BrasileirasPeloMundo.com
Índia

Uttar Pradesh na Índia

Há cerca de 1 ano, após ter passado seis no Japão, estava prestes a voltar ao Brasil quando acho que Deus olhou lá de cima e disse:

– “Não, não. Brasil ainda não. Vamos colocar um pouco de masala (tempero indiano) nesse negócio! “ Sendo assim, em um curto período, tudo mudou e em março de 2013 eu vim de mala e cuia (literalmente!) para a Índia!”

A Índia apareceu na minha vida quando eu assisti meu 1º filme indiano em 2008. A riqueza dos sons, cores e tudo mais me deixou simplesmente fascinada e eu tinha decidido que um dia eu visitaria aquele país. Porém, jamais imaginei que a Índia teria uma presença tão marcante na minha vida, fazendo com que os 6 anos de Japão parecessem nunca terem existido.

Em 2012 conheci aquele que viria a ser, então, o meu esposo e, foram menos de 6 meses até o nosso casamento. Quando me mudei para a Índia, ano passado, moramos 4 meses no estado de Uttar Pradesh. Uttar Pradesh é um dos estados mais conservadores da Índia, onde as mulheres ainda cobrem suas cabeças com véu para se dirigir aos mais velhos e outros homens e, em algumas partes,  cobrem o rosto inteiro. É um local onde a agricultura é a principal atividade, onde banheiros ocidentais são uma raridade e onde ainda se toma banho no estilo indiano (com balde e canequinha!). Ah, sim! Não podemos esquecer da constante ou quase que diária falta de luz!

Acredito que quando queremos, somos adaptáveis às mais diversas situações. Tanto que aqueles meses em Uttar Pradesh apesar de não ter todas aquelas facilidades as quais eu estava acostumada, foram inesquecíveis! Trocaria todos os meus dias no Japão por 1 em Uttar Pradesh!

Em Uttar Pradesh, as pessoas se parecem como pessoas, expressam seus sentimentos e te acolhem com tanto, tanto carinho que você chega a ficar sem graça! Meus vizinhos me adotaram como um verdadeiro membro da família, mesmo sabendo que eu era tão diferente deles em tantas coisas. Esse amor não tem preço e quando tive que me mudar para Mumbai, chorei…e muito! E meus vizinhos, também!

Mumbai é completamente o oposto de Uttar Pradesh, tentando ser ocidentalizada a qualquer custo e algumas vezes o comportamento das pessoas e das mulheres aqui consegue me chocar, mesmo eu tendo morado no nosso Brasil (Rio de Janeiro) até os 26 anos!

Mumbai, na verdade, lembra muito o meu Rio de Janeiro, mas em grau superlativo. Os ricos aqui são extremamente ricos, os pobres extremanente pobres, o governo não está nem aí para a cidade que quase vem abaixo na época das monções, o sistema de transporte ainda é insuficiente, mas é essa cidade o berço da maior indústria cinematográfica do mundo, a famosa Bollywood!

Mumbai, apesar de todos os seus problemas, tem uma energia vibrante, uma alegria contagiante, diferente da energia que você sente em Uttar Pradesh.

Falar da Índia é um desafio enorme, pois este país é culturalmente o mais rico e diverso do qual tenho conhecimento e certamente, onde para cada regra há uma exceção. A Índia é um país onde não há meio termo: Ou você ama ou odeia. Eu amo e agradeço a Deus pela honra de poder viver aqui e aprender a cada dia uma lição diferente. Verdade seja dita: Ninguém consegue ser mais o mesmo depois que a Índia entra na sua vida. Por isso, incentivo todos a verem de perto os encantos desta terra.

Para quem pretende vir à Índia, aqui fica o meu humilde conselho: Leia bastante antes de vir. Leia todos os relatos, bons e traumáticos nos blogs e websites por aí.

Coração preparado? Então venha e deixe se apaixonar pela intensidade a qual só a Índia pode te proporcionar!

Related posts

Kerala: um pedacinho do paraíso na Índia

Luanda Fernandes

Recebendo visitas na Índia

Rachel Tardin

Navratri, o festival da vida

Bárbara Oliari

11 comentários

Tati Sato Março 31, 2014 at 11:45 am

Oi Juliana! Sempre tive a impressão que a Índia era isso mesmo: ou você ama ou odeia! Não há meio termo! 🙂 Achei bem interessante ler o seu relato, embora eu não tenha vontade de conhecer a Índia! Dear, acho que, para mim, seria um choque (e olha que moro nas Filipinas) e desconfio, seriamente, que eu não gostaria. Adoro, no entanto, ler sobre os países que eu não gostaria de visitar de um ponto de vista de alguém que o ame… Acho que abre meus horizontes de uma forma bem interessante! Um beijo

Resposta
Cristiane Leme Março 31, 2014 at 12:21 pm

Eu sou uma apaixonada pela Índia e seus contrastes, pelo povo que é tão acolhedor e carinhoso, e pelas comidas… ai as comidas… volta e meia aqui em casa tem um Tikka Masala, umas samosas e chapatis! Adorei o texto e as dicas, principalmente a respeito de ler bastante todos os relatos bons e ruins de quem já esteve aí. Espero um dia poder voltar a visitar Mumbai, dessa vez com meu marido dinamarquês!

Resposta
Sydnei Vasconcelos Março 31, 2014 at 1:18 pm

Parabens pelo texto!
A India parece ser um pais bem caotico e sexista, nao tenho o menor interesse em conhecer.

Resposta
Ana Cristina Kolb Março 31, 2014 at 1:48 pm

Juliana, adorei seu texto e com certeza ja me alegro de saber mais sobre este pais tao rico culturalmente, eu sempre tenho um pouco de medo da India, nunca visitei, embora esteja na minha lista, mas sempre tive um pouco de medo, por ser sensível a cheiros higiene e por me deprimir muitas vezes ao ver as pessoas sofrendo ou vivendo em escassez, mas por tudo que me dizem, parece mesmo que a India é um lugar muito especial. Que o universo me leve pra onde ele quiser e quem sabe ele não me leva um dia por estes lados dai! Parabens pelo texto! Namasté

Resposta
Cintia Março 31, 2014 at 2:59 pm

Oi Juliana,

Parabéns pelo texto. Muitas pessoas que conheço se expressaram exatamente como voce ao voltarem da Índia. Lembro de uma professora no Mestrado que nos contou que foi uma vez á Índia para um Congresso de três dias e acabou ficando por lá mais de um mês tamanho o impacto que sentiu. Lembro que ela se expressou da seguinte forma ” Peguem tudo que voces conhecem, virem de ponta cabeça, batam no liquidificador e ainda assim voces só terão uma pequena idéia do que é a Índia”. Uma outra amiga, também ficou por lá da primeira vez 3 meses e voltou encantada e assim outras e outras pessoas. Beijos.

Resposta
Fernanda Moura Março 31, 2014 at 3:16 pm

Oi Juliana! Adorei o seu texto. É muito importante saber vivenciar outras culturas com a mente aberta e desfrutar ao máximo as diferenças. Pois é esta riqueza que permanece conosco para sempre. Eu nunca fui a India, e confesso que tenho um certo receio. Talvez eu não me sinta preparada para um choque cultural desta natureza ainda. Possivelmente eu viveria de mau humor, reclamando de tudo ( bom, isso eu já faço em qualquer lugar). Mas acho que a India potencializaria esta minha natureza rsrsrs. Acho inspiradora a ideia de pessoas como vc, que vivem essas experiências as vezes difíceis sabendo tirar lições de vida destas diferenças. Um beijo!

Resposta
Monica Bateman Março 31, 2014 at 3:50 pm

Parabens pelo texto, Juliana. Imagino quanta historia apos viver no Japao e agora na India!

Resposta
Marcela Irigaray Baur Março 31, 2014 at 4:00 pm

Adorei ler seu artigo. Meu marido aceitou o desafio de ser transferido para a Índia. Meu filho e eu, estamos morando em Jaipur desde julho de 2012. Aqui, é outro planeta mesmo! Mas, sempre digo que , se tivermos o coração e a mente abertos, a Índia irá transformar você. Nossa adaptação esta sendo tranquila e prazerosa. Adoramos Jaipur, apesar de não encontrarmos todas as facilidades de Delhi, Mumbai e Bangalore, ganhamos outros presentes. Aqui as pessoas são muito queridas e disponíveis. Nos locomovemos com muita facilidade e a cidade parece ser mais limpa. A arquitetura e design são bem típicos e aqui é muito colorido! Ah, a comida ainda é a parte difícil para nós, mas seguimos tentando …

Resposta
Juliana Abril 1, 2014 at 3:31 pm

Puxa, que alegria saber que vocês gostaram do texto! Agradeço de coração a todos que comentaram e leram este post.
Se quiserem trocar mais idéias sobre a Índia, Japão e Ásia em geral, podem me escrever! Vou continuar escrevendo e compartilhando minhas experiências e aventuras aqui na Índia no meu blog (www.tabibitosoul.com). Aguardo a vista de todos! Um grande abraço, pessoal!

Resposta
Carla Maio 18, 2014 at 8:52 am

Oi Juliana, que bacana o seu texto. Estou indo à India no inicio de Julho, uma viagem rapidinha para sentir o país 🙂
Muito interessante ler a sua descrição e sua experiência nesse pais de cultura tão rica. Um grande abraço 🙂

Resposta
PAULO RICARDO BUTTENBENDER Janeiro 24, 2015 at 12:27 pm

Oi Juliana. Li alguns textos seus e me identifiquei com alguns. Minha paixão pelo Índia também começou com os filmes de Bollywood e agora estou querendo fazer um intercâmbio na Índia. Gostaria de trocar uma ideia com você e aprender mais sobre a Índia. Onde podemos conversar ou teclar?
Abraço

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação