BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Eslovênia

Curiosidades da vida na Eslovênia

Curiosidades da vida na Eslovênia

Todo nós temos nosso “jeitinho” de fazer as coisas, que pode ser algo bem subjetivo, pessoal ou mesmo cultural. Temos esse jeito, de falar, de comer, de nos comportar e reagir no mundo que vivemos. Então, vamos falar dos diferentes ”jeitinhos” dos eslovenos. Jeito, hábito da cultura ou, para nós, esquisitices, que eu prefiro chamar de “eslovenices”!

Eu falo somente Português com minha filha, que nasceu no Brasil e veio para a Eslovênia com dois anos e meio. Ela fala fluentemente português e esloveno e isto deve-se ao fato de que temos uma regra, ou método bem claro aqui em casa: eu só falo português com ela e meu marido só esloveno. Sempre foi assim, mesmo quando morávamos no Brasil.

Estou contando isso pois, outro dia, meu marido chamou minha atenção para o fato de que existem palavras que eu sempre falo em esloveno, no meio da frase em português. Realmente é verdade, as palavras domače e zdravo, que significam saudável e caseiro. E por que seria?

Fui analisar e é muito interessante. Acontece que essas palavras quase não me vêm à mente em meu próprio idioma, mas aqui são muito usadas, diariamente. Quando no Brasil, no dia a dia, nos referimos à comida que comemos com os adjetivos saudável e caseira? Aqui o tempo todo.

Então, vamos lá:

Você cozinha bem? Faz um curso de culinária antes, então. Especialmente de confeitaria, porque aqui torta de aniversário tem que ser feita em casa. Por que? Por que eslovenos adoram tudo domače, ou seja, feito em casa, caseiro. Tudo mesmo! Vai comprar qualquer comida e logo perguntam: é caseiro? E a torta de aniversário?  É quase uma ofensa comprar e não fazer uma para homenagear a pessoa. E o melhor, o mais refinado aqui é receber alguém em sua casa e oferecer algo que você mesmo preparou.

E a horta? Ah quase todo mundo que mora em casa tem uma! Por que aí você come tudo “domače”, inclusive o feijãozinho na salada que eles adoram e, segundo estatísticas, são os maiores comedores de salada da Europa!

O problema é: E se você fizer a torta e quiser levá-la a algum lugar de carro?

Se você for a qualquer lugar, certifique-se de explicar, se demorar mais do que 10 minutos de carro, que é longe… Sim, 10 minutos de carro é longe!

Tem estacionamento grátis no local?

Não gostamos de pagar estacionamento! Esloveno mesmo dá umas dez voltas para não pagar o estacionamento de 1 euro, absurdo pagar! Agora imagina quando eles chegam ao Brasil e o guardador pede 10 reais para olhar o carro!

E, levando a torta, “katastrofa”! Trânsito!

O que seria um congestionamento para você? Depende, eu sei, depende de onde você mora: em São Paulo, em Gramado ou Palmas. Bem, aqui na Eslovênia, a tolerância é pequena: 5 carros e já está o maior trânsito! Eslovenos são, em geral, educados e calmos no trânsito, mas se tem 5 carros na frente, trânsito!

Agora, veja bem para onde vai, pois vai que você chega no local do aniversário e tem gužva?

Gužva: Seria muito bom você aprender essa palavra! Chegou na praia, digamos aqui na Croácia, com um esloveno e tem 2 pessoas deitadas? Pode esperar que seu marido, amigo, amiga, sogra, o esloveno que a estiver acompanhando vai dizer: Humm, vamos para outro lugar, aqui está cheio… entendeu? Lotado de gente? Gužva!

Bem, passou por trânsito, gužva, fez a torta, tudo beleza, mas e o local da festinha? Por que? Veter piha?

Veter piha! Outra frase muito importante! Não sei porque a implicância com o ventinho, mas, se ventar, qualquer vento você vai ouvir: o “vento está soprando”, e você tem que se proteger.

Você tem filhos? E não está ventando? Então ótimo!

Porque ele já terá sua dose diária sveže zrak: ar fresco. Sim, todos os dias, em todas as estações: ar fresco! No inverno não é tão difícil com 2 graus lá fora, bem fresquinho… Risos. Seu filho está enjoadinho? Foi porque não teve sua dose diária de sveže zrak!

E se a festa for em local fechado? Aí você curte, dança… dança?!

A música é boa, daquelas bem agitadas, e você, brasileira, levanta-se e, imediatamente, senta-se, porque percebe que é a única em pé. Mais uma música super bacana, conhecida, todo mundo canta junto, você sente aquela alegria esfuziante, lembra daquele verão no Rio, em Salvador, levanta, e todo mundo sentado!

Aí você entende: ok, não vão levanta, estou na Europa, povo educado, discreto, fino. Última música e todo mundo enlouquece e começa a cantar altíssimo, gritar e dançar. Você sentou, já tinha desistido, não entende nada, mas junta-se ao grupo. Eslovenou! Risos.

A festa foi ótima, você fez a torta em casa, não pagou estacionamento, não teve trânsito, era perto, não estava lotado, era em local fechado mas com um jardim e deu pra tomar ar fresco e ainda no final você dançou! E agora volta para casa, feliz!

Bem, você lembrou de fechar as janelas? Todas elas? Não deixou nenhum raiozinho de sol entrar?

Eslovenos adoram o sol, como quase todo europeu, mas lá fora, no jardim, nas montanhas, na praia, já em casa…

Em casa, no verão, tem toda uma estratégia. Tem que fechar tudo pela manhã para não entrar sol e a casa ficar quente. É uma estratégia e faz sentido, já que eles não gostam de ar condicionado, mas, em pleno verão? Depois de um longo inverno, fechar tudo? Eu não. E lá vem briga com o marido!

Marido esloveno é bem tranquilo, vai brigar não. Faz assim: respira fundo todo o ar puro que você tem dentro de casa. Sim, porque…

Você gosta de natureza? Que bom, e espero que não tenha alergia a plantas e flores, porque dependendo da família eslovena que for parar, vai sentir-se quase na Amazônia! Eslovenos adoram plantas em casa, dentro e fora. Jardim, claro, quase todo mundo tem, nem que seja um pequeno. E mesmo que não tenha, dentro de casa com certeza terá vasinhos com temperos e as plantas por toda sala e flores, especialmente orquídeas, nas janelas.

Mas todas essas são “eslovenices” boas, verdade? Então aproveite, fique saudável e de bem com o marido, a sogra.

Escrevi este artigo com a colaboração, de algumas amigas que vivem aqui e já praticam algumas “eslovenices”.

E não esqueça, são: esLOVEnices.

Related posts

Curiosidades sobre a Ilha de Man

Priscila Valverde

Jardinagem e os vizinhos na Alemanha

Karina Finke

O curioso calendário indiano

Luanda Fernandes

2 comentários

Paula Mayer Julho 17, 2018 at 1:06 pm

Oi Marta! Eu tenho apenas 8 meses de Eslovênia e o que mais me irrita é a dificuldade do esloveno em manobrar o carro e fazer ele ficar paralelo (e centralizado) às linhas que delimitam a vaga do estacionamento! Não me recordo de ver tanto carro mal estacionado assim no Brasil!
Seria essa mais uma “Eslovenice”?

Resposta
Liliane Oliveira Julho 22, 2018 at 3:42 pm

Olá Paula,
A Marta Berglez parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação