Cinco pratos famosos da culinária norueguesa

1
2272
Culinária na Noruega - Foto: Free Images on Pixabay
Advertisement

Quem ama comer levanta a mão?

Antes de chegar em Oslo, eu pensava que ia secar horrores, porque era muito chatinha para comida, mas me enganei totalmente. O lugar onde eu mais ganhei peso foi na Noruega, então se contenham! A culinária norueguesa merece destaque.

Bom, as comidas norueguesas não são iguais às brasileiras, aquelas comidas ”pesadas”, que você come e sua, chegando a suspirar e respirar fundo, logo após a refeição. Não, não, não! Muito pelo contrário, a culinária é leve, possui muita salada e, raramente, o arroz acompanha alguma carne. Eles trocam o arroz pela batata cozida, servida com algum tipo de salsa, o que, no Brasil, chamamos de molho. Aqui, vendem-se diversas opções no supermercado, para combinar com todos os tipos de comida. É um pó que basta misturar com água para ficar pronto. Meio sem graça, não? Mas é uma delícia.

A principal refeição é o jantar, feito às 17 ou 18 horas, única refeição quente do dia. Janta-se a esta hora pelo fato de as crianças estarem acostumadas a dormir cedo, por volta das 19 ou 20 horas. Por outro lado, muitos noruegueses não almoçam, passando horas sem comida. Esse foi um dos motivos pelo qual ganhei alguns quilos. Eu, ao contrário, além de almoçar, também jantava. Tentei, várias vezes, ficar sem almoçar para comer apenas à noite, porque a família norueguesa faz as refeições com todos juntos, sentadinhos na mesa. Típica tradição que, no Brasil, muitos não seguem. Mas, até hoje, não consegui me acostumar. Chegava no fim do dia e parecia faltar algo. Logo, o que me restou? Almoçar e jantar!

O famoso lunsj (como eles chamam o almoço) é, praticamente, um segundo café da manhã. Uma fatia de pão com patê, picles, caviar e por aí vai. Vários frios e o iogurte que, meu Deus, bota bom nisso.

E, já que falei sobre batatas, vamos começar por elas.

Batata

Foi a primeira coisa que comi quando cheguei e, consequentemente, fui percebendo como estão presentes no dia a dia dos noruegueses. Eles costumam cozinhá-las, para o jantar, acompanhando carne, frango ou salmão, algum molho industrializado e salada. O bom são esses molhos super práticos e de vários sabores para dar uma diversificada, ou ficaria complicado. Nas sextas-feiras, elas podem aparecer fritas, com carne de hambúrguer. Sim, posso dizer que teve uma época em que não aguentava mais comer batata e fazia minha comida separada da minha família.

Waffles / Vafler

O que você mais vai encontrar nas lanchonetes, cafés etc., e são bem baratinhos, ao menos para quem ganha em Krone. Na maioria dos lugares, ele está lá, em várias quantidades, com todos os tipos de recheios, doces e salgados. Os waffles são tipo o acarajé dos baianos. Isso mesmo. Come-se acompanhado por café, já que aqui eles tomam puro e sem açúcar e, para manter o equilíbrio, escolhem algo doce. Como vende a massa nos supermercados, muitos noruegueses compram a máquina e já deixam em casa, para fazer a qualquer hora que eles quiserem, ou para quando receberem visitas.

Uma das coisas que percebi é que você não encontra muita diversidade de lanches salgados, como no Brasil, onde temos coxinhas, pastéis e afins. Eles gostam mesmo de doces, esses vocês encontram de todos os jeitos e sabores. Se quiser comer algo salgado na rua, vá ao primeiro Mc Donalds ou coma um pão, que aqui tem demais.

Os recheios mais usados são: creme azedo e geleia ou queijo marrom, que lembra doce de leite, mas azedo. É meio estranho, porém gostosinho. E, só para avisar, come-se frio!

Pølse

O nosso famoso cachorro quente ganha de 10 a 0 no deles. E olha que eles amam, viu? Você encontra por toda parte, da mesma forma que o waffle. É um cachorro quente sem pão, sem molho, sem batata palha. Somente a salsicha enrolada em uma espécie de panqueca feita de batata (olha ela mais uma vez), com ketchup e mostarda. A panqueca chama-se lompe, também pode ser encontrada como potetkake. E também é consumida fria. Aliás, para quem é acostumado a comer comida sempre quente, está aí um problema. Por ser um lugar ”gelado”, dificilmente as comidas ficarão quentes, então a praticidade é comer do jeito que está. Por isso, quando forem nas lanchonetes não estranhem se servirem um cachorro quente frio.

Kransekake

É tipo uma pilha de biscoitos em forma de anéis e são servidos nas festas oficiais, como o 17 de maio (dia da Noruega), casamentos, batizados, funerais etc. O biscoito é feito de amêndoa e clara de ovo. Vende pronto ou se faz em casa. Você não sente muito o gosto da amêndoa, mas o bolo é maneiro. Dá pra comer, porém os já prontos não são tão bons. A qualidade cai. Sendo assim, procure a receita e mão na massa. Ou então espere ser convidado para comer na casa de algum norueguês!

Fårikal

Carne de carneiro cozida com repolho e batata, é uma comida festiva muito boa! Vale a pena experimentar, mas a batata continua na receita. É muito difícil encontrar em qualquer outra época do ano além da primavera, porque aqui eles seguem bem as regras do que comer e quando comer. Caso visite a Noruega no inverno, provavelmente não irá encontrar e, se acontecer de achar, o preço vai fazê-lo desistir.

1 COMMENT

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui