Um chá de bebê anglo-brasileiro

2
232
Foto de arquivo pessoal
Advertisement

O assunto deste mês é o famoso chá de bebês que é organizado para/pela futura mamãe próximo aos 8 meses de gravidez no Brasil. Uma tradição bastante popular no Brasil, Estados Unidos (conhecido como baby shower) e em muitos países onde é organizada uma festa e os pais recebem presentes para o bebê que está por vir.

E chegou a hora que eu e minhas amigas aqui organizamos o chá de bebê para a pequena que estava por vir. Nós decidimos que seria perto dos 7 ou 8 meses para eu poder aproveitar mais e não estar muito redonda. E uma coisa era certa, seria um chá de bebê bastante multicultural, pois o pequeno evento contava com algumas nacionalidades diferentes que formam nosso grupo de amigas.

Aqui na ilha o chá de bebê é algo novo, basicamente importado da ex-colônia na América do Norte e ainda está crescendo, mas não quer dizer que lojas de decoração já não estejam bombando e o mercado fazendo bastante dinheiro com este novo fenômeno. Assim como nos Estados Unidos, é possível fazer uma lista de registro em uma loja, ou colocar uma lista disponível para os convidados.

Um pouco de história….

Na era Vitoriana (época da Rainha Victoria da Inglaterra), a mulher mantinha sua gravidez em segredo o máximo de tempo possível e não apareciam em público por não se portarem propriamente, de acordo com definições da época. E após o bebê nascer as mulheres organizavam chás para a nova mamãe.

No início de 1900, essas reuniões femininas começaram a serem incrementadas com joguinhos e diversões, além das comidas, como a predição do sexo do bebê e que nos remete ao início dos chás de bebês que conhecemos atualmente. Todos os presentes dados aos bebês eram feitos à mão, exceto na idade média que as avós davam prata para o rebento.

Logo após a II Guerra Mundial, veio o famoso baby boom (Nos Estados Unidos)e o consumo desenfreado, logo os chás de bebês começaram a servir como uma ajuda aos novos pais que viviam em uma economia quebrada pelas guerras. E assim os rituais de banharem as mamães de presente que ajudem com o enxoval, seja divertido e agradável foi se difundindo na cultura norte americana.

Atualmente, o chá de bebê pode ser de muitas formas diferentes, pode ser virtual, pode ter homens e mulheres participando (bastante comum no Brasil), pode ter joguinhos como os de antigamente ou ser apenas uma tarde de confraternização e chá, enfim, o céu é o limite. Mas uma coisa ficou bem presente, o de presentear os novos pais com adereços que são encontrados em listas de enxoval de bebê.

No Brasil, o nosso chá de bebê virou basicamente um chá de fraldas e o pedido do presente é incluído no próprio convite, com a determinação do tamanho e marcas desejadas.

E como foi meu chá de bebê?

Foi decidido com as meninas que estavam ajudando na organização que não iríamos pedir fraldas, pois eu não sei como funciona o sistema de trocas aqui e não queria terminar com vários pacotes inutilizados ou tendo que doar (nada contra doar, mas estaria gastando o dinheiro dos outros em presentes para minha bebê que não seriam usados). Eu também não quis fazer uma lista de presentes em uma loja – esta modalidade está começando aqui na ilha aos poucos -, pois não gosto muito disso de definir o que a pessoa vai me dar. E foi decidido que cada um daria o que quisesse, o que pudesse, e tava tudo bom. A intenção do chá de bebê era reunir minhas amigas aqui na Inglaterra e nos divertirmos um bocado, pois todos sabemos que depois que o bebê nasce leva um tempo até voltar a rotina de passeios com as amigas, jantares fora, etc.

O local e a decoração foram bem ingleses, com faixas, bandeirolas, balões de ar, na casa de uma amiga inglesa e só meninas – os meninos foram fazer um passeio pelos bares próximos, uma baratona. Tivemos brincadeiras que misturavam as tradições como adivinhar o tamanho da barriga, colocar a chupeta no local correto (tipo colocar o rabo no burro, conhecem?), tivemos um baby trívia com curiosidades da gravidez, e ainda tentamos adivinhar os sabores das papinhas de bebê, também abri os presentes que ganhamos e o mais fofo foi uma amiga inglesa que nos deu alguns pacotes de fralda para eu me sentir mais próximo do que fazemos no Brasil. Foi uma tarde bastante interessante e diferente dos chás de bebês que eu já fui no Brasil.

As comidinhas foram bem brasileiras, pois festa que se preze tem que ter coxinha, bolinha de queijo e brigadeiro. Encomendei algumas iguarias brasileiras, encomendamos uns cupcakes (maravilhosos) e um bolo e pronto! Estava armada a festa, uma tarde que era para ter o famoso chá inglês, mas que foi trocado por prosecco, vinho, queijos, sucos e varias coisas gostosas de comer e beber.

Foto de arquivo pessoal

E como foi seu chá de bebê no país que você mora?

Leia mais sobre a Inglaterra: Tudo o que você precisa saber para morar na Inglaterra!

2 Comentários

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui