Dicas de beleza em Madrid

0
244
Fonte http://www.beevoz.com/wp-content/uploads/2015/01/salon-dessange_galeria_landscape-598x399.jpg
Advertisement

Dicas de beleza em Madrid

Nós, brasileiras, estamos em nossa maioria bastante acostumadas a ter sempre um salão perto de nós: pra fazer as unhas, depilação, uma escova de última hora, enfim, temos tudo bem à mão, e uma enorme oferta de preços e bastante variedade. Mas será que pelo mundo temos a mesma oferta?

Hoje conto um pouquinho sobre a minha saga aqui por Madri: há 2 anos e meio morando aqui, fiz as unhas apenas 4 vezes em salão, e ainda não encontrei o lugar pra me fidelizar!

Primeiro vou contar um pouquinho como são as mulheres aqui em Madri, porque eu tinha uma ideia bem diferente quando vim pra cá: elas não andam tão arrumadas quanto dizem. Para sair à noite sim, com certeza: quase todas com bastante maquiagem, bocas pintadas e super arrumadas. Mas durante o dia não é assim; nos 3 escritórios por onde passei, as mulheres se arrumam pouco para trabalhar, quase nenhuma tem as unhas feitas cada semana, e aqui na Europa o conceito de “arrumado” é diferente: se você sair com roupas que para o padrão “moda de São Paulo” (de onde venho e com o que posso comparar) não estariam combinando, ninguém vai ligar. Aqui, principalmente no frio, o conceito de elegância é estar quentinho, então esse mito das pessoas super elegantes deve ser real pra classe mais rica do país, porque pelas ruas o que eu vejo é gente quentinha, não importando muito a moda. Não estou dizendo que as pessoas não se arrumam; somente digo que é um padrão completamente diferente do que vemos nos filmes ou do que pensamos quando falamos de Europa (eu, pelo menos).

Voltando ao tema estético, vou falar um pouquinho das unhas. Aqui tem bastante oferta de nail bars, mas não são como os que temos em São Paulo; ao contrário, são em maioria lugares de donos chineses, com as chinesas trabalhando de domingo a domingo, fazendo unhas com preço baixo e super rápido. Pode parecer irônico, mas dos lugares que já fui aqui, as chinesas são as melhores e com o preço mais justo – por volta de 8 euros. Fui a salões maiores, menores, mas sempre algo frustra – a cutícula, por exemplo, é a pior parte: aqui elas não tiram as cutículas como nós, brasileiras. E aqui o preço muda se você quer que tirem as cutículas ou não (tem até lugares que chamam de “manicura brasileña”), então é bom olhar bem.

Outro tema meio diferente aqui é a depilação; é bem difícil encontrar salões que façam a depilação toda com cera quente – a maioria usa a cera fria para depilar. Por outro lado, a oferta de depilação a laser aqui é bem ampla, e os preços bem acessíveis. Vai de gosto e de bolso. Eu testei um salão que me fez parte da depilação com cera quente porque eu pedi, mas nas pernas por exemplo usaram só cera fria.

Uma coisa curiosa aqui é o horário que os salões trabalham – abrem de segunda a sexta, e alguns de sábado (não todos). Entretanto, já vi alguns salões abertos de sábado até as 22hs, o que nunca vi em SP. É questão de acostumar, apesar de que eu não consegui encontrar um lugar para me fidelizar nesse ponto também. Acho que é mais um bloqueio meu que outra coisa, mas depois de me acostumar com toda a oferta que temos em SP de manicures express super boas, depilação, salões em cada esquina, fica difícil se adaptar.

Fonte: https://estaticos.qdq.com/swdata/photos/031/031477820/5b391302261540cabe4afa095037fb15.jpg

Deixo então uma dica aqui no post: o aplicativo Treatwell é bem bom para encontrar todos os serviços de beleza por Madrid, e além de estar disponível para iOS e Android, é grátis. No aplicativo você indica o tipo de serviço que precisa e a localização e te dão uma lista de lugares, com as descrições dos serviços, preços, etc. Me ajudou bastante.

Quaisquer dúvidas adicionais, é só escrever! Um beijinho a todas.

Texto anteriorCuriosidades sobre Hong Kong – Parte III
Próximo texto5 motivos para não morar na Estônia
Denise é paulistana, ex-consultora tributária formada em Administração de Empresas pela Fecap, em São Paulo. Deixou sua carreira no Brasil em 2015 para vir à Espanha com seu marido, e aproveitou para fazer um MBA em Negócios Internacionais em Madri e dar um restart generalizado em sua vida. Completou recentemente dois anos de Espanha, e descobriu neste período que é apaixonada por viajar pelo país, conhecendo também seus lugares não-turísticos, e ama provar comidas típicas e conhecer os costumes das cidades por onde viaja. Com a qualidade de vida que essa mudança lhe permite, pode dedicar-se aos seus outros dois hobbies preferidos além de viajar e comer: cozinhar e receber livros para resenhar e publicar em seu blog pessoal, My Paper Trips.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui