BrasileirasPeloMundo.com
Alasca Arizona Chicago Colorado Connecticut EUA Havaí Los Angeles Memphis Mississippi Missouri Nova Iorque Seattle Texas Virgínia Washington

Praias do estado de Maryland nos EUA

Praias do estado de Maryland nos EUA.

O mês de agosto é um dos meses em que os norte-americanos mais frequentam a praia. Aqui no hemisfério norte estamos curtindo o verão e as férias escolares. Em Washington, DC, algumas instituições como o Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Fundo Monetário Internacional e até mesmo o Congresso entram em recesso. É nessa época que muitos norte-americanos aproveitam para viajar. Destinos como a Califórnia, Flórida, Geórgia, Louisiana e Carolina do Sul são bastante procurados, mas existem áreas menos conhecidas e famosas (principalmente por estrangeiros) que também podem ser um excelente opção.

Como já explicado em textos anteriores sobre Washington, DC, a pequena capital norte-americana, que não se encontra no litoral, possui dois charmosos vizinhos: o estado de Maryland e o da Virgínia. Quase sempre à sombra da famosa Washington, e também bastante próximo à cidade de Nova York (3 horas de trem), o que pouco se fala é que Maryland também é um estado cheio de história, praias, vinícolas, um bela arquitetura colonial e possui uma cozinha deliciosa, baseada em frutos do mar. O símbolo do estado, inclusive, é o siri, e um dos pratos mais procurados dos meses de calor são os “blue crabs”, seguidos de sanduíches de siri, lagostas, vieiras, camarões e lulas. Portanto, se você pretende vir passear em Maryland e curtir as praias locais, não deixe de provar as delícias da região.

Hoje deixo algumas dicas para os leitores que tenham interesse em conheceras praias do estado e se encantar com mais um pedacinho das antigas “Treze Colônias” dos EUA.

Leia também: vistos para morar nos EUA

Chesapeake

A pequena e charmosa cidade, localizada no extremo norte da costa lestedo estado, é conhecida por suas vistas únicas de embarcações oceânicas. A área histórica fica ao sul do Canal Chesapeake & Delaware, um canal de 14 milhas que remonta ao ano de 1829. Os visitantes desfrutam de galerias de arte, lojas de antiguidades, concertos ao ar livre, passeios de barco, passeios a fazendas e festivais. Existem vários bons restaurantes e hotéis nas proximidades. O C & D Canal Museum oferece um vislumbre da história do canal.

Ocean City

Com 10 milhas de praias de areia branca ao longo do oceano Atlântico, Ocean City, é o local ideal para nadar, surfar, construer de castelos de areia, e se divertir em seus muitos “beach clubs”. É uma cidade de praia movimentada com parques de diversões, galerias , campos de minigolfe, shoppings, outlets, cinemas, pistas de kart e os famosos cinco quilômetros de Ocean City Boardwalk (calçadão). Há uma grande variedade de acomodações, restaurantes e boates que atraem jovens e uma grande variedade de turistas da região.

Fonte: Pixabay.com

St. Michaels

A pitoresca cidade histórica é um destino popular para velejadores com seu charme de cidade pequena e uma variedade de lojas de presentes, restaurantes, pousadas e bed and breakfast. A principal atração aqui é o Chesapeake Bay Maritime Museum, um museu à beira-mar de 18 acres que exibe artefatos da Baía de Chesapeake e apresenta programas sobre história e cultura marítima. O museu tem 9 prédios e inclui uma grande coleção de velas, barcos a motor e barcos a remo. St. Michaels é um dos melhores destinos da costa leste para velejar, andar de bicicleta e comer caranguejos e ostras recém-pescados.

Ilha de Assateague

Assateague Island é mais conhecida pelos mais de 300 pôneis selvagens que vagueiam pelas praias. Como este é um parque nacional, é permitido acampar, mas é preciso dirigir até Ocean City, ou Chincoteague Island (no estado da Virgínia) para encontrar acomodações em hotéis. Este é um grande destino na costa leste para observação de aves, coleta de conchas, natação, pesca, surf e caminhadas na praia.

Chestertown

A cidade histórica nas margens do rio Chester foi um importante porto de entrada para os primeiros colonizadores de Maryland. Há muitas casas coloniais restauradas, igrejas e várias lojas interessantes. A Sultana Schooner oferece oportunidades para estudantes e grupos adultos navegarem e aprenderem sobre a história e o ambiente da Baía de Chesapeake. Chestertown também abriga o Washington College, o décimo colégio mais antigo dos Estados Unidos.

Rock Hall

Esta pitoresca vila de pescadores na costa leste do estado, é uma das cidades preferidas dos velejadores, tem 15 marinas e uma variedade de restaurantes e lojas. O Waterman’s Museum apresenta exposições sobre caranguejo, ostras e pesca. O Eastern Neck National Wildlife Refuge abriga 234 espécies de aves, incluindo águias nidificantes e inclui atividades como trilhas para caminhadas, uma torre de observação, mesas de piquenique, áreas de pesca públicas, dentre outras coisas.

Ilha de Kent

Conhecida como “o portão de Maryland para a costa leste”, Kent Island fica na base da Ponte da Baía de Chesapeake e é uma comunidade em rápido crescimento devido à sua conveniência de deslocamento paras as cidades de Annapolis (capital do estado) e Baltimore (a maior cidade do estado) e o vizinho Washington, DC. A área tem muitos restaurantes de frutos do mar, marinas e lojas.

Fonte: Pixabay.com

Easton

Localizado ao longo da rota 50 entre Annapolis e Ocean City, Easton é um lugar conveniente para parar para jantar ou dar um passeio. A cidade histórica ocupa o oitavo lugar no livro “100 Melhores Pequenas Cidades da América”. As principais atrações incluem lojas de antiguidades, um local de artes performáticas com arquitetura art déco — o Avalon Theatre — e o Pickering Creek Audubon Center.

Existem muitas outras praias no estado. As praias citadas acima são apenas um pequeno guia para quem possui interesse em passear por aqui. Curtiu? Então continue acompanhando o Brasileiras Pelo Mundo. Vem muita informação bacana por aí!

Related posts

Por que muitos brasileiros querem sair do Brasil?

Liliane Oliveira

Vida americana para iniciantes

Renata Salas Collazo

St. Louis: o portal de entrada para o oeste americano

Lorrane Sengheiser

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação