BrasileirasPeloMundo.com
Turquia

Dicas importantes para quem estiver indo morar na Turquia

Dicas importantes para quem estiver indo morar na Turquia.

Antes de vir à Turquia pela primeira vez, eu despendi inúmeras horas pesquisando sobre o país e a cultura, de forma que eu achava que nada poderia me surpreender. Eu já sabia de antemão muitas coisas, é verdade, e estudar exaustivamente sobre a Turquia me fez saber me comportar na sociedade turca, na maioria das vezes.

No entanto, obviamente, há situações que você pode passar na Turquia que dificilmente
você encontrará nos livros, nos blogs ou nos canais do YouTube. São coisas que você só
aprende vivendo. São coisas que eu gostaria que, de alguma forma, eu já soubesse antes.

Na capital turca, onde moro, dificilmente você vivenciará um choque cultural muito significativo, uma vez que a cidade é bem moderna e ocidentalizada. A maioria das turcas da minha idade que moram em Ancara se vestem de maneira muito similar à que nos vestimos no Brasil, mas não se engane pela aparência: elas, potencialmente, podem ser extremamente diferentes de nós, brasileiras.

Assuntos femininos

Na Turquia é extremamente constrangedor se falar de assuntos “femininos” na frente de pessoas do sexo oposto. Quando me refiro a esses assuntos, não estou falando de nada muito embaraçoso, como pode parecer, mas sim de coisas simples para a nossa
realidade brasileira, como por exemplo perguntar a sua amiga turca onde ela faz as suas
sobrancelhas. Exatamente! Falar sobre sobrancelhas na frente de homens é motivo de um constrangimento sem tamanho. Então, por via das dúvidas, nunca converse de
“assuntos femininos” com alguma turca quando algum homem estiver presente.

Respeito aos mais velhos

O respeito aos mais velhos na Turquia, realmente, é algo muito comovente e digno de admiração. Uma das demonstrações de respeito mais marcantes na sociedade turca é o beijo nas mãos. A pessoa mais jovem beija o dorso da mão da pessoa mais velha e, em seguida, o encosta na testa. Então, esse é o esperado socialmente: ao se encontrar com pessoas de mais idade, você deve beijar as suas mãos. Desde que essa pessoa não seja um Imam (líder religioso do islamismo) e você seja uma mulher!

Provavelmente, se você tentar beijar a mão de um Imam, ele educadamente irá recusar a
sua solicitação e você, literalmente, ficará no “vácuo”. Não se engane, você não os
encontrará apenas dentro de uma mesquita. É possível que você o encontre em
alguns dos jantares aos quais você for convidada na casa de alguma família turca, por
exemplo.

Hospitalidade turca

A hospitalidade na sociedade turca é algo extremamente valorizado, então se você está morando na Turquia ou pretendendo morar, é bom começar a preparar o seu
“kit da hospitalidade”, que consiste em pelo menos três itens. Os turcos sempre retiram
os seus sapatos antes de entrar em casa, então o primeiro item do seu kit são as
pantufas que são usadas dentro de casa, especialmente no inverno. É de bom-tom oferecê-las para os seus convidados para que eles não fiquem descalços ao visitar a sua casa.

Em qualquer situação, ou hora do dia, que você esteja recebendo convidados na
sua casa, não se esqueça do seu item 2 do kit da hospitalidade: o chá turco. Observe, você não vai perguntá-los se eles aceitam chá. Eles são turcos! Você simplesmente vai
fazer o chá e servi-los. De preferência, sirva o chá com algum acompanhamento para
eles beliscarem. Pode ser algum doce turco ou mesmo frutas secas e sementes.

Se os seus convidados estiverem indo tomar café da manhã na sua casa, sirva o chá junto com essa refeição. Já se forem jantar, sirva o chá, junto com os acompanhamentos que falei, após o jantar. O chá ajuda na digestão.

O terceiro item do kit hospitalidade é a colônia. Simplesmente, você pegará um vidrinho de colônia aberto e oferecerá aos seus convidados. Eles prontamente estenderão as suas mãos para que você derrame um pouco da colônia. Aos turcos que perguntei sobre a colônia, me falaram que a colônia demonstrava cuidado com o convidado, ele ficava com um cheirinho bom e refrescante nas mãos, além de deixá-las limpas.

Foto: pixabay.com

Por fim, outra particularidade turca, que acho interessante saber antes de vir, é a comida apimentada. Não são todas as comidas, obviamente, mas não poucas vezes fui
surpreendida por comidas tão apimentadas, em restaurantes ou na casa de amigos, que
não consegui terminar a minha refeição ou até mesmo já cheguei a passar mal,
chamando a atenção de todas as pessoas no restaurante.

As pessoas não te avisarão ou perguntarão se você deseja pimenta na sua comida. Então, a minha dica é: por mais delicioso que pareça o prato, e por maior que esteja a sua fome, vá com calma! Tire primeiro uma mordidinha ou coma apenas uma garfadinha. Se sentir que a pimenta é compatível com o que você é capaz de aguentar, vá em frente! Se a comida ainda assim estiver muito apimentada e você não quiser fazer “desfeita” na casa dos turcos, peça um pouco de iogurte, coloque-o no prato e vá comendo junto com a refeição (sei que é estranho, mas na Turquia isso é bastante comum), ou ainda peça ayran para acompanhar o jantar.

O ayran é uma bebida gelada e salgada, também à base de iogurte, que ajuda a quebrar um pouco da acidez da pimenta.

Leia mais sobre morar na Turquia!

Colocando tudo isso em prática, acredito que a sua experiência, se estiver indo passear ou morar na Turquia, será um pouco mais fácil e prazerosa. E se, por acaso, você se deparar com alguma situação inusitada, divirta-se! Você não tem que saber de tudo, ainda mais em uma cultura tão diferente da nossa.

A Turquia é um país tão incrível que não há diferenças culturais que tirem o seu encanto!

Related posts

Como requerer o documento de residência na Turquia

Juliana Lima

Cursos gratuitos na Turquia, onde fazer

Cristhiane Mutlu

Uma Lição de Vida

Aline Oliveira

3 comentários

Inês Santos Agosto 29, 2018 at 8:39 pm

Oi Ariane, muito agradável ler seu texto. Já estivemos por duas vezes em Istambul mas agora gostaríamos de conhecer a Riviera Turca num roteiro independente com carro alugado. É seguro? Gostamos de tomar um vinho no jantar, vamos encontrar dificuldades devido ao Islamismo? Muito obrigada.

Resposta
Liliane Oliveira Agosto 30, 2018 at 12:40 am

Olá Inês,
A Ariane Özalp parou de colaborar conosco, mas temos outras colunistas na Turquia que talvez possam te ajudar.
Você pode entrar em contato com elas deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
Obrigada,
Edição BPM

Resposta
Inês Santos Agosto 31, 2018 at 5:31 pm

Obrigada Liliane mas não consigo encaminhar a pergunta para para outra colaboradora pois o site diz que é um comentário já publicado, seria possível você pedir para a Rubiana responder, obrigada.

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação