Os bares temáticos de Los Angeles

0
194
Advertisement

Esqueça as baladas de Los Angeles. Re-pi-to: ESQUEÇA AS BALADAS DE LA. O bacana mesmo por aqui são os bares, principalmente os que seguem algum tipo de tema. Fiz uma singela listinha aqui, de experiências acumuladas em dois anos de moradia. Apesar deles serem um pouco diferentes entre si, algumas coisas eles têm em comum:

  • Entrada gratuita (Esqueça esse lance de consumação mínima, ou pagar pra sorrir. Não se paga pra entrar e por isso as pessoas têm o costume de ir em dois ou três bares por noite)
  • Ambiente casual (Comparado às baladas, onde se vê muito vestidinho curto, salto alto e uma máscara de maquiagem na cara, o público dos barzinhos é muito mais informal, se veste com bastante estilo, mas sem muita afetação)
  • Todos pedem identidade na porta (a regra de só beber depois dos 21 anos de idade é levada à sério por aqui, então não esqueça de levar um documento, eles sempre pedem na porta. Eu costumo usar a minha carteira de motorista brasileira mesmo e dá certo)
  • Os lugares fecham às 2 da manhã (Isso foi o mais surpreendente pra mim quando vim pra Los Angeles, de vez em quando à 1:30 já estão acendendo a luz e varrendo o chão).

Então vamos aos bares:

Pra começar, o Good Times at Dave Wayne. O tema aqui é anos 1970, mais precisamente o porão de um casa americana da época! Por aqui é comum as famílias adaptarem os porões para se tornarem um espécie de centro de entretenimento, com tv, jogos, etc. Pois neste bar acontece o mesmo, pra começar, a porta é uma geladeira! Lá dentro você encontra uma sala com sofá, lareira e um palquinho onde sempre se apresentam bandas indies. Do lado de fora tem um bar em formato de trailer que serve raspadinhas alcóolicas!

Com o sucesso do Good Times, os mesmos donos resolveram abrir o Break Room 86, avançando uma década. Além de decoração inspirada nas escolas dos anos 1980, eles oferecem um karaokê diferente, você canta com uma banda ao vivo! A entrada é bem escondida, na parte de trás de um hotel. Não estranhe se você não encontrar nenhum letreiro, ou fila, é assim mesmo!

Sassafras Saloon

Quando fui pela primeira vez nesse bar pensei que eles estavam querendo criar um ar de mansão assombrada. Os móveis de vovó são meio deteriorados, tem umas samambaias nos cantos, tudo iluminado por castiçais. Não estava muito longe da verdade, pois o tema deste bar é o sul dos Estados Unidos, mais precisamente regiões como Louisiana, Mississipi e Georgia. E eles têm atrações diferentes durante a semana, de terça tem show burlesco e de quinta tem karaokê com banda ao vivo, por exemplo.

Wellesbourne

Sendo uma devoradora de livros, este lugar é um dos meus preferidos porque parece uma biblioteca! Mas não essas bibliotecas de faculdade, onde tudo é meio frio e impessoal. Parece a biblioteca de um milionário europeu da Idade Média, sabe? Tem lareira, tem livros do chão até a parede e uma certa pompa nos móveis e utensílios. Os drinks são muito bem feitos (e bonitos) e toda quarta tem um trio de jazz tocando em frente a lareira.

The Short Stop 

Localizado do ladinho do Dodgers Stadium, esse lugar tinha tudo pra ser esses bares esportivos barulhentos e com cheiro de fritura, mas não. O Short Stop é um lugarzinho pequeno, cujo bar é todo decorados com fotos antigas de jogadores de beisebol, e sim, suas tvs são sintonizadas nos jogos. Mas o público se compõe de hipsterzinhos que moram nas redondezas e são atraídos pela pista onde só toca soul, funk e artistas da Motown.

Espero que tenham gostado! Tenho certeza que vai ser um passeio diferente se estiver de férias por aqui!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui