Clube do Bolinha – Cravo & Canela

0
49
Advertisement

Hoje na Coluna Clube do Bolinha, o BPM entrevista o Luiz e o Orlando, proprietários do Cravo & Canela, catering conhecido em Londres. Eles fazem e fornecem milhares de salgadinhos, bolos e docinhos todos os anos. Vamos saber como tudo começou e como é ser proprietário de um negócio em Londres.

BPM –Falem sobre as suas trajetórias 

Cravo & Canela – Luiz chegou em Londres em 2001 vindo trabalhar para uma grande rede americana de restaurantes com filiais no Brasil. Em 2008 deixou a empresa para a qual trabalhou ao todo por 10 anos e decidiu junto com Orlando a iniciar a Cravo e Canela.

 Orlando chegou a Londres em 2004, trabalhou em alguns restaurantes nos primeiros 2 anos antes de começar a trabalhar como gerente de caixa de uma empresa de envio de dinheiro. No final de 2008 pediu demissão do seu emprego e enquanto procurava por um novo trabalho começou a fazer bolos em casa para amigos.

 BPM – Como surgiu a ideia de criar ao Cravo & Canela, catering tão conhecido pela comunidade brasileira em Londres?

 Cravo & Canela  – No final de 2008, Orlando estava procurando um novo emprego em sua área. Durante esse período, começou a fazer bolos em casa para amigos. Aos poucos começou a receber indicações e a receber pedidos de pessoas que não conhecia. Em 2009 decidiu que iria começar a trabalhar apenas com bolos e doces, porem, com o crescimento das vendas decidiu, com o seu sócio Luiz, produzir bolos e doces em escala maior. Em 2010 compramos a máquina para fazer salgados e montamos nossa cozinha. Durante o nosso último ano fiscal produzimos 118 mil salgadinhos de festa, 400 bolos e 18 mil docinhos tradicionais. Usamos apenas no ano passado 1 tonelada de farinha de trigo, 500 kg de peito de frango, 825 mil litros de leite, 220 kg de leite condensado, entre outros ingredientes.

 BPM – Como é ter e manter um negócio em uma cidade tão competitiva como Londres?

Cravo & Canela – Manter um negócio em uma cidade como Londres será sempre um desafio avassalador. Um dos maiores problemas que qualquer negócio enfrenta em uma capital como essa são os custos de aluguel e imposto predial e taxas no geral.

 Além dos altos custos fixos que o negócio enfrenta, existem vários outros fatores que não ajudam ao pequeno empreendedor, como a dificuldade na obtenção de crédito, altas taxas de juros, etc.  Muitos donos de pequenos negócios, por exemplo, nem sequer sabem que os bancos cobram uma taxa que varia de 0,5% a 2% sobre o montante de dinheiro depositado na boca do caixa.

 Uma das coisas que noto sempre que converso com outros comerciantes é a falta de informação com relação às obrigações legais e cumprimento das normas estabelecidas pela vigilância sanitária, que não se aplicam apenas a cafés, bares e restaurantes.  

BPM –  Vocês fizeram algum curso de culinária, decoração de bolos ou administração em Londres antes de abrir a empresa? 

 Cravo & Canela – Ambos, Luiz e Orlando são formados em Contabilidade, nunca fizemos nenhum curso de culinária, tudo aprendido no dia a dia.

Luiz tem 24 anos de experiência em gerenciamento de restaurantes, tendo trabalhado para grandes redes como McDonald’s, Outback, Nandos e Ping Pong. Hoje, além de ser sócio proprietário da Cravo e Canela também atua como consultor de excelência operacional para uma rede de restaurantes com 81 lojas em todo Reino Unido.

Orlando tem 10 anos de experiência na produção de bolos, doces e salgados. Suas raízes são de origem alemã, ele aprendeu a cozinha com sua mãe, que sempre recebia amigos e familiares para cafés coloniais em suas casa.  Em setembro ele estará começando um curso de doces franceses pela famosa escola Le Cordon Bleu, considerada uma das melhores escolas de culinária do mundo.

BPM –  Que dicas vocês dão para os brasileiros que estejam pensando em empreender em Londres?

 Cravo & Canela – Ter garra, coragem e estar preparado para enfrentar um leão faminto e feroz todos os dias! É importante ter conhecimento básico de contabilidade e seguir um plano de negócios.

BPM –  Se vocês começassem novamente, fariam algo diferente?

 Cravo & Canela – Não, acredito que não mudaríamos nada. Todas as dificuldades que tivemos e erros que cometemos nos ajudaram a melhorar nosso negócio e a entender melhor o que estamos fazendo

BPM – Sabemos que brigadeiros são doces demais para o paladar de alguns estrangeiros, como foi a aceitação do seu produto pelos consumidores ingleses?

Cravo & Canela – Os docinhos tradicionais são realmente considerados muito doces pelos europeus; para que houvesse uma aceitação melhor dos nossos bolos, tivemos que reduzir a quantidade de açúcar que usamos. O mesmo aconteceu com os salgados, onde tivemos que reduzir a quantidade de sal nos temperos e na massa.

 Os docinhos também sofrem “preconceito”, já que não são parte da cultura europeia; enquanto desde pequenos, no Brasil, aprendemos a nos deliciar com essas guloseimas de leite condensado, os europeus aprendem que bolos recheados com creme de manteiga (buttercream) e geleia de morango são os melhores bolos do mundo. Quando adultos, os famosos “Victoria Sponge” tornam-se uma delícia pois sempre irão lembrá-los da infância que tiveram.

BPM –  Quais os planos de futuro para o Cravo & Canela?

Cravo & Canela  – Para 2018/19 esperamos conseguir abrir nossa primeira loja, estamos preparando o nosso plano de negócios e marketing.

Contato do Cravo & Canela, que foi um dos patrocinadores do III Encontro do Brasileiras Pelo Mundo.

Cravo & Canela

Bon Marche Mew, Off Gipsy Road, London, SE27 9RB

+44 (0)20 8090 3438

 +44(0)75 3176 0184

mail-512 [email protected]

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui