BrasileirasPeloMundo.com
Curiosidades Pelo Mundo Portugal

Noite Branca em Portugal

Noite Branca, Braga

 Noite Branca em Portugal. Conheça essa tradição.

Se você esteve em Porto, Guimarães e até Lisboa durante o mês de Setembro pode ter olhado em volta e percebido muitas pessoas andando de branco na rua. Seria esse mês um ano novo fora de época?  Não é bem assim! Trata-se da Noite Branca. 

Origens da Noite Branca

Não se sabe ao certo qual motivo deu origem a esse evento cultural, mas o primeiro festival deste tipo aconteceu em Paris há alguns anos. Uma noite com muita música, bebidas típicas e gente na rua não poderia ter outro resultado: essa tradição acabou se espalhando por diversas cidades em toda a Europa. 

Em Portugal, o formato original conta com 24 horas de muita diversão para toda a família. Geralmente durante esse evento os museus, bibliotecas e outras entidades públicas têm a entrada gratuita, além de promoverem outras atividades como apresentações, tours, intervenções artísticas e workshops. Além disso, existem palcos com shows dos mais diversos estilos musicais: desde os tradicionais fados portugueses até as músicas portuguesas e brasileiras mais atuais. 

Atualmente a Noite Branca mais longa acontece em Braga, terceira maior cidade de Portugal, localizada ao norte de Porto. A última edição aconteceu entre os dias 6 e 8 de setembro e tinha atrações para todas as idades e gostos! No entanto, nota-se uma mudança no público no cair da noite: até a meia noite é mais comum ver pessoas mais velhas e famílias com crianças rondando pelas ruas da cidade, mas após esse horário os jovens se tornam maioria e tomam conta das festividades. 

Organização, segurança e limpeza

E isso não quer dizer baderna não viu? Da mesma forma como durante o dia, toda a curtição é feita de forma muito educada e limpa. Isso mesmo, limpa! Eram três horas da manhã quando eu olhei em volta e me dei conta que as ruas estavam praticamente intactas, com poucos (poucos mesmo!) plásticos e papéis no chão. A organização do festival ajudou nesse aspecto ao oferecer copos reutilizáveis em todas as barracas de bebida ao preço de 1€. Mas mesmo assim, fiquei realmente impressionada! 

Quanto a educação, posso dizer seguramente que foi uma das poucas festas de rua que eu não presenciei absolutamente nenhum tipo de briga, provocação ou coisas desse tipo. Se você costuma ir a festas de rua no Brasil deve saber bem do que eu estou falando! 

Leia também: Como viajar para Portugal pela primeira vez

Da mesma forma que no Brasil, as bebidas alcoólicas vendidas não eram das mais baratas. Elas estavam variando entre 3€ e 7€. Naturalmente muita gente havia levado a sua própria bebida no cooler, como já estamos acostumados a fazer nos carnavais e festivais de rua. Se for fazer isso, só não se esqueça de colaborar com a limpeza e levar todo o lixo produzido com você, ok? 

Prepare sua roupa branca

Outra coisa que pude perceber é que a festa é levada realmente muito a sério e vai além das vestimentas brancas. A decoração e os enfeites pela cidade não deixaram a desejar, além da infraestrutura de luz e som montadas para não deixar ninguém ir embora cedo! Falando em palcos, fiquei realmente impressionada com a quantidade de música brasileira. Mas acho que isso não é muita novidade para quem está há mais tempo aqui em Portugal né? Rsrs 

Uma das coisas que eu mais gostei da Noite Branca em Braga é que, da mesma forma como em outros restaurantes, parques e baladas, a festa era democrática. Era possível perceber que havia todas as classes sociais, origens e histórias diferentes simplesmente curtindo a música e os espetáculos de luz e som. Apesar das diferenças sociais em Portugal não serem tão “gritantes”quanto no Brasil, nunca deixa de ser lindo observar essa heterogeneidade. Porém isso será assunto para uma outra ocasião… 

Leia também: Tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Se você é novo(a) na cidade ou mesmo um turista curioso, aproveite essa oportunidade para conhecer o Centro Histórico da cidade durante a noite e no ritmo dos moradores. Mesmo que você já tenha percorrido o Centro de Braga durante o dia, não deixe de apreciar as sombras e luzes especiais que se formam no cair da noite. É um verdadeiro espetáculo! 

Agora, caso você tenha chegado tarde demais, sinto dizer que terá que esperar até o ano que vem. Enquanto isso, que tal tomar um vinho do Porto enquanto delicia um bacalhau fresquinho? 

Related posts

Hábitos ingleses

Juliana Brandão

Pagamento apenas com dinheiro trocado no Peru

Viviane Naves de Alencar

Nove pontos negativos da vida na Armênia

Leticia Tostes Ortega

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação