Hungria – Passeios em Budapeste – Parte 2

2
198
Advertisement

Continuando com o passeio, chegamos em Peste, através das lindas pontes que cortam o rio. Em Peste há muita, muita coisa para se ver e fazer, afinal, ali está a vida e o zum zum da cidade. O texto ficaria muito muito longo se fosse falar de tudo, então vão algumas dicas do que eu acho mais interessante e que costumo visitar sempre que volto à capital.

 

foto4
Gerbaud

O centro da cidade, onde encontramos a rua Váci, um calçadão cheio de lojas e restaurantes, é um ponto interessante. É preciso tomar cuidado com os preços, se você não está querendo gastar muito, ali existem restaurantes com preços muitobons e com ambiente agradável, maaas também existem restaurantes com preços bem altos. Fiquem atentos para não tirar a magia do passeio com um preço inesperado.

No final dessa rua, encontra-se uma das mais famosas docerias do país, a doceria Gerbaud, que é o mesmo nome de um doce tradicional muito gostoso. Só a aparência desse lugar já vale a pena, ela parece um castelo, por dentro então, parece que fui tomar um café no passado. Adoro! O sorvete dali é delicioso, é artesanal e até a casquinha é preparada no local. Divino! Ali pertinho ainda tem uma outra doceria muito gostosa, a doceria Szamos, também num prédio bem bonito e especializada em marzipan. Para quem não sabe, o marzipan é uma massinha feita com amêndoa e mel ou açúcar, e a Hungria é famosa na produção desse doce. Com ele é possível fazer enfeites, muito usados em bolos. O marzipan da Szamos é muito gostoso, vale a pena experimentar. Da última vez que comi lá, compramos para as crianças um joguinho de massinhas coloridas, que eles amaram! Imagina poder brincar com a massinha e depois comer de verdade o que fez… (Só lembrar de avisá-los que essa é uma massinha especial e que só dessa é possível comer).

foto5
Praca dos Herois + Opera de Budapeste

No centro ainda podemos encontrar a Basílica, dar uma volta beirando o Danúbio e nos enveredar por ruazinhas que nos transpõe para uma outra época. Existem praças lindas e muita coisa para fotografar.

Mais para dentro de Peste existe uma parte muito gostosa para passeios também, é a região da “Praça dos Heróis”. Num cartão postal da Hungria, dificilmente falta a foto dessa praça, com suas estátuas monumentais dos seus principais heróis. Ela é cercada por museus e perto dela, existe uma grande área verde e espaços onde no verão acontecem festivais ao ar livre. Também tem um castelo com a estátua do Anônimo, homenageando o escritor da história da Hungria, que ninguém sabe quem é. Essa estátua também inspirou Chico Buarque na história do livro Budapeste (aliás, leitura super recomentada, já que o autor captou coisas incríveis sobre a vida na cidade e na Hungria em geral, que nem um húngaro descreveria tão bem). Dizem que dá sorte segurar na caneta da estátua e, como um pouco de superstição não faz mal a ninguém, é claro que toda vez que eu passo por lá eu pego na bendita caneta, pedindo inspiração.

Anonimo
Anonimo

Ali por volta ainda se localiza o parque de diversões de Budapeste, o circo nacional e o Zoológico. O Zoológico é lindo! Bem grande, com muitos animais e um espaço bem gostoso pra criançada passar o dia, muitas vezes passamos o dia lá e acabamos saindo sem ver alguma coisa, porque tem muito pra curtir, inclusive parquinhos com brinquedos para os pais tomarem um fôlego enquanto a criançada escala e escorrega, sobe e desce…

Para programas noturnos, além das muitas discotecas, para jovens animados, bares relaxantes para tomar um vinho, para os que querem algo mais calmo, eu recomendo, para os que gostam do estilo, assistir a uma ópera na Ópera de Budapeste. O lugar e simplesmente maravilhoso e se você der uma pesquisada na história da que você quer assistir (hoje em dia, com internet, não existe desculpa para dizer que não entendeu), tenho certeza que será emocionante.

Para terminar, vou deixar uma página sobre turismo em Budapeste (em inglês!), onde é possível localizar todos esses lugares que recomendei e mais outros.

Se você está com a viagem marcada, ou a malinha já pronta para passear para Budapeste, espero que curta as informações e pra quem ainda não tinha pensado nesse lugar, vale a pena colocar na listinha de lugares lindos para visitar.

 

2 Comentários

  1. Carol, simplesmente amei! Parei agora para devorar seu texto! Relaxante foi ler e passear com voce nos locais indicados! Estamos quase dando o “Ok” à nossa viagem e suas dicas sao valiosas! ‘E muito bom ler o que voce escreve! Um grande beijo!
    Daphne

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui