BrasileirasPeloMundo.com
Nova Zelândia Trabalho Voluntário Pelo Mundo

Sete bons motivos para fazer trabalho voluntário na Nova Zelândia

BPM Gabriela Nunes Trabalh Voluntario
Sete bons motivos para fazer trabalho voluntário na Nova Zelândia.
A palavra “voluntário” vem do latim voluntarĭus, ‘que age por vontade própria’.
Segundo a definição da ONU “o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido a seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou outros campos…”.
É importante distinguir que a caridade pode ser feita das seguintes formas: ajudando a um estranho, doando dinheiro ou simplesmente doando parte do seu tempo ou trabalho para uma causa.
A busca por um propósito na vida pessoal e profissional tem direcionado muitas pessoas no mundo todo para realizar algum tipo de trabalho voluntário.

O impacto do trabalho voluntário no mundo

O impacto do exercício da caridade e do trabalho voluntário é imenso, seja para as causas beneficiadas por este esforço, ou para a economia mundial.
Segundo um estudo de 2011 realizado pello Johns Hopkins Centro de Estudos da Sociedade Civil 2011, cerca de 140 milhões de pessoas em 37 países se envolveram em trabalho voluntário e representam o equivalente a 20,8 milhões de empregos em tempo integral. Estima-se que estes voluntários tenham contribuido com cerca de US $ 400 bilhões para a economia anualmente. 

A importância do trabalho voluntário na Nova Zelândia

Segundo o mais recente estudo do CAF a respeito do índice mundial de caridade que examina como e por que as pessoas ao redor do mundo contribuem com a caridade, com dados de 139 países que representam 95% da população mundial, a Nova Zelândia é o 4°  país que mais exercita a caridade, ficando atrás apenas de Myanmar, Indonésia e Quênia. Ainda, cerca de 65% dos entrevistados no país ajudaram estranhos e/ou doaram dinheiro e 41% realizou algum trabalho voluntário.
 
Segundo o site Volunteer New Zealand, as pessoas na Nova Zelândia passam em média cerca de 13 minutos por dia em atividades de voluntariado
Nas escolas públicas da Nova Zelândia há diversas atividades ao longo do ano e datas especiais que estimulam as crianças a realizarem doações ou suportar alguma causa social ou ambiental.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar Nova Zelândia

7 grandes benefícios do trabalho voluntário na Nova Zelândia

Para quem recebe a contribuição, os benefícios são óbvios e diretos, mas e para quem doa o seu tempo? 
 
Segundo o site Seek Volunteer (um dos mais importantes para busca de empregos na Nova Zelândia), o trabalho voluntário é visto como uma experiência de trabalho confiável aos olhos dos empregadores, mais precisamente, “93% dos empregadores entrevistados acreditam que o voluntariado é uma maneira confiável de obter experiência real de trabalho” e “94% concorda que o voluntariado pode ser uma ótima maneira de ganhar experiência e habilidades que podem ser usadas no trabalho remunerado de um indivíduo”.
 
Fazer o bem – Sem dúvidas o melhor benefício é para você mesma e para o mundo, já que esta será a oportunidade de contribuir com algo que depende de esforços individuais e coletivos para que possam acontecer. Seja para ajudar pessoas necessitadas, salvar alguma espécie da fauna ou da flora, ou ainda para angariar fundos para uma causa, certamente a sensação de realização pessoal por poder contribuir e, efetivamente, ajudar, será uma das mais gratificantes que você poderá sentir.
 
Ampliar rede de contatos – Ao se juntar a uma causa, você poderá conhecer muitos outros voluntários e pessoas que vivem no local. Este foi um ponto abordado pela colunista Natalia em seu texto sobre a importância do networking na Nova Zelândia aqui no BPM, onde ela cita que o trabalho voluntário é como uma das formas de ampliar esta rede de relacionamentos tão importante para a vida pessoal e profissional. 
 
Melhorar o seu inglês e ampliar seu vocabulário – Outro grande benefício é que você terá contato com diversas pessoas com sotaques diferentes e poderá exercitar a sua escuta e a sua fala / pronunciação de uma maneira muito prática, alám de aprender novas palavras e ampliar o seu vocabulário. Para muitos, pode ser de grande ajuda também para vencer a insegurança inicial. Obviamente não substitui os estudos, mas certamente é um forte aliado.
Adquirir experiência local – Em meu post sobre como retomei a minha carreira na Nova Zelândia, para o BPM, eu contei que fui fazer trabalho voluntário também como uma forma de conseguir experiência local (muito valorizada por aqui). Ainda que não estivesse relacionada diretamente com a minha carreira, foi um primeiro passo para criar conexões com a comunidade local para, depois, colocar no meu currículo. Um apredinzado que compartilho aqui é: tente encontrar algum trabalho voluntário em alguma causa que esteja relacionada com o emprego que você almeja conquistar, porque isso poderá te ajudar muito no futuro próximo.
Refêrencias – Além de tudo isso, o trabalho voluntário te ajuda a conseguir boas referências de caráter para dar os primeiros passos em busca de um emprego remunerado, já que muitos empregadores pedem que você indique referências locais.
Ampliar seu conhecimento – Ao fazer um trabalho voluntário, você irá adquirir novos conhecimentos (skills) que são específicos da atividade que irá exercer e isso será muito importante para enriquecer o seu currículo. Além disso, tudo aquilo que aprender poderá carregar com você pelo resto da vida.
Ajudar a conseguir um emprego remunerado – Com tantos contatos e a oportunidade de mostrar o seu trabalho, conhecimento e capacidade, certamente muitas oportunidades podem surgir, inclusive um convite para um emprego remunerado (seja na própria ONG onde está voluntariando, ou por indicação de algum contato). Neste outro post do BPM a Marcella conta sobre diversas pessoas que aproveitaram as experiências que adquiriram durante o trabalho voluntário para conseguir um emprego remunerado, e são muitos os exemplos.
 

Onde procurar trabalho voluntário na Nova Zelândia

Com tanta coisa positiva, caso você tenha se animado, aqui estão alguns caminhos para encontrar um trabalho voluntário na Nova Zelândia:

Como foi a minha experiência

Eu fui voluntária em dois projetos diferentes. No primeiro, Jonah Project, eu participei de um curso para me qualificar como Marine Mammal Medic e ajudar no resgate de baleias e outros mamíferos marinhos em caso de necessidade. 
 
Ja no Kaipatiki Project o meu trabalho era semanal e eu ajudava a semear e plantar espécies nativas e tirar ervas-daninhas das florestas e áreas de preservação. 
 
Trabalho Voluntario na Nova Zelândia
Fonte: Acervo Pessoal
Há também a possibilidade de participar de ações como dias de plantação de espécies nativas em parques ou dias de recolher lixo em praias (já que são comuns os eventos promovidos e direcionados para a comunidade local) – neste caso basta checar em parques e no site da prefeitura da cidade


O que a imigração da Nova Zelândia diz sobre isso? 

Segundo o site da Imigração, não há uma categoria de visto especial para que se possa vir à Nova Zelandia com o propósito de fazer trabalho voluntário, mas durante a sua visita (como turista), estudo ou caso tenha visto de trabalho, é possivel que voce faça trabalhos voluntários, com algumas condicoes: tanto em visto de visitante ou estudantevocê pode fazer trabalho voluntário enquanto estiver na Nova Zelândia, desde que não receba nenhum ganho ou recompensa.
Já para o caso de visto de trabalho, ou se estiver com dúvidas, é melhor consultar o seu advogado de imigração (immigrant advisor) uma vez que as condições são mais restritivas (e não pode haver ganhos ou recompensas). Obviamente residentes e cidadãos são livres para exercer trabalho voluntário, também.

Para saber mais sobre voluntariado pelo Mundo aqui no BPM clique aqui.

Related posts

Por que fiquei feliz em ter minha filha na Nova Zelândia

Roberta Crossley

Trabalho voluntário pago existe?

Laura Maciel

Recomeço após os cinquenta na Nova Zelândia

Sandra Marengo

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação