BrasileirasPeloMundo.com
Uzbequistão

O exuberante Uzbequistão

O exuberante Uzbequistão

O Uzbequistão fazia parte da antiga união soviética e está localizado na Ásia Central fazendo fronteira com o Afeganistão, Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão e o Turquemenistão.

É um país conhecido pelas mesquitas, madrassas (escolas de islamismo), mausoléus e por outras cidades ligadas à Rota da Seda, que era uma rota comercial entre a Ásia e a Europa, que formavam longas caravanas e atrai turistas do mundo todo até hoje.

Tashkent é a capital deste país exuberante, é uma metrópole de mais de 2,5 milhões de pessoas e o país possui aproximadamente 31,8 milhões de habitantes. A cidade pode ser definida como repleta de longas e largas avenidas, intercaladas com muitas áreas verdes (parques, praças e jardins) e fontes, tudo muito bem cuidado.

É uma cidade oriental, mas tem seu próprio sabor com um toque ocidental. A cidade é uma mistura de edifícios medievais que parecem pertencer a páginas de contos orientais antigos, com arquitetura e muitos blocos de concreto da era soviética, mas também com edifícios comerciais altos que representam uma nova era do Uzbequistão independente.

O Uzbequistão é oficialmente uma república democrática e laica e a maioria da população é muçulmana, cerca de 77%. Apesar do Islamismo ser predominante não há fanatismo religioso no país. Em Tashkent existem igrejas católicas, evangélicas e sinagogas.

Leia também: verão na Sibéria

A população do país é composta por Uzbeques (71%), Russos (8%), Tadjiques (5%), Cazaques (4%) e outros (12%). O idioma oficial é o Uzbeque, mas a língua russa é amplamente falada. A moeda é o Som representado pela sigla UZS que atualmente está em torno de UZS 2.291,79 (dois mil, duzentos e noventa e um Som e setenta e nove centavos) o que representa R$ 1,00 BRL (um real brasileiro).

A economia do Uzbequistão é dependente principalmente da produção e exportação de algodão, sendo considerado o segundo maior exportador do mundo. Entretanto, o governo exerce grande controle sobre a economia. Sendo assim, as grandes marcas internacionais não estão presentes no país: não existem as lojas famosas ou redes de fast food americanas.

Foto: Pixabay.com

É importante ressaltar que o governo soviético estabeleceu a República Socialista Soviética do Uzbequistão como uma república constituinte (união) da URSS em 1924. O Uzbequistão declarou sua independência da União Soviética em 31 de agosto de 1991. Desse modo, a comemoração acontece sempre no dia 1º de setembro, de maneira ampla, brilhante e divertida com apresentações de grupos folclóricos originais, eventos esportivos, vários shows e feiras de artesanatos e fogos de artifício.

Enquanto o Uzbequistão pertenceu à União Soviética, Tashkent foi a quarta maior cidade do antigo Estado Socialista, depois de Moscou, São Petersburgo e Kiev. Chamada de “capital cultural” e de “Paris da Ásia Central”, é repleta de teatros e óperas.

No Uzbequistão existem cidades lindas que são consideradas patrimônio mundial pela UNESCO, tais como: Samarkand, Bukhara e Khiva. Além de serem únicas, possuem construções imponentes e suas histórias antigas.

O povo uzbeque é muito amável e hospitaleiro, respeitam os costumes dos estrangeiros e ficam encantados mostrando os deles. Consegue-se perceber pelas ruas, as pessoas falando 3 línguas entre si, normalmente uzbeque, tajique ou russa. Ao mesmo tempo que existem lugares que preservam o passado a antiga história, existem outros muito cosmopolitas e com um visual mais ocidental.

Leia também: porque me sinto em casa morando na Sibéria

O Uzbequistão respira arte, há vários museus e mesquitas que foram construídas com azulejos azuis, muitas artes em cerâmicas e muitos mercados que são chamados de Bazaar, tapetes persas e a rota da seda compõem um misto de cultura, arte, história, religião e mistérios.

O nome Uzbekistan (inglês) foi constituído da seguinte maneira: O povo uzbeque adotou a palavra uzbek como nome tribal por volta da metade do século XIV e significa mestre/senhor de si mesmo; UZ em turco significa o próprio e BEK de origem iraniana, significa mestre. O sufixo persa – STAN significa terra, ou seja Uzbekistan é a “terra dos uzbeks”.

O país sofreu um terremoto em 1966 causando grandes estragos. Tashkent precisou ser toda reconstruída, existe um monumento da Coragem, que é uma homenagem à força do povo que conseguiu se reerguer ao ocorrido.

Andar pelas ruas de Tashkent é vivenciar muitas experiências em um lugar exótico e ainda pouco explorado pelos turistas. Identifica-se o Uzbequistão se soltando da era russa e dando entrada para a globalização.

Foto: Joëlle Moreau/Pixabay

Related posts

A arte de se comunicar no Uzbequistão

Luciana Piddock

Natal e Ano Novo no Uzbequistão

Luciana Piddock

2 comentários

Islandia Rasmussen Outubro 2, 2019 at 1:17 pm

Olá Luciana,
Excelente texto!
Um país que tenho uma vontade grande de conhecer. Eu tenho uma conhecida que mudou há 1 ano pra capital tbm. Ela é professora numa escola internacional. O marido é diplomata dos EUA e ambos, estão aí trabalhando para o governo norte americano. Ela é brasileira tbm. Ela ama viajar. Um amor de pessoa.
Foi através dela que conheci esse lindíssimo país por fotos e postagens.
O que escrevestes, me deu mais vontade ainda de conhecer esse lindo lugar. Parabéns !!

Resposta
Luciana Piddock Outubro 2, 2019 at 1:37 pm

Olá, tudo bem ? Nossa achei que eu fosse a única brasileira aqui, pois não consegui encontrar nenhum brasileiro aqui ainda. Meu marido também é professor de escola britânica e ele é neozelandês. Por favor será que você poderia me colocar em contato com ela ? Sempre é bom ter brasileiras por perto, se puder ficarei muito agradecida. Me siga no Instagram, pois lá sempre estou fazendo stories daqui do meu dia a dia @vida_na_asia_central

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação