Clube do Bolinha – Silvino Ferreira do Canal Londres

0
105
Foto: Juliana Vasquez
Advertisement

Hoje na Coluna do Clube do Bolinha, o BPM entrevista o Silvino Ferreira, do Canal Londres. Ele vem entrevistando e contando a trajetória de brasileiros desde 2009.

BPM – Fale sobre a sua trajetória: quanto tempo mora fora, como começou o Canal Londres.

Silvino- Eu nasci em uma pequena cidade do interior da Bahia, Ipirá, onde morei até os 4 anos. Cresci em Recife, onde estudei Ciências Sociais. Não terminei o curso e acabei virando redator publicitário. A carreira de publicitário me levou a São Paulo, onde trabalhei por algumas das principais  agências do país. Também trabalhei em duas grandes agências de publicidade em Lisboa.  Moro em Londres desde 2006. Eu já havia morado na cidade como estudante durante um ano (1998/1999). Em 2006, vim para passar uma temporada de 2 meses. Neste período, conheci a Susan Millard. Voltei para o Brasil e continuamos em contato. Decidi voltar e ver como a relação evoluiria. No ano seguinte, 2007, nos casamos. A Susan estudou cinema e, logo que terminou a universidade, começou a trabalhar em produções para TV e também se interessou por conteúdo em vídeo para a Internet. Em 2008, a gente conversava sobre a ideia de produzir um documentário sobre os brasileiros em Londres, no meio da conversa ela sugeriu que a gente tivesse um canal onde onde os brasileiros pudessem contar e compartilhar suas histórias em mini-documentários. Em abril de 2009, lançamos o Canal Londres com 9 videos.

BPM – Como é ser empresário em Londres?

Silvino – Para ser bem sincero, eu nem consigo me considerar um empresário. Não sinto que eu pense como empresário. Eu gosto de criar, produzir. Claro, para produzir conteúdo de qualidade você precisa de dinheiro, mas só agora o Canal Londres começa a andar com empresa. Ainda está engatinhando. Sempre bancamos o projeto, eu e a Susan, através dos nossos ganhos pessoais e da Dot.tv Productions, nossa pequena produtora. Sei, no entanto, que é bem mais fácil ser empresário aqui que no Brasil. É mais simples, menos burocrático.

BPM – O Canal Londres já entrevistou centenas de brasileiros. Você encontra algo em comum por estarem morando fora, indiferente do país onde estão?

Silvino – Sim, o que eu vejo é que viver no exterior é uma experiência transformadora para todo brasileiro. Acho que todos eles, independente do país onde estão vivendo se descobrem brasileiros. O confronto com a realidade fora de casa faz com que sejamos lembrados, a todo instante, que viemos de outro lugar, que a nossa primeira língua é outra, descobrimos a nossa identidade. Acho isso muito positivo.

Foto: Suzana Jeha

BPM – Você lançou recentemente o London Tours. O que o público pode esperar desse serviço? São lugares que fazem parte de qualquer roteiro turístico ou aqueles que apenas os locais conhecem?

Silvino – O Londres Tours é um projeto lançado com duas sócias, as pernambucanas Denis Neves e Manoella Valadares. É uma proposta quem tem como objetivo oferecer experiências personalizadas para o turista brasileiro que vem a Londres. Aquele turista que quer fugir do roteiro comum, dos cartões postais e quer viver a cidade e não apenas visitá-la. Na outra ponta, o objetivo é gerar receita para que a gente possa continuar produzindo conteúdo de qualidade. A Internet acostumou o usuário a querer conteúdo bom e de graça, mas esta é uma conta que não fecha. Produzir conteúdo tem seu custo e é preciso pagar essa conta.

BPM – Quais os planos do Canal Londres para 2018?

Silvino –  Para mim e para a Susan, o Canal Londres só tem sentido se ele continuar sendo um projeto feito com prazer. O nosso objetivo para 2018 é continuar curtindo tocar esse projeto. Já são 8 anos, com mais de 800 vídeos produzidos em 18 países e vamos para 2018 com o objetivo de passar a barreira dos 900.

Silvino, obrigada pela entrevista e vida longa ao Canal Londres!

Compartilhe
Texto anteriorCursos em Londres
Próximo textoBrasileiros em Myanmar

Ann é paulista de Santos e mora na Europa desde 1990. Já morou em Lisboa onde estudou Engenharia no Instituto Superior Técnico, Dusseldorf na Alemanha e está radicada na Inglaterra desde 96. É criadora & editora chefe das plataformas colaborativas Brasileiras Pelo Mundo e Brasileirinhos Pelo Mundo/ BPM kids (em breve online). É também proprietária do site Shops For Kids, um portal listando as melhores lojas infantis pelo mundo.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui