Colabore

colabore-header

O Brasileiras pelo Mundo é uma plataforma colaborativa e está procurando por mais Brasileiras Pelo Mundo para fazerem parte do grupo crescente de colunistas.

Se você morar fora do Brasil e quiser colaborar com o BPM escrevendo sobre a vida e a cultura local do país onde está, envie um e-mail para [email protected] com um resumo falando sobre você (incluindo onde mora e profissão) e um texto-teste com máximo de 900 palavras.

bpm-map

Sobre a colaboração

Cada colunista envia no mínimo uma matéria por mês. Em retorno terá a exposição de links para o blog/business/site pessoal, páginas de várias redes sociais resultando num aumento de visualizações e seguidores.

Não é necessário ser blogueira para participar. A colaboração também é perfeita para quem gosta de escrever e quer ver os seus artigos lidos e apreciados por milhares de leitores todos os meses. Entretanto, é necessário ter um escrita clara e fluente.

Por que eu deveria colaborar?

  • O BPM é seguido por milhares de pessoas todos os meses. Você terá o seu artigo lido e apreciado por pessoas no mundo inteiro, destacado na fanpage do BPM no Facebook que já conta com mais de 27 mil seguidores e suas fotos no galeria do Instagram do BPM.
  • Várias colaboradoras têm sido convidadas a colaborar com outros blogs/sites devido à exposição no BPM.
  • Você fará parte de um projeto totalmente feminino.
  •  É uma oportunidade de informar de maneira atualizada todas as mulheres que estejam procurando informação sobre determinado país.

Comentários de algumas colunistas e parte do time do BPM

“Participar do BPM é uma alegria, além de conhecer pessoas incríveis e poder compartilhar informações sobre minhas experiências de viagem e de morar fora do Brasil; o Brasileiras Pelo Mundo aumentou a popularidade do meu blog pessoal, muitas pessoas entram em contato pedindo informações devido aos textos publicados, e fico imensamente feliz por ajudar. Só tenho a agradecer à Ann e toda a equipe de edição pelo excelente trabalho e oportunidade!” – Juliana Silva colunista de Cingapura 

“Quando conheci o BPM, senti que se abriu a porta da casa de uma velha conhecida. Passeando pelos textos sentia que ali havia espaço para sentir e expressar de tudo um pouco: a alegria da mudança, os choques culturais, as diferenças sociais, a vontade de ajudar, de esclarecer e explicar como é morar fora do país, sem deixar de lado o jeitinho da mulher brasileira. Não podia deixar passar a possibilidade de participar de um grupo tão diversificado e ao mesmo tempo, tão similar e enviei um texto-teste. Desde então, me dedico mensalmente a tentar auxiliar quem mora no Chile e pretendo continuar neste projeto maravilhoso por muito tempo ainda. Para mim, o blog realmente é um ponto de encontro virtual, um lugar agradável onde só falta o cafezinho pra colocar a conversa em dia”. – Joy Matta – colunista de Santiago, Chile

Escrevo sobre a China, um país que é um mistério para muitos. Mas a partir do momento que comecei a conhecer um pouco mais da vida das outras integrantes do grupo, através de suas postagens, percebi que a China não é o lugar mais difícil para se adaptar! Nada como a troca de informações e o relato de pessoas que estão em situações semelhantes. Para mim, essa é a grande sacada do BPM: no mesmo lugar os leitores podem entender e conhecer várias culturas, os prós e contras de cada país, pelo olhar das colunistas. Alguns convites para escrever em outros blogs e revistas online surgiram através da exposição no BPM. E o tráfego no meu blog pessoal (que é específico sobre a China) também cresceu. Mas o que gosto mesmo sendo colunista no BPM é da interação com outras brasileiras que, cada qual com seu objetivo de vida, estão na mesma situação que eu – vivendo fora do Brasil. Hoje tenho pessoas que me são caras, que considero amigas, que a relação saiu do virtual. Uma experiência maravilhosa e única. – Christine Marote –  colunista de Xangai, China 

Colaborar com o BPM me permitiu dar asas à minha veia investigativa e jornalística, além de me ajudar a entender melhor a dinâmica do país pra onde me mudei. O contato com as pessoas e o retorno que obtenho com o blog também são muito recompensadores, sobretudo do ponto de vista pessoal. Através do blog eu tive a oportunidade de exercer meu lado criativo e altruístico, e acabei virando meio que referência para a comunidade brasileira que mora ou que vai se mudar para a Dinamarca, por assim dizer, por fornecer informações consistentes e em português e apresentar a Dinamarca do ponto de vista de uma brasileira. Eu me envolvi de corpo e alma nesse trabalho e através do BPM tive contato com pessoas maravilhosas, tanto as colegas de blog quanto as que me contataram através dele, às quais pude ajudar, aconselhar e com quem aprendo a cada dia. Nesse período também ajudei algumas garotas brasileiras que me contataram a se livrarem de problemas sérios como violência doméstica e assédio moral envolvendo um dinamarquês e foi muito significativo na minha vida e na delas. Sobre as colunistas, elas se tornaram amigas e confidentes dessa aventura que é ser expatriada e me sinto como parte de uma família. Obrigada Ann pela oportunidade e obrigada a todas as leitoras que fazem do BPM o que ele é! É uma honra poder fazer parte desse time. Cristiane Leme Høg –  colunista de Holstebro, Dinamarca.

Importante: Toda a colaboração é voluntária e não remunerada. Cada colunista deve enviar uma matéria por mês.

Venha fazer parte do nosso time e ser mais uma Brasileiras Pelo Mundo!