Especial – Dez Razões Para Morar na…”Hungria”

45
1607
Advertisement

Viver em outro país é sempre uma grande decisão a ser tomada e, por pior que esteja o país onde moramos, o lado bom sempre faz uma falta tremenda! Com bons motivos, você é capaz de se acostumar com uma nova cultura, mesmo sentindo saudades da terra natal. Bom, o meu maior motivo eu não vou colocar na lista, porque é o meu marido, mas vão mais dez para você ponderar:

1. Segurança: já escrevi um post sobre segurança na Hungria e é algo que me anima muito a continuar a viver aqui. A violência é bem baixa e raramente vemos caso de assassinato, nunca vi caso de sequestro… As pessoas tem mais liberdade de andar pelas ruas sem medo, as crianças tem mais liberdade para andar de bicicleta nas praças, sem que os pais morram de preocupação, a realidade é mais leve nesse sentido;

2. Clima: sei que muita gente não vem pra cá justamente por causa do inverno frio, mas para mim é um ponto positivo ter as 4 estações tão bem definidas. Aqui, na primavera está tudo florido, no verão temos um calor bem forte, de até 40 graus, com longos dias, chegando a escurecer lá pelas 10 da noite, outono com muitas cores, com folhas amarelas, vermelhas, roxas, em tons de marrom… e o inverno com neve, que é algo muito lindo de se ver. Gosto da mudança de clima, é como vestir algo diferente e traz a sensação de estarmos renovando, recomeçando…;

Budapest

3. Receptividade dos húngaros com estrangeiros: os húngaros gostam de estrangeiros e nos tratam muito bem. Sempre levei vantagem em ser brasileira, pois sou rapidamente reconhecida, lembrada e um sorriso sempre se abre ao saberem de onde vim. Para um povo fechado, como o húngaro, não é comum um sorriso estampado no rosto, mas eu sempre ganho um, acompanhado de alguns fatos que conhecem sobre o Brasil: futebol, novela, lugares… Eu gosto muito de ver o interesse deles;

4. História: adoro a riqueza da história do país, tantos castelos, fortalezas e cidades construídas sobre cidades… Para quem gosta de história, a Hungria é um prato cheio;

5. Paisagens: a maioria, quando pensa em Hungria, pensa em visitar Budapeste, uma cidade linda, com muitos monumentos e museus… Mas a paisagem do interior da Hungria é incrível! As cidades pequenas são como caixinhas de jóias e cada uma possui seu encanto. Lagos maravilhosos, plantações de vinho ou girassóis, florestas com trilhas para caminhada… A Hungria não tem somente as construções lindas, mas também é generosa com a natureza;

6. Cultura: uma cultura riquíssima, cheia de significados, com estilo próprio de dança, canto, esporte, roupas… inclusive escrita! Conhecer a cultura húngara mais de perto é uma experiência enriquecedora, eles realmente cultivam suas tradições;

 

7. Comida: isso é algo complicado de colocar na lista, porque depende de gosto, mas entra na minha lista, com certeza! Eu gosto muito da comida húngara, gosto do seu gosto de páprica, dos doces não muito doces e da quantia! Húngaro não te deixa passar fome. Seja qual for o prato de comida que pedir, nunca tenha dúvida se será suficiente, você irá comer até se encher! Eu, como sou comilona, adoro! Outro aspecto bom nisso, é que comer fora não é algo caro, jantar fora, realmente, não é coisa só de gente rica, um jantarzinho a dois é sempre garantido, sem que faça um estrago no orçamento mensal;

8. Estudos: o ensino aqui é garantido pelo governo, as escolas são, em sua grande maioria, de graça. Toda criança húngara tem o direito e a obrigação de estudar e você tem uma vaga garantida na escola da sua região. O ensino é forte, as vezes acho rígido demais, mas não posso reclamar que não ensinam meu filho, ele aprende muito e os métodos são incríveis! Eu não tinha ideia de que uma criança de primeira série podia aprender equações, por exemplo. Música é matéria obrigatória, assim como uma língua estrangeira, desde o primeiro ano. Estou realmente satisfeita com o ensino público daqui;

 

9. Os cafés!!!: ah, o que eu faria sem os cafés da cidade! Uma das coisas que mais gosto é levar meu note num café, pedir um cappuccino e escrever, com aquele clima de “Europa”. Eu realmente sonhei com isso e aproveito sempre que posso. E o café não é coisa de gente rica. Aqui as pessoas passam antes de ir para a faculdade ou para o trabalho e leem o jornal, ou conversam com o colega tomando um expresso, depois seguem juntos… Ao final da tarde também é possível ver o pessoal curtindo, principalmente as famílias, quando o tempo está gostoso: crianças correndo na praça, tomando sorvete, enquanto eles tomam um café e leem um livro, ou conversam…

10. Música nas ruas: adoro andar pela cidade e ouvir violinos ou harmônicas, parece que estou andando num filme, com minha própria trilha sonora. Os músicos de rua embelezam a cidade e enriquecem o ambiente com cultura e bom exemplo;

Eu poderia dar mais motivos para viver aqui, mas esses são bem convincentes, não são?

45 Comentários

    • Que bom que gostou daqui Carla!
      É, Budapeste e Balaton são os mais conhecidos, mas o interior da Hungria tb é incrível! Se tiver oportunidade de uma nova visita, eu recomendo Pécs, onde moro; Eger, onde existem muitas vinharias e termas lindíssimas; Esztergom e Visegrád, que estão pertinho uma da outra e possuem uma imensa basílica e uma das maiores fortalezas húngaras. Esses são lugares que sempre voltamos para visitar, pois adoramos! 😉 Beijos!

      • Carol, atualmente eu moro no Brasil, numa cidade metropolitana de Fortaleza, meu esposo é Alemão, eu ja morei lá na Alemanha, ele se aposenta ano que vem, e em uma das opções de moara fora pensamos no interior da Hungria. Temos vivido dias muita insegurança, muita violencia, ele mal sai de casa, supermercado e me leva na igreja, uma prisão, gostaria de saber mais sobre a comunidade brasileira e sobre igrejas evangelicas, e tudo o que vc quiser falar rs queremos morar em uma cidade pequena,nós dois não gostamos de grandes centros, eu tenho 57 anos, sou do Amazonas. meu Facebook Eline Bender. abraços.

  1. Com certeza!!!!!!! Me deu uma vontade enorme de fazer as malas, juntar a família e desembarcar por aí. Aliás já andamos conversando sobre isso!!!!!

  2. igén Carol ! tenho muita vontade de conhecer a Hungria , talvez encontrar um parente , mas szeretnék beszélni is olvasni , lembra que pedi uns livros pra você , leios seus artigos e fico morrendo de vontade de ver tudo isso pessoalmente . bj

    • Sim Balogh, eu lembro dos livros! Desculpe por não ter enviado ainda, estão com minha mãe, mas não acho que aqueles livros sejam bons para aprender, queria encontrar um livro que ensinasse húngaro para estrangeiro. Livros de primario é difícil encontrar pra comprar porque aqui as crianças ganham o livro da escola e devolvem no fim do ano… Mas eu vou achar algo bom pra vc, pode deixar! Abraço!

  3. Caroll curti mto tua matéria se possivel se poderia indicar algum livro sobre os motivos dos hungaros irem morar no Brasil e tb sobre comidas tipicas com temperos tradicionais hungaro obgdãooo msm bjão e sucessssso

    • Olá André! Que bom que gostou! Poxa, livro com motivos eu não sei. Sei que na época da revolução aqui foi quando muitos húngaros se mudaram, em 56 e o Brasil era um dos únicos países que aceitava a imigração sem restrição de número de pessoa. Muitas famílias foram para o Brasil por não precisar se separar. Eu li um livro há muito tempo, que contava a história de uma família húngara que foi nessa época para o Brasil, mas não me lembro o título, vou ver se acho algo pra vc. Sobre comida típica, tem muita coisa no youtube e o tempero diferente é a páprika, que eles colocam em quase tudo. Vou ver se descubro um livro de culinária húngara tb. Beijão!

  4. Carol,
    Adorei suas informações sobre a Hungria. Minha filha irá de intercâmbio pelo Rotary em agosto, e confesso meu coração está apertado. Você conhece alguém em intercâmbio?

  5. Olá, Carol,

    Como fazer sem Cidadania Húngara ou Européia, viver na Hungria, é possível? Como?

    Tenho paixão por esse país, por sinal minha avó materna, é de de Bezdan, que passou a ser território Iugoslavo, hoje Sérvio.

    Grande abraço.

  6. Poxa Carol, eu amo a Hungria e sempre tive vontade de conhecer e até morar aí. Hoje tenho uma filha de 4 anos, e gostaria de saber se é fácil escola pra matricular ela aí. Sinceramente estou um pouco perdida. Serei muito grata se puder me orientar ou indicar alguém para tirar dúvidas como trabalho, moradia, preços e criação na Hungria. No meu caso, sou mãe solteira, então tenho uma grande preocupação com a minha filha. Adorei o seu texto, vejo que vc gosta muito de morar aí, e fico muito encantada com o seu depoimento.

  7. Jól Vagyok!! Estou fazendo aulas de Hungaro para terminar minha dupla cidadania. Cogito seriamente em me mudar para Budapeste. O que me diz da área de pós graduação? (custos e qualidade) sou administrador. Do mercado de trabalho na área e do sistema de saúde? Obrigado

  8. Olá, Carol! Estava buscando informações sobre a Hungria e encontrei vc, rs. A Hungria sempre me despertou interesse e, depois de ler o romance Budapeste, de Chico Buarque, fiquei muito mais curiosa em conhecer mais sobre este país. Por coincidência (ou ñ!) em dezembro surgiu um Húngaro em minha vida e estamos nos correspondendo. Ele ama o Brasil, fala português e pretende vir morar aqui ainda este ano. Gostaria de aprender um pouco da língua húngara, a qual já pude constatar o quão difícil é!, mas aqui em Recife, onde moro, ñ encontrei nenhum. Se vc puder me indicar alguém ficarei muito grata! Adorei o texto, parabéns! Bjs

  9. Bom dia Carol, minha filha adolescente vai fazer intercâmbio de um ano para a Hungria. Como ela é tímida, tenho receio de demorar muito para fazer amizade, pois o povo húngaro é fechado. Será que vai ser muito difícil para ela? Os jovens na escola, será que vão se aproximar dela?
    Desde já agradeço
    Abraço

    Fabiana

  10. Sou brasileira, e estive em Budapeste em janeiro deste ano 2015, Nossa amei, fiquei apaixonada por tudo que conheci, o Castelo não consegui entrar infelizmente porque estava -7 grau, e depois fiquei triste, entretanto somente a paisagem do alto de Buda, já dar uma sensação de bem estar. O lago, o apartamento enfim, pretendo voltar um dia.

  11. Olá! Sou Brasileiro mais tenho tios e primos que moram na Hungria,tenho fotos deles mais não tenho como ter contato com eles.meu avô de nome Janos Kiss e de Budapeste e veio para o Brasil em 1951,gostaria de saber se tem como acha-los ?

  12. Muito interessante as suas observações. Parabéns!
    Uma curiosidade, se puder me ajudar: como funciona a Saúde Pública na Hungria?
    Obrigado.

  13. Szia, Carol, hogy vagy? Adorei ler o seu texto, me fez ver a Hungria, país que eu já visitei, com outros olhos – e eu já havia gostado. Será que você poderia me dizer o quão difícil foi, para você, brasileira, lusófona, aprender o Magyar? Eu estava tentando aprender Húngaro, tenho bastante material que eu recebi de amigos e achei na Internet, tudo material bilíngue, claro (inglês – húngaro ou, o que eu prefiro, francês – húngaro), mas achei tão tremendamente difícil as declinações, o vocabulário, os prefixos e sufixos e, principalmente, a pronúncia, que eu desisti. Será que você teria alguma palavra de incentivo para me dar? E alguma dica? Obrigado.

  14. Carol, eu e minha mãe temos muita vontade de ir morar/trabalhar/estudar na Hungria…
    Gostaria de saber como é que ta o mercado de trabalho ai pra área de saúde… É que a minha mãe é Técnica de Enfermagem e tem experiência em cuidadora de idosos…
    Faculdade é de graça?…
    E alugar um apartamento é difícil????
    Com 75.000,00
    Carol agradeço muito qualquer ajuda…

  15. Boa noite gostaria de saber como funciona a saúde.
    qual é o salário mínimo?
    qual o salário ideal para se viver bem?
    por gentileza dê mais detalhes.

  16. Será q aí na Hungria existem escolas de bases de times de futebol ?
    Gosto MT de futebol e gostaria de ir pra aí tentar a sorte aí já q no Brasil é MT difícil.
    Alguém poderia me informar sobre isto ?
    Obrigado.

  17. Oi Carol concordo com tudo o que VC falou estive em Budapest em 2013 quando meu filho estava morando aí e fiquei apaixonada pela cidade, tudo me encantou, a segurança, o metrô pontualissimo e a fartura nos meios de transporte, poder caminhar as 02:00 da manhã sem nenhuma preocupação, o povo educado e gentil, o custo de vida mais baixo que aqui, pois não adotaram o euro, a beleza da cidade, enfim, pretendo assim que me aposentar daqui há uns 3 anos, morar aí. ABS
    Licia

  18. Oi Carol, minha mãe era Hungara e sempre tive curiosidade em saber de alguma família dela, infelizmente qdo ela morreu ainda não tinha Internet aqui no Brasil, será que é difícil de localizar ela era de Pest as Irmãs da minha avó já devem ter morrido mas ficaram o resto da família, o nome da minha avó de solteira era Thereza Gigler e casada Thereza Kazany,
    os pais dela era Martin Gigler e Rosina Gigler., ficaria muito contente em saber se tem alguém da família, se não for trabalho de localizar ficarei muito contente, meu email [email protected]. desculpe estar amolando . desde já agradeço um gde abraço

  19. Olá. Eu me interessei por pesquisar o tema ´´morar na Hungria´´ pois, como biólogo estava pesquisando sobre joaninhas e acabei encontrando um site de pesquisas com joaninhas da Hungria. Logo me veio a mente em como estudar e trabalhar na Hungria. Sei que também tem essa área de pesquisa na Holanda, mas eu não conhecia nada sobre a Hungria e resolvi pesquisar. Achei maravilhoso, principalmente os castelos. Então, a minha pergunta é saber se tem alguma universidade que tem bolsas por ai. Obrigado desde já,e, é claro, adorei o seu artigo. Parabéns e sucesso.

  20. Amei seu ponto de vista, voltei de Budapeste há duas semanas atrás e já estou querendo voltar, estou pesquisando como faço para tentar uma pós por ai, se você souber de alguma boa faculdade de comunicações para indicar para tentar um máster eu agradeço, sou formada em publicidade e propaganda e estou com muito interesse em me mudar para Hungria pois amei demais.
    A única coisa que tenho dúvida é com relação aos gays, tenho uma namorada polonesa e vamos nos casar ano que vem, apesar de amarmos a Hungria, eu e minha namorada observamos que não tem muitos gays ou o pessoal se esconde um pouco, eles aceitam de boa ou vc acha que são uma sociedade preconceituosa?? Obrigado..

    • Flávia, a Carol parou de colaborar conosco mas temos a Larissa, que passou a representar o país aqui no blogue. Entre em contato com ela através de comentário num dos textos publicados recentemente.
      Obrigada!
      Edição BPM

  21. Olá, gostei muito dos comentários e realmente deve ser um ótimo lugar para se viver e criar os filhos, espero um dia aparecer por aí e quem sabe ficar…rsrsrs… abç a todos…

  22. Oi adorei o seu post, é um pouco antigo não sei se vc me responderia ainda mas eu gostaria mto de perguntar ou pedir, se caso vc poderia me dar umas dicas de como eu posso aprender o idioma, eu me apaixonei por esse lugar assim de uma forma que nem eu entendo rsrsrs o idioma, os locais, as músicas são lindas demais e eu adoraria morar em hungria, mas eu ainda estou bem cru no idioma, eu me cadastrei em alguns sites pra obter ajuda mas eu gostaria de mais, vc poderia me dar umas dicas ? se puder eu agradeço mto

  23. vou ser linchada por isso, mas eu detestei Budapeste. Povo estranho, cidade fedorenta e sujaaaaa, muito suja. Me senti em Sao Paulo. Tinha programado 3 dias e assim que saí do trem (vindo de Viena) e já quis voltar. Meu filho de 6 anos perguntou se a primeira guerra tinha sido ali, e notou a sujeira. Péssimo.

  24. Uau Carol! Vc passou muita segurança, e sua lista tirou uns 100kg de dúvidas q tinha! Estou tirando a cidadania Húngara, meus avós vieram daí, e minha família e eu vamos nos mudar futuramente para este lindo país! Sou da área de TI, formado em Segurança de TI. Já estou pesquisando a moeda Ft e pensando em vender bens que não serão necessários nesta mudança.
    Sucesso por ai !!!!!

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui