio período para meu filho aos dois anos, sem merenda, em Las Condes.
      Para colocar tela de proteçao em apartamento alugado deve-se solicitar permissao do dono previamente e se nao ha crianças, dificilmente colocam.
      Fique atenta à novos posts para ver se as suas dúvidas terminam de ser respondidas.
      Abraços e decidam com cautela.

  137. Olá Joy

    Sou recém formada em Biologia Marinha e estou vendo sobre intercâmbio em Santiago do Chile ou em Viña del Mar para aprender Espanhol e aproveitar para fazer um mochilão também, mas ainda estou um pouco receosa pois estou vendo estes custos através de pacotes como a CVC e outros, tudo pra curto prazo de 1 à 3 meses a principio. O que você acha, vale a pena? Comecei a pesquisar sobre o Chile por agora, para ter uma noção do que fazer, do que estudar. Estou naquela fase, terminei a faculdade, juntei uma grana, estou sem trabalho fixo atualmente e quero conhecer algum lugar novo.

    Desde já obrigada
    Beijos

    • Olá, primeiro que nada, para planejar sua viagem, tenha em mente que quanto mais meses você decida ficar, mais economias vai ter que trazer. Verifique o visto que precisará para o período de tempo que decidir vir para cá, tenha em mente o quanto custa a vida por aqui e onde pretende ficar.
      Aprender é sempre válido e o Chile é um país lindo. Tanto Santiago quanto Viña del Mar tem muitos aspectos positivos e sao belissimas cidades.
      boa sorte e pesquise bastante antes de vir.
      Abraços.

  138. Olá Joy,

    Sou pedagoga e busco oportunidades para dar aula no chile. Sabe me informar como está as contratações na educação por ai? Tem oportunidades para brasileiros da área? A minha dúvida é daria para se manter ai com o salário de professor? Pretendo fazer um curso intensivo de espanhol também.

    Aguardo Retorno

    Att

    • Olá Marilis, a área da pedagogia é muito similar à do Brasil. Pouco valorizada financeiramente e com mercado ligeiramente fechado, especialmente à estrangeiros. Eu aconselharia a verificar as oportunidades em sites de busca de emprego para conferir se há alguma mudança no emrcado, mas à princípio a busca por profissionais estrangeiros está um pouco restrita no momento. Abraços.

  139. Olá,
    Sou Dentista Especialista em Ortodontia e estou iniciando as pesquisas com grande interesse em me mudar para o Chile. Gostaria de saber sobre a burocracia para exercer a profissão e sobre o tramite necessário.
    Parabéns pelo o site e pela a grande ajuda oferecida a todos!
    Abraço!

  140. Olá Joy, muito legal o seu blog, parabéns.
    Minha irmã vive em Santiago faz 8 anos, e como sempre tive vontade de morar fora estou pensando em me mudar para lá com el.a. Sou formada em administração e irei validar o meu diploma aqui antes de ir. Sei que não vai ser fácil tentar uma carreira aí, mas estou disposta a tentar, ainda tenho 24 anos. Vou aplicar o visto temporário, enquanto isso gostaria de fazer alguma coisa para não ficar parada e já me preparar melhor, meu español não é muito bom, então você conhece alguma escola que não seja muito cara para estudar o idioma? Ou cursos capacitantes nas universidades? Muito obrigada 🙂

  141. Bom dia,
    estou pensado muito em ir para o chile, recebi muito incentivo de chilenos. sou técnica de enfermagem, gostaria de saber se meu curso vale ai, a carga horaria e etc, teria um site para me indicar?Gracias 😉

    • Ola Andressa, você teria que fazer uma pesquisa mais extensa e específica, pois já soube que vários cursos técnicos nao sao válidos aqui. Talvez na Escuela de Enfermeros você obtenha alguma informaçao mais precisa. Abraços e boa sorte.

  142. Olá Joy Matta! Seu blog está de parabéns. Sou um Brasileiro de 58 anos, aposentado, com salário aproximadamente de R$ 15.000,00 e uma aplicação bancária mediana, ou seja para um Brasileiro tenho uma situação estabilizada. Tenho uma companheira a 10 anos que tem 28 anos e está faltando 3 semestre para terminar a faculdade de enfermagem. Moramos em Salvador onde o nível de insegurança é cada vez maior e por este motivo estamos pensando em mudar para um paz mais tranquilo. Estamos indo conhecer o Chile (Santiago) agora dia 10/07/2016 e retornamos dia 29/07/2016. Terei facilidades de conseguir um visto permanente como aposentado? Como vai o mercado no Chile para o ramo de saúde? Com minha renda daria para viver bem (+-) no Chile?

    • Olá, vamos por parte. Primeiro você precisaria obter um visto provisório para aposentado, os detalhes e documentos necessários estao no site da Extranjeria. Aconselho a acompanhar grupos de aposentados brasileiros no exterior para ter mais detalhes de burocracia associada à mudança, já que meu conhecimento sobre o trâmite é nulo.
      Quanto à sua companheira, há vários passos para validar o diploma da área de saúde e geralmente faz-se uma prova também. Diga-lhe que faça uma pesquisa específica para sua área e verifique o passo a passo para validaçao e reconhecimento do diploma, já que grande parte do processo é feito no Brasil mesmo.
      Sobre custo de vida, aconselho a ler meu texto aqui.
      Boa sorte e abraços.

    • Olá, Luiza. Se você se refere à concursos para cargos públicos, somente me disseram que é necessário solicitar a nacionalizaçao e tê-la por ao menos cinco anos, mas a verdade é que nao me enviaram algo que corrobore essa informaçao.

  143. Oi, gostaria de saber se a profissão de dentista é valorizada no Chile e se ganha bem e se é preciso alguma prova para validar o diploma?
    Blog muito interessante e vi que tem ajudado muita gente.

  144. Boa tarde, sou funcionário publico federal (militar) estou pensando em morar no Chile após minha aposentadoria, a principio não vou procurar emprego, quero fugir dessa desordem e violência que impera hoje no Brasil, o que vc recomenda, quero viver em paz e sossego.

  145. Não tenho conhecimento mas pelo que ouvi de um chileno não há tanta violência no Chile. Em Santiago assalto só de trobadinha puchando bolsa de mulheres. Mas quem está morando ai pode falar com maior propriedade. Eu gostaria de ir morar no chile. Ai a lei é aplicada e funciona. O que apavora hoje qualquer brasileiro é a violência que não se resume mais a grandes cidades chegando inclusive no meio rural. Moro em Sergipe e aqui no interior do estado morar na na zona rural é pedir para ser morto.

    • Caro Ismar, bom dia.

      A colega Joy fez uma pausa na colaboração com o BPM.

      Peço a gentileza de seguir as demais colunistas pelo Chile e, com elas, trocar tuas impressões sobre o país.

      Muito obrigada por ler e comentar.

      Grande abraço.

      EDIÇÃO GERAL

  146. Olá, Joy!

    Você teria alguma indicação de leitura com informações gerais de Santiago? Coisas simples, como algumas que você já falou, como o clima. Estou especialmente interessado em informações acerca de transporte público, segurança, opções culturais, lazer e esportes. Morei 1 ano em Barcelona e estou tendo muitas dificuldades de me readaptar a vida aqui. O que mais sinto falta é de segurança e mobilidade. Estou procurando opções acessíveis para mim.

    Obrigado!

  147. Estive no Chile em 2014, no nosso feriado de carnaval, a passeio. Gostei muito de Santiago, achei a cidade moderna, bonita e agradável. Não senti insegurança e a vista da Cordilheira dos Andes é um espetáculo à parte. Acho que não seria difícil me acostumar a morar lá, apesar de não saber como é o inverno. O que mais me preocupa, em Santiago, são os terremotos. Passei por dois, no pouco tempo que fiquei, no entanto, não foram fortes (em torno de 5.3 na escala Richter).

  148. boa tarde
    estamos fazendo um trabalho universitário, sobre o chile.
    gostaria de saber se alguém pode nos ajudar respondendo algumas perguntas
    quanto custa uma tomografia computadorizada no setor publico e privado?
    quais os três 3 principais problemas de saúde no pais?
    como ocorre a formação dos profissionais de saúde e os respectivos salários ( enfermeiro e medico)?

    • Olá. A Joy parou de colaborar com o BPM mas temos outras colunistas no país. Procure por elas nos textos publicados mais recentemente e faça sua pergunta em comentário num desses textos.
      Boa sorte,
      Equipe BPM

  149. Flor, td bem?
    Vc conhece algum dentista brasileiro em Santiago?
    Tô indo.morar ai só que tenho aparelho ortodôntico e quero terminar meu tratamento aí.
    Se puder me indicar algum….
    Bjuuu

  150. Olá Joy!

    Moro em Natal/RN e irei morar no Chile a partir do próximo ano (casamento com chileno).
    Trabalho com Moda aqui, e realmente estou bem insegura sobre o mercado de moda chileno.
    Você tem alguma informação? Algo que poderia me ajudar a clarear as ideias?

    Abraço!

  151. Ola Joy Malta.
    Estou biscando informações para minha namorada. Veja se consegue me ajudar por gentileza?
    Ela ja morou no Chile 12 anos qnd mais nova hoje ela é medica. A dúvida é quanto a burocracia para ela conseguir trabalhar como medica lá e fazer a residência dela. Você poderia nos ajudar com algumas informações?
    Sabemos da prova q acontece 2 vezes ao ano para se tornar medica, porem nao conseguimos informações sobre como fazer a residência. Vc saberia informar?
    Att
    Yuri Orebi

  152. Joy, bom dia ! Me chamo Camila, sou estudante de psicologia, e pretendo realizar um mestrado na puc de Santiago, mais não quero trabalhar pretendo juntar um bom dinheiro para mudar e depois voltar, Mais mesmo assim tem algumas dúvidas com relação a santiago. Se você poder me ajuda, desde já agradeço . Ah termino a faculdade no final de 2018, então pretendo ir em 2019 mais já quero ir me preparando com relação a documentação.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui