EUA – Projeto Reading Bag: Incentivo da Língua Portuguesa

1
648
Advertisement

Ser brasileira numa terra estranha não é fácil. Para mães, então, nem se fala. A brasileira, como sempre noto, tem muito orgulho da pátria, e quer passar esse amor e também nossa linda cultura e língua aos filhotes. Apesar disso, vejo muitas mães por aqui com dificuldades para passar a Língua Portuguesa em casa.

Recentemente, fiquei sabendo de uma nova iniciativa da Brazilian Foundation criada aqui mesmo em Houston, Texas – o Projeto Reading Bag. O projeto visa favorecer o acesso a um material de leitura de qualidade como forma de incentivar ou fortalecer o uso do português para crianças e jovens.

Afinal, o brasileiro que muda com os filhos para o exterior sabe o quanto é difícil manter o idioma. Assim que a criança passa a ir à escola, o inglês muitas vezes passa a ser o idioma principal da criança. Isto se complica ainda mais quando a criança vem de um núcleo familiar onde se fala mais de uma língua. Daí a importância dos livros em português no dia a dia dessas crianças.

Tive a oportunidade de conhecer mais sobre o projeto com a Monica Bateman, voluntária e responsável pelo “Polo Galleria,” um dos bairros centrais de Houston. Segue o que aprendi sobre essa linda iniciativa:

BPM: De onde surgiu a ideia para esse grupo?

Monica: O Reading Bag foi criado pela fonoaudióloga Claudia Amalfi Marques, membro da diretoria da Brazilian Foundation, buscando unir sua experiência profissional com o desejo manifesto de tantas famílias que se queixavam da falta de acesso a livros infanto juvenis em português. A base do projeto é a simplicidade e a possibilidade de replicação por meio de mobilização de voluntários e parcerias.

BPM: Como funciona?

Monica: O Projeto Reading Bag funciona exclusivamente com voluntárias que operacionalizam núcleos regionais, onde as famílias locais se inscrevem e retiram/devolvem as “bags” (sacolas de leitura), com empréstimo de livros e gibis. Periodicamente são realizados eventos de contos de histórias, saraus literários e resgate de brincadeiras tradicionais brasileiras. Tudo com o objetivo de manter o idioma e a cultura.

BPM: Quem pode participar? Como participam? Tem que se inscrever, aplicar?

Monica: Atualmente, crianças e jovens (e seus familiares) são bem-vindos a participar, independente da nacionalidade, nível de aprendizado ou fluência na Língua Portuguesa. Basta se inscrever em um dos núcleos regionais. Acreditamos no potencial do núcleo familiar como fonte de incentivo e aprendizado da língua e cultura brasileira. E é bom lembrar que não há custo algum para participar. Gente, é de graça!

Julia lendo revista – Acervo do Projeto Reading Bag

BPM: Os materiais são arrecadados como?

Monica: Os livros são doados pela comunidade e também por editoras com as quais temos parcerias, como a Editora Bambolê, Moderna, Projeto e Salamandra. Temos um acervo de mais de 700 livros e 300 gibis, e este acervo cresce todo mês.

BPM: Quem pode doar livros e como?

Monica: No momento, aceitamos doações de livros novos ou em muito bom estado na cidade de Houston, Texas (EUA), onde temos três locais para doação. E estamos abertos a novas parcerias com editoras da área. Para doar livros entre em contato com Projeto
Reading Bag, através do email: [email protected], ou sua página no Facebook.

BPM: Como encontram voluntários?

Monica: No início, foi através do boca-a-boca, mas com o passar do tempo as pessoas foram conhecendo o projeto, gostando e se interessando. O voluntário pode ajudar de várias formas, e bastam algumas horas de dedicação toda semana, compensados pela alegria de ver nossos brasileirinhos aprendendo português.

BPM: Já perceberam diferença com as crianças que estão participando?

Monica: Sim! Os pais comentam a melhora do vocabulário e o interesse dos filhos pelos livros. Sem contar que os pais adoram reler histórias que aprenderam em sua própria infância! Afinal, quem não gosta das histórias do gibi da Mônica ou das travessuras do Emília, do Sitio do Pica-Pau Amarelo? Junto com os livros e gibis, enviamos dentro da sacola um “livro de memórias”, onde cada família pode registrar suas impressões sobre a história que leu, seja através de um desenho ou de um parágrafo.

***

Em 2017, o Projeto Reading Bag tem como objetivo se expandir para outros locais dos EUA e do mundo. Para isto, precisamos de pessoas interessadas em se voluntariar. Se você mora aí do outro lado do mundo e quer divulgar sua cultura e seu idioma, entre em contato conosco. Podemos repassar a você nossa experiência para que este projeto se expanda mundo afora. Lembrando que o Projeto Reading Bag não tem fins lucrativos e conta apenas com o trabalho voluntário.

Para mais informações sobre o Projeto Reading Bag. entre em contato através deste link, onde você poderá se inscrever no projeto, ou através de nossa pagina no Facebook.

O BPM agradece a disponibilidade da Monica em ceder essa entrevista e a parabeniza, como representante do Projeto, pela excelente iniciativa.

1 COMMENT

  1. Parabenizo a iniciativa também, e sei como é difícil abrir caminhos em qualquer área ou lugar. Uma critica construtiva que faço seria, já que a ideia é incentivar o aprendizado e retenção do português, porque dar um nome em inglês ao programa? Não seria melhor o nosso simples e didático “sacola de leitura”, ou algo também criativo em português? (Sorry…)

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui