Hungria – Carnaval & Busójárás

8
335
Advertisement

Anos morando na Hungria e ouvindo falar do tal Busó (pronúncia: bucho), mas somente esse ano fui conhecer de perto. Eu simplesmente amei a tradição, a festa e todo seu significado mágico.

Não sou entendida no assunto, mas juntei algumas informações e fotos para contar sobre a festa e se algum húngaro quiser me corrigir ou completar, fique à vontade, adorarei saber mais!

O festival “Busójárás”(pronúncia: buchoiárásh), representa o fim do inverno e o início da primavera. O Busó é uma pessoa vestida de monstro, um monstro feito tradicionalmente com pele de animais e palha, carregando ferramentas ou “armas” também tradicionalmente preparadas, tudo é muito certinho, seguindo a cultura. Carrega consigo também sinos de ferro e matraca para passar fazendo muito barulho e assustar o frio.

WP_000060

As pessoas que vão fazer o Busó são previamente escolhidas e isso é segredo absoluto na cidade, ninguém sabe quem serão os moradores escolhidos, segundo fui informada. Eles são basicamente jovens, lá pelos seus 18, 19 anos. Claro que qualquer um pode se vestir dessa maneira, mas os oficiais não podem tirar suas máscaras em público, durante o festival.

WP_000061

Tudo começa com os monstros atravessando o Danúbio e chegando na cidade de Mohács – lugar onde o festival acontece. Eles vem para espantar o inverno com sua magia. Andam pelas ruas da cidade durante o dia todo, todos os dias de festa (mais ou menos uma semana), brincando, fazendo barulho e mexendo com as mulheres. Sim, eles representam a chegada da primavera e trazem também a fertilidade, por isso, as mulheres não devem se espantar se levarem umas cantadas ou se forem levemente cutucadas no trazeiro… Claro, tudo é feito de maneira brincalhona e não ofensiva. Felizmente não fui vítima, mas uma amiga nossa levou um cutucão com o bastão de um deles e isso foi motivo para muitos risos na turma.

WP_000065 (2)

A festa traz muita música típica, shows, souvenirs, comida e bebida em quilômetros de barraquinhas e uma multidão de pessoas passeando dia e noite pela cidade, bebendo (os húngaros quase não gostam disso) e comendo. As crianças começam receosas, mas logo percebem que tudo é uma grande brincadeira. Algumas até se vestem de monstrinhos em miniatura. Os meus, por via das dúvidas, divertiram-se longe dos monstrinhos e se recusaram a tirar uma foto com eles…

WP_000067

Tudo termina com uma grande fogueira ao cair da noite, construída na praça central, onde é queimado um falso caixão, representando o enterro do inverno, enquanto os monstros dançam por volta, num ritual de magia chamando a primavera. Depois eles pegam o barco e vão embora pelo rio Danúbio.

WP_000074

WP_000059_edited

Achei o máximo!

Com crianças, esse ano, não deu pra ver muito da encenação do festival, mas espero voltar para a fogueira no ano que vem. Para quem quiser saber mais sobre o festival, clique aqui.

 

 

8 Comentários

    • Oi Juliana!
      Não, o monstro é uma figura misteriosa, não deve ser revelado. 🙂 Eles só falaram que a maioria eram alunos da faculdade e todos nessa faixa etária. Mas quem… Segredo… rsrsrs Beijos!

  1. Poxa Carol, será que na Austria eles tem algo parecido? Lembro-me de sem querer presenciar uma festa assim com mascaras igualzinhas, só que lá os mascarados iam de povoado a povoado fazendo festa. Cada fim de semana em um lugar. Gostei de conhecer desta tradição húngara. Muito interessante. Beijos 🙂

    • Que legal Fernanda! Pode ser que tenha algo parecido, afinal os húngaros e os austríacos tem muita história juntos. Aqui na Hungria essa tradição é só nessa cidade, que fica lotada nesses dias. Mas que legal que você presenciou algo assim. 🙂 Eu adorei a daqui! Seria legal ver a da Áustria tb. 😀
      Beijos!

  2. Eu também adoro estas festas e tradições populares nos diversos países, eu aprendi a gostar muito das diferentes 4 estações do ano, e comemorar a chegada da primavera, é uma delicia, gostei muito da tradição! 🙂

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui