BrasileirasPeloMundo.com
Terapias Alternativas

E assim começa…

Estou emocionada por estar envolvida neste blog e espero poder acrescentar algum valor para o grupo, em especial em relação a Medicina Complementar, compartilhando informações importantes, esclarecendo dúvidas, respondendo a perguntas e ajudando as pessoas em geral.

Tenho pensado em alguns temas para escrever e um aspecto ficou martelando na minha mente. A primeira pergunta que a maioria das pessoas me faz quando eu digo o que estou estudando é o que é exatamente a Naturopatia e qual a relação com Medicina Complementar, então pensei que falar a respeito poderia ser uma boa maneira de começar a minha contribuição aqui.

Medicina Complementar encompassa uma série de técnicas não convencionais utilizadas em conjunto com o sistema mais tradicional. A Naturopatia pode ser rastreada desde o fim do século 18 e firma-se em seis princípios básicos:

1. O corpo humano tem a habilidade de estabelecer, manter e restaurar a saúde;

2. A causa de doenças pode ser de ordem física, mental, emocional ou espiritual e assim devem ser consideradas, não apenas os sintomas;

3. É preciso tratar sem prejudicar; sendo assim, a intervenção terapêutica deve ser complementar e em sinergia com o processo de cura;

4. Deve-se cuidar da pessoa como um ser humano conectado física, emocional e espiritualmente;

5. O fisiatra ou terapeuta é tambem um professor, de modo que deve criar uma relacao interpessoal saudavel entre terapeuta e paciente/cliente dando o apoio ao paciente desde esclarecimentos de condições a ensinamentos dos tratamentos a utilizar;

6. A prevenção é o objetivo maior do fisiatra/terapeuta para a cura; portanto, muito mais do que lutar contra doencas, a Naturopatia visa promover e manter a saúde.

Como naturopatas, fazemos uso de uma variedade de tratamentos que incluem conselho nutricional, suplementos nutricionais, remoção de toxinas, terapias manuais como massagem, aromaterapia, manipulação músculo-esqueleto, uso de ervas e plantas, remédios homeopáticos, hidroterapia, terapias de ordem energética como florais, terapia de liberdade emocional com visualizações e afirmações, entre outros.

A Naturopatia vem se estabelecendo ao longo dos anos através de pacientes que experimentaram terapias alternativas com sucesso, aqueles que já se desiludiram com a medicina convencional ou ortodoxa e também aqueles que desejam exercer maior controle e responsabilidade pela própria saúde.

O fisiatra de Naturopatia é por vezes classificado como um clínico geral dentro da medicina complementar e trabalhando com ética, de acordo com o Conselho Geral e Registro de Naturopatas, o profissional pode referir o paciente para especialistas de outras áreas, conforme a necessidade.

Considerando-se que este é meu primeiro artigo, agradeço por seus comentários e sugestões de temas que gostariam que eu escrevesse em relação a Medicina Complementar e Naturopatia.

Um abraço a todas.

 

Related posts

Solstício de Verão no Hemisfério Norte

Ana Cristina Zeidan

Natal sem Estresse

Ana Cristina Zeidan

Medicina Alternativa nos EUA

Alessandra Ferreira

12 comentários

Ann Março 11, 2013 at 6:25 pm

Sou fa de terapias alternativas, em especial a homeopatia, que me ajuda muitissimo a cuidar da saude dos meus filhos e da minha. Meu homeopata, em Londres, e excelente e devo muito a ele, portanto, acredito que o rapport entre o profissional e o paciente seja o passo inicial para um tratamento eficaz. Muito contente que voce va dividir um pouco do seu conhecimento conosco. 🙂
xx

Resposta
Ana Paula Março 13, 2013 at 9:15 pm

Ann, obrigada pelo convite, e pelo espaco e a chance de trazer alguma informacao p/ dividir com o mundo onde quer que as brasileiras estejam vivendo. Ja nos conhecemos ha alguns anos e dividimos muitas experiencias. Como voce menciona no teu comentario a relacao que voce tem com seu homeopata eh estreita e inspira confianca. Nao posso deixar de ressaltar quantas vezes puder, o quanto essa relacao paciente/cliente e terapeuta eh um dos pilares para o sucesso de tratamento. Um beijo grande.

Resposta
Lourdes Omitto Andersson Março 11, 2013 at 6:26 pm

Olá Ana Paula!
Parabéns pelo seu trabalho e pela matéria, muito interessante!
Moro na Suécia há 10 anos e depois de 3 anos morando aqui, descobri que sou alérgica a muitas coisas que nunca fui quando morava no Brasil. Hoje não posso comer maca, pêra, kiwi, cenoura, alguns tipos de uva e até melão. Também tive problemas lactose. Pode me dizer qual foi o desequilíbrio que tive, mudando para cá?
Já perguntei para alguns médicos e eles me disseram que isto e normal acontecer, quando se muda de um pais tropical para um pais frio, pra mim não e resposta, me entende?
Agradeço se puder me dar uma explicação mais clara.

Muito obrigada pela atenção.

Att,
Lourdes

Resposta
Ana Paula Março 13, 2013 at 10:56 pm

Ola Lourdes,
Que bom receber teu comentario e a tua duvida, que vou tentar esclarecer. Um do principios naturopaticos eh o de que o fisiatra eh tbrofessor pois deve esclarecer e educando o paciete, o q eh super importante.
Se considerarmos que qualqer mudanca per si causa alteracao e demanda ajustes/adaptacao, podemos comecar a interpretar a tua experiencia. Para demonstrar o que acontece com o nosso organismo na sequencia de mudancas costumo utilizar a analogia de uma pedrinha atirada num lago…..ocasionando o efeito “onda”, nao eh apenas o lugar de impacto que gera uma resposta, mais ainda, eh o circulo onda que se espalha atingindo areas nao tao obvias. Quando consideramos o teu caso espeficicamente, devemos lembrar que o conjunto dos fatos foi o que gerou essa transformacao no teu organismo. Mudar do hemisferio sul para o norte e mudanca de habitos alimentares; mudar de um pais tropical, para o temperado/polar onde a exposicao ao sol eh profundamente afetada ocasionando uma severa reducao de Vitamina D!; exposicao e possivel desenvolvimento da SAD – Seasonal Affective Disorder pela falta de luz do dia…. como costuma-se dizer coloca-se 1+1+1=3, e ai estah o resultado. Esses pontos sao apenas alguns pontos que devem ser considerados para se determinar as alteracoes que vc tem sentido. Alem desses, o teu historico medico e familiar tambem tem peso, acrescentando as tendencias geneticas com a quais seu organismo tem que lidar. Existem inumeras estrategias que podem ser experimetadas e implementadas e se voce desejar pode me contactar pelo e-mail [email protected] para conversarmos sobre algo planejado p/ voce individualmente.
Um abraco,
Ana Paula

Resposta
Tati Sato Março 11, 2013 at 8:47 pm

Oi Ana! Antes de mais nada, bem-vinda ao clube da Luluzinha internacional! 😉

Brincadeiras à parte, eu adorei a sua matéria. Concordo com você que todas as doenças tem uma causa emocional, que quando estamos desequilibradas, estamos mais propensas a algumas doenças… E eu sou a primeira pessoa que diz o quão difícil pode ser manter o equilíbrio quando queremos que o mundo se exploda… Entendo, hoje, que a minha reação alérgica no pescoço acontece quando não estou aceitando alguma coisa que está acontecendo na minha vida. Então uma “rash” aparece…

Vai ser muito legal continuar a ler seus textos! Um grande beijo!

Resposta
Ana Paula Março 13, 2013 at 11:05 pm

Ola Tati,
Obrigada pelo teu comentario. Parece que voce tem uma boa sintonia com seu corpo e ja pode identificar as mensagens que ele te manda! Excelente! Como terapeuta eu adoraria saber se o teu rash desaparece e como? e te convido a usar a minha pergunta como um exercicio de reflexao para o que eh chamado de “fine tuning” ou refinamento da sintonia.
Um abraco.

Resposta
Tati Sato Março 22, 2013 at 7:15 pm

Oi Ana! Acho que a sintonia com o corpo acontece com o tempo, não é? Quero dizer, aprendemos a nos conhecer e a entender as suas reações. Não entendo todas as mensagens, mas algumas sim, me são claras. O meu rash desaparece quando eu aceito. O fato é que, geralmente, eu não sou muito exigente e vou com o flow; acredito que tudo acontece como deve acontecer. Mas, algumas vezes, o meu “eu” mimado (porque acredito que somos vários “eus”) aparece e quero as coisas como eu quero, no momento de agora. Então o rash aparece. Quando eu me acalmo, quando fico mais equilibrada e aceito as coisas pelas quais estou passando, ele simplesmente vai embora. Simples assim. Aconteceu no ano passado e voltou a acontecer nesse ano! Depois me explica um pouco mais sobre o fine tuning, ok? Um beijo

Resposta
Inés Martínez Oltra Março 12, 2013 at 3:37 pm

Ana Paula,
Parabéns pela sua matéria. Adorei!!
xxx
Inés

Resposta
Ana Paula Março 13, 2013 at 11:07 pm

Ola Inés,
Muito obrigada pelo teu comentario e apoio.
Abracos

Resposta
jeane santos Agosto 22, 2014 at 9:59 pm

Ola Ana, eu To numa situacao nao muito boa!sinto muita tristeza, irritabilidade, falta de ar. ..fui parar no hospital e agorà To ate Tomando remedio sé nao Tomo diariamente nao consigo passar o dia bem.vc acha q estou Com depressao?

Resposta
angiurupapri Setembro 23, 2014 at 9:16 pm

Jeane, desculpe a demora em responder ao seu post. Nao observei alerta de novo post no site. Obrigada por sua mensagem e questao. A depressao clinica eh um diagnostico que precisa ser avaliado por medico de familia. Eh essencial que voce tenha um diagnostic feito pelo medico. A medicacao que voce toma foi prescrita pelo seu medico pessoal? Dependendo do remedio que foi prescrito, seu estilo de vida, as circunstancias de moemtno em sua vida e sua motivacao existem algumas praticas complementares que voce pode incluir em sua vida para melhorar sua energia e equilibrar seu espirito para nao se sentir tao triste e irritada. Existem algumas sugestoes basicas para melhorar o ‘mood’ mas na realidade, qualquer aconselhamento tem que ser feito individualemente. Fique a vontade para entrar em contacto comigo via email para entao estabelecermos contacto e direcionar esforcos para uma alternativa que te ajude.
Meu email eh [email protected]

Resposta
Lúcia Outubro 28, 2015 at 3:18 am

Olá Ana Paula e leitores do Blog Brasileiras pelo Mundo.
Sou Naturóloga formada pela UAM aqui no Brasil e tenho interesse em trabalhar com as Práticas Integrativas e Complementares em Portugal.

Estou em processo de pesquisa para validar diplomas, conhecer a legislação do país e ver se meu sonho pode acontecer e enfim eu partir de mala e cuia para esse país maravilhoso e exercer o ofício que eu acredito com tanto amor e paixão, junto é claro da minha paixão maior que é a Terapia Floral, mas que não conheço um curso de graduação no Brasil nem no Exterior sobre a área.

Se alguém tiver qualquer informação de trabalhar com a Naturologia/Naturopatia e Terapia Floral em Portugal e puder compartilhar por favor, meu e-mail é [email protected] Agradeço imensamente!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação