Halloween na Alemanha

2
225
Amerikaner é um doce muito vendido em padarias alemãs. (Foto: Arquivo Pessoal)
Advertisement

Tem Halloween na Alemanha? A resposta é sim, mas ainda é uma tendência. Os alemães de geração mais velha não gostam muito desta importação de uma celebração estrangeira, já as crianças e parte dos adultos se divertem em se fantasiar para o Halloween e bater de porta em porta pedindo doces. É uma tradição irlandesa celta que foi parar nos Estados Unidos com a imigração. Ainda não faz parte da cultura alemã e 25% dos moradores fingem não estar em casa quando a campainha toca durante a noite do dia 31 de outubro.

Parece que o início da aceitação do Halloween na Alemanha foi nos anos 90, quando jornais e revistas começaram a explicar a história da festa e como é celebrada nos EUA. O Halloween começou então a ficar bem comercial, com bares e produtores de doces fazendo edições especiais nesta época, mas apenas na última década, passou a ser celebrado por uma massa maior da população. De acordo com a revista Stern, o Halloween é no país o terceiro evento mais lucrativo para a indústria de balas e doces, atrás apenas do Natal e Páscoa.

Catálogo de ofertas semanal do supermercado REWE, com produtos especiais para o Halloween. (Fonte: Arquivo Pessoal)

Outras comemorações foram também importadas como o Valentinstag (dia dos namorados) ou o dia das mães. O Halloween aparece como um tapa buraco nesta época do ano na Alemanha, algo a ser celebrado entre as férias de verão e o carnaval (que se inicia sempre no dia 11/11 às 11:11 h).

Eu vivo em uma rua sem saída, com muitas casas com crianças pequenas que brincam normalmente nas calçadas e pintam o chão de giz. Por aqui as crianças também saem fantasiadas batendo de porta e porta pedindo doces. Um dos meus vizinhos é fanático em decorar a casa inteira em qualquer ocasião festiva. Já tem uns dias que há um esqueleto, teia de aranha, abóbora, vassoura de bruxa e morcegos na frente da sua porta. As pessoas passam e ficam observando, mas ainda é a minoria que faz tal decoração, ao contrário da Páscoa ou Natal, quando os alemães decoram as janelas, portas, varandas etc.

Podemos dizer que um dos maiores ícones da Alemanha durante o Halloween é a ex-modelo e apresentadora Heidi Klum. Em festas americanas, ela sempre aparece com fantasias super elaboradas, que ganham espaço na imprensa nacional e internacional. Mas qual é a fantasia preferida dos alemães para o Halloween? Os homens gostam de se vestir principalmente de zumbis, Batman ou com aquela máscara do filme “Scream” (“Pânico” no Brasil). Já as mulheres gostam de bruxas, Mulher Gato, fadas obscuras etc.

É possível encontrar muitas festas privadas acontecendo pelo país com o tema Halloween, é só pesquisar na internet na sua região, se houver interesse. Eu vivo próximo ao parque temático “Movie Park Germany” e a festa de Halloween que eles realizam todos os anos é bem famosa por aqui, ficando literalmente lotado. Na região de Turíngia, há um evento programado de visitação para caçar fantasmas em uma clínica psiquiátrica inutilizada há muitos anos, da epóca da República Democrática Alemã (DDR). Enfim, na Alemanha, é possível se divertir bastante no dia 31 de outubro, basta se juntar ao evento de mais afinidade.

Se você fizer parte daqueles 25%, que mencionei no início deste texto, e preferir se fingir de morto em casa (o que também remete ao Halloween de certa maneira), pode contar com os canais de televisão. Muitos transmitirão filmes de terror ou programas especiais. A Sky, por exemplo, criou um canal apenas para filmes de terror 24h por dia durante uma semana. Eu mesma já assisti a alguns. Claro que você pode comprar os doces de minhocas e morcegos em promoção no supermercado e aproveitá-los sozinho na escuridão da sua sala de estar. O importante de tudo é ser feliz, comemorando ativamente ou não, sem ligar muito para a parte comercial do Halloween. Muitos alemães adoram preparar a própria fantasia e maquiagem, gostam de pechinchar para obter as roupas, tornando a diversão um pouco mais barata. Mesmo assim, aqui se gasta aproximadamente 200 milhões de euros em produtos do Halloween.

Süßes, sonst gibt’s Saures“, “Süßes oder Saures” ou “was Süßes raus, sonst spukt’s im Haus” é o que as crianças alemãs falam ao baterem nas portas. Se elas forem espertinhas, virão com bolsas bem grandes para não parecerem cheias de doce tão rapidamente.

A Igreja Protestante no país vê o Halloween com certo receio. Para eles, esta celebração é um modismo vazio e tira o foco da data religiosa (Reforma Protestante). Para atrair a atenção das crianças, a Igreja passou então a distribuir doces e biscoitos.

E você? Tem alguma experiência de Halloween na Alemanha? Não deixe de nos contar nos comentários abaixo.

Leia – como é celebrado o Halloween pelo Mundo!

Compartilhe
Texto anteriorHalloween na Nova Zelândia
Próximo textoHalloween na China

Karina é carioca e mora em Dorsten, na Alemanha, desde abril de 2011.
Formada e pós graduada em Relações Internacionais, trabalha com Comércio Exterior. Ama a leitura, jardinagem, viajar, dançar, aprender idiomas estrangeiros e cozinhar.

2 Comentários

    • Olá Erika! Fico muito feliz com seu comentário. Obrigada pelo elogio ao texto.
      Bem, Berlim também não é tão longe assim… rs Quando sentir muita saudade, entre no primeiro avião com a família. 🙂
      Beijo!!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui