BrasileirasPeloMundo.com

Intercâmbio na Nova Zelândia

Brasileiras Pelo Mundo

Nova Zelândia – Informações úteis:

  • Capital: Wellington
  • Cidades principais: Auckland e Christchurch
  • População: 4.8 milhões
  • Código internacional: +64

Tudo que você precisa saber para morar na Nova Zelândia

País de belezas naturais estonteantes, inicialmente povoado pelos povos maori (uma de suas línguas oficiais), recebeu diversas ondas de imigração europeia (sobretudo do Reino Unido tendo o inglês como a principal língua oficial) e asiática.

Hoje, a sua diversidade e a abertura para a vinda de turistas, estudantes e também mão de obra qualificada de todos os lugares do mundo, fazem com que este pequeno paraíso no sul do Oceano Pacífico receba cada ano mais visitantes e imigrantes.

Mitos e verdades sobre aprender inglês na Nova Zelândia

No meu primeiro dia de aula, apesar de não entender muita coisa, vi que era perfeitamente possível aprender inglês com um professor kiwi. Outro fato interessante é que só em Auckland haviam mais de 100 escolas de inglês e que tinha várias outras cidades que eu nunca tinha ouvido falar.

Descobri que de forma alguma seria possível cruzar o país de norte a sul em apenas um dia, mas que com um mês daria pra rodar toda a Nova Zelândia de carro e que a travessia da ilha norte para a ilha sul só ocorre através de balsa ou avião.

Curiosidades sobre a Nova Zelândia

  • Cavalos usam “roupas” para proteger seus pelos do sol.
  • O sol é muito forte e é necessário usar protetor solar o tempo todo, mesmo no inverno.
  • Tem-se mais animais, vacas e ovelhas do que pessoas no país. Segundo pesquisas, a produção de etano (causada pelos gases de vacas e ovelhas) aumentam o efeito estufa.
  • Após todas as refeições, as pessoas tomam chá ou café.
  • Não se prepara o café de manhã e coloca na garrafa. Bebe-se café instantâneo, de pacote ou feito em uma plunger, uma jarra com um cilindro que empurra os grãos. Na sua maioria, a população toma o café sem açúcar.
  • Toda casa tem lava-louça, ebulidor elétrico para chá e café e torradeira.
  • A tradição do país é comer fish & chips (peixe com batata frita) às sextas-feiras, principalmente na praia.
  • No trabalho, recebe-se por hora. Portanto, tempo é literalmente dinheiro.
  • É comum comemorar a morte, ou seja, a memória da pessoa falecida. A Celebration of life é regada a muita comida, risadas e bebida à vontade. O velório é longo e pode durar até 7 dias.
  • 10% da população do país é formada por chineses.

Feriados na Nova Zelândia

Waitangi Day

Este feriado é ‘comemorado’ no dia seis de Fevereiro. Comemorado entre aspas porque para os Maoris, a população nativa da Nova Zelândia, é um dia para relembrar o ‘Acordo de Waitangi’ assinado entre a coroa britânica e os maoris, em 1840. Este acordo garantiu o domínio territorial do povo maori no país, porém ainda com a soberania britânica, e isto resultou em um período de conflitos entre os maoris e as tropas britânicas.

Muitas terras foram tomadas dos maoris e até hoje é possível sentir uma tensão entre os neozelandeses e os maoris em relação à este assunto, mesmo que alguns territórios já tenham sido devolvidos. Por isso, este feriado é mais voltado para a reflexão e o debate sobre os direitos dos maoris.

Como levar dinheiro para a Nova Zelândia

Cartão de crédito/débito de banco brasileiro – Qualquer cartão, de qualquer bandeira, sendo autorizado para uso internacional, poderá ser utilizado na NZ. No entanto, às vezes o uso do cartão pode se tornar inviável devido a impostos e à instabilidade cambial na conversão. O valor da moeda cobrado no cartão é o valor oficial, que será um pouco menor do que o valor que você encontra para comprar no mercado, porém, haverá IOF cobrado sobre este. Esses cartões podem ser utilizados para compras diversas, bem como para saques.

Dinheiro em espécie (dólar americano/dólar neozelandês/reais ) – Trazer dinheiro em espécie pode ser bem vantajoso, pois elimina a insegurança nas conversões, evita taxas extras na troca e valores de remessas. Trocar reais por dólar americano, ou diretamente para o neozelandês, é a forma mais popular.

Queenstown, o cartão postal da Nova Zelândia

É possível — e muito recomendável — andar por todo o centro da cidade em apenas algumas horas. O transporte público é escasso. Uma passagem de ônibus do aeroporto vai te custar 10 dólares neozelandeses! Por isso, ande bastante e fique atenta às paisagens belíssimas e à arquitetura estilo européia. Queenstown está lotada o ano inteiro. Hostéis — os famosos backpackers — tem poucas vagas, então reservar com antecedência é fundamental.

Como é o verão na Nova Zelândia

Ao contrário do que acontece no Brasil, quando as temperaturas chegam no limite do suportável, em algumas regiões, além de muita umidade (leia “chuva”), por estar numa região de clima mais ameno, as temperaturas são quentes, sim, porém mais amenas e podem variar bastante, chegando a fazer até um friozinho a noite.

As temperaturas médias variam de 21 a 25 graus celsius (aqui eles usam esta como a medida de temperatura) e você pode comparar as médias em cada estação neste site do órgão de Turismo da Nova Zelândia.

Vida noturna em Auckland

A vida noturna em Auckland e sair à noite na Nova Zelândia é uma experiência bem diferente, especialmente em Auckland. Mesmo se você não curtir uma balada, vale a pena dar uma volta pelo centro da cidade entre as nove e 11 da noite e conhecer os hábitos ‘festeiros’ dos neozelandeses. Tenho a impressão que o verdadeiro objetivo deles não é se divertir, mas beber o quanto puderem numa única noite.

Para começar, aqui a bebedeira começa cedo. O expediente termina às cinco da tarde e é muito comum que colegas de trabalho de diferentes empresas lotem as pubs — o equivalente ao nosso bar — logo no começo da noite. Eles começam a beber cedo e terminam cedo, indo embora pouco antes das 10 da noite em dias de semana.

Aplicativos para usar na Nova Zelândia

  • Metservice – para saber da previsão do tempo é o mais popular por aqui e super necessário para saber como será o seu dia, se há previsão de chuva ou como será o final de semana. Às vezes, acho que consulto mais ele do que o Facebook, várias vezes ao dia. Traz, inclusive, os horários do nascer e pôr do sol e da lua. Há outros apps deste mesmo fornecedor, voltados para informações marinhas (marés) e neve.
  • Google Maps – se você é paulistano e não vive sem o aplicativo de trânsito Waze, saiba que aqui na Nova Zelândia, a melhor opção é usar o Google mesmo. Ele te ajudará a encontrar todos os endereços, te dará os melhores caminhos (incluindo o trânsito) e irá atualizar as rotas (para você percorrer a pé, de bicicleta, de moto ou de carro).
  • AT Metro – esse aqui é para quem pretende morar em Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia. O aplicativo te ajuda a planejar a sua rota usando o transporte público (ônibus ou trens) de porta a porta, ajudando a planejar, inclusive, o quanto irá gastar e o melhor horário para sair de um ponto a outro. Muito prático e útil. (Se quiser saber onde está o seu ônibus há outro app AT Metro Track My Bus.)
  • Trade Me – o maior site de compra e venda de produtos, locação de imóveis e até emprego da Nova Zelândia. É uma mão na roda ter este app com você, porque a todo momento você vai querer checar os preços das coisas ou precisar comprar ou vender algo.

ANUNCIE NO BRASILEIRAS PELO MUNDO!

Entre em contato pelo email:
[email protected]

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação