BrasileirasPeloMundo.com
Imigração Nova Zelândia

Como imigrar para a Nova Zelândia

A Nova Zelândia recebe anualmente milhares de trabalhadores qualificados, investidores e interessados em imigrar para o país, baseados em eficientes programas de vistos temporários e possibilidades de se tornar residentes daqui. Os maravilhosos índices de qualidade de vida, belezas naturais e ótimos programas de carreiras tornam esse destino cada vez mais atrativo aos que buscam oportunidades de imigração.

Outra coisa interessante é a estrutura de seleção e apoio ao imigrante, é tudo bem planejado e claro, o site oficial é moderno e objetivo, a maioria dos vistos podem ser requeridos on-line, sem burocracia. Além do site oficial, fonte da maioria das informações aqui descritas, a imigração tem uma grande participação nas redes sociais, principalmente no Facebook no ImmigrationNewZealandOfficial, onde são compartilhadas dicas, depoimentos de imigrantes e assuntos afins dos interesses imigratórios.

Diante de todos esses pontos positivos, o país tem seus interesses, e consequentemente o perfil dos imigrantes desejados; não que isso seja uma regra exclusiva, mas enquadrar-se nesse perfil lhe acrescentará vantagens. Entre os requisitos estão: ter boa saúde, idade até 55 anos, domínio da língua local ( Inglês), não possuir antecedentes criminais e sua profissão estar na demanda do Long Term Skills Shortage List (que é uma lista das profissões em demanda, entre as mais populares estão TI, engenharias e construção civil). Bem, se você se enquadra nesse perfil, tem grandes chances de obter um visto de trabalho e, conseguintemente, tornar-se um futuro residente da “Terra Média”, e viver no cenário do Senhor dos Anéis.

Para saber se sua profissão está na Long Term Skills Shortage List basta olhar no site da imigração oficial do governo, ou simplesmente clicar aqui. Lembrando que a lista do link é referente a 2016, anualmente ela é atualizada, e está condicionada à demanda.

Se sua profissão encontra-se na lista, o próximo passo é apresentar o Expression of Interest (EOI), onde você vai expressar o seu interesse em imigrar para o pais completando o formulário on-line, listando suas qualificações, habilidades e experiência. Só após a aprovação dessa etapa, você poderá solicitar o seu visto específico, isso pode levar algumas semanas para ser concluído.

Tudo que você listar no EOI sobre sua formação, experiência, saúde, e habilidades linguísticas em inglês deverá se comprovado com certificados e comprovantes, por isso, não inclua o que você não tem como provar documentalmente. Se tudo estiver em conformidade com as exigências, o visto lhe será oferecido. Algumas pessoas contratam um “immigration adviser” (pessoas autorizadas pela imigração a tratar do assunto) para ajudar na organização desse processo, mas conheço várias pessoas que o fizeram sozinhas e obtiveram sucesso, então depende da segurança de cada um.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar na Nova Zelândia

Outra categoria possível de visto de longa duração é para investidores e empresários, que têm o dinheiro e idéias de negócios interessantes para a Nova Zelândia. Para se aprofundar mais nessa categoria visite também o site da imigração.

Claro, essas são as vias diretas, mas também existe a possibilidade de imigrar com prospecção, o que eu chamo de trabalho de formiguinha; são aqueles que chegam com um visto temporário mais limitado, como o de estudante, ou o Work Holiday Visa (visto de trabalho durante as férias), mas com o objetivo de construir uma carreira no país. Durante sua estadia no país, essas pessoas procuram empresas que tenham interesse na sua profissão/trabalho e que possam requerer um visto de trabalho, principalmente em cidades como Christchuch e Queenstown, a solicitação de vistos de trabalho é bem menos exigente do que no resto do país, devido à necessidade de mão de obra. Conheço várias histórias de sucesso de pessoas que fizeram “trabalho de formiguinha”, e trabalharam nessas condições, claro que tem seus contratempos, mas isso abordarei em outro post.

Esse post é apenas uma introdução ao processo imigratório para Nova Zelândia, por isso as informações aqui expostas são resumidas; é essencial pesquisar, planejar e organizar-se quando se resolve imigrar para qualquer país, a fonte mais segura de informação é o próprio departamento de imigração, por isso, não hesite em contatá-los, clique aqui.

Mas se você está interessado em uma mudança permanente para a Nova Zelândia, eu gostaria de listar algumas informações que podem ajudá-lo na hora de decidir, do ponto de vista pessoal. Reflita sobre cada um dos pontos levantados e inicie o seu planejamento.

1- Para viver na Nova Zelândia permanentemente, você precisa de um visto de residência. Ou seja, visto de trabalho, visto de estudante, o já mencionado WHV são vistos temporários, a trajetória para uma obter uma residência exige tempo e dedicação. Você está disposto?

2- Você vem sozinho ou com sua família (esposa e filhos)? É muito mais complexo imigrar em família, afinal, os detalhes de exigência se multiplicam. Saiba informações práticas para a obtenção de visto para sua família se estabelecer na Nova Zelândia aqui.

3- Domínio da língua: se comunicar bem na língua local é um ponto extremamente importante para o sucesso imigratório. Veja algumas dicas sugeridas pela imigração para alcançar seus objetivos aqui.

4- Viste o pais antes de imigrar: Conheci pessoas que fizeram todo o processo de solicitação a distancia, venderam tudo que tinham no Brasil e se aventuraram sem antes experimentar. Neste caso, eles se adaptaram e se sentiram felizes com a Nova Zelândia, mas se fosse o contrário? Agir com calma é sempre mais sábio, venha, visite, converse com as pessoas antes de tomar decisões precipitadas.

5- Busque orientação de profissionais licenciados: Como já falei, é possível fazer tudo sozinho, mas se você se sentir um pouco inseguro, contrate um consultor de imigração licenciado, é um investimento que lhe dará segurança, inclusive há alguns que falam português. Imagina só a comodidade?!

6- Use o NZ Ready online planning tool, que é uma ferramenta gratuita on line de para ajudar no planejamento de mudança para Nova Zelândia.

Outra coisa importante é ter consciência de que imigrar não se resume a conseguir um visto, para que haja sucesso no processo imigratório, é necessária a integração social, que é basicamente a adaptação sua ao meio. Parece óbvio, mas existem muitos casos em que a integração não acontece, pelo simples fato de o imigrante adiar esse processo. Isso acontece quando você só tem amigos brasileiros, só come comida brasileira, só frequenta lugares relacionados a tradições brasileiras. Isso dificulta bastante  a integração. Claro que é importante preservar nossas raízes e matar saudades, porém não podemos deixar isso interferir no objetivo principal que é fazer parte dessa nova sociedade.

Related posts

A verdade sobre agências de intercâmbio na Nova Zelândia

Rosana Melo

Imigração, hipocrisia e algumas lições da vida também

Ana Carolina Sommer

Como é procurar pelo primeiro “subemprego” na Nova Zelândia

Roberta Crossley

12 comentários

Ícaro Henrique Julho 12, 2016 at 1:08 am

Que texto ótimo! Muito informativo e claro!
Grato!

Resposta
Juliana Richter Julho 12, 2016 at 11:12 pm

Obrigada Ícaro Henrique, são comentários como o seu que nos motivam a escrever mais sobre nossas experiências!

Resposta
Alexandre Julho 13, 2016 at 3:34 am

Olá Juliana,

Tenho muito interesse em conhecer esse país, tanto para estudar como para trabalhar, porém temos um certo receio em investir em algo tão grande, mas enfim, com as suas dicas, me animei mais!!!
O consulado aqui no Brasil, por acaso, me ajudaria nessa parte?

Obrigado e parabéns!!!

Alexandre

Resposta
Juliana Richter Julho 13, 2016 at 12:21 pm

Olá Alexandre, existem profissionais de RH que orientam passo a passo no processo imigratório. E interessante visitar o site da imigração, lá eles possuem manuais com muitos detalhes sobre o assunto: https://www.immigration.govt.nz/new-zealand-visas
A Nova Zelândia é fantástica, vale a pena se animar!

Resposta
Amanda Carriço Julho 16, 2016 at 1:05 pm

Olá Juliana, tudo bem?

Em setembro agora irei para a Nova Zelândia com o meu noivo passar 15 dias de férias (Auckland, Rotorua, Hamilton e Wellington). Estou encantada em planejar essa viagem,

Gostaria de parabenizá-la pela matéria! Está simplesmente demais, bem explicativa!

Eu sou enfermeira formada e trabalho no setor de emergência há 7 anos e meu noivo trabalha há 8 com tecnologia da informação. Olhamos no site e vimos que as nossas profissões são muito bem recebidas lá.
Seu texto nos ajudou e esclareceu muitas coisas sobre a imigração. Comecei a preencher o Expression of Interest, porém me deu um certo medo deles não aceitarem. Você acha que é muito difícil eles aceitarem a minha condição? Ainda, por incrível que pareça, o que mais pesa para mim ainda é o inglês.

Existe mais alguma informação para a nossas profissões, sobre o que é necessário e tal?

Obrigada

Resposta
Juliana Richter Julho 17, 2016 at 1:04 pm

Primeiramente aproveite ao máximo sua viagem, não tenho dúvidas que irá se apaixonar pela Nova Zelândia. Se sente insegura para aplicar entre em contato com um immigration adviser, no site da imigração tem uma lista enorme com pessoas especializadas, inclusive brasileiros, eles ajudam bastante. Mas minha dica principal é, faça um intensivo e invista no seu inglês ele é essencial nesse processo imigratório! Boa sorte minha linda, qualquer coisas estamos por aqui!

Resposta
Alexandre ribeiro Setembro 5, 2016 at 12:28 pm

Que bom saber disso…felicidades p vcs….abrcs…!!

Resposta
Rafael Setembro 12, 2016 at 6:42 pm

Boa tarde Juliana, obrigado por compartilhar todas essas informações. Sou técnico em edificações e gostaria de saber se consigo o level 6 no sistema de qualificação.

Grato desde já,
Rafael M.

Resposta
LUIS RIBEIRO Setembro 14, 2016 at 3:23 pm

Oi Juliana, excelente texto. Muito preciso e objetivo.
Tenho uma questão. Já submeti minha EOI no site, porém existe um custo relativamente alto para prosseguir o processo. Vi que a EOI é válida somente por 6 meses e que, após isso, é necessário submeter (e pagar) uma nova EOI caso você não tenha sido selecionado anteriormente. A pergunta é se você conhece pessoas que passaram por esse processo e se a ‘aprovação’ da EOI é algo difícil de ocorrer mesmo que eu me enquadre nas profissões listadas na Long Term Skills Shortage List?
Muito obrigado.

Resposta
Henrique Marques Outubro 25, 2016 at 4:13 am

Juliana, para poder imigrar para o Canadá você precisar declarar ter renda suficiente pra passar no mínimo 6 meses, o que sai muito caro pra quem recebe em Real e vai precisar gastar em Dólar. Existe alguma exigência do tipo? Se eu for imigrar sozinho de quanto sairia o custo total? Isso sem contar curso de Inglês, que já tenho o suficiente pra me virar no país. O custo pode ser aproximado, é só pra eu ter uma ideia mais ou menos.

Resposta
calebe nonato luz Janeiro 30, 2017 at 5:52 pm

Eu preciso de quanto tempo de experiência de trabalho para poder ir morar na nova Zelândia ?

Resposta
calebe nonato luz Janeiro 30, 2017 at 5:57 pm

Eu preciso de quanto tempo de experiência de trabalho para poder ir trabalhar na nova Zelândia ? Tipo pretendo me formar numa faculdade (me formar em TI) e logo depois dar entrada no processo de emigração (sem trabalhar muito tempo como profissional em TI aqui no Brasil) isso é possível? Se sim é muito difícil? Abraço PS: amo o trabalho de vocês continuem assim

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação