BrasileirasPeloMundo.com
EUA

Escola elementar em Fairfax, Virgínia

Como os estados americanos tem muita independência, vou contar como funciona o sistema no condado onde moro, Fairfax no estado de Virgínia.

A Elementary School, que vou traduzir com escola elementar, vai do Kindergarten/ jardim da infância, a 6a série, o que é diferente em outros condados onde o aluno vai para uma outra escola depois da 5a série.

Pela minha experiência, um aluno de 6a série está mais preparado para ir para o Middle school/escola intermediária que inclui a 7a e a 8a série, com 11 ou 12 anos de idade.

A High School/escola de ensino médio, vai da 9a a 12a série.

Quando me mudei para os EUA, a trabalho, em outubro de 2001, vim morar no estado da Virginia porque era próximo do escritório via carro/metrô. Depois que me casei e logo tive meu bebê, em fevereiro de 2003, continuei morando em Virginia, sem saber que havia escolhido um dos melhores condados do país, o de Fairfax, para mandar meu filho para a escola pública.

Muitas famílias optam por se mudar para um condado mais caro para garantirem os 13 anos de escola pública gratuita e de qualidade. No condado de Fairfax, toda criança que faça cinco anos até dia 30 de setembro, pode ser matriculada no kindergarten, ou jardim da infância.

Se a criança tem seis anos, a matrícula é obrigatória. Os pais tem a opção de ensinar os filhos em casa também, chamado de home schooling, mas isso é assunto para um outro post.

O kindergarten/jardim da infância, funciona em tempo integral o que pode ser diferente em outros condados. A localização da escola é determinada pelo endereço residencial dos pais. É preciso acessar o site educacional do condado e entrar os dados.

Uma vez determinada a escola, os pais ou responsável, devem entrar em contato. Isso pode ser feito a partir do fim de março, começo de abril.

 

ANO ESCOLAR:

O ano escolar no condado de Fairfax começa sempre numa terça-feira, depois do Labor Day, dia do trabalho, que aqui é em setembro e sempre cai numa segunda-feira. Entre feriados, férias escolares e dias de reposição por causa da neve, o ano escolar termina em junho. São 180 dias de aulas.

MATRÍCULA:

O que o condado oferece na hora da matrícula:

Ajuda para alunos de pais que não falem inglês ou falem com dificuldade. É possível pedir um tradutor.

Ajuda para alunos sem-teto.

Ajuda para alunos estrangeiros e/ou com com visto I-20.

Ajuda para alunos os quais os pais ou responsáveis não morem no condado. Nesse caso é preciso pagar pelas despesas desse aluno.

Para tanto é preciso apresentar comprovante de residência: aluguel ou escritura.

Um outro passo exigido pela escola é o preenchimento de um formulário para determinar se outras línguas são faladas em casa, além do inglês. Esses dados ajudam a identificar a necessidade de contratação de professores de inglês como segunda língua.

No meu caso, português e francês. Meu filho fala e lê em português. Entende francês mas não fala com proficiência. Mesmo tendo nascido no EUA, foi indicado pela escola que meu filho participasse de aulas de inglês como segunda língua. Ele não se sentia à vontade nessas aulas porque o inglês é a língua na qual ele se comunica. Quando ele estava na 3a série, tive que escrever uma carta para o condado solicitando que meu filho fosse dispensado de tais aulas.

CURRÍCULO:

Nos 7 anos de escola elementar, o aluno tem a oportunidade de estudar Inglês como segunda língua, Artes, Música, Saúde, Inglês, Matemática, Educação física, Estudos Sociais, Tecnologia, Uso da biblioteca

OUTROS PROGRAMAS (na escola do meu filho):

Grace Arts, onde voluntários falam sobre artistas e os alunos aprendem uma técnica, visitas de escritores à biblioteca, excursões, ser da patrulha, patrol, a partir da 5a série. Alunos que tem um bom rendimento escolar, ajudam na chegada e saída de alunos, professores e demais pessoas à escola, abrindo a portas, ajudando a atravessar a rua e a descer dos ônibus.

TRANSPORTE:

Quanto ao famoso ônibus amarelo, existem regras que determinam quem tem direito ao uso e depende da distância de onde mora o aluno. Num determinado endereço meu filho teve direito a ir de ônibus e depois que nos mudamos não mais, porque a distância era muito mais curta e não havia necessidade de atravessar ruas. Nesse caso há um grande incentivo para as crianças irem para a escola de bicicleta ou patinete. Os ônibus grandes são destinados a alunos sem deficiência física, esses andam num ônibus menor e também amarelo.

HORÁRIO:

Cada escola tem seu horário mas o aluno passa 7 1/2 horas diárias na Elementary School. Na escola do meu filho o horário vai das 8h30 da manhã às 3h20 da tarde.

ALIMENTAÇÃO:

Todo aluno pode comer na cafeteria da escola. A refeição diária sai por:

Café da manhã:

Crianças: US$1.75

Adultos: US$2.20

Almoço:

Crianças US$3.00

Adultos: $4.25

Caso os pais não possam pagar, há refeições subsidiadas. É possível criar uma conta paga com cartão de crédito. Quando o crédito está quase terminando, os pais são notificados por email/telefonema. Meu filho optou por levar lanches e almoço, de casa, na maioria da vezes. É possível almoçar com os filhos na escola. Todas as turmas são responsáveis por limparem as mesas e varrerem os chão, após cada refeição.

RECREIO:

O recreio é do lado de fora sempre que permitido e pode ser dentro da escola em caso de chuva, calor excessivo, frio excessivo e neve. Na escola do meu filho tem dois parquinhos, sendo um reservado para o pré-primário. Ambos tem balanço, escorrega, etc, assim como redes de basquete. A escola providencia bolas, cordas de pular, bambolês, etc.

MONITORAMENTO ESCOLAR:

O condado oferece um sistema online chamado Blackboard (quadro negro) onde é possível ver:

O dever de casa e demais tarefas,

O calendário escolar,

Explorar outros links,

Atualizar contatos de emergência.

SISTEMA DE NOTAS:

Em 2009 o sistema de notas deixou de ser com letras (A-F) e passou a usar números (1-4).

Um boletim provisório é enviado pelo correio para que os pais tenham a oportunidade de conversar com o professor antes do boletim final.

FALTAS:

Quando o aluno teve febre ou vômito, não deve ir para a escola num período de 24 horas da melhora. O aluno pode faltar por motivos religiosos, por morte ou problemas na família. As faltas devem ser comunicadas à escola pela manhã, por telefone ou email. Caso contrário, uma chamada telefônica automática será feita aos pais que terão que explicar a ausência do aluno.

ALERGIAS:

Alergias são tratadas com extrema seriedade e devem ser relatadas no formulário do aluno. Mesas especiais são disponibilizadas na cafeteria para que não haja o risco Epi-pens são disponibilizadas em caso de necessidade.

REMÉDIOS:

Alunos não podem trazer quaisquer tipos de remédios sem que a escola seja notificada. A enfermeira responsável é quem administra as doses de remédios com receitas.

ESCOLAS DE IMERSÃO EM OUTRAS LÍNGUAS:

É possível matricular crianças com idade de kindergarten/jardim da infância ou 1a série em oito escolas que ensinam Francês, Alemão, Japonês e Espanhol. O método utilizado é de loteria.

TRABALHO VOLUNTÁRIO:

É possível voluntariar-se para muitas atividades escolares. Tive uma ótima experiência nos sete anos do meu filho na escola elementar. Fui Room Parent ou o pai responsável pela sala de aula, organizando festas, como Valentine, almoço da série e a festa de fim de ano. Também é possível ajudar na biblioteca e na horta comunitária. Cada escola tem suas atividades.

ATIVIDADES EXTRA-CURRICULARES:

O PTA (Parent Teacher Association) ou Associação de Pais e Mestres, tem forte presença nas escolas e através de uma contribuição dos pais e oferece uma gama de atividades, como Dia do Sorvete, Noite de Pizza e karatê, Bingo, etc.

PROBLEMAS:

O único problema que encontrei na escola foi o número de alunos por sala de aula, que no meu condado é máximo de 35. Na 6a série, eram 33, na sala do meu filho.

OUTROS DADOS INTERESSANTES:

Orçamento em 2016: US$2.6 B

Média gasta por aluno, por ano: US$13,718

Gasto do condado: 71.2%

Gasto do estado: 22.9%

Gasto federal: 1.6%

Outros, como o PTA (Parent Teacher Association): 4.3%

DEMOGRAFIA:

Negros: 10.2%

Índios: .3%

Asiáticos: 19.4%

Hispanicos: 24.6% (aqui incluem os brasileiros)

Multiraciais: 5.0%

Brancos: 40.4%

Fonte

Related posts

EUA – Sistema de crédito americano e como construí-lo

Lorrane Sengheiser

Separação com guarda de filhos fora do Brasil

Cecília Bailey

Nova Orleans completa 300 anos

Cristina Wollenberg

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação