Como abrir sua própria empresa na França

40
7698
Foto de arquivo pessoal
Advertisement

Sou engenheira e desde sempre trabalhei. Tudo começou quando eu tinha aproximadamente 16 anos, ainda estava na escola e comecei a dar aulas particulares de matemática e física. Pois é, com 16 anos já achava que precisava ter meu próprio dinheiro, e que não podia depender 100% dos meus pais. Madura não ? Pois é, observando agora posso dizer que em alguns aspectos amadureci muito cedo. O engraçado é que nunca me achei muito madura, nem muito séria, e nem muito responsável.

Desde sempre tive vontade de abrir o meu próprio negocio. Porém o meu dia a dia, lotado com faculdade, trabalho e em seguida mestrado, nunca me deixou prosseguir com esse meu sonho. Deixei pra depois, afinal não sabia como colocar tudo isso em prática.

Fui transferida em 2014 pelo meu trabalho para a França. Com a saudade da minha família de Minas Gerais, comecei a fazer pão de queijo. E até que um dia tive uma idéia: quero vender pão de queijo na França!!! Mas será possivel? Afinal, sou apenas uma brasileira cheia de sonhos, morando do outro lado do oceano… Mas vamos lá, não podemos desistir dos nossos sonhos… Me informei com algumas pessoas, fui em frente e abri minha empresa ! Ela se chama Adoro Brasil ! Não foi fácil, mas consegui!

Hoje quero explicar para vocês como é o processo para abrir sua própria empresa na França. Pois é, sou brasileira e abri minha empresa para a venda de produtos brasileiros por aqui. Para ficar simples, vou resumir o processo em apenas 6 passos:

1º passo: Definir o que você quer fazer.

Gente, a primeira coisa para abrir uma empresa, e não importa onde, é definir o que você quer fazer. No meu caso, eu resolvi abrir uma empresa de venda de produtos brasileiros. Para ser mais clara, uma empresa pra vender brigadeiro e pão de queijo. Pois é, minha idéia era fabricar na minha casa os pães de queijo e os brigadeiros, e depois vendê -los.

2º passo: Marcar uma reunião na “Chambre de métiers”.

Depois de decidir em qual ramo se instalar, você precisa marcar uma reunião no “Chambre de métiers” (ou “Chambre do Commerce et Industrie” – Câmara do Comércio e Indústria) da sua região. “Chambre de métiers” é um orgão do governo que tem como missão ajudar as pessoas (francesas ou não) nos seus projetos professionais.

É nessa reunião que eles vão analisar a viabilidade do seu projeto, ou seja, eles vão dizer se vale a pena ou não abrir a sua empresa nesse ramo desejado e se você tem autorização ou não do governo para abrir a empresa. Basicamente, para ter a autorização, vai depender do seu tipo de visto. Se o seu visto for de trabalho, você que é brasileiro e residente na França vai poder abrir sua empresa sem problemas.

No final dessa reunião, eles vão te passar todos os passos necessários para dar prosseguimento ao processo. E caso seja necessário, você pode marcar uma outra reunião ou solicitar um acompanhamento mais detalhado do seu projeto.

3º passo: O diploma.

Dependendo do ramo da empresa que você for abrir, você vai precisar e ter um diploma que comprove que você esta apto a atuar em determinada área. Por exemplo, se você quiser abrir uma empresa para consertar computadores, você precisa ser formado em informática, ou ter funcionários que possuam esse diploma. Se você quiser trabalhar como cabelereiro, padeiro (“boulanger” em francês), pedreiro, você também vai precisar de diploma na área.

Cada caso é um caso, e é na reunião no “Chambre du métier” que você vai saber se precisa ou não de diploma. No meu caso, para fabricar e vender produtos brasileiros, eu não precisei de diploma.

4º passo: Curso preparatório para instalação de uma empresa.

Esse curso dura 5 dias, tem uma carga horária de 40h, e é obrigatório! Ele custa aproximadamente 200€ (tarifa 2016), e como pré-requisito você tem que falar francês.

Sinceramente, achei o curso muito interessante. Nele aprendemos várias coisas fundamentais para a nossa empresa: como calcular o preço dos nossos produtos, como fazer a declaração de imposto, quais são os impostos obrigatórios, e quais os prazos de pagamento. Quais são os seguros obrigatórios, qual tipo de conta bancária precisamos abrir, como contratar um funcionário, entre outras coisas.

Além disso, aprendemos o que é regime fiscal e social de uma empresa, e com isso conseguimos saber qual é o regime mais adequado ao nosso caso. Durante esse curso, eu defini que a minha empresa é empresa individual com o regime fiscal de “auto-entrepreneur”, ou seja, uma micro-empresa no Brasil.

5º passo: Curso de higiene.

Esse curso dura 2 dias, tem uma carga horária de 14h, e é obrigatório para quem vai trabalhar no ramo alimentar. Ele custa aproximadamente 400€ (tarifa 2016), e serve para conhecermos as regras de higiene da França e aplicarmos no dia a dia da nossa empresa. Uma reciclagem de 4h é obrigatória a cada 5 anos.

6º passo: Inscrição.

Após ter realizado os 5 passos descritos acima, chega a hora da tão sonhada inscrição! Precisamos apenas preencher um formulário na internet, anexar as cópias de nossas documentações, cópia dos cursos obrigatórios, e enviar ao organismo de criação de empresas da sua região.

No momento da inscrição precisamos definir uma data para a inauguração da empresa e, aproximadamente 15 dias após o envio de toda a documentação, recebemos pelos correios nosso numero SIRET (o que corresponde ao CNPJ no Brasil). Pronto, empresa criada. Podemos organizar a inauguração e começar a trabalhar!

 Espero que tenha ajudado a todos vocês a descobrirem um pouquinho sobre o processo de criação de uma empresa na França. Vou deixar logo abaixo alguns links relacionados a esse assunto. Até a próxima!

Links úteis (todos em francês):

Chambre de Métiers et de l’Artisanat de Paris

Chambre de Métiers et de l’Artisanat do Puy de Dome

Site do governo francês para profissionais

Site do governo francês para ajuda à criação de empresas

40 Comentários

  1. Olá Marcella.
    Interessante seu gatilho, perceber q uma empresa seria um bom negócio.
    Estou criando um aplicativo e de acordo com os indicadores eles estão indo bem.
    Gostaria de abrir o primeiro escritório aí na França.
    Minha dúvida é se o idioma é fundamental, mesmo q seja um francês básico.

    • Ola Lucas,
      Olha, é claro que depende do tipo de empresa que vc vai abrir. No meu caso, uma micro-empresa, falar francês é obrigatorio pois senao eles não te aceitam no curso.
      Agora, se vc quer ter um negocio na França, acho que vc precisa falar francês sim ja que vc vai ter que ir em varios orgãos para a criação da empresa e também para lidar com o publico na maioria das vezes francês.

  2. Olá Marcella, tudo bem?
    Já tinha escutado falar da sua historia pela minha noiva.rs
    Ela é engenheira química, e foi fazer uma formação em Clermont eu acabei indo com ela, pois sou formado em gastronomia no Rio e queria muito conhecer.
    Abri a uns meses um restaurante japonês numa cidade da região dos lagos.
    Sou apaixonado por Clermont e pela França. Gostaria muito de saber de você se para abrir um comércio (restaurante ou bar) é diferente a legislação?

    Muito grato..
    E estou na torcida para ela ser expatriada. Kkkkk

    • Ola Paulo !
      Acho que sei quem é sua noiva !
      Então, o procedimento para abrir restaurante ou bar é esse que eu te expliquei. Mas para vender bebidas alcoolicas vc vai precisar de fazer um curso especifico para receber a autorização.

  3. Boa tarde Marcella, muito obrigada por as dicas nota 10, gostaria de saber se vc sabe como fazer para trazer produtos brasileiros para vender aqui na França ?
    Desde de já agradeço 🙂

    • Ola Cerdan,
      Depende do que vc quer importar. Mas eu sugiro contactar a empresa fornecedora no Brasil e perguntar se eles ja possuem algum centro de distribuição (importação) na França. Caso positivo vc podera comprar desse centro. Caso negativo, sugiro que vc entre em contato com alguma empresa importadora para ver a possibilidade da importação do seu produto !
      Espero que eu tenha ajudado !

  4. Olá Marcella,

    Gostaria de saber se para abrir empresa no ramo de desenvolvimento de software eu preciso de diploma de curso superior, eu tenho vários certificados internacionais da área de informática (microsoft, zend e oracle), mas não tenho curso superior, eu conseguiria fazer?

    Muito obrigado, vc fez um ótimo post.

    Abraço,
    Diego

  5. Olá, Marcella. Você poderia nos dizer quais são os encargos mensais tributarios e procedimentos? Diferente muito do Brasil? Quais sites podemos localizar essas informações? Obrigada

  6. Olá, Marcella Delfraro
    Eu estou cogitando a ideia de ir morar na França e tenho outra duvidas. Gostaria de saber se existe uma outra possibilidade de contacta-lá sem ser aqui pelo comentários, um email talvez se puder.

    Desde já,
    Grata!

  7. Olá Marcella!
    Ouvi dizer que a carga tributária e burocracia são muito pesadas aí na França? Já li em algum lugar que a França não tem uma cultura empreendedora como Inglaterra ou EUA

    • Sim, a carga tributaria é alta porém não sei em comparação a esses paises que você citou.
      Em contrapartida, atualmente na França eles estão incentivando muito as pessoas ao empreendorismo. Então isso vai em breve mudar.

  8. Bonjour Marcella!! Que delícia seu site! Parabéns pela iniciativa, seus posts sempre me ajudam em alguma dúvida.
    E por falar em dúvida, eu tenho uma. Vim para a França somente para turistar, mas gostei tanto daqui que gostaria de ficar. Gostaria de trazer um pouco do sabor brasileiro também com a fabricação de pastéis. Como eu vindo como turista, mas decidi ficar proceder? Será que consigo abrir uma empresa estilo food trunck de pastéis?
    Onrigado… Sucesso?

    • Ola Rizia,
      Tudo bem ? Então, acho uma otima idéia essa de pastel aqui na França. Sempre me perguntam se eu não vendo pastel.
      Mas com relação a abertura da empresa, infelizmente um dos pré-requisitos é estar legalizada, possuir permissão de trabalho e moradia na França. Sendo assim, como turista não é possivel nem iniciar o processo de abertura.
      Espero que tenha ajudado.

  9. Boa tarde Marcella,
    Eu moro em France ja tem algum tempo, queria saber de você se os franceses gostaram do brigadeiro? você so vende brigadeiro ou vende outros itens também?recentemente li uma reportagem de uma pessoa que abriu um supermercado brasileiro em madri e me interessei muito pelo assunto e agora lendo seu post fiquei ainda mais curiosa! Obrigada por responder.

  10. Ola Marcella,
    tenho um negócio no ramo do Marketing Online em sociedade com uma francesa, residente na França. Eu moro no Brasil. Sabe dizer se podemos abrir uma empresa em sociedade aí, sendo ambos sócios? Mesmo eu morando no Brasil? (na verdade haveria ainda uma terceira sócia, tb residente na França). Obrigado pela atenção!

  11. ola Marcella ,
    estou a pensar abrir um fast-food e gostava de saber se voçe precisou de fazer um projecto em escrito para apresentar ao chambre du commerce..
    obrigado

  12. Olá Marcella

    Sua história é sensacional!
    A França é um país brilhante, cheio de história, cultura, e arte. Mas não tem aquela tradição de bom ambiente empreendedor como os EUA e a Inglaterra. Estive pensando em montar um pequeno negócio aí (em Bayonne), mas fui extremamente desestimulado por alguns amigos franceses que citaram a burocracia do país, pesada carga tributária e ambiente regulatório em cima do pequeno empreendedor. Você tem alguma informação sobre isso.

  13. Olá Marcela, tenho uma grife de moda fitness e à alguns anos participei de uma feira de moda em Paris onde fomos premiado pela qualidade de nossos produtos, a partir daí apareceram alguns clientes na Europa onde todos falam que quando usam nossas roupas os amigos ficam perguntando onde compraram. Eu estava pensando em colocar uma loja em Paris mas não estou querendo morar aí, até porque tenho que administrar a produção aqui, você teria uma idéia como eu poderia fazer isso?

  14. Ola Marcela,
    Moro aqui em Paris a 10 anos sou brasileiro espanhol , e estou querendo trazer o Açaí do Brasil 100% BIO para vender aqui, tenho todo o contato no Brasil e queria concretizar esse projeto
    seria possível criarmos uma parceria?

    poderia entrar em contato comigo ?

    Att,

    Fred Mateo

    • Oi Fred,

      Moro na Austria (e sou Austriaco casado com uma Brasileira) e gostei sua Idea de Acai. Trabalhei no Brasil na area comercio exterior e tem experiencia de exportacao/importacao dos produtos de frutos.

      Achei que na Austria/Alemanha pessoas gosteria de comprar produtos de Acai tambem.

      Talves nos poderiamos fazer uma parceria e distrubuir Acai em varias paises da Europa.

      Att.
      Anton Mayrhofer

  15. Marcella

    Parabens pela coragem e projeto.

    Hoje moro na França e quero abrir uma embresa no ramo de cama residencial de luxo.
    Hoje meu visto é de long séjour temporaire, ou seja venceu preciso voltar para o Brasil.
    Nesse caso ao abrir empresa na França onde geraria emprego e etc, isso me da possibilidade de visto de trabalho ou permanente.

    • Ola Aline,
      Para obter o visto através da abertura de sua empresa, você precisa fazer um inventimento elevado e ter um plano de implantação bem definido.
      Se você quiser abrir uma micro-empresa, vc precisa ter um visto valido com direito a trabalhar na França como requisito.

  16. Olá, Marcella td bem? Minha esposa e eu fizemos estágio de gastronomia na França em 2015/2016 na cidade de Bandol, abrimos uma confeitaria aqui no Brasil , mas gostaríamos de voltar para a França, por acaso você não está precisando funcionário? (não custa tentar)……

  17. Olá Marcella,

    Parabéns pela sua conquista. Gostaria de saber se você teve que montar sua empresa em local específico ou em casa mesmo? Sei que a França é muito burocrática…
    Você vende pela internet ou temos que ir a sua loja para saboriar? ai que saudade de comer pão de queijo…

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.