BrasileirasPeloMundo.com
Bolívia Culinária Pelo Mundo

A comida típica da Bolívia

A comida típica da Bolívia.
A comida típica da Bolívia varia dependendo da região do país. Apesar de ser relativamente pequeno, cada departamento – como os Estados são chamados aqui – possui sua própria cultura e culinária, que possuem alguns elementos em comum.
Basicamente, pode-se explicar a culinária como uma mistura da cozinha indígena com espanhola. É baseada em raízes como batata, mandioca (ou aipim, dependendo de quê parte do Brasil você vem), mas também come-se bastante milho, quinoa e um tipo de pimenta chamado ‘ají‘. É costume a mistura do doce com salgado, além do uso de queijo.
Há algumas comidas típicas cuja origem é compartida com o Peru, como o lomo saltado, as papas a la huancaína, os anticuchos e a sobremesa trés leches. Além disso, não faltam restaurantes com influência peruana aqui, eu diria que é uma preferência nacional! Rs

Leia também: 10 pratos peruanos que você tem que provar  

Abaixo, apresentarei pratos típicos bolivianos e alguns são característicos do departamento de Santa Cruz de la Sierra, a culinária ‘camba’. Explique sobre os ‘cambasnesse post.

Pratos principais

  • Majao ou Majadito
Um explicação prévia: “-ito” é o sufixo usado para o diminutivo e também para uma designação mais carinhosa. Aqui na Bolívia, pelo menos em Santa Cruz de la Sierra, é comum usar o diminutivo das palavras, o que traz mais amabilidade para as pessoas.
O majao ou majadito é um prato típico do Oriente boliviano e é feito com carne seca (ou charque), pato e também há receitas com frango. ‘Majao‘ significa golpeado ou macerado, exatamente o processo pelo qual passa a carne na preparação desse prato.
É feito a base de arroz, carne seca (ou pato desfiado) eurucum ou cúrcuma, que dão a coloração amarela ao arroz, e são acompanhados por um ovo e plátano (uma variedade de banana salgada) fritos.
É muito saboroso e remete a um risoto ou paella. O majadito de pato é meu prato boliviano preferido!

Leia também: Visto de residência na Bolívia

  • Picante de pollo (Frango picante)
O picante de pollo ou de gallina é um dos pratos mais difundidos pelo país, presente em todos os departamentos. É a base de frango com molho de ají picante e é servido com arroz e batatas cozidas.
  • Keperí
Keperí é um corte de carne suave, assada no forno por várias horas. Parece com uma carne assada, mais seca e que desmancha ao cortar.
  • Pacumuto
O pacumuto é basicamente um espetinho de carne, frango e vegetais como pimentão e cebola. Tradicionalmente utiliza-se carne de vaca, mas há variações com carne de porco, codorna, linguiça, entre outros.
As guarnições que geralmente acompanham são salada, mandioca e arroz con queso (arroz com queijo), que é um ‘tipo’ de arroz a piamontese local. O arroz con queso é um acompanhamento muito comum, servido com vários pratos por aqui, até mesmo com churrasco!
  • Anticucho
O anticucho é um prato que tem sua origem na região do altiplano andino, também sendo considerado como uma comida típica peruana. Trata-se de um espetinho de coração de boi, mas na época incaica era comum a carne ser de lhama.
Para prepará-lo, utiliza-se pedaços de carne de coração de boi, batatas, vinagre, temperos e um molho a base de ají e amendoim, que são colocados em um palito e assados na brasa de uma churrasqueira.
Entendo que à primeira vista pode existir um preconceito pela carne de coração, que no Brasil não é tão comum, mas oh: é uma delícia!!! Recomendo!
  • Sandwich de chola
O sanduíche de chola é muito popular na cidade de La Paz e tem esse nome porque geralmente são preparados pelas mulheres indígenas locais, as cholitas.
É recheado de perna de porco assada no forno e temperada com alho, cominho, ají, limão, entre outros. Também leva legumes como cenoura e cebola em conserva.
  • Sopa de maní (sopa de amendoim)
Na Bolívia, é muito comum o consumo de sopas, seja como entrada ou até mesmo como prato principal. Na minha opinião, a sopa de maní é uma das mais deliciosas!!! É feita a base de amendoim e pode levar batata, frango ou carne e macarrão estilo cabelinho de anjo. Também há quem coloque batatas fritas por cima da sopa, na hora de servir.
O amendoim utilizado é o amendoim não-tostado, “cru”. Chamam de “amendoim pelado” e, segundo a moça que me ajuda em casa, não se pode comer puro, porque é perigoso. Suponho que seja uma crença como não comer manga com leite, mas, pela dúvida, não comi cru e não recomendo. rs
Sopa de maní
Fonte: Portal La voz de Tarija
A textura da sopa é bem espessa e eu, que sou intolerante a lactose, inicialmente achava que levava leite ou creme de leite em sua composição. Na verdade, a textura é obtida ao bater no liquidificador o amendoim com água.
Se quiserem testar, essa receita me pareceu deliciosa! Dizem que a última refeição de Che Guevara antes de seu assassinato foi uma sopa de maní, que é um clássico boliviano.
  • Llajua
Na verdade, a llajua é um molho, mas é tão comum por aqui que achei interessante colocar nessa lista. À primeira vista, parece um molho à campanha, mas não se engane: é um molho picante! E pode estar bem picante!!! É feito a base de tomate e locoto, um tipo de pimenta local, chamada de rocoto em outras regiões.

Leia também: A Bolívia além do Salar de Uyuni

Lanches

  • Salteña
Salteñas, amadas e odiadas… Rs Eu, particularmente, não gosto muito, mas meu marido ama! Explico: é um pastel de forno, como uma empanada, mas com massa adocicada. O recheio tradicional é o de frango, com bastante caldo. Jugoso, como diriam em espanhol. O recheio também leva batata, ervilha, azeitona e uva passa.
Em alguns lugares, é comum que as salteñas sejam servidas em um prato com uma colher. Deve-se segurar a salteña na vertical e comer primeiro o recheio com a colherzinha, evitando sujar-se.
  • Sonso
O sonso é um comum no café da manhã ou para acompanhar chá da tarde. Enquanto nós, brasileiros, em geral temos o hábito de tomar café, aqui é mais comum tomar chá () ou mate, como costumam chamar aos chás feitos de ervas.
Basicamente, o sonso é feito de uma mistura de purê de mandioca com queijo ralado, que depois é assado no forno ou frito.
  • Cuñapé
Pense em um pão de queijo. Agora imagine que ele seja mais “borrachudo”, mais pesado, e, ainda por cima, meio adocicado! Essa é a definição do cuñapé!
Sempre que tenho vontade de comer um pão de queijo, eu cedo ao cuñapé, mas ao mesmo tempo me bate aquela lembrança… Puxa, não é um pão de queijo! Rs É gostoso, mata a vontade, mas não tem aquela casquinha crocante por fora e aquele queijo suave por dentro… Hum… Deu vontade de um pão de queijo mineiro, recheado com requeijão!
Bem, o cuñapé é feito de uma farinha de mandioca, queijo, ovo, leite e açúcar.
  • Tamal
O tamal boliviano é similar à pamonha brasileira. Feito à base de milho, leva também canela, açúcar e pode levar queijo. São embrulhados em folhas da casca do milho e cozidos à vapor ou na brasa.
Espero que tenha aberto seu apetite e despertado a curiosidade de conhecer um pouco mais sobre a culinária boliviana. No post sobre dicas de restaurantes em Santa Cruz de la Sierra indiquei alguns lugares de comida típica que valem a visita!
Fique à vontade para compartilhar comigo suas impressões sobre a cozinha boliviana!
¡Buen provecho!

Related posts

Como é a comida típica panamenha

Ana Rodrigues

Comidas típicas do verão espanhol

Daiane Antunes

Como abrir conta bancária na Bolívia

Letícia Protector

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação