EUA – Quem são os brasileiros do sul do país?

0
88
Advertisement

O sul dos Estados Unidos é uma terra rica em brasileiros! Aonde você for, se ouve a suave canção que é o nosso lindo português. Adoro encontrar algum conterrâneo, seja no mercado, na fila do correio, ou mesmo aquela mãe estressada com os filhos fazendo aquela birra na loja de calçados rs. Sempre me interessa saber o que fazem, como vieram parar aqui, e porque continuam.

Classifico os brasileiros no sul nas seguintes categorias: expatriados à trabalho, filhos de expatriados que resolveram ficar, o/a dono(a) de uma pequena empresa, e aqueles wunderlusts, sempre viajando, procurando um lugar novo, experiências interessantes, e gente inteligente. Aqui no sul tem!

Superstars

Os expatriados à trabalho são muitos e em diversas áreas, geralmente técnicas e industriais. Em grande parte do sul, a indústria petroquímica domina como empregadores. Mas tem muito Superstar trabalhando no área médica e tecnológica também. Identifico esses e essas como os “geninhos” brasileiros. Geralmente, quem vem à trabalho é extremamente fera na sua área, e estão aqui por reconhecimento ao seu nível de conhecimento ou talento.

No sul tem uma variedade grande de indústrias e tem sempre uma que está bem. Apesar de muito tititi sobre a constante queda dos preços do petróleo, não sentimos o impacto de muita recessão, não. Quando uma indústria está para baixo, outra está prosperando. Aqui tem emprego em abundância, e até os próprios americanos migram pro sul para trabalhar.

36be19b4-b7ec-4d8d-882c-894d1df7b2b8

Os Super Adeptos

Me identifico nesta categoria. Vim ao sul do EUA com minha família, meu pai era um superstar de engenharia elétrica. Tendo morado no norte também, imediatamente me identifiquei mais com o sul. Muitos brasileiros amaram a vida aqui e ficaram. Começando com o dia-a-dia, o clima aqui é mais ameno e parecido com o nosso. Quem já morou com neve sabe da novela. E ela não faz falta para muitos. Na realidade a falta de neve é mais motivo para ficar.

Também é fácil de se apaixonar pelo acesso as artes, teatro, cinema, música, e atividades ao ar livre. Mas o maior motivo por ficarem é o conceito de “Southern Hospitality,” que os Americanos do sul identificam como um carinho especial e uma calorosa recepção à todos que visitam. Disso muitos de nós brasileiros sentimos falta – daquele calor humano, daquele abraço amigo. Aqui no sul tem!

Optimized-039b2e17-45c2-4d83-b14d-dc3bb1532fca

A Pequena Empresa

Muitas cidades do sul se identificam como um “melting pot,” por serem misturas de povos de todos os lados e cantos. As cidades se orgulham por ter uma aceitação sem igual e por terem essa recepção amiga, uma das grandes vantagens do sul é a possibilidade de se começar uma nova empresa e de se dar bem. Aqui não importa muito de onde você vem. Se você está aqui para batalhar, se tem algo de bom para contribuir, será recebido de braços abertos e terá o apoio daqueles a sua volta.

As pequenas empresas dos brasileiros variam de consultorias na indústria do petróleo, investimentos, alimentos, em imóveis, prestação de serviços, e na área da saúde como médicas, dentistas, e veterinários. Sempre achei que brasileiro quando quer faz as coisas muito bem feitas. Nosso capricho é evidente. É claro que a possibilidade de abrir um negócio aqui depende muito do status da imigração do dono.

Wunderlusts

Tem também aqueles  que não param por muito tempo em um só lugar. O que atrai essas pessoas para o sul é o custo de vida muito mais baixo do que nos estados do norte. Um estudo do feito por C2ER comparou o custo de vida nas seis maiores cidades dos Estados Unidos. Dessas seis, quatro se encontram no sul – Phoenix, Miami, Houston, Dallas e Knoxville. As outras duas – Nova Iorque e Anchorage, no Alasca – foram as cidades com o custo de vida mais elevado. Em Nova Iorque o custo de vida calculado deu em mais de 100% do que o custo de vida nos estados do sul. E Anchorage, de 18% a 30% mais caro.

Comparando também os salários médios, em Nova Iorque um engenheiro de software está ganhando em média $92,000, enquanto no Texas um engenheiro de petróleo ganha $100,000. Mas não tem só engenheiro no sul não. As profissões que atraem os brazucas são muitas, incluíndo arquitetas, advogadas, psicólogas, designers, profissionais na área de imóveis, autores, cantores, e pintores! Com tanto para oferecer, o sul é uma ótima alternativa para quem procura um clima mais leve, um custo de vida aceitável, e os prazeres de morar nessa linda terra do Tio Sam!

A diversidade dos brasileiros no sul é surpreendente. E dessa diversidade se formam lindas amizades. Em Houston no Texas, temos vários grupos ótimos. Tem sempre um almoço ou um cafézinho, tem sempre alguém que faz salgadinho e docinhos de festa do jeitinho que a gente gosta. Também existem várias organizações como Brazil Texas Chamber of Commerce, Brazilian Moms in Houston, Brazilian Arts Foundation, Revista Brasilianas, entre outras.

E assim o que nos une é não só a saudade da terrinha mãe, mas também o prazer de morar num lugar repleto de amizades e experiências.

Venha conhecer o sul do EUA!

Compartilhe
Texto anteriorSuíça – A dimensão da pobreza
Próximo textoSuíça – De profissional a dona de casa
Thaís nasceu em Campinas, SP, mas mora em Houston, EUA, há 19 anos. É advogada na área de gestão de patrimônios e planejamento de heranças. Em 2010 abriu seu próprio consultório de advocacia, Amaral Tellawi Law e em 2011 foi nomeada para o prêmio 40 Under 40 dado pelo Houston Business Journal. Em 2015 sua firma foi homenageada como uma das melhores empresas em família no Texas. Adora ler, viajar, e aproveitar a vida com seu marido, Saeed, e seus cãezinhos, Nelly, Gary e Daphne.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui