BrasileirasPeloMundo.com
10 Motivos Curiosidades Pelo Mundo Japão

10 curiosidades sobre as Olimpíadas de Tóquio

10 curiosidades sobre as Olimpíadas de Tóquio

10 curiosidades sobre as Olimpíadas de Tóquio.

Tudo parecia correr conforme o planejado para as Olimpíadas 2020.

Em outubro de 2017 foi realizado um grande evento em Tóquio para marcar os 1000 dias que antecediam os Jogos Olímpicos. Havia placas sinalizando o evento em toda parte. Lembro que, certa vez, fiquei surpresa quando vi uma placa no meio de um campo de arroz sinalizando as Olimpíadas 2020, pois ainda estávamos em 2017.

10 curiosidades sobre as Olimpíadas de Tóquio

A indústria do turismo ia de vento em popa. O Japão havia se tornado um dos destinos preferidos dos viajantes de todo o mundo. Os hotéis iniciaram planos de expansão prevendo a demanda. Os restaurantes começaram a exibir cardápios em inglês. As antigas estações de trem estavam sendo reformadas.

Os Jogos Olímpicos de 1964 haviam transformado o país e com as próximas olimpíadas não seria diferente. Havia muita expectativa. Seria uma oportunidade para o fortalecimento da terceira maior economia mundial, bem como a promoção da imagem internacional.

Leia também: O início de uma nova era no Japão

Nem nas histórias dos anime ou nos roteiros dos games seria possível imaginar um enredo tão complicado quanto o que sucedeu na Tokyo 2020.

Apesar de todos os problemas, os Jogos Olímpicos não perderam o seu brilho. Conheça, abaixo, algumas curiosidades sobre a Tokyo 2020: 

1. Mascotes foram inspirados em animes (desenho animado japonês)

Os mascotes da Tokyo 2020 representam super heróis futuristas e foram selecionados em um concurso que contou com mais de 2000 candidatos. Os nomes dos personagens Miraitowa (futuro e eternidade) e Someity (nome de uma árvore de cerejeira) foram escolhidos por estudantes do ensino fundamental e representam um tributo à cultura japonesa.

2. Medalhas feitas com metal reciclado

Por meio de uma campanha de coleta de metal, foram arrecadados 100% dos metais necessários para a produção das 5.000 medalhas olímpicas de ouro, prata e bronze. Em dois anos de campanha a população contribuiu com aproximadamente 80 toneladas de aparelhos eletrônicos que resultaram em 32 kg de ouro, 3,500 kg de prata e 2,200 kg de bronze.

3. Olimpíadas 2020 ocorreram na Era Reiwa 3

O imperador Naruhito, que abriu a cerimônia de abertura das Olimpíadas, ascendeu ao trono em maio de 2019, após a renúncia do seu pai, o imperador Akihito, dando início a uma nova era no Japão, denominada Reiwa. Dessa forma, de acordo com o calendário japonês, as Olimpíadas aconteceram na Era Reiwa 3.

4. Flores e mensagens de crianças encantaram os atletas

Os alunos das escolas localizadas nos locais próximos dos jogos olímpicos criaram arranjos florais com mensagens para recepcionar os atletas. Meses antes do evento, os alunos foram incentivados a plantar as sementes e cuidar das plantas, nas aulas de jardinagem. Com essa ação, mais de 40.000 flores utilizadas foram cultivadas por crianças.

5. Buquê da vitória homenageou cidades devastadas pelo tsunami

Juntamente com as medalhas, os atletas receberam de presente o buquê da vitória, acompanhado do mascote olímpico e coloridas flores de Fukushima, Miyagi e Iwate – as três províncias mais afetadas pelo violento terremoto que ocorreu em março de 2011.

6. Enfoque na sustentabilidade

Apenas 8 dos 43 locais olímpicos foram construídos. Os demais foram adaptados utilizando estruturas já existentes. 99% dos bens adquiridos para os jogos serão reutilizados ou reciclados. As camas utilizadas pelos atletas são de papelão e colchões de plástico. Os pódios, uniformes e medalhas foram feitos de materiais reciclados. Grande parte da energia utilizada provém de fontes renováveis (painéis solares e energia de biomassa de madeira).

7. Estádio olímpico representa as 47 províncias do Japão

O Estádio Nacional do Japão foi palco dos jogos olímpicos de 1964 e foi remodelado para atender as Olimpíadas 2020. Na concepção do projeto, o arquiteto japonês Kengo Kuma utilizou madeira das 47 províncias que formam o Japão e adicionou no projeto paisagístico o plantio de aproximadamente 47.000 árvores. 

8. Mudança do chefe de governo 

O primeiro-ministro Shinzo Abe, considerado garoto propaganda da Tokyo 2020,  renunciou ao cargo em setembro de 2020 por motivos de saúde. Em seu lugar, foi eleito Yoshihide Suga. Abe (ficou famoso ao aparecer na Rio 2016 vestido de Super Mario) era um dos grandes entusiastas para a realização dos jogos. 

9. Olimpíadas 2020 foi adiada por conta da pandemia

O projeto do evento contemplava um plano de emergência detalhado em caso de terremoto, ciclone, alagamento e verão excessivo (o verão japonês tem clima quente e úmido, considerado um dos piores climas do mundo), mas nenhum plano para enfrentar uma pandemia.

Depois de muita expectativa sobre a realização do evento em meio a uma pandemia, em março de 2020,  o primeiro-ministro solicitou ao Comitê Olímpico Internacional o adiamento dos jogos por um ano.

Leia também: Sete curiosidades sobre o verão no Japão

Os Jogos Olímpicos foram cancelados somente em três ocasiões e por causa da Primeira e Segunda Guerra Mundiais, sendo uma delas em Tóquio. Essa foi a segunda vez que os jogos não foram realizados em Tóquio na data prevista. O adiamento dos jogos custou em torno de U$15,4 bilhões e incluiu contramedidas para a pandemia.

10. Olimpíada compacta e minimalista

Uma pesquisa realizada pelo jornal japonês Asahi Shimbun demonstrou que 70% dos japoneses desaprovavam a realização dos jogos olímpicos devido ao aumento de casos de coronavírus no país e mediante a dúvida de que o evento poderia ser feito de forma segura. Foi necessária uma transformação do projeto original para adequar 11000 atletas de 205 países em 339 eventos com 33 esportes, sem público.  A maior metrópole do planeta habita quase 40 milhões de pessoas. E o inevitável aconteceu. A Olimpíadas 2020 foi realizada em Estado de Emergência, em meio a protestos e desaprovação da população e números recordes de contaminação. Mas nem por isso o evento deixou de brilhar e mostrou ao mundo o espírito de hospitalidade japonês (omotenashi) em cada detalhe.

Quer saber mais sobre o BPM? Siga-nos também no Instagram e no Facebook

Related posts

A tradicional Zabijačka na República Tcheca

Isadora Costa

10 mitos sobre a Finlândia

Maila-Kaarina Rantanen

As grandiosidades e curiosidades da Romênia

Juliana Gehring

1 comentário

Emilia Hanashiro Agosto 4, 2021 at 10:30 am

Apesar de como a maioria dos japoneses tambem acho que não foi uma boa ideia seguir em frente e realizar as Olimpiadas, pois hoje teve um numero record de infecções.
E é preocupante que muitos atletas estão testando positivo e assim por em risco todo esforço para conter essa pandemia.
Mas sim foi muito bonita a festa de abertura e todo esse clima dos jogos.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação