Qatar – Turistando em 48 horas

1
563
Eu com a bandeira brasileira na fronteira da Arábia Saudita com o Qatar ( Inland Sea). Acervo Pessoal
Advertisement

Devido à grande demanda, decidi escrever um roteiro rápido e certeiro do que dá para fazer aqui em Doha, no Qatar, em 48 horas.

Alguém pode se perguntar: Por que um período de tempo tão curto? Só tem isso pra ver?

Calma, minha gente, o motivo de resumir os passeios em apenas 2 dias é porque muita gente me procura dizendo que vai para um outro destino (China,Tailândia etc.), mas que fará uma parada de 2 dias ou menos aqui em Doha para aproveitar que está viajando pela Qatar Airways.

Quem quiser mais dicas de passeios fora as que eu vou dar aqui, pode conferir esse, esse, esseesse  post e outros mais lá no DesbravaDoha.

Esse roteiro não é para qualquer turista, é para aqueles que estão com tempo curto, mas cheios de disposição. É claro que está aberto para adaptações de acordo com o que você julgar mais interessante.

Quem não tem tempo, acorda cedo para fazer render o dia e nada melhor para começar um dia longo do que tomar um café da manhã reforçado. Minha sugestão é que sua caminhada por Doha comece na Pérola (The Pearl) a primeira e, por enquanto, única Ilha artificial aqui do Qatar.

A Pérola é um dos endereços mais glamourosos de Doha e, talvez, de todo o Oriente Médio. O projeto da Ilha custou aos cofres públicos algo em torno de 15 bilhões de dólares, e, como sempre digo, nada com esse valor pode passar desapercebido. A ilha é dividida em vários bairros, você poderá encontrar mais restaurantes no Porto Arábia, que é o bairro mais antigo, e no Madina Centrale, que é o centro comercial de lá.

Outro bairro que acho interessante de ser visto, porém não tem quase nenhum restaurante, é o Qanat Quartie que consiste numa imitação muito louca de Veneza que parece mais cenário de novela.

Mamãe posando no Qanat quartier( The Pearl). Acervo pessoal.
Mamãe posando no Qanat quartier( The Pearl). Acervo pessoal.

Eu, particularmente, e como boa capricorniana, sempre tomo café nos mesmos restaurantes (odeio mudança rs). Para quem quiser seguir meus passos, vá ao Shakspeare no Porto Arábia e, no Madina Centrale, escolha entre o Mokarabia e Eggspatation.

Entre tomar café e dar uma voltinha pela ilha já foram umas 3 horas do seu roteiro. Ainda faltam 45!

Depois de ter tomado um generoso café da manhã você, provavelmente, só vai sentir fome bem mais tarde. O que nos dá um tempo para ir para nosso próximo destino: Museu de Arte Islâmica.

O Museu de Arte islâmica fica no Corniche, tipo o calçadão daqui, e é um dos principais cartões postais do país.

Eu e mamãe no MIA. Acervo pessoal.
Eu e mamãe no MIA. Acervo pessoal.

O MIA, como é carinhosamente chamado, foi projetado pelo renomado arquiteto chinês I. M. Pei e só olhar pelo lado de fora já é de tirar o fôlego. O Museu possui uma vasta coleção que conta 1400 anos de história da cultura árabe no mundo, passando pela escrita, arabescos, tapetes, ciência, entre outros, com peças de cunho religioso e secular. O que achei mais interessante é que podemos ver a influência do islã também em países da Europa como Portugal e Espanha. Ao visitar o museu, esteja atento ao código de vestimenta. Sua roupa deve cobrir dos ombros aos joelhos.

Se você optar só andar pelo museu sem conhecer o parque ao entorno – pode ser que esteja muito quente para isso – gastará, em média, 2 horas. Agora, se o tempo estiver bom, definitivamente você deverá andar pelo parque e fazer um lanchinho admirando a Skyline de Doha. Dica da Thaís: Leve uma canga, porque lá é permitido sentar, deitar e rolar na grama. Para o parque, reserve também umas 2 horas.

O seu passeio deve ter começado ás 9 da manhã. Se tudo correu como o planejado, agora estamos perto do pôr do sol.

Ao sair do Parque do Museu, procure uma Dhow, que é a embarcação típica da região. Lembre-se de negociar o preço do passeio, e tenha certeza que você e o mocinho se entenderam quanto ao valor. Eles costumam começar com um preço absurdo, pague no máximo Qr 25,00, não vale mais que isso.

O passeio dura mais ou menos 20 minutos, aproveite o sol se pondo no golfo pérsico, é de tirar o fôlego.

Mamãe admirando o pôr do sol na Dowh. Acervo pessoal.
Mamãe admirando o pôr do sol na Dowh. Acervo pessoal.

Acabando o passeio de barquinho, vá caminhando até o Souq Waquif pelo Corniche, é pertinho e dá umas boas fotos!

Souq Waquif é o mercado popular do Qatar. Embora ele tenha todo o jeitão de ser antigo, ele foi recentemente reformulado para acomodar a tradição junto da modernidade, as ruas são calçadas e tem ar condicionado em todas as lojinhas e até em alguns corredores.

Esse é um lugar que vale a pena explorar, sentir o cheiro dos temperos, ouvir música típica, comprar pashimina, ouro, ver os falcões de perto, fumar shisha e, claro, comer um jantar árabe regado a homus, kibe, tabule e outros quitutes da culinária do levante, eu recomendo o Damasca restaurant, lá tem um clima tranquilo e comida gostosa.

Existem diversos restaurantes espalhados pelo Souq, eu gosto mais da culinária Síria/ Libanesa do que da comida do Golfo, mas se você quiser experimentar um restaurante qatari, lá tem também.

Termine seu dia por aqui e tenha uma boa noite de descanso, porque o próximo será cansativo.

No seu segundo dia, agende o famoso passeio pelo deserto. Esse passeio pode ser comprado em pacotes de meio dia, dia inteiro e pernoite. Como seu tempo é curto, é melhor fazer o de meio dia, que dura entre 3 a 4 horas e custa QR 220,00.

O passeio consiste em levá-lo para dentro do deserto do Qatar, com uma paradinha rápida para foto e andar a camelo, depois, um passeio nas dunas, que pode ser com ou sem emoção, até a fronteira do Qatar com a Arábia Saudita, passando pelo mar que brota dentro das areias. Maravilhoso!

Eu com a bandeira brasileira na fronteira da Arábia Saudita com o Qatar ( Inland Sea). Acervo Pessoal
Eu com a bandeira brasileira na fronteira da Arábia Saudita com o Qatar ( Inland Sea). Acervo Pessoal

Eu já fiz com três companhias diferentes, inclusive o pernoite; a que eu mais gostei foi a Regency Sealine Camp. Eles te buscam onde quer que você esteja hospedado e te devolvem no mesmo lugar, os motoristas tem mais de 10 anos de experiência no deserto e o acampamento deles é, de longe, o melhor.

Se você for pela manhã, a tarde você estará cansado demais para fazer outra coisa, então a minha sugestão é deixar o passeio para a tarde e ir dar uma voltinha matinal no Villaggio Mall.

Villaggio Mall é o mais famoso shopping de Doha. Com o teto azul todo salpicado de nuvens e o canal artificial de 150 metros cheio de gôndolas, ele ficou conhecido como a Veneza do Oriente Médio.

Lá é possível encontrar desde as lojas queridinhas de compras pelas brasileiras como H&M, Zara, Mark Spencer, Mango etc., até as lojas para as compradores seletas como Dolce&Gabana, Prada, Louis Vuitton, Louboutin (sapatos preferidos da chiquérrima Sheika Moza, mãe do atual Emir), entre outras.

Se quiser ser transportado de vez pra Europa, você pode comer os famosos macarrons parisienses da Ladurée enquanto contempla a arquitetura exótica do shopping.

Já que todo mundo precisa de tempo para arrumar a mala, fazer checkout e chegar antes no aeroporto, acredito que cumprimos e cobrimos nossas 48 horas de tour com louvor!

Quem quiser mais dicas, não deixe de entrar em contato, te vejo em Doha! Até!

1 COMMENT

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui