BrasileirasPeloMundo.com
Empregos Pelo Mundo EUA Universidades pelo Mundo

Como é trabalhar no campus de uma universidade americana

Como estudante de extensão universitária com visto F1 nos Estados Unidos, eu não tinha autorização pra trabalhar, a não ser dentro do campus da UCLA (Universidade da Califórnia com campus em Los Angeles). O campus é enorme, nem sei dizer quantos empregos existem por lá. Tem lojas, lanchonetes, academias, associações, escritórios… e todos empregam estudantes. A pegadinha é que pra estudantes da UCLA Extension que era o meu caso, as alternativas eram apenas o Hammer Museum e o serviço de Catering.

Acabei sendo aceita no Catering por indicação de uma amiga que trabalhava lá. O catering é o serviço que providencia alimento e bebida nos eventos da universidade, que vão desde encontros, congressos e cursos até formaturas, palestras e café da manhã do time de futebol americano!

Pra se inscrever é só ir até o Catering e preencher o formulário. Caso tenha algum amigo trabalhando lá, peça pra ser indicado. É uma maneira de se destacar da multidão. Depois você faz uma entrevista e se passar precisa fazer um teste anti-drogas (loucura, né? mas por lá é normal) e tirar o seu Social Security number.

O trabalho é meio período, o que geralmente dá 20 horas por semana. Mas a demanda é super alta e em determinadas épocas você acaba trabalhando muito mais se quiser. Não há horário fixo, a cada semana eles enviam a escala, com os eventos que você vai fazer.

Já no formulário de inscrição você coloca quais horários estaria à disposição pra ser escalado. Já aviso no entanto, que se você tiver muitas restrições, eles provavelmente não vão te contratar.

O pagamento é a cada duas semanas, e contabilizado por horas. Atualmente, meio de 2017, eles estão pagando 16 dólares por hora. Não é suficiente pra arcar com todas as suas contas de aluguel, alimentação e cursos, mas é uma ajuda boa, considerando que você está nos EUA pra estudar e não pra enriquecer.

E olha, é trabalho puxado. Você chega bem cedo pra organizar os materiais que serão usados no evento. Nunca tinha pensado em quantas pequenas coisas são necessárias! Além do óbvio, pratos, copos, taças, talheres, guardanapos, tem também os saleiros, os condimentos, os pegadores, os panos de limpeza, os sacos de lixo, os apoios de bandeja… Daí você coloca tudo numa gaiola de metal e embala com plástico filme, se sentindo no Top Chef.

Às vezes a gente já levava a comida direto, às vezes os chefs iam pro evento terminar a preparação lá. Chegando no evento, tem que tirar tudo do caminhão e montar as mesas. Durante o evento, você serve as pessoas, limpa, retira pratos, repõe o que já estiver acabando, etc.

Depois coloca tudo de volta no caminhão e lava tudo pra colocar de volta aonde encontrou. Ufa! cansei só de lembrar! Ou seja, se quiser moleza, não é lá que você vai trabalhar!

Os capitães do evento, em sua maioria, são duros e exigentes. Ninguém é fofo e gente boa, não me pergunte o porquê. Eles não gostam muito de ensinar, então você aprende prestando muita atenção no que eles fazem e falam e também, colaborando com os outros funcionários (e logo você percebe quem é sério e quem só quer levar tudo na flauta). Você vai tomar mil broncas, mesmo sendo legal e trabalhando bem. Mas vai aprender a ser mais duro na queda também, te garanto!

Agora vamos ao lado bom!

  • Você vai aprender mil palavras novas, seu vocabulário vai crescer muito.
  • Se tiver algum interesse em saber como funciona uma cozinha, ou fazer uns bicos como garçom, você vai aprender tudo isso, como montar uma mesa, como servir, como retirar a mesa, etc. Cheguei a ganhar $100 por 4 horas trabalhadas fazendo bico em eventos fora da UCLA, só porque já tinha aprendido o jeitão da coisa.
  • A maioria dos funcionários são alunos internacionais também, então você vai conhecer muita gente da UCLA.
  • Tem plano de saúde
  • Você vai conhecer o campus como a palma da sua mão e ver seus bastidores. Vai também receber uns vales de refeição pros incríveis refeitórios da UCLA (sério, é coisa de outro mundo).
  • De vez em quando você vai participar de eventos interessantes, já que estamos falando de UCLA. O mais legal de todos pra mim foi o evento de encerramento de um curso de cinema, onde estava presente ninguém menos do que o Quentin Tarantino!!! Sim, vi ele bem de pertinho, todo gigante e falador. Ele até fez um discurso bem bacana no final.
  • Além de tudo, é conveniente. A sede fica dentro da UCLA. Como eu morava pertinho, chegava em 10 minutos andando. Se você tem aulas também não precisa se deslocar pra chegar.

Enfim: o pagamento ajuda mas não dá pra sobreviver só disso. Não é a maravilha do universo, mas é uma boa opção, legalizada, dentro da realidade de um estudante brasileiro morando em Los Angeles.

Foto: UCLA Catering

Related posts

Decorando com o lixo de Nova Iorque

Michelle Marinho

Trabalhar no paraíso? Que tal as Ilhas Maldivas

Marcela Ito

Licença-maternidade em Nova Iorque

Debora L. Juneck

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação