BrasileirasPeloMundo.com
Abu-Dhabi Emirados Árabes Unidos Empregos Pelo Mundo

Como validar a licença médica para trabalhar nos Emirados

Como validar a licença médica para trabalhar nos Emirados.

Quando contei aos amigos, principalmente os que eram médicos, que estava de mudança para Abu Dhabi, depois do choque inicial (nunca entendi bem por que as pessoas ficavam tão chocadas), sempre ouvia as mesmas perguntas: Como você conseguiu validar sua licença médica para trabalhar em Abu Dhabi? Como é o mercado de trabalho? Precisa falar árabe? Como é ser ginecologista em um país do Oriente Médio?

Vamos lá …e do início!

Se você pensa em validar a licença para trabalhar como médica nos Emirados Árabes, saiba que sim, é possível! Mas antes de sair correndo para tentar arrumar um emprego por aqui você precisa conhecer alguns pontos importantes do processo.

Primeiro você precisa falar inglês. Apesar de a língua oficial do país ser o árabe, ela não é indispensável para se conseguir emprego por aqui. Na maioria das clínicas e hospitais é apenas um diferencial.

Segundo, você precisa escolher para qual Emirado você deseja validar sua licença. O fato de ter a licença para trabalhar em um dos Emirados não te permite trabalhar em outro. A licença é específica para o Emirado, especialidade e empregador.

E, por último, saiba que todo o processo de validação da licença só pode ser finalizado se você possui um empregador que será seu sponsor (patrocinador). Sem ele você só consegue ir até um determinado ponto do processo de validação.

Quanto ao mercado de trabalho, existem muitas ofertas de emprego na área médica. Os salários são bons, mas o custo de vida (como já dito em posts anteriores) é alto. Se você é qualificada saiba que sempre haverá opções de emprego. O único cuidado deve ser em relação a falsas ofertas de emprego.

Leia também: Abu Dhabi não é Dubai

Não é incomum após colocar o currículo em um site de empregos você receber uma proposta irrecusável e junto com ela algum tipo de cobrança de dinheiro, em geral para pagamento do visto com a promessa de reembolso.

Certifique-se sobre a proposta junto ao setor de RH do hospital. Nos Emirados Árabes o empregador é responsável por pagar pelo visto de trabalho. Se houver algum tipo de cobrança, desconfie!

Para dar início ao processo, primeiro é necessário traduzir para o inglês todos os documentos que comprovem a graduação, área de especialização e experiência de trabalho. De posse de todos os documentos necessários traduzidos e já tendo decidido para qual Emirado você quer ir é possível iniciar todo o processo.

Ele se divide basicamente em Primary Source Verification (PSV), Report, Prometric assessment e Eligibility Letter.

A lista de documentos necessários está disponível no site das autoridades de saúde de cada Emirado, como por exemplo, a Dubai Healthy Authority (DHA) e a Health Authority of Abu Dhabi (HAAD). No mesmo site é possível encontrar o link para a empresa que checa a veracidade de cada documento, a Data Flow.

Essa empresa realiza a validação de todos os documentos da licença para quase todos os países do Golfo. Essa fase é a chamada Primary Source Verification (PSV). A empresa entra em contato com cada faculdade, empresa ou hospital que tenha emitido os documentos para checar a veracidade de cada um. A empresa cobra em torno de 100 a 200 dihams por cada documento verificado e leva em torno de 4 a 6 semanas para completar todo o
processo de verificação.

Após checar os documentos ela emite um Report (relatório) com os dados dos documentos e o resultado da verificação. Com o Report é possível então agendar o Prometric assessment, a conhecida prova! O tipo de prova depende da especialidade e do Emirado em questão. Algumas são só escritas e outras orais. E se você acha que precisa vir aos Emirados Árabes para realizar a prova se enganou! Pelo menos a prova escrita pode ser realizada em centros cadastrados no Brasil. A prova também é paga e custa em torno de 1200 dihams.

Leia também: Cinco mitos sobre morar em Abu Dhabi

Se você consegue passar na prova, que obviamente é toda em inglês, você recebe a tão esperada Eligibility Letter. Essa carta significa que você é elegível à obtenção da licença. A partir de então, como já dito anteriormente, é necessário ter um empregador para completar o processo.

Se você chega a essa etapa do processo é bem mais fácil conseguir uma proposta de emprego. As clínicas e hospitais, em geral, dão preferência aos médicos que já possuem
a Eligibility Letter ou que já possuem a licença, pois o processo de contratação é bem mais rápido. Todo o processo desde a tradução à emissão da Eligibility Letter pode levar vários meses.

Mas se você já tem uma proposta de emprego e já passou por todo esse processo as coisas ficam bem mais fáceis e rápidas. Em geral, o hospital paga o seguro de Má Prática Clínica, que é obrigatório e, na maioria das vezes, se encarrega de pagar a emissão licença, que custa em torno de 3000 dihams. Aí é só respirar fundo, arrumar as malas e partir para mais uma aventura!

Related posts

7 dicas para procurar emprego em Portugal

Tamyris Almeida

O ambiente de trabalho nos escritórios na Austrália

Mariana Loureiro

Procurando emprego na Suíça – Dez aspectos importantes – Parte 1

Ana Cristina Kolb

9 comentários

Hicham Julho 8, 2018 at 12:38 am

Parabéns !!
Estou lendo bastante sobre isso ! Tenho interesse em me mudar com a família !
Tem algum email em que possamos conversar sobre isso ?
Obrigado !!

Resposta
Hicham Julho 8, 2018 at 1:56 pm

Que legal ! Muito bacana a matéria .
Sou médico , falo árabe e quero mudar pra aí com a minha família .
Podemos nos comunicar por e-mail para mais detalhes ?
Obrigado

Resposta
Raquel Vitorino Julho 17, 2018 at 12:05 pm

Falara árabe é sempre um diferencial por aqui !!

Resposta
Hicham Julho 11, 2018 at 2:02 am

Bacana ! Tb sou médico e estou me preparando pra mudar pra aí com a minha família . Minha cunhada já mora em Dubai .
Será que podemos trocar e-mails pois tenho curiosidade sobre a medicina aí nos EAU.
Se puder , ficarei agradecido .
Obrigado

Resposta
Raquel Vitorino Julho 17, 2018 at 12:04 pm

Que legal ! Se sua cunhada já mora aqui vc deve ter uma boa ideia da vida por aqui.

Resposta
Thatiana Dezembro 3, 2018 at 8:10 pm

Oi, Raquel?!
Obrigada pelo post, informações muito úteis!
Você fez todo o processo buracrático sozinha ou teve ajuda de alguma empresa? Vi muitas empresas que prestam esse tipo de serviço em Abu Dahbi.
Muito obrigada! 🙂

Resposta
Liliane Oliveira Dezembro 4, 2018 at 1:38 pm

Olá Thatiana,
A Raquel Vitorino, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
marceli casali Maio 3, 2019 at 5:48 pm

Boa tarde. Muito legal o seu post. Mas estou receosa quanto a prova. Pode me escrever mais dobre ela. Bj

Resposta
Liliane Oliveira Maio 4, 2019 at 3:58 pm

Olá Marceli,
A Raquel Vitorino, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação