BrasileirasPeloMundo.com
Inglaterra Trabalho Voluntário Pelo Mundo

Trabalho voluntário na Inglaterra

Como contei no post do mês passado, fiquei um tempo sem trabalhar com remuneração e esperando o meu visto de familiar de europeu que liberava o trabalho no Reino Unido. Sendo assim, para não ficar em casa de pernas para o ar resolvi encarar um trabalho voluntário.

O trabalho voluntário pode agregar em várias vertentes da vida e é muito popular no Reino Unido, tanto entre ingleses quanto entre imigrantes. Através dessa experiência é possível conhecer pessoas, conhecer hábitos locais, trocar experiências, praticar a língua do país e um ótimo bônus é a bendita carta de referência. O inglês tem o hábito de checar as suas referências, e sendo recém-chegado no país é difícil ter uma, logo o voluntariado pode te dar uma forcinha para isso.

O hábito de ser voluntário é algo bem intrínseco na população inglesa, pois mesmo com seus trabalhos formais, ainda arrumam horários para encaixar sua boa ação. Trabalhar por uma causa nobre atrai as mais diversas classes sociais, como pudemos ver nas manchetes dos jornais quando os príncipes da Inglaterra foram se voluntariar em países como a África e Chile. Tenho, inclusive, algumas amigas inglesas aqui na minha cidade que tiram algumas horas de seus finais de semana para ajudar alguma instituição de caridade como a ‘Cancer Research’, ‘Oxfam’, ‘British Heart Foundation’, ‘Sue Ryder’, ‘Blue Cross’, ‘Red Cross’, ‘Myton Hospice’, etc, além de ajudarem, participarem e divulgarem os eventos patrocinados pelas mesmas instituições para arrecadar fundos para pesquisas e ajudar o próximo. Ou seja, voluntariado aqui é coisa bem séria, sem desmerecer os voluntariados dos outros países.

Recrutando voluntários na porta da loja.
Recrutando voluntários na porta da loja.

Como cheguei à Inglaterra com um visto de seis meses para depois aplicar para o de residência (post do mês passado) e por vir morar em uma cidade onde imigração não é o forte, foi difícil arrumar um emprego, e mesmo aplicando para várias vagas, eu não tinha um visto de trabalho válido. Então, fui procurar rumo para minha vida e sair de casa no trabalho voluntário. Passei seis meses voluntariando na British Heart Foundation, em uma loja de caridade bem perto da minha casa.

A British Heart Foundation (BHF) é uma instituição de caridade que preconiza as pesquisas em doenças cardíacas e trabalha para encontrar tratamentos para pessoas que sofrem e podem vir a morrer de uma doença cardíaca. O intuito desta instituição é de lutar contra doenças cardiovasculares. E por que ser voluntário em uma causa como essa? Primeiramente, porque esse é um dos maiores motivos de morte no mundo e ocupa o primeiro lugar no Reino Unido, sendo assim já é um bom motivo ser uma das pessoas que suporta essa causa. E toda ajuda e fundos angariados para a pesquisa vem de doações, vendas nas lojas da instituição, revertidas para essa pesquisa, e ajuda para arrecadar fundos em vez de gastá-los com funcionários é super importante. Vale lembrar que esse formato não é exclusivo da BHF, sendo familiar a quase todas as instituições de caridade e pesquisa do Reino Unido.

Durante o tempo que passei voluntariando na loja da minha cidade, tive a oportunidade de me relacionar com ingleses, conhecer locais e entender um pouco sobre as pessoas que frequentam essas lojas de caridade para adquirir seus bens de consumo, além de conhecer algumas pessoas que doam mensalmente através de cheques, pois tiveram parentes que sofreram algum tipo de doença cardiovascular. Foi uma experiência e tanto!

Os meses que passei dentro da loja me fizeram perceber, mais ainda, o quanto somos pequenos e como precisamos nos ajudar enquanto sociedade. O trabalho voluntário nos faz pensar (mais ainda) no outro e em como precisamos nos unir para fazer com que o mundo funcione de uma forma melhor. O ser humano anda bem individualista, mas tive a oportunidade de conhecer pessoas que realmente fazem o que podem para construir um mundo melhor, e o voluntariado funcionou para mim em muitos aspectos: crescimento pessoal, refinar minha percepção de indivíduo e de mundo; crescimento profissional, aprender novas funções dentro da loja, conhecer gente, gastar meu inglês, aprimorar, aumentar vocabulário, ganhar uma cartinha de referência nos padrões ingleses e o primordial: ajudar uma causa nobre que pode ajudar a salvar muitas vidas.

Blue CrossBritish Heart foundation

Hoje não estou mais no chão da loja ajudando diariamente como fazia, mas sempre que existe oportunidade participo de eventos organizados, ajudo em campanhas e faço doações de roupas e utensílios, pois o que não me serve hoje pode servir para o outro e o melhor de tudo, ainda ajuda a levantar fundos para pesquisas através das vendas do mesmo. Sempre é possível ajudar a fazer o mundo melhor.

Espero que minha história e experiência inspirem a nos transformarmos em melhores seres humanos e a fazermos nossa parte para transformar o mundo.

Vamos fazer o bem, sempre!

Leia mais sobre a Inglaterra: Tudo o que você precisa saber para morar na Inglaterra!

Related posts

Inglaterra – Estudando Na Terra da Rainha

Fernanda Franco

Dicas de turismo em Londres: Borough Market, London Bridge e região

Natália Rodrigues

Vídeos do I Encontro das Brasileiras Pelo Mundo

Ann Moeller

14 comentários

Francisco Cesar da Costa Março 26, 2016 at 3:41 pm

Olá Juliana ! Boa tarde !!!
Seu BLOG é muito legal e útil para muita gente !!!! Parabéns !
Estou querendo fazer um serviço voluntario ai na Inglaterra, não tenho muito dinheiro, mas ajudei a cuidar da minha mãe que estava com Alzhaime’rs desease ( é assim que soletra ?) Ela minha mãe tinha 88 anos e faleceu dia 30 dezembro de 2013, sinto muito falta dela , mas é a vida …seguir em frente.
Tenho 56 anos , sou solteiro , não tive filhos , moro atualmente na Praia Grande/SP com uma irmã mais velha que eu , não tenho outra cidadania , somente a brasileira.
Se tiver um tempinho para me escrever , e orientar ….lhe agradeço muito !!
http://www.brasileiraspelomundo.com/na-midia
God blessing you Juliana,

Francisco Cesar da Costa

Resposta
Juliana Brandão Março 29, 2016 at 12:28 pm

Bom dia Francisco,

Obrigada por nos acompanhar no BPM.

Sinto pela sua mãe e espero que a dor acalme com o passar dos anos.

Aqui na Inglaterra para se poder trabalhar ou até fazer trabalho voluntário é necessário ter o passaporte europeu ou um visto de trabalho (que pode ser o chamado Tier 2 ou um visto de familiar de europeu, que obedece aos tratados da União Européia). Algumas profissões estão em falta no Reino Unido, e algumas empresas pagam pelo visto de trabalho.

Para se trabalhar com idosos, é necessário ter uma formação específica.

No link abaixo é possível saber quais são as profissões que estão em falta e que são comuns as empresas pagarem um visto de trabalho e quais qualificações necessárias.

https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/423800/shortage_occupation_list_april_2015.pdf

http://www.nhsemployers.org/your-workforce/recruit/employer-led-recruitment/international-recruitment/shortage-occupation-list

Espero ter ajudado,

Obrigada por nos acompanhar,

Juliana.

Resposta
Sofia Julho 1, 2016 at 12:36 pm

Boa tarde Juliana,

Gostaria de saber como considerava o seu nível de Inglês quando iniciou o trabalho voluntário. Eu gostaria de fazé-lo enquanto aguardo pela minhas inscrição no NHS. Contudo, estou um pouco receosa em relação à lingua.

Obrigada
Sofia

Resposta
Juliana Brandão Julho 3, 2016 at 10:28 am

Oi Sofia,

Eu já tinha inglês fluente qd me mudei para Inglarerra, mas aconselho muito a fazer voluntariado, vai aprender muitos em todos os aspectos.

🙂

Não fique receosa, pois in loco é o melhor lugar para aprender 🙂

Beijos

Resposta
Carlos Antonio de Jesus Agosto 31, 2016 at 8:37 pm

Olá, sou o Carlos, acabei de fazer meu voluntariado na Alemanha onde trabalhei como auxiliar de enfermagem e com adolescentes que necessitavam de cuidados especiais, gostaria de saber se vc te os endereços das instituições confiáveis para que eu possa me inscrever, tenho fluência em Inglês/Alemão
obrigado

Resposta
Juliana Brandão Setembro 6, 2016 at 8:17 am

Olá Carlos,

Infelizmente não sei te informar sobre estas instituições.
A British Heart Foundation é uma instituição bem confiável aqui na Inglaterra e no link abaixo você consegue achar informações.

https://www.bhf.org.uk/healthcare-professionals

O NHS também tem algumas informacões no site deles

https://www.healthcareers.nhs.uk/i-am/considering-or-university/studying-be-doctor/applying-medical-school/gaining-experience-medical/volunteering

Espero ter ajudado,

obrigada,
Juliana

Resposta
vera lucia Novembro 17, 2016 at 4:08 pm

BOA TARDE!! GOSTARIA DE SABER SE CONSIGO UMA OPORTUNIDADE DE TRABALHO NA INGLATERRA, EU E MEU ESPOSO SOMOS UM CASAL QUE SABEMOS FAZER VARIAS COISAS, ELE EXELENTE MOTORISTA, EU JA TRABALHEI DE OPERADORA DE CAIXA, FAÇO SALGADOS, TEMOS ESPRITO JOVEM, 3 FILHOS JÁ CASADOS, E MEU ESPOSO É AUTO DIDATA NO INGLES, EU ALGUMAS PALAVRAS. E ELE AMA A INGLATERRA. DESDE JA OBRIGADA.

Resposta
Juliana Brandão Novembro 19, 2016 at 5:59 pm

Olá Vera Lucia,

Como já falei no post do mês passado para vir para Inglaterra é necessário ter um visto de trabalho ou ter passaporte europeu ou ser conjuge de europeu.

Existem visto de estudos também que permitem poucas horas de trabalho por semana, mas são cursos superiores ou mestrado e doutorado.

Espero ter ajudado,

Obrigada por nos acompanhar no BPM,

Juliana.

Resposta
Jéssica Maio 5, 2017 at 4:34 pm

Juliana, boa tarde
Primeiramente parabéns pelo blog.
Gostaria de sua opinião, trabalho no Brasil como advogada, a pouco tempo.
Tenho interesse em conhecer a Inglaterra, talvez para morar se fosse possível.
Entretanto, não sei por onde começar. Se por um visto para estudos,um curso intensivo dá língua inglesa talvez? Um trabalho voluntário é necessário fluência? Ou um visto como turista é possível realizar algum trabalho voluntário, meu objetivo seria aprimorar a língua para fluência, e posteriormente tentar uma pós na minha área ou algum trabalho que pudesse permitir a minha permanência no país por mais tempo para verificar se seria possível a adaptação. Muito obrigada!! Se puder me escrever [email protected]

Resposta
Juliana Brandão Maio 6, 2017 at 10:19 am

Olá Jéssica,

Primeiramente com o visto de turista você só consegue turistar, existe um visto específico para trabalhos voluntários que você pode encontrar na página oficial do governo britânico (www.gov.uk). Dependendo do tipo de voluntariado que você queira fazer é necessário sim a fluência da língua.

Com uma pós graduação você consegue um visto de estudos, e pode trabalhar algumas poucas horas por semana se estiver matriculada num mestrado ou doutorado, e para saber os valores destes cursos o melhor a fazer é escolher as universidades e entrar em contato para ver os valores para estudante internacional.

Cursos de inglês não dão direito aqui no UK a trabalho, para isso eu já sugiro a Irlanda que tem um programa legal de estudo e trabalho.

Espero ter ajudado,

Juliana

Resposta
Amanda Meneguetti Outubro 8, 2017 at 11:05 am

Oi Juliana,

Que legal o seu post. Cheguei na Inglaterra há poucos meses, e como você no passado, estou aguardando minha residência como familiar de europeu. Você tem algum outro post que fala dessa sua experiência? Pois além de iniciar um trabalho voluntário, gostaria de saber um pouco mais desse processo, antes de efetivamente começar a procurar emprego. Com o brexit talvez as coisas mudem, mas seria muito válido saber de sua experiência.

Resposta
leandro ribeiro Novembro 23, 2017 at 10:46 pm

BOA TARDE!! GOSTARIA DE SABER SE CONSIGO UMA OPORTUNIDADE DE TRABALHO NA INGLATERRA, EU SOU SOLTEIRO QUE SEI FAZER VARIAS COISAS, SOU UM EXELENTE FAXINEIRO, EU JA TRABALHO DE FAXINA FAÇO FAXINA , TENHO 33ANOS, É AUTO DEDICO NO MEU TRABALHO ENTENDO ALGUMAS PALAVRAS.MUITO OBRIGADA.

Resposta
Noêmi Março 18, 2018 at 5:04 pm

Boa tarde!! Tenho minha carteira de residente sou esposa de cidadão europeu mas meu inglês é ruim e eu queria fazer trabalho voluntário com crianças orfãos e etc… Por onde eu começo? Obrigada!

Resposta
Liliane Oliveira Março 19, 2018 at 1:17 pm

Olá Noêmi,
A Juliana Brandão parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Inglaterra que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação