O frio é psicológico?

2
513
Advertisement

Essa pergunta me ocorreu num dia frio em que estava caminhando no parque com o meu marido e o meu filho, admirando a natureza sem pressa e sem reclamar do clima. Logo eu lembrei que no Brasil trocamos fácil um passeio no parque por um passeio no shopping, ou ficamos em casa em dias bem menos frios que os da Escócia. Então, por que aqui com chuva, vento, frio e neve, as pessoas saem de casa e se divertem num parque?

A Escócia, para mim, sempre esteve ligada à neve e frio, e como eu adorava praia e sol, nunca esteve na minha lista de desejos para morar. Quando surgiu a oportunidade de morarmos aqui, eu inicialmente não gostei da ideia, mas já estava menos resistente depois de seis meses de frio, chuva e vento na Irlanda.

Quando chegamos em Glasgow em janeiro, no meu primeiro passeio pelo centro tive que comprar uma bota porque meu pé estava congelando dentro da minha bota brasileira “quentinha”. Na primeira semana aqui tivemos o único dia de neve do inverno. Curtimos muito, tiramos muitas fotos! Pronto, já estávamos batizados!

Depois de 10 meses morando no país do frio e da neve, eu estou aprendendo a curtir o frio. Continuo amando o sol que abençoa e aquece o meu querido país tropical, mas estou aproveitando para descobrir como ser feliz sem ele também.

wp_20160116_16_53_38_pro-800x600-ok
Foto : Acervo Pessoal

Escoceses também gostam de sol!

Sempre que falo para algum escocês que sou brasileira, a primeira pergunta que eles fazem é se já me acostumei ao tempo. Eles também reclamam que no verão tem pouco sol, tomam vitamina D e viajam para a Espanha, Portugal ou Grécia todo verão para pegar um solzinho. Ademais, as mulheres costumam exagerar no self tanner (bronzeamento artificial com cremes) para parecerem sempre bronzeadas.

Nos dias em que o astro rei aparece, em qualquer estação do ano, eles não perdem tempo e aproveitam os inúmeros parques para fazer churrasco, piquenique, levar as crianças no playground ou simplesmente caminhar.

As crianças não são de papel!

Em São Paulo, quando os meus filhos eram pequenos, muitas vezes deixamos de sair porque estava garoando, ou meus amigos também frequentemente desmarcaram algum encontro pelo mesmo motivo. “Vai passar frio, vai se molhar, vai ficar gripado…” E olha que todo mundo geralmente saía de carro. Aqui eu ainda fico chocada quando vejo as mães com as crianças nos carrinhos ou caminhando, de jaqueta, luva, touca e galocha para fazer “splash” na primeira poça d’água que encontra. Às vezes parecem uns astronautas, mas saem de casa e se divertem.

Aquecedores não são luxo!

Todo ambiente fechado tem aquecedor: casas, escritórios, lojas, escolas, bares, restaurantes, ônibus, trem, etc. E aquece até demais! Eu ainda não me acostumei a ficar de casaco e cachecol nestes ambientes, mesmo que por pouco tempo. Entro e já vou tirando porque geralmente os ambientes são muito quentes, e sempre tem um lugar para pendurar os nossos pertences. É bom porque você pode usar roupas leves por baixo de um casaco ou jaqueta a prova d’água e vento, e quando chega nestes lugares você tira e fica confortável.

Os aquecedores também são muito úteis para secar a roupa no inverno quando não se tem secadora (meu caso) ou não quer correr o risco de encolher a roupa.

Eles estão preparados para o frio!

Além dos aquecedores, grande parte das casas aqui têm lareiras, as janelas são especialmente vedadas para manter o frio lá fora, e todas têm água quente nas torneiras. Outra curiosidade é em relação aos duvets (enchimento de edredom que aqui é vendido separado da capa). Quando você compra um duvet, você escolhe o grau de aquecimento que você espera dele (tog): desde aquele para usar no verão até outro bem quentinho para usar nos meses mais duros do inverno.

As roupas e acessórios de inverno são infinitos e muito fashion, com cores alegres ou sóbrias, mas muito confortáveis, elegantes e com preços para todos os gostos. Tem também a opção de comprar nas inúmeras lojas de caridade que vendem produtos usados em bom estado por preços bem baratos, e são muito procuradas pelos escoceses.

Eles se divertem bastante no frio!

Quando eu falo para os escoceses que o nosso Natal é no verão, torcem o nariz porque, para eles, Natal tem que ter neve. Eles adoram a neve, mas nos últimos anos aqui em Glasgow não nevou. Como neste ano já nevou nas Highlands e aqui em Glasgow, pode ser que tenhamos um White Christmas.

Os escoceses adoram esquiar. As estações de esqui nas montanhas estão sempre lotadas e quando não dá para ir lá, eles vão matar a vontade nas pistas de esqui (com neve!) que existem em alguns shoppings. Além de esquiar, eles gostam muito de viajar pelo país de bicicleta ou caminhando. Tomados todos os cuidados com a previsão do tempo, mapas, roupas e acessórios, eles não deixam de fazer isso no inverno.

Para aquecer um pouco mais, os escoceses adoram os pubs onde bebem bastante, e muitas vezes encontramos alguns saindo de lá cruzando as pernas e deixando os sapatos pelas calçadas, principalmente as mulheres. O que eu acho incrível são as mulheres indo para os pubs de vestido e sandália como se estivessem em pleno verão!

Claro que o frio não é psicológico, mas a nossa cabeça pode nos aquecer mais do que imaginamos. E você como encara o frio?

2 Comentários

    • Oi Junior. Meus filhos também estão aprendendo a curtir o frio sim. O menor adora quando acorda e as poças de água na rua estão congeladas, pra ele quebrar o gelo com o pé. Reclama que só teve um dia de neve no inverno passado. rsrs E não precisa usar um monte de roupa não. Os ambientes são aquecidos e tem roupas leves que protegem bem.

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui