Inglaterra – Curiosidades sobre o Natal

1
133
Advertisement

Aqui na terra da rainha Elizabeth, temos vários costumes para essa data tão simbólica, apesar dos ingleses não serem religiosos, apenas as minorias lotam as igrejas nessa época do ano, o Natal não passa despercebido, não não, há muito acontecendo.

1. Véspera de Natal – É muito comum os pubs estarem cheios. Sim, a data rima, mesmo que não, com beber no pub. Pense assim, celebrar sempre rs. Ah, algumas famílias vão à missa também.

2. Christmas crackers – São usados na hora da refeição, e é diversão pura. Cruzamos os braços e seguramos uma ponta, a outra pessoa faz o mesmo, em uma ciranda, todos juntos. Puxamos e bum…Depois de estourados, (eles tem uma polvorazinha dentro), abrimos (cada pessoa abre o seu) e dentro vem uma piada, sempre tão sem graça ou sem noção, que acaba sendo impossível não rir, uma coroa de papel, obrigatório em todas as cabeças presentes e um brinquedinho bem baratinho e simbólico.

3. Peru – Ele faz parte da maioria das mesas natalinas, acompanhado de couve de Bruxelas, cenouras, batatas ao forno e muito molho. Claro, que em cidades cosmopolitas como Londres, as mesas são variadas, de acordo com a cultura de cada família. Aqui em casa, começamos a refeição com carpa (peixe), tradição polonesa, passamos para o bacalhau e geralmente as sobremesas são uma mistura de opções brasileiras e inglesas.

4. Christmas Pudding – O pudim de Natal conhecido e apreciado pelos ingleses, é um bolo extremamente rico, com vários frutos secos, embebidos em licor, cozido. Tradicionalmente, que hoje em dia se vê pouco, leva–se meses para prepará-lo, mas claro, com a vida atual que levamos, é possível comprá-lo em qualquer supermercado. Eu particularmente não gosto, acho muito pesado.

5. Cheese & Crackers – Uma opção de sobremesa por aqui, essa eu adoro, é comer queijo com bolacha salgada. Vários tipos de queijos são servidos, incluindo sempre o delicioso e irresistível queijo inglês Stilton, do estilo Roquefort, Cheddar ( inglês) e alguns outros. Acompanhados de uvas e servidos com um bom vinho do Porto ou licor apropriado para sobremesas, não há maneira melhor de terminar uma refeição.

Cheese

6. Boxing Day – O dia a seguir ao Natal, dia 26 de dezembro também é feriado por aqui e mais importante do que o dia 24, a Véspera. É quando começam as liquidações de inverno, muito conhecidas pelos ótimos preços e reduções. Algumas lojas abrem as portas às 5h da manhã e a fila a essa hora, com um frio de rachar, já está de virar a esquina. Muitas pessoas compram roupa apenas nessa época do ano, portanto, chegar cedo para ter mais chance de encontrar o que se gosta e procura, é crucial.

7. Caminhar no dia de Natal –  Depois de uma rica refeição, mesmo com frio, que dependendo do ano, pode ser rigoroso, é hábito sair para dar uma caminhada, tomar um ar fresco e também para fazer digestão e se preparar para mais uma rodada de delícias e gulodices.

8. Discurso da Rainha na tv – Todos os Natais, a rainha Elizabeth vai ao ar dar um discurso sobre o ano que finaliza. Quem estiver assistindo tv não tem como não presenciar. Na verdade é mais uma tradição do estilo decorativa do que outra coisa.

9. Londres em Stand by – Dia 25 de dezembro é o único dia no ano que Londres dá uma respirada. Os transportes públicos param completamente. Não há metrô, nem ônibus e andar de carro pela cidade chega a ser surreal, sem os típicos red buses (ônibus vermelhos).

10. Carol Singing- É muito comum andar pelo centro da cidade nesta época do ano e passar por grupos de pessoas cantando músicas natalinas, a maioria angaria fundos,  doados pelas pessoas passando pelo local, para alguma instituição de caridade.

11.Nativity Plays (Presépios) – Nas escolas, todos os anos, os pequeninos geralmente na Reception class, (uma éspecie de ano zero na escola, quando as crianças de 4 anos começam a ser alfabetizadas), fazem a apresentação do nascimento do menino Jesus, para os pais e familiares. É sempre uma emoção ver os nossos se apresentando, que para muitos pode ser a primeira vez no palco.

1 COMMENT

  1. Esse negocio de nada funcionar no UK no dia 25 eh uma experiencia surreal pra quem vem do Brasil. E eh uma visao da cidade completamente diferente, adoro. Lembro do ano passado eu sair pedalando de Finsbury Park ate o Regent’s Park pelas faixas de onibus totalmente vazias, por Camden totalmente vazio, foi uma sensacao estranha e deliciosa ao mesmo tempo!
    E ai chegamos no parque onde estava um monte de gente aproveitando justamente a caminhada pos-almoco 🙂

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui