Especial Natal -Bélgica

Eu não sou uma pessoa religiosa e no Brasil nunca fui muito apegada ao Natal, apesar de adorar o clima de encontros e comilança. Porém quando vim para Europa uma coisa que mudou em mim com certeza foi o quanto eu comecei a apreciar mais essa festa. Acho que o frio ajuda bastante no clima Natalino e quando temos neve então, é algo que transforma tudo num cenário mágico.

Aqui em Bruxelas a cidade inteira se prepara para o inverno, se enche de enfeites e luzes. Uma das atrações principais da cidade, a Grand Place (que é a praça principal) se enfeita toda. Esse ano eu estou achando que pode ter sido o efeito da crise, ou a preferência minimalista belga, mas a decoração ficou bem fraquinha, somente com uma arvore nem tão grande e um presépio. Porém o jogo de luzes e música que eles fazem é sempre algo bem legal de se ver! Ver a cidade toda enfeitada e iluminada de cores diferentes ajuda bastante já que nessa época o sol nasce mais tarde e se põe mais cedo, tendo muito menos luz natural.

No centro da cidade o “Marché de Noël” (Mercado de Natal) enche a cidade de pequenos chalés vendendo o que podem vir a ser ótimos presentes, comidas de inverno e bebidas típicas da época, como o vinho quente com especiarias. Uma grande pista de patinação no gelo é também montada na praça Santa Catarina, no meio do mercado.

Ao contrário do Brasil, por aqui nós temos o Papai Noel, mas também temos o Saint Nicolas (Santo Nicolau), que no dia seis de dezembro sai para distribuir doces para as crianças e algumas lembrancinhas. Normalmente é nesse momento que as crianças ganham seus presentes.

A partir do dia primeiro de dezembro muitas pessoas fazem um pequeno calendário, que se chama “Calendrier de l'Avent”, que tem pequenas portinhas ou janelinhas que devem ser abertas com o passar dos dias, para contar quantos dias faltam para o natal.

Sobre o Natal em si (e principalmente na minha família) o momento mais importante é o que eles chamam de “Réveillon de Noel”, a véspera do Natal, onde a família se reúne para jantar e trocar presentes. Muitas vezes a solução para que todos tenham um presente e ninguém entre na falência comprando algo pra todo mundo é um amigo oculto.

O menu do dia normalmente incluí uns “amuse bouches”, que são aperitivos para se beliscar antes do jantar. Salmão defumado, pastinha de alho, patês, torradinhas bem pequenas, tomatinhos cerejas, são muito comuns. Para o resto da ceia, aqui em casa temos um esquema, cada um da família traz um prato. Frutos do mar são os preferidos. Carnes de caças assadas também são bem presentes, o famoso peru de natal faz parte da tradição deles também. Eu moro com a minha mãe e
acabamos incorporando a famosa rabanada no menu das sobremesas, mas os rocamboles e bolos são os mais comuns, entre eles a “bûnche”, um bolo que pode ser feito apenas de creme chantili ou recheado com ele e que tem o formato de tronco de madeira lembrando toras que irão queimar na lareira. Eles são enfeitados de pequenas decorações natalinas como uma  pequena árvore de natal, renas, ramos de plantas de inverno,etc.

A desvantagem para quem estuda é que assim que as aulas voltarem, no dia sete de janeiro, teremos logo as semanas de provas, então as nossas férias de natal são também as duas semanas que temos para nos preparar para as provas. Algumas escolas já mudaram o calendário para terem provas antes das férias, mas no meu caso eu ainda terei que passar boa parte desse período com a cara nos livros. Porém isso não vai me impedir de dar as minhas voltinhas pela cidade, beber um
vinho quente, partilhar os bons momentos com a família e os amigos e ser grata por mais um maravilhoso ano, com tantas coisas boas acontecendo, inclusive essa nova experiência de estar escrevendo aqui no blog um pouco mais sobre o que é a vida na Bélgica e também conhecendo tantas mulheres corajosas e divertidas com suas histórias e experiências sensacionais, que servem muito de inspiração.

 


Bia mora em Bruxelas, Bélgica, e estuda Serviço Social.
Website: http://www.oca-mebrasil.org
País: Bélgica, Natal

Comentários

  1. Cristiane Leme Høg diz

    Eu adoro bûche de Noël, faço aqui na Dinamarca também… Acho um barato que na Europa, as tradições de Natal são todas parecidas, muda uma coisinha aqui e ali mas no mais, é tudo uma coisa só! No Brasil eu não gostava muito de Natal, justamente porque não tinha sentido: as decorações de Natal, as comidas, tudo remete a inverno, e em pleno verão no país tropical, não tem como! Adorei o texto e as fotos! Bjs e joyeux Noël!

    • Beatriz diz

      Pois é, to achando interessante ver as tradições parecidas pela Europa nos textos daqui!
      E eu realmente mudei totalmente meu ponto de vista sobre Natal estando aqui, lá no Brasil, antes de eu vir já estavamos adaptando o Natal ao clima tropical pra ver se ficava com mais cara de coisa típica, mas nada como estar por aqui nessa época! :)
      Joyeux Noël aussi Cristiane!
      Beijocas

  2. diz

    Nossa Bia e voce disse que este ano as luzes e decoração estão franjinhas? rsrsrsrsrsr Adorei sentir o clima Belga desta época tao linda, concordo com voce que o inverno parece que da um clima especial ao Natal, acho que combina com o momento introspectivo de fim de ano e começar o ano novo com uma folha em branco! rsrsrsr Feliz Natal e um 2014 cheio de coisas maravilhosas!!!!!!!!! Namastë

Deixe uma resposta