BrasileirasPeloMundo.com
Au Pair Pelo Mundo Dinamarca

Au Pair na Suécia e Dinamarca

Au Pair na Suécia e Dinamarca.

“O mundo é muito grande!” Desde que comecei a tomar consciência dessa afirmação eu fui tendo certeza que não nasci pra ficar em um lugar só. 

Mas como fazer? Pra onde ir? E foi em uma das aulas de Geografia do Ensino Médio que me encantei pela Suécia. Cada aluno tinha que fazer uma apresentação sobre um determinado país e o meu foi esse lugar lindo e gelado. Me apaixonei! 

“Eles tiram o sapato e andam de meia em casa. Eu preciso conhecer a Suécia!” E esse foi o primeiro detalhe que me motivou a vim para as terras escandinavas, embora eu tenha chegado apenas 8 anos depois. 

“…Mas Tati, não seria mais fácil você apenas tirar seus sapatos na sua própria casa?”  Se você pesquisar um pouco sobre a organização e segurança na Suécia provavelmente vai entender porque quis tirar meus sapatos tão longe.

Como eu queria vivenciar a cultura sueca optei pelo programa de Au Pair pois era o mais acessível para mim, uma vez que não tinha dinheiro suficiente para pagar cursos no exterior.

O Au Pair é um intercâmbio onde você mora com uma família, ajuda a cuidar das crianças, participa da rotina delas e em troca você recebe um “pocket money”, que seria um dinheiro de bolso para gastos pessoais e também um curso do idioma ( as regras variam de país para país mas no geral é isso).

Eu morei com uma família maravilhosa na Suécia, cuidava de uma menina de 3 anos e até hoje a considero como uma irmã.  Eu aprendi muito com meus hosts, eles estavam sempre dispostos a tirar minhas dúvidas, me ensinaram sobre tradições, cultura, política e tudo que eu tivesse curiosidade em aprender. Costumo dizer que em uma terra tão gelada posso dizer que encontrei pessoas de corações bem quente!

Uma das palavras que eu aprendi em sueco que nunca vou esquecer é o tal do Fika, que significa tomar um café e comer um bolinho ou biscoito por exemplo, seja com algum amigo(a) ou familiar. Então se alguém te convidar para um fika é basicamente isso. 

Depois de 1 ano morando na Suécia eu me mudei para a Dinamarca (também como Au Pair) e aqui aprendi sobre o “Hygge“. Essa palavra é quase como uma identidade dos dinamarqueses. 

Eu sempre associava Hygge ao Fika, mas  descobri que não é a mesma coisa. O hygge seria como  “cozy” do inglês porém com um sentido mais forte e pra isso os suecos tem a palavra “mysa”.

Leia também: custo de vida na Suécia

Hygge esta relacionado a você ter um tempo bom com seus amigos, namorado(a), família ou ate mesmo sozinho, seja tomando café, assistindo filme, saindo pra passear no parque etc. Depois de visitar os dinamarqueses eles tem o costume de agradecer e dizer que foi “Hyggeligt”, significa que eles gostaram do momento que vocês tiveram juntos (pelo menos na teoria) que foi algo agradável, bom, aconchegante…

O que também aprendi sobre os dois países:

Idiomas

Quando me mudei para Dinamarca eu ouvi muitas pessoas dizendo que poderia ser fácil aprender o idioma pois eu ja tinha alguma noção de sueco. Realmente o sueco, dinamarques e norueguês possuem uma estrutura bem parecida mas não se engane pois não é a mesma coisa. Me lembro que a primeira vez que entrei no trem em Copenhagen para vim a Aarhus (a segunda maior cidade da Dinamarca) eu não entendia nada do que falavam. Por outro lado, apesar da pronúncia diferente, quando comecei a frequentar o curso de dinamarquês achei muitas palavras parecidas com o sueco, em sua forma escrita, e isso de certa forma me ajudou e atrapalhou ao mesmo tempo pois quando não lembrava alguma palavra em dinamarquês eu escrevia em sueco achando que estava tudo certo, até a professora corrigir  “Tatiane…Por que você está escrevendo sueco no exercício de dinamarquês?” As vezes eu sorria e dizia “Mas é só uma letrinha que muda professora” e se eu tivesse no lugar dela provavelmente falaria “Sua nota vai mudar só um pouquinho também, tá?” Brincadeiras a parte, ela sempre foi muito paciente e só dizia para eu prestar mais atenção. 

Bandeiras

Uma outra coisa que eu reparei é que aqui na Dinamarca eles usam e valorizam muito sua bandeira. Na Suécia eles não fazem isso? Sim mas não acho que seja tanto. Por exemplo, o primeiro aniversário que participei na Dinamarca eu não sabia se quem estava fazendo aniversário era a pessoa ou o país. Eu realmente cheguei a pensar que eles estavam comemorando junto algum acontecimento histórico pois a mesa era toda decorada com bandeirinhas da Dinamarca, o bolo chegou cheio de bandeiras e no quintal também havia uma bandeira grande hasteada. Não demorou muito pra  aprender que as cores vermelhas e brancas estão sempre presentes em eventos como aniversário, casamento etc. Quando contei para  os dinamarqueses que não tínhamos o costume de fazer isso eles ficaram surpresos pois pra eles é tradição a bandeira estar presente em todos os eventos importantes. 

Leia também: dez motivos para morar na Dinamarca

É interessante descobrir as diferenças entre os povos. Cada vez que aprendemos mais sobre uma nova cultura passamos a respeitar mais o outro, ter mais empatia, pois começamos a entender que por trás de cada ação existe uma história, existe uma razão pautados em costumes totalmente diferente dos nossos.

Related posts

Diferenças entre estudar no Brasil e Dinamarca

Laila Hansen

Top Talent Denmark: concurso cultural levará estudantes brasileiros para conhecer o país

Cristiane Leme

Trabalho na Dinamarca: como os dinamarqueses gerenciam o tempo

Laura Drachmann

5 comentários

Lucia Julho 3, 2018 at 7:15 pm

Adorei ler suas experiências, adoro a Escandinávia, já estive na Dinamarca e Suécia 2 vezes e cada vez que vou me apaixono mais.

Resposta
Tatiane Nogueira Julho 3, 2018 at 7:46 pm

Obrigada!! Fico feliz que tenha gostado. Os países da Escandinavia são realmente lindos 😀

Resposta
Maria Agosto 13, 2018 at 12:45 am

Muito bom poder aprender um pouco sobre a Dinamarca com você, minha linda!Beijos sucesso. E que venha muitos outros textos como este.

Resposta
Kelli Regina Martello Outubro 26, 2018 at 1:17 am

Oi Tati, muito legal seu relato! Eu estou pensando em fazer um au pair em 2019, você poderia me dizer se fez por alguma agencia ou se encontrou sua família no aupair world,algo assim?

beijos

Resposta
Liliane Oliveira Outubro 26, 2018 at 3:18 pm

Olá Kelli,
A Tatiane Nogueira, infelizmente parou de colaborar conosco.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação