BrasileirasPeloMundo.com
Montenegro

A língua e o alfabeto de Montenegro

A língua e o alfabeto de Montenegro.

Certamente, mudar-se para um país o qual você não domina a língua é um desafio e tanto. Tudo bem que tem sempre alguém que fale em inglês, contudo você quer participar das conversas da família e amigos por conta própria sem ter a velha “tradução simultânea”. E como se virar?

Em Montenegro a língua oficial é a montenegrina (crnogorski), apesar de alguns cidadãos declararem que falam sérvio ou sérvio-montenegrino. De fato, é a mesma coisa, o que muda são alguns ditongos (se é que se pode se dizer assim) a mais que os montenegrinos falam e a sonoridade sendo bem expressiva, além do regionalismo. Ainda não amadureci no aprendizado da língua para reconhecer o sotaque das diversas cidades de Montenegro, mas dá para adivinhar por algumas palavras se a pessoa é montenegrina ou não, como sjutra, que quer dizer amanhã, sendo que os sérvios não pronunciam o j e em Montenegro, sim. Outro destaque é que o sobrenome geralmente termina com Ć e se você se casar com um cidadão de lá e adotar o sobrenome haverá mudança, ficando C; imagine a confusão dessa letrinha na documentação no Brasil!

É até comum ver, em um currículo de uma pessoa nascida na então Iuguslávia, ser citado que o idioma é montenegrino, mas que também fala sérvio ou croata, já que todas as línguas têm a mesma origem linguística. Entretanto, Montenegro utiliza o alfabeto latínico como o oficial, assim como na Croácia, Bósnia Herzegovina e Eslovênia; na Sérvia se usa o tradicional alfabeto cirílico, sendo este o oficial (quem aprende o cirílico, aprende o latínico e não é nada absurdo de aprender).

Leia também: culinária de Montenegro

O alfabeto latínico possui letras exclusivas provenientes do alfabeto cirílico:

AB V G D Đ E Ž Z I J K L Lj M N Nj O P R S T Ć U F H C Č Dž Š

A b v g đ e ž z i j k l m n nj o p r s t ć u f h c č dž š

A minha primeira impressão foi que seria fácil começar a falar a língua. Afinal, colegas na Sérvia aprenderam estudando sozinhos com livros. Já em Montenegro, a realidade era outra. Nenhuma livraria que vendesse um material didático mesmo que fosse para o inglês. O tiro saiu pela culatra! No máximo achei dois dicionários sérvio-português (de Portugal) que até esqueci na poltrona do avião, tendo que comprá-los novamente.

Se nem livro havia, imagine procurar por um curso de idioma. Enquanto morei lá, em 2014, não existia escola de idioma para estrangeiros nas cidades e nem na capital, Podgorica. Dá para contar nos dedos o número de estrangeiros que moram no país; ou seja, sem a procura nem existiria a hipótese de abrirem turmas. Esse é um ponto desanimador para o estrangeiro, que acaba tendo que aprender ouvindo, baixando material pela internet e conversando com os amigos e familiares o básico do dia a dia até se aprofundar. Pasmem, tive que sair de Montenegro para me matricular em um curso como eu tanto desejei.

E é uma língua tão rica. É preciso, sim, fazer imersão para não falar fora das normas gramaticais. Vou explicar: o montenegrino utiliza 7 casos para se comunicar, algo parecido às declinações da língua alemã. Nominativo, genitivo, dativo, acusativo, vocativo, instrumental e locativo requerem tempo e dedicação para serem aprendidos, a fim de escrever um texto ou falar no tempo verbal certo em um simples diálogo, para que locutor e ouvinte consigam se entender e não saia nada como “mim ser estrangeiro”.

Entre singular e plural, saber o gênero das palavras, tempos verbais e adjetivos, tudo está ligado aos casos. E vamos combinar que a autoestima aumenta ao ir ao supermercado, restaurante e se comunicar sem ajuda de algum local.

fb31abe6-c549-4d3d-b212-4e5f17f72be8

O montenegrino parece ser tão distante do português e no entanto, incrivelmente algumas palavras têm o mesmo sentido, só que de escrita diferente; outras são palavras de duplo sentido e na primeira oportunidade a gargalhada é inevitável (imagine ver uma bunda sendo vendida!), e outras que você acha que têm o mesmo sentido mas são bem diferentes. As palavras abaixo são as que me lembro (eu tinha uma lista mas acabei perdendo).

Duplo sentido mais usuais:

puta – quer dizer vezes

bunda – casaco de pele feminino

pica – bebidas

Parecem ter o mesmo significado mas não têm:

dobro – bom

banka – não é banca de jornal, e sim banco

Ja – é a primeira pessoa do singular e se pronuncia como o nosso Já

mala – pequena

pet – é o número cinco

mimoza – um tipo de flor

Roda – é o nome de uma rede de supermercados de Montenegro

reklame – se escreve com “k” e quer dizer comercial de tv

Palavras com o mesmo significado, mas com escrita diferente:

Škola – escola

pirana – é o peixe

Evropa – Europa

princeza – princesa

… E as palavras cujo origem é do latim.

Depois dessa rápida curiosidade sobre a língua, é hora de estudar para a prova de croata de hoje – apesar de croata ter umas palavras diferentes, minha sogra diz que o importante é aprender, pois de qualquer jeito todo mundo entende.

Related posts

Por dentro da culinária de Montenegro

Maria Isabel Vucinic

Montenegro, um lindo país nos Balcãs

Maria Isabel Vucinic

3 comentários

marcelo colosimo Agosto 14, 2016 at 4:53 pm

muito legal adorei

Resposta
hjhj Maio 26, 2018 at 6:12 pm

pode dizer como se escreve sim nao um dois e tres em montegrino? pfv

Resposta
Liliane Oliveira Maio 28, 2018 at 10:12 pm

Olá Marya,
A Maria Isabel Vucinic parou de colaborar conosco e, infelizmente, não temos outra colunista morando no país.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação