Portugal – Dicas para alugar apartamento no Porto

15
2215
Advertisement

Procurar uma moradia não é uma tarefa fácil, o futuro imóvel tem que ser em um lugar com uma boa qualidade de transporte público, ter a presença de serviços que facilitem a vida, além da questão da segurança. Essa tarefa torna-se ainda mais árdua quando se está em outro País. Por isso, resolvi escrever essas dicas que visam facilitar a procura de uma moradia no Porto e explicar um pouco de toda a sua burocracia.

A primeira dica é que os portugueses estão mais acostumados com a palavra “arrendamento” por isso, comece utilizando esta expressão chave para as suas futuras buscas.

Regiões

O distrito do Porto ou grande Porto equivale ao nosso estado. Dentro desse distrito há 18 concelhos (municípios), e dentro dos concelhos, tem-se as freguesias (bairros).

Eu moro no concelho do Porto, e por isso é mais fácil dar exemplos dessa localidade, mas na minha chegada, passei um mês no concelho de Maia.

Maia é uma região muito bonita e tranquila, porém na região que eu me instalei não havia o metrô próximo e o último ônibus passa por volta de 21h, o que acabava dificultando o ir e vir para o centro do Porto, (principalmente para quem gosta de badalar à noite). Mas por outro lado, Maia está muito próximo ao Hospital São João, sendo uma localidade perfeita para quem vem estudar/trabalhar nesta região.

A região que você escolher para morar vai dizer o preço do arrendamento e claro, regiões mais perto do metrô serão mais caras; mas o transporte público funciona muito bem, ou seja, mesmo que você não tenha um metrô na porta da sua casa, haverá linhas de ônibus que facilitarão sua vida.

No concelho do Porto há inúmeras regiões boas para morar, mas se você sonha em morar perto da praia pode encontrar bons preços em Matosinhos. A região do Marquês sofre uma ambiguidade, a Praça do Marquês é linda e tem metrô, porém essa área antigamente era uma zona de prostituição, então hoje na região há a presença de muitas boates o que deixa o local com um clima pesado, e grande parte das pessoas com quem conversei ficaram com uma impressão ruim ao passar próximo a praça à noite; porém os preços são acessíveis, podendo encontrar valores de até 450€.

Tipologia e valores

Antes de falarmos de valores, é importante que você saiba que a cidade do Porto foi eleita em 2012 e 2014 o melhor destino europeu e logicamente isso chamou muitos investidores que começaram um processo de revitalizar a região central, reformando os prédios e os alugando como hotéis e hostels, isso fez o preço dos imóveis aumentar.

Porém, como já foi dito, muita coisa interfere no preço do imóvel, e um desses fatores é a tipologia. Aqui em Portugal, um apartamento T0 é o que chamamos de quitinete no Brasil, T1 = 1 quarto, T1 + 1 (apartamento de um quarto, que tem um quartinho, como se fosse o de empregada), T2 = 2 quartos, T3 = 3 quartos e por aí vai. Por exemplo em Maia, é possível encontrar um bom apartamento T2, por 450€/mês, enquanto no Porto, perto do metrô este valor pode chegar a 600-700€. Uma dica é a seguinte, se você precisar de um apartamento de 2 quartos, procure um t1 + 1, isto faz com que o valor do arrendamento saia mais em conta.

Os valores podem mudar dependendo do período do ano. O ano letivo inicia-se em setembro. Antes desse período é mais fácil encontrar arrendamento com preços mais acessíveis, mas quando os estudantes chegam, a oferta é pouca e os preços sobem.

Como procurar

Há muitos sites de arrendamento de imóveis em Portugal, os principais são o Imovirtual, Zizabi, OLX, Bpiexpressoimobiliario, Sapo e sites de imobiliárias, a mais famosa aqui é a Re/Max, mas existem outras inúmeras imobiliárias que incluem seus anúncios nos sites que citei anteriormente. Uma opção mais em conta é negociar o arrendamento com o proprietário, muitos deles anunciam em grupos fechados de facebook como “Casas/ Quartos para arrendar no Porto”.

Já sites como Airbnb alugam apartamentos para um certo período. Uma dica é que se você ainda está no Brasil, não faça o processo de arrendamento à distância, não é aconselhável, é necessário ver sempre o apartamento, a localização, meios de transporte, e avaliar o contrato. Para ter tempo para isso, escolha um hostel por alguns dias para essa procura ou até mesmo alugue um cantinho por um certo período no airbnb.

Fiador ou caução?

Há duas maneiras possíveis para proteção do proprietário no arrendamento. A primeira opção é ter um fiador (residente em Portugal) e a segunda é através do “caução”. Para grande parte dos estrangeiros o caução é a única opção, e muitos proprietários tem aceitado esta forma de contrato. O caução é um valor que será acordado entre o locatário e o proprietário e pode variar de um ou mais meses de aluguel. De praxe, em Portugal o locatário assina um contrato oferecendo 2 meses de arrendamento antecipado ao proprietário, o primeiro e o último mês do contrato. No final desse período de contrato ele pode ser revertido para algueis ou o dinheiro de volta. Mas lembre-se, caso haja danos no apartamento, esse valor entra para cobrir esse prejuízo.

Imóveis mobilados ou não?

Existem bons apartamentos mobiliados ou não. Grande parte dos imóveis (mesmo sem ser mobiliado) já oferecem a cozinha completa com geladeira, fogão, máquina de lavar roupa e louça. O apartamento estar mobiliado não parece refletir muito no preço do arrendamento. Mas como muitos imóveis apresentam uma mobília um pouco fora de moda e mal conservados, preferi arrendar/alugar um apartamento sem mobília e ir arrumando a casa aos poucos.

Burocracias após o aluguel

Não pensa que a história acaba por aí… se você conseguiu um apartamento, senta que lá vem história.

Normalmente o apartamento que você irá arrendar estará com água e luz cortados (é bem comum por aqui). Para fazer um contrato da luz, você deverá se dirigir a uma loja do cidadão, e escolher uma companhia de luz. Algumas opções de companhias de luz são: Edp, Galp, Endesa, etc. Cada empresa terá um tarifário, que normalmente baseia- se na voltagem máxima que o imóvel irá receber; além disso, pode-se escolher entre uma tarifa única ou diferenciada em relação a horas do pico de utilização. Só para se ter uma ideia, a minha casa, para duas pessoas, utiliza um tarifário único, com potência de 4.6 kVA. Essa potência permite por exemplo, quando houver mais gente utilizando aparelhos elétricos ao mesmo momento, não haja queda de energia. Após a assinatura do contrato, a empresa de luz fará uma vistoria inicial no contador de energia no seu apartamento, e depois os outros meses, você poderá informar o seu gasto por contato telefônico ou aplicativo no celular, até uma data combinada. Caso você não informe o gasto, acabará pagando pela média de consumo.

A empresa de fornecimento de água (Águas do Porto) é pública. Para abrir um contrato com a companhia, é só dirigir-se a sede que fica na praça dos Aliados. É importante para o início do contrato levar a marcação de água atual, e depois a empresa irá à residência para uma avaliação inicial. O uso de água deve ser informado todos os meses a companhia através do contato telefônico, na data enviada pela empresa na conta anterior.

Para luz e água é importante levar o contrato de arrendamento. Sem ele, não será possível iniciar este processo.

Dica de ouro

Enquanto no Brasil procuramos apartamentos que fiquem longe do sol, por aqui é o contrário. Na sua procura, fique atento se seu imóvel pega sol durante o dia. É muito importante tanto para aquecimento da casa quanto para secar as roupas.

Se tiver alguma experiência ou mais um lembrete nos mande mensagem!

15 Comentários

  1. Olá, Priscila. Obrigado pelas dicas. Peço mais uma, se possível:
    como é a questão de animais de pequeno porte (cachorros, gatos…) nos apartamentos? Depende do regulamento do condomínio? Ou do proprietário do imóvel? Ou de ambos? Muito obrigado. Felicidades!

    • Olá Roberto,

      Pelo que percebi isso irá depender do proprietário do imóvel. Fui visitar um apartamento que a primeira pergunta dos proprietários foi em relação à animais de estimação, porque eles não gostariam. Já no apartamento que aluguei os proprietários não entraram nesta questão e no meu prédio há moradores que tem cães e gatos. Boa Sorte ! Felicidade!

  2. Olá Priscila.
    Tenho interesse em me mudar com a família para Portugal, trabalhamos com Turismo aqui no Rio de Janeiro, qual o melhor local para abrir uma Agência de Turismo? E gostamos de morar em casa, as dicas são as mesmas?

  3. Ola, Priscila.

    Sobre o contrato de luz, como você chegou a esse valor de potência de 4,6 kVA? A empresa te dá alguma orientação sobre como calcular essa potência máxima? Tenho esposa e dois filhos, então fiquei na dúvida sobre esse valor.

    • Olá Fabrício,
      A empresa de luz não me deu nenhuma orientação. Fui pesquisando mesmo com amigos, que usavam uma potência de 3 e pouco para uma casa de 2 pessoas. Neste caso, quando a casa tinha mais gente ou consumo excessivo no mesmo momento, a luz “desarmava”. Com medo de acontecer algo desse tipo usei essa potência. E acredito que sirva para você e sua família sem problemas !

  4. Meu Deus que post mais incrível, muito obrigada. Vi que você comentou que morou em Maia. Se mudou só por causa do transporte ou apontaria algum outro fator negativo? Maia por enquanto é a minha opção para me mudar com meu marido e minha bebê e gostaria de saber mais sobre a cidade, porque só vejo as pessoas falando bem de Porto, Lisboa, Braga, Guimarães, etc.

    • Obrigada Mirelle. Eu estava na casa de um tio do meu marido na Maia. A região da Maia que ele morava não era centro, o que dificultava com transportes, principalmente a noite. Nesta região também, reparei que todos tinham carro, porque muitos serviçoes eram longe (mercado, farmácia). No predio que eu fiquei tinham umas lojas embaixo o que facilitava caso precisasse de alguma coisa. Do resto não achei absulutamente nada de negativo. Até gostei bastante pois era tudo muito calmo e arrendamentos mais baratos.

  5. Boa noite Priscila, minha filha segue para Lisboa, em setembro, para faculdade!!
    Gostaria de ter noção custo de vida por mês,
    Sou neta de português, se deram entrada no pedido de cidadania (meu pai é falecido) aí em Portugal e melhor do q pelo Brasil ??
    Sou bióloga, e trabalho com cães a 30 anos
    Como é esse mundo

    • Cleusa eu moro no Porto. Acredito que em lisboa o custo de vida seja um pouco mais elevado do que aqui na cidade. Em relação a cidadania, não sei no seu caso, mas as coisas por aqui são mais rápidas, porém não tenho nacionaidade e sim um visto de estudo. Em relação ao trabalho com cães, vejo um mercado muito amplo, com veterinárias e lojas aqui no Porto. Boa sorte !

  6. Bom dia, Priscila.
    Vejo muita oportunidade de arrendamento em apartamento e quanto a casa, sabe me informar os melhores freguesias de Porto para alugar casas?
    Muito obrigada.

  7. Olá Priscila, obrigada pelas dicas e principalmente por mencionar a freguesia da Maia (acho que é freguesia né?) bem, tenho procurado lugares calmos porém com opções de escolas e trabalho, atuo na área de TI e meu marido é cabeleireiro pensamos em Porto mas procuramos regiões com o custo de arrendamento mais em conta (média de 300 a 400 euros num T2), nossa primeira opção é Braga, pensando nas crianças, mas pensando principalmente em mais oportunidades de emprego penso em Maia, o que você acha, podemos pensar nessa região juntando o lado profissional e a educação dos miúdos? Aguardo sua opinião e desde já agradeço.
    Abraços.
    Beth

    • Olá Elizabete, o Centro de Maia é um lugar bem bacana, imagino que seja mais fácil em relação ao trabalho. A região de Maia é grande, na área que eu fiquei durante um mês não havia metrô, porém, o Centro, tem metrô, e em relação as escolas eu não sei te dizer. Pelo que tenho ouvido e visto a região de Braga também esta com preços de arrendaemento elevados. Maia é um lugar bom e com metrô estará perto de tudo. Caso, não tenha metrô perto da sua morada, sugiro que você tenha um carro para facilitar as andanças.
      Abraços, Boa sorte!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui