Espanha – A chegada em Madri

8
571
Advertisement

É bastante incrível o número de coisas que fazemos por achar que deveriam ser feitas. A verdade é que todos nos erramos nessa vida, existe uma causa, uma força motora que nos leva a errar. Nem sempre erramos porque queremos. Mas o importante é que aprendamos com os erros e possamos melhorar a cada dia. E um dia, fazer uma escolha que nos deixe realmente feliz.

Demorei bastante para fazer minha primeira viagem internacional, e em 2014 junto com uma amiga resolvemos vir conhecer Madrid.

Minha mãe morava aqui desde 2007 (por isso digo que demorei em vir), e isso nos facilitou muitas coisas. Quando chegamos em Madrid eu fiquei encantada, e no fim da viagem eu tive certeza que voltaria.

Tomar a decisão de deixar seu país, sua profissão e seus amigos não é, e nunca será uma coisa fácil.

Com os estudos (na época estudava para a tão temida OAB) e logo trabalho, a gente acaba esquecendo dos planos que fizemos, do que realmente queremos, mas a vontade permanece sempre lá.

Foi então que surgiu a oportunidade de fazer uma especialização em Madrid, eu não pensei duas vezes, enviei a documentação, fui aceita, fiz a matricula e todo o procedimento necessário para vir.

Ah Madrid! Uma cidade maravilhosa pela qual me apaixono cada dia mais, a maior cidade da Espanha, mas acaba não sendo tão grande assim por ser muito bem organizada. Museus, pontos turísticos, parques maravilhosos, uma infinidade de coisas legais para se fazer. Um lugar limpo se comparado com outros países (hoje em dia esse ponto deu uma caída, mas ainda assim esta muito bem cuidada).

Logo que cheguei o que mais me chamou atenção foi o custo de vida, costumo dizer que não é preciso muito para viver bem aqui (menos dinheiro e mais qualidade), claro que o custo de vida vai depender muito das necessidades e exigências de cada um, tudo isso acaba tendo influência no que você gasta, mas aqui coisas são bem mais acessíveis que no Brasil.

O transporte publico também é exemplar, um modelo de nível internacional. Poucos metrôs do mundo são melhores do que o metrô de Madri, que chega a qualquer lugar, é rápido, seguro e limpo.

Não posso esquecer da segurança, fator que também não deixa a desejar, mas esses são pontos que poderemos tratar mais a frente em outros textos específicos.

Eu costumo sair para caminhar por aqui e poder conhecer mais, e sempre acabo descobrindo um lugar novo.

Existe uma mistura infinita de nacionalidades, no geral as pessoas são educadas, e dos países que já conheci, é onde tive melhor recepção.

Madrid recebe um numero grande de estudantes, tanto de programas europeus de intercâmbio quanto por conta própria, isso mostra a mentalidade aberta do espanhol. No meio universitário há muitos estrangeiros, na minha sala mesmo, somos entre 9 alunos e somente 1 é espanhol. Isso nos da uma possibilidade incrível de conhecer a cultura de vários países sem sair daqui.

Eu venho de uma cidade do interior do Brasil, um lugar onde a maioria das pessoas Vivem condicionadas demais pelos julgamentos dos outros, se importam demais e muitas vezes acabam por não serem livres.

E esse é ponto principal para mim aqui, se me perguntarem o que mais gosto de Madrid eu respondo: o que mais gosto de Madrid, é como essa cidade faz eu me sentir bem, você anda pelas ruas como quer, vestindo o quer e ninguém se incomoda.

Uns lotam os cafés no intervalo do almoço pra estar com os amigos um pouco, outros vão pra praça, sentam se ali e comem sua marmita, alguns até tiram um cochilo no banco. Sem falar nos “picoteos”, sair de bar em bar tomando algo e de quebra ganhar uns aperitivos, os famosos tapas.

O que escrevi aqui para vocês é a minha experiência até agora, e com certeza podem haver pessoas que passaram por coisas diferentes.

Enfim, largar uma vida em seu país de origem, trocar a ideia de trabalhar por voltar a estudar, deixar amigos e uma parte da família, nunca é fácil. Mas hoje eu tenho certeza que eu fiz a escolha certa, me apaixono cada dia mais por Madrid e me sinto feliz aqui, não sei o que vira pela frente, o medo vai aparecer de vez em quando, não tenho dúvidas quanto a isso, mas estou disposta a enfrentar.

Espero ter traduzido bem essa minha primeira experiência para vocês, e poder ter ajudado ou até mesmo ter dado um gás àqueles que estão com duvidas se largam tudo e saem de sua área de conforto para se arriscarem em outro país.

No próximo texto espero contá-los um pouco como fiz a escolha do curso e da universidade e consequentemente algumas dificuldades que tive.

Espero que tenham gostado e nos vemos em breve!

8 Comentários

  1. Muito bom o post. Foi o que aconteceu conosco em 2006 quando visitamos a cidade. Ficamos na casa da minha cunhada por 30 dias e aproveitamos para conhecer este país maravilhoso. Hoje estamos decididos que iremos morar em Madrid e com status de preparação. Abs

  2. Minha amiga linda! Bom saber que está feliz aí, parece maravilhoso e espero ir em breve conhecer essa cidade que está te acolhendo tão bem! Saudades <3

  3. Muito bom o seu texto minha linda!! Fiquei emocionada, e com muita vontade de conhecer Madrid. Quem sabe nos encontraremos ainda por aí.

  4. Daiane gostei muito de ler o teu blog, é muito encorajador já estou pensando também em fazer uma especialização na Espanha, por que linguagem facilita muito to esperando a próxima postagem manda ai.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui