Dicas para conseguir o emprego dos sonhos no exterior

0
658
Foto: DepositPhotos
Advertisement

Morar no exterior é uma experiência fantástica! Um mundo novo se abre para nós: a esperança de uma vida melhor, novos caminhos, novos amigos, novos aprendizados e novas oportunidades de emprego.

Conseguir um emprego em um novo país, pode ser empolgante pela perspectiva de uma mudança pra melhor e claro, a possibilidade de se ter independência e estabilidade financeira. É também uma oportunidade para conhecer e interagir com outras culturas, sejam elas:

  • Cultura Individual: Vinda de cada colega de trabalho, especialmente se você trabalhar com outros estrangeiros. Cada um traz em si a sua individualidade cultural e é fascinante conviver com essa diversidade no ambiente de trabalho. Nós nos sentimos únicos e especiais e vemos que os outros também são, cada um do seu modo;
  • Cultura Organizacional: É o que caracteriza as qualidades do ambiente de trabalho em determinada empresa. Cada empresa tem a sua própria cultura, ou seja, as suas regras muitas vezes “não ditas” de como se trabalha por lá. Perceber isso e se adaptar, nos enriquece muito como profissionais;
  • Cultura Regional e Nacional: Você estará inserido em um outro país e haverá diferenças linguísticas (sotaques e vocabulário utilizados) que variam de região para região, além das diferenças religiosas, éticas e comportamentais especialmente quando comparadas com o referencial do seu país de origem. É fascinante observar essas diferenças e aprender a lidar com elas.

Conseguir um trabalho no exterior pode ser frustrante também. Principalmente pela falta de conhecimento de “como as coisas funcionam” naquele país, o que pode resultar em buscas incansáveis de empregos e falta de retorno.

Eu vim para Londres com um emprego garantido. Trabalhava numa multi-nacional no Brasil que me deu a possibilidade de realocação em outro país. Então, minha carreira internacional começou lá no Brasil. Acho essa opção válida para quem mora no Brasil e tem planos de se mudar para o exterior em um período de 3 a 5 anos. Isso, porque geralmente para se conseguir uma transferência internacional pela empresa, é preciso estabelecer sua credibilidade e demonstrar altos resultados consistentemente, algo que se constrói com o tempo.

Falei mais sobre esse assunto, minha trajetória e as empresas que proporcionam oportunidades de migração nesse post aqui.

Para quem se mudou para o exterior recentemente, recomendo que se dedique a buscar empregos o mais rápido possível. E para quem está no Brasil e tem planos de trabalhar no exterior a curto prazo, recomendo que se dedique a procurar empregos ainda no Brasil. Isso porque os processos de recrutamento podem ser demorados e, quanto mais cedo você começar sua busca, mais familiarizado estará com o processo, com os estilos de entrevistas, com os requerimentos da vaga e até mesmo com a linguagem utilizada. Isso vai aumentar suas chances de sucesso e evitar qualquer tipo de frustração que todo esse processo de recolocação pode gerar.

Para isso, selecionei algumas dicas que podem te ajudar a conseguir o emprego dos sonhos no exterior:

1. Ser um imigrante legal no país. Isso é imprescindível para se conseguir um emprego formal. Há empresas que patrocinam o visto de trabalho para o funcionário, porém esse caminho pode ser mais longo. Você tem mais chances de ser selecionado para o processo seletivo se você estiver legalizado no país;

2. Dependendo da sua formação e do país que queira exercer sua profissão, você vai precisar do seu diploma traduzido para o idioma local e pode ser que precise de revalidação. Aqui no BPM há vários posts que tratam sobre esse assunto, veja alguns links abaixo:

3. Invista e persista em aprender o idioma local. Isso você pode começar a fazer ainda morando no Brasil e realmente é um ótimo investimento! Pela minha experiência, o nível e a qualidade do emprego que você vai conseguir está diretamente relacionado a sua fluência no idioma. Ou seja, se você é fluente do idioma no país, suas chances de conseguir um bom emprego, são maiores;

4. Pesquise o formato de currículo mais usado no país. O formato e o conteúdo dos currículos brasileiros geralmente são diferentes de outros países. Então, é importante você se informar e preparar o seu currículo baseado no padrão local. Procure saber também o que mais é esperado em um currículo. Por exemplo, na Europa, além das atividades que você desempenhou nos cargos que você teve, os currículos devem ter informações concretas sobre os resultados que você obteve nesses cargos. Além disso, geralmente uma carta de apresentação deve ser anexada ao currículo. Essa carta resume o motivo de você ser o melhor candidato para a vaga; 

5. Atualize seu perfil no LinkedIn. O LinkedIn é a sua vitrine profissional. Ele é bem utilizado no exterior por empregadores e headhunters (recrutadores) para procurar e avaliar candidatos. Sugiro que você atualize seu perfil com o idioma do país que pretende trabalhar; 

6. Utilize portais de emprego como Monster, Indeed e Glassdoor. Esses portais são excelentes agregadores de oportunidades de emprego e podem te ajudar a pesquisar vagas e empresas que te atraem. O Glassdoor, particularmente também tem informação de salários e feedbacks de funcionários sobre a empresa. Essa parte da pesquisa no site é super importante, pois vai te ajudar a selecionar as empresas e os empregos que você realmente quer. Dessa forma, você estará a caminho de achar o emprego dos seus sonhos – aquele que proporciona o alinhamento dos seus valores e os da empresa, atende suas expectativas salariais, localização, etc;

7. Demonstre que você está interessado na vaga. Uma vez que você submeteu seu currículo (pelos portais e também diretamente pelo site da empresa), não deixe de fazer um follow up (acompanhamento), ou seja, contate alguém da área do RH da empresa ou a pessoa responsável pela vaga para verificar se seu currículo foi recebido. Além disso, coloque-se à disposição para maiores informações;

8. Mantenha o foco nas suas buscas e seja realista em relação as funções que você tem o potencial para desempenhar. Não adianta mandar currículo para tudo quanto é lugar – desde o coffee shop (cafeteria) até uma empresa multinacional. Isso vai te causar frustração, pois você vai estar super qualificado para  algumas vagas e menos qualificado para outras, por isso, pode não ser chamado para nenhuma.

Por último, procure se informar sobre serviços de consultoria de carreira oferecidos no país de interesse que possam te ajudar na preparação e/ou revisão do currículo e entrevistas. Eu ofereço esse serviço, caso esteja interessado, entre em contato comigo e conversamos.

Lembre-se que você estará competindo com candidatos daquele país, por esse motivo, a disputa pode ser acirrada. Você precisa dar o seu melhor para se destacar e ser persistente. Eu e muitos outros brasileiros somos a prova viva de que é possível ter o emprego dos sonhos no exterior. Persista e não desista!!!

Boa sorte e sucesso.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui