BrasileirasPeloMundo.com
EUA Seattle Washington

Conheça o projeto Buy Nothing em Seattle

Conheça o projeto Buy Nothing em Seattle.

Não é novidade que os Estados Unidos é a maior economia do mundo e a classe média americana possui um ótimo poder aquisitivo. A variedade de produtos com preços acessíveis é imensa e a facilidade para fazer financiamentos é impressionante. Senhoras e senhores, apresento para vocês o país mais consumista do mundo!

As casas são grandes, logo precisam de muitos móveis. Os armários têm espaço sobrando – por que não comprar mais louças, roupas e sapatos? Há um quarto livre e os preços são acessíveis, vamos encher as crianças de brinquedos! E a garagem? Já que está vazia, cabe um carro extra, moto, jet ski e paddle board.

Apesar de morar aqui há quase 7 anos, confesso que não me acostumei com isso. Admiro muito (muito, muito) as pessoas que moram em espaços pequenos (ou normais). Se você é uma delas, saiba que eu sou sua fã.

Não vou mentir, a minha casa é grande e possui uma garagem ótima. Mas veja bem, ela é grande para o padrão brasileiro. Para os americanos, eu moro em uma casa pequena, que “só tem dois quartos e não tem walking closet”*. Eu, que até os 28 anos dividi o quarto com a minha irmã, me sinto morando em um palacete.

Mas nem tudo está perdido! Existe um movimento (ainda pequeno) de consumo consciente. As pessoas estão começando a pensar mais no meio-ambiente e também na procedência dos produtos. Menos é mais!

Um exemplo desta tendência é o projeto Buy Nothing, a tradução literal seria Compre Nada, que começou em 2013 aqui no estado de Washington (na cidade Bainbridge Island) e hoje está espalhado pelo mundo todo. Para quem nunca ouviu falar, o Buy Nothing é uma comunidade que visa reduzir o consumo desenfreado de produtos novos, diminuir o desperdício e geração de lixo, além de estimular a conexão entre vizinhos. Legal, né?

Como funciona o Buy Nothing

Os grupos são criados no Facebook e separados por bairros ou regiões das cidades. Uma pessoa pode participar de apenas um grupo do Buy Nothing e receberá aprovação dos moderadores somente depois de fornecer o seu endereço.

O sistema é simples: o doador posta uma foto do produto que ele quer doar; os membros que estiverem interessados respondem (normalmente explicando porque precisam do produto em questão); por fim, o doador escolhe quem vai receber o “presente”.

Também é permitido pedir doações, por exemplo: estou precisando de uma bicicleta, ao invés de comprar, posso perguntar no Buy Nothing se alguém tem uma para doar. Pensem quantas garagens desse país têm bicicletas paradas! Eu imagino que seja a maioria.

A entrega do produto é super fácil. Se você quiser conhecer os vizinhos, pode marcar um horário para fazer a entrega em mãos. Porém, o mais comum é fazer o que eu também faço: deixar o produto na frente de casa com um bilhetinho avisando que e para o Buy Nothing. Nunca ouvi histórias de produtos roubados.

Eu acho esse projeto incrível e garanto que super funciona. Obviamente é proibido vender (ou revender) qualquer coisa . O mais legal é que a ideia foi “exportada” e agora existe Buy Nothing no mundo todo.

Curiosidades sobre o Buy Nothing

A variedade de produtos que são oferecidos para doação é impressionante. No meu grupo, já vi pessoas doando televisão de 50 polegadas, câmera fotográfica, geladeira, máquina de lavar, móveis dos mais diversos tipos, roupas, sapatos, louças, produtos de higiene pessoal, produtos de beleza, produtos de limpeza e até comida!

Sim, isso mesmo, comida! Muitas pessoas doam comida – seja porque vão viajar e não querem colocar produtos frescos fora, ou porque fizeram uma festa e tiveram muita sobra. Esses dias, vi alguém oferecendo pizza – várias caixas de pizza!

Eu também já doei diversas coisas, inclusive plantas! Comprei plantas lindas para decorar a casa, porém elas precisavam de mais sol do que a minha sala estava proporcionando. Antes que elas morressem, eu ofereci no Buy Nothing e rapidinho alguém se interessou. Isso não é lindo?

Onde encontrar o Buy Nothing

Conforme mencionei acima, o Buy Nothing está presente no mundo todo. Felizmente, a tendência é que o projeto cresça cada vez mais.

Atualmente, há Buy Nothing nos seguintes países: Austrália, Canadá, China, França, Índia, Japão, México, Luxemburgo, Holanda, Nova Zelândia, Filipinas, Singapura, Espanha, Suíça, Inglaterra, Estados Unidos e Trindade e Tobago.

Os Estados Unidos ainda é o país com o maior número de Buy Nothings – são mais de 1600 grupos nos 50 estados americanos.  O estado de Washington (onde tudo começou) lidera o ranking com mais de 300 Buy Nothings, seguido pela Califórnia, que possui aproximadamente 250.

Para ver se eles estão na sua vizinhança, visite o website. Você também pode começar um grupo, neste link tem mais detalhes.

*Walking closet – pequeno ambiente, normalmente anexo ao quarto, onde fica o guarda-roupas, gavetas e organizadores de acessórios.

Related posts

EUA – Groundhog Day: que “marmota” é essa?

Lorrane Sengheiser

A Terceira Lei de Newton

Cecília Bailey

Violência contra a mulher nos EUA

Raiane Rosenthal

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação