BrasileirasPeloMundo.com
Austrália

Como é morar em Perth, na Austrália

O começo da vida em outro país é muito difícil. Você ainda está se adaptando à cidade, não sabe onde fica nada, não conhece ninguém. Mora em um lugar provisório, não tem trabalho, morre de saudades da família. Nem internet ainda tem e precisa ficar indo nos lugares públicos ou comprar os modens 3 G. Literalmente tem que começar tudo do zero.

Aos poucos, porém, as coisas vão se acertando. Você acha um lugar para morar e conhece um pouco mais seu bairro. Descobre o supermercado que mais gosta, qual ônibus pegar para os lugares. Nas aulas de inglês começa a conhecer algumas pessoas e alguns brasileiros (eu juro que tentei fugir, mas fazer o que, no final é gostoso tê-los perto, lembra o Brasil). Entende melhor o inglês (eita sotaque complicado, meu Deus!) e começa a se sentir mais em casa.

Hoje, dois anos após estar aqui, me sinto em casa. Sinto que minha vida é aqui e a única coisa que sinto falta mesmo do Brasil são as pessoas – e às vezes a comida, porque a maioria das coisas tem aqui.

A vida em Perth é calma, é uma cidade família. Vou escrever um pouco sobre a cidade e a vida em geral.

Leia também: onde morar em Sydney

Qualidade de vida: é o que todo mundo busca quando vem para cá. E sim, temos. A cidade é tranquila, segura  – claro que tem assalto, roubos e casas arrombadas mas a quantidade é muito pequena comparado ao que eu estava acostumada em São Paulo. Você anda na rua à meia-noite sem olhar para trás a cada segundo, sem medo de ser assaltado ou para nós, mulheres, pior. Você mora em casa na rua sem segurança privada, câmeras e duplos portões. Usa o seu iPhone 6 na rua sem medo de ser assaltado. Abre seu iPad no trem e vai para casa vendo a última temporada de Revenge de boa.

MInha casa sem grades, portoes ou seguranca
Minha casa sem grades, portões ou segurança (foto: arquivo pessoal)

Segurança: não só o medo de não ser roubado, mas a certeza de que se você é trabalhador e não liga de trabalhar no que tiver que trabalhar, de fome você não morre. Na crise, se perder o emprego, trabalhar como garçonete até arrumar outro emprego é normal e assim você paga as contas. Se você tem a cidadania australiana, tem um monte de ajuda do governo. Se quiser mudar de área, tudo bem. E se quiser ter filho e ficar um tempo sem trabalhar e decidir voltar depois de um tempo, tudo bem também.

Educação: tem escola privada e pública. A pública é de graça para australiano ou quem tem residência permanente. As privadas são bem caras, custam em média 15 mil dólares australianos/ano. E você só pode colocar seus filhos nas escolas na vizinhança da sua residência. Universidade todo mundo paga, mas as taxas para estrangeiros são muito mais altas, e os australianos têm opções de uns financiamentos bacanas. Mestrado e Doutorado são de graça para australianos e residentes permanentes, e pagos para estrangeiros. Em creches e escolinhas para crianças, australianos têm uma super ajuda do governo, de acordo com sua renda anual – quem ganha mais paga mais e quem ganha menos, paga menos; estrangeiro não tem essa ajuda.

Leia também: custo de vida na Austrália

Transporte: transporte público é caro. Estudante tem desconto, mas custa caro. Moro em um bairro do lado do centro, um ônibus para a cidade custa 1,50 dólares australianos. O valor da tarifa depende da distância do centro. Os horários também ficam mais esparsos depois das 7 da noite no trem, e algumas linhas de ônibus param depois de certo horário. Bicicleta é um transporte largamente utilizado, seguro e recomendado e temos uma balsa que cruza o rio que é uma delícia. Quem mora perto do centro expandido tem os cats, ônibus de graça. Para mais informação a respeito do transporte local, clique aqui. O “bilhete único” daqui chama Smart Rider e vale a pena fazer. Se você recarrega automático tem 25% de desconto na tarifa (mega desconto).

Andando de bike em Perth

Saúde: Como condição do visto de estrangeiro precisa-se pagar seguro saúde. E tudo funciona diferente. Tão diferente que eu vou escrever um texto sobre isso mais para a frente.

Moradia: veja meu outro texto sobre o assunto.

Restaurantes: eu nunca entendi como as pessoas falam que Perth é parada. O clima da cidade é mais de interior, sim, e dependendo do bairro que você mora, não tem contato com os eventos que acontecem na cidade e consegue ter uma vida de interior. Mas se quiser sair, tem restaurante, bares, cinema, teatro, shows, musicais.

Como a Mariana menciona no texto “Vida ao ar livre”, australiano ama outdoor. Parques, praia, rio, churrasco, festivais, feiras, jardins. E a cidade proporciona muita coisa de graça para aproveitar sem gastar muito.

O custo de vida aqui é caro e abordarei o tema em outro texto.

Perth é a terceira cidade com mais de um milhão de habitantes mais isolada do mundo. Isso significa que ir para Bali é mais barato que ir para Sydney.

A única desvantagem de morar aqui, no meu ponto de vista, é a distância de tudo. A Western Autralia é linda de viver, já viajamos para o sul e para o norte e amamos. Mas só agora, com os dois trabalhando na área, que conseguiremos ir para a East Coast conhecer Melbourne e Sydney. Foram dois primeiros anos de muita luta para, agora, conseguirmos desfrutar e construir nossas vidas. Hoje acredito que conhecemos a Perth do dia a dia e ela é um lugar incrível para se chamar de casa.

Related posts

Mortes e funerais na Austrália

Aline Arruda

Tudo sobre o Reveillón em Sydney

Luciana Rodrigues

Como economizar em Sidney?

Evelyn Nigri

12 comentários

Débora Savino Junho 1, 2015 at 6:53 pm

Olá Aline!
Li todos os seus textos sobre Perth e achei muito esclarecedor. Estou planejando ir para a cidade com meu namorado, irmão e cunhada. Iremos como estudantes, e aos poucos queremos encontrar formas de ficar na cidade.
Gostaria de lhe perguntar como é para um estudante, levando em conta as 20 horas de trabalho, se manter na cidade. Ouvi de muitas pessoas, que é possível trabalhar mais que estas 20 horas, isto é possível mesmo?
Peço desculpas pela quantidade de perguntas, mas planejo largar minha vida aqui e começar um aí do outro lado do mundo, então as inseguranças são muuuitas!
Abraços,
Débora

Resposta
Aline Arruda Junho 1, 2015 at 10:40 pm

Ola Debora, tudo bem?
Obrigada pelo carinho e fico muito feliz em conseguir ajudar dividindo a minha experiência.
Então, dá sim! Não é fácil, é bem cansativo, mas conheço inúmeras pessoas que são estudantes e conseguem pagar aluguel, ter carro e se virar trabalhando nas 20 horas. Sobre trabalhar mais que as 20horas, é ilegal. Tem gente que faz, mas é contra a lei. Não sei quais as consequencias se a imigração descobre, mas esses dias estava passando na TV uma reportagem da policia indo em uns restaurantes checar documentacão e um monte de gente sendo deportada. Cuidado!

Entendo perfeitamente suas inseguranças, por isso pesquise sim, e faça todas as perguntas que quiser. Estive ai no mesmo lugar que você há 3 anos atrás e não tinha uma pessoa como eu para ajudar :-).

Abraços e boa sorte
Aline

Resposta
Nara Junho 7, 2015 at 8:44 pm

Oi Aline, tudo bom? Fiquei bem animada de ler o teu relato. Meu mestrado é em Educação Ambiental, sou professora aqui no IFSC, mas ando bem descontente e pensando numa oportunidade de ir pra fora do Brasil (ser professora ou fazer um segundo doutorado, não sei…)
Como é a oportunidade pra professores universitários aí?

Abraço !

Resposta
Aline Arruda Junho 7, 2015 at 10:27 pm

Oi Nara, tudo bem?
Você já fez um Doutorado? Se sim, pode fazer o pós Doc aqui, não um segundo PhD.
Olha, até eu eu sei é uma profissão admirada, mas esse novo governo esta cortando tanta verba de educação que não sei se afetou o mercado.
Dá uma olhada no seek.com.au para ter uma ideia :-).
Abraços

Resposta
Rafael Gomes Julho 30, 2015 at 10:35 pm

Boa noite (aqui no Brasil) Aline,

Estou indo pra Austrália ate o meio de 2016 para estudar inglês, como a maioria dos Brasileiros não terei muito para gastar ai, logo precisarei de um emprego o mais rápido possível. O que imagino que seja mais fácil é que sou bartender a 4 anos, mas meu inglês ainda não é tão bom.

Você pode me dizer um pouco da vida noturna de Perth? Existem muitos bares / boates que trabalham com drinks?
Outra dúvida é quanto aos cursos aqui no Brasil chamado Tecnologos (com menor duração), sou formado em Gestão de RH e Pós graduado em Direito do trabalho. Você acha que consigo com o tempo licença para atuar na minha area de RH?

Desde já obrigado!

Resposta
Aline Arruda Julho 31, 2015 at 8:16 am

Ola Rafael, tudo bem?
Perth tem night life sim. Muita gente fala que a cidade é parada, mas eu sinceramente não sei onde. Temos bares na city, em Northbridge, em SUbiaco e até um Crown Cassino :-). Não sei como é o mercado para bartender, você provavelmente terá que se requalificar aqui, dá uma pesquisada em google.

Quanto a trabalhar na sua área, dá uma olhada no meu post sobre “Trabalhar na área”. Acredito que irá esclarecer suas dúvidas.

Abraços
Aline

Resposta
Renata Junho 15, 2016 at 4:24 am

Aline adorei seus textos, são bem esclarecedores!

Resposta
Aline Arruda Junho 15, 2016 at 4:35 am

Obrigada :-).
Fico feliz em saber que esta sendo útil para você.
Beijos

Resposta
Cristiano Fialho Setembro 3, 2017 at 7:13 pm

Oi Aline, tudo bem?

Meu nome é Cristiano, sou pai da Jéssica, ela fará 20 anos em 10/09/2017, hoje ela completa 6 meses que está morando em Brisbane, também está estudando ( inglês) e trabalhando ( informalmente ), porém no dia 18/09 ela se mudará para Perth, quais as vantagens de se morar em Perth comparando-se com Brisbane?
Em que área é mais fácil conseguir uma vaga de trabalho?

Desde já agradeço.

Cristiano Fialho

Resposta
Aline Arruda Setembro 4, 2017 at 12:49 am

Oi Cristiano, tudo bem?
Eu não conheço Brisbaine, mas se você quiser saber sobre Perth dá uma olhada em todos os meus outros posts e no meu blog pessoal http://www.fuilogoali.com. Se tiver alguma dúvida específica, pode mandar.
Boa sorte para Jessica na mudança. Espero que ela goste daqui, eu sou suspeita pois amo a cidade 🙂
Abraços
Aline

Resposta
Edineia Julho 6, 2018 at 11:40 am

Oi Aline, tudo bem?
Estou cursando o mestrado em Ecologia e submeti um trabalho na ECSA 57 que foi aceito para apresentação em banner, o evento será em setembro aí em Perth. Tenho pouco tempo pra ficar pela cidade, mas gostaria de saber como poderia aproveitar o tempo livre em perth sem gastar muito… tenho loucura pra ver cangurus hahaha
Será que consigo realizar esse sonho?
Agradeço pela atenção e desejo tudo de bom pra você 🙂

Resposta
Liliane Oliveira Julho 8, 2018 at 11:41 pm

Olá Edineia,
A Aline Arruda parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Austrália que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação