BrasileirasPeloMundo.com
Portugal

5 Dicas para se aquecer no inverno em Portugal

5 Dicas para se aquecer no inverno em Portugal.

O inverno já chegou e quem vive no Norte de Portugal já começa a sofrer com o aumento da conta de eletricidade e gás. Isso porque as casas aqui não têm nenhum tipo de isolamento para reter o calor. O máximo que encontramos são as janelas duplas, que protegem um pouco mais do frio. Mas quais são as alternativas para aquecer a casa nesses dias de inverno?

Para deixar a casa mais quentinha, o ideal seria fazer uma reforma e melhorar todo o isolamento da casa, investindo em chão aquecido, isolamento das paredes e janelas bem vedadas.

Com tantas ofertas no mercado, fica difícil escolher o melhor para o nosso lar e nosso bolso. Os vendedores nos apresentam climatizadores, emissores de calor, termoventiladores, etc. Mas com tantas opções e preços, fica difícil saber qual será ideal e com melhor custo benefício para a nossa necessidade. Para ajudar nessa decisão, a Deco Proteste criou um guia para decidir qual será o melhor tipo de aquecimento para você Quer conferir? Clique aqui!

No meu apartamento atual não temos preparação para gás natural. Logo quando retornamos para Portugal, tentamos fazer aquecedores caseiros, pois são mais baratos e agridem menos o meio ambiente. Eles realmente funcionam, mas gastam muita vela! Fora que é não é nada prático movê-lo de um ambiente para outro. Mas se você pretende que ele fique em um só lugar, é muito bom! fizemos quatro deles e passamos o primeiro mês do inverno de 2014 apenas com eles. Ficaram parecidos com esses.

Aquecedor caseiro

Então iniciamos uma busca pelo aquecimento ideal: em 2014 o aquecedor a óleo, em 2015 o aquecedor a gás, e finalmente em 2016 placas cerâmicas e placa de ferro fundido. Mas antes de instalarmos as placas de cerâmica e de ferro fundido, acabamos investindo na colocação de janelas duplas adicionais, o que melhorou muito o isolamento do calor. Além de muita fita de calafetagem nas portas e janelas antigas.  Mas mesmo assim, sem nenhum aparelho para aquecimento, a casa pode chegar a 15°C.

Neste post falarei de alguns tipos aparelhos que são eficazes para deixar o inverno bem mais confortável e quentinho, sem gastar tanto. Vou listar aqui os tipos de aquecedores que já utilizei e o seu custo benefício a longo e curto prazo.

Leia também: tudo que você precisa saber para morar em Portugal

Aquecimento a Gás Natural
O aquecimento central com a caldeira a gás natural é o mais econômico. Caso sua casa não seja preparada para esse tipo de aquecimento, poderá investir nessas obras, pois o custo-benefício a longo prazo é excelente!

Tive duas experiências com esse tipo de aquecimento. No meu primeiro apartamento tínhamos vazamento de ar por toda a casa. Então o aquecimento era ineficiente. Por mais que fosse um sistema econômico a longo prazo, estava criando sérios problemas a falta de isolamento. Chegamos a pagar mais de 100€ de conta de gás em um T1 (quarto e sala com janela na cozinha).

Já no meu segundo apartamento, bem mais novo, estava um pouco mais preparado para o frio. Tinha janelas eficientes em termos de isolamento, mas nas paredes não havia nenhum. O apartamento ficava bem quentinho! Nossa caldeira tinha a possibilidade de regularmos os horários que queríamos o aquecimento ligado. Era um T0 (quarto e sala sem janela na cozinha) e gastávamos cerca de 60€ na conta de gás nos meses mais frios.

Aquecedores a óleo
São praticamente os de primeira escolha para os consumidores, pois são mais baratos, mais rápidos para aquecer o ambiente e também podem ser deslocados para diversos ambientes. Mas não se engane. Sua conta de eletricidade virá nas alturas! Isso aconteceu comigo. Comprei um com 11 elementos em 2014 e ligava menos de 4 horas por dia no inverno. Em um mês minha conta de eletricidade disparou! Chegou aos 200€. Preferi vender o aparelho e pesquisar outras formas de me manter aquecida sem gastar tanto.

Aquecimento a gás butano
Logo após minha conta de eletricidade vir nas alturas, pesquisamos mais aparelhos e descobrimos o HotSpot da Galp. Compramos e não nos arrependemos na época. Aliais, tenho ele até hoje. Nos dias mais frios poderá gastar uma botija em 2,5 semanas. Cada botija custa cerca de 26€.

Como ele é móvel, você poderá leva-lo para todos os ambientes que estiver. Mas como ele é um combustível gasoso, sofre combustão e libera monóxido de carbono. Então nada de deixar ele no quarto. O ideal é que se quiser aquecer o quarto, coloque ele lá, com a porta aberta e quando for dormir desligá-lo e retirar do ambiente (colocar na sala ou corredor). Esses sistemas de aquecimento têm travas para fugas de gás. Quando ficam também muito aquecidos desligam automaticamente. Também é bom ter um detector de monóxido de carbono e equipamento de segurança contra incêndios. Isso é realmente por precaução. Você encontrará esses produtos na Ikea e Continente, respectivamente.

Emissor térmico de placas cerâmicas
Ano passado adquiri as placas cerâmicas e fiquei impressionada como elas conseguem aquecer o ambiente. Mais econômicas que os aquecedores a óleo, é uma solução excelente a longo prazo. Elas ficam ligadas o ano todo. Programamos elas para deixar a casa com mais de 21°C. O investimento inicial é alto, pois cada placa custará mais de 150€. Porém a longo prazo sentira a economia na conta de eletricidade.

Emissor térmico de placa de ferro fundido
Tenho um desses na minha sala, que é relativamente grande, e é sem sombra de dúvidas o mais econômico aquecedor elétrico que já tive. Gasta muito pouco e mantém o ambiente bem quentinho. Ele também fica ligado o ano todo, igual a placa cerâmica. O investimento é maior nesse aparelho. Você investirá um pouco mais de 200€, porém a economia a longo prazo é muito boa.

Hoje, com duas placas cerâmicas e uma placa de ferro fundido, gasto nos meses mais frios entre 180€ e 240€. Mas lembre que na minha casa tudo que utilizo é elétrico e nada a gás natural.

Além desses aquecedores listados, existem muitos outros tipos de aquecimentos. Qual o que você utiliza? Compartilhe conosco sua experiência!

Related posts

Passeios para aproveitar o verão no Porto

Tamyris Almeida

Violência doméstica em Portugal

Lyria Reis

Estatuto Igualdade de Direitos e Deveres em Portugal

Isadora Lima

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação