BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo EUA Seattle

Seattle, a terra da garoa

Se você assistiu o filme Sintonia de Amor (título original: Sleepless in Seattle), provavelmente se lembra da cena onde a personagem de Meg Ryan tem a sua sanidade questionada quando informa o amigo da sua intenção de atravessar o país inteiro em busca de seu amor. E o amigo está certo: segundo especialistas, a região de Puget Sound tem uma média de 226 dias chuvosos e 308 dias nublados por ano, o que torna Seattle uma das cidades conhecidas como a “terra da garoa” estadunidense.

OutonoNasMontanhas
Foto: arquivo pessoal

Mas, por quê?

Isso ocorre devido à sua localização geográfica, entre duas cadeias de montanhas e próxima ao mar: o ar úmido vem do oceano e sobe quando atinge as montanhas, e o vapor de água se condensa no ar mais frio. Isso causa uma alta concentração de nuvens, mas também ajuda a temperatura a continuar estável, o que garante que o clima em Seattle raramente chegará a extremos de frio e calor.

Para quem não está acostumada com a umidade excessiva, é fácil se trancar em casa e se deixar levar pela depressão sazonal que às vezes acomete moradores de países frios (mais sobre a depressão sazonal, ou SAD, aqui), mas é bom lembrar que a chuva também torna o ar mais limpo, portanto sair para respirar o ar puro é um santo remédio.

Mas, como?

Você deve estar se perguntando: como vou sair de casa, com essa garoa chata caindo o tempo todo?

Em primeiro lugar, esqueça tudo aquilo que lhe contaram sobre a chuva ácida, sobre os perigos de sair no sereno, bem como sobre a possibilidade de pegar um resfriado. Sim, você corre o risco de ficar doente se tomar muita chuva, mas também está sujeita a vírus e bactérias que circulam constantemente em ambientes fechados. E se estiver chovendo, pode contar com o fato de que as janelas continuarão fechadas durante meses.

Segundo, é importante você se equipar de forma apropriada. Diz a lenda que os seattleítas de verdade não usam guarda-chuva, e dois motivos para isso são: o vento, que vira qualquer guarda-chuva do avesso, além da inconveniência de carregar aquele treco molhado para todo lugar. Se você adora casacos de todos os tipos, está no lugar certo. Mas na verdade só precisa de dois: um raincoat (casaco de chuva), de preferência longo, com zíper e capuz, e um casaco mais quente para os dias extremamente frios. Se ambos forem impermeáveis, melhor ainda. E também um bom par de botas (ou dois, ou cinco), que seja propriamente forrado e confortável o suficiente para caminhar bastante em subidas e descidas.

Mas, e para trabalhar ou sair? Não posso usar meus scarpins? Pode sim, até porque na maior parte do tempo a chuva está mais para uma garoa e não vai encharcar seus pés no caminho do carro até o seu destino. A maioria das empresas não exige formalidade na hora de se vestir, mas se for necessário você pode optar por usar um tênis na rua e o sapato dentro do escritório. Seattle é uma cidade onde as pessoas estão acostumadas com a vestimenta casual – dificilmente se estranha ver alguém que mais parece estar pronto para acampar nas montanhas do que fechar um negócio.

Mas, onde?

Onde ir com essa chuva toda? Para nosso alívio coletivo, a cidade conta com inúmeras opções cobertas de lazer. O mercado municipal mais famoso da cidade, o Pike Place Market, foi construído sob galerias cobertas, que ficam abertas o ano inteiro, não importando quão feio está o tempo lá fora. Os famosos cafés, cervejarias e chocolaterias são montados em antigos galpões que dão um ar industrial e artístico aos ambientes, além disso, museus e bibliotecas espalhados por toda a cidade providenciam a quietude que os shopping centers não oferecem. Até mesmo os ônibus, trens e balsas são aquecidos por dentro, então não há porque ter medo de usar transporte público por causa do frio.

À medida que você vai se acostumando com o tempo úmido, começa a procurar atrações a céu aberto, como parques e observatórios, e se sente mais à vontade para passear pelas ruas, correr, praticar esportes ou fazer compras. Um passeio de balsa até uma das ilhas próximas a Seattle, ou uma curta viagem de trem para assistir um jogo no estádio, são coisas que os locais fazem com frequência.

Se você estiver se sentindo mais aventureira ainda, vista suas roupas dry-fit (roupas esportivas de secagem rápida – é bom evitar algodão e outros tecidos que retenham a umidade), sua fiel jaqueta impermeável e suas botas para caminhada, coloque uma mochila nas costas e vá fazer trilha em uma das montanhas ao redor de Seattle. Vai ter lama? Sim. Vai ser uma delícia? Pode apostar! Você vai voltar com as energias renovadas, com a saúde em dia, como também com a coragem reforçada por não ter ficado em casa mofando.

E no caminho de casa, aproveite para pegar um delicioso cafezinho ou chocolate quente para aquecer esse coração que agora sabe apreciar a natureza mesmo nos dias mais nublados.

Related posts

Morar na cidade ou no subúrbio em Houston

Thais Amaral Tellawi

Tudo que você precisa saber para morar nos EUA

Liliane Oliveira

A importância do lazer e tempo com a família e amigos Croácia

Renata Ferrari Pegoretti

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação