BrasileirasPeloMundo.com
Austrália Melhores bairros e onde morar

Melhores subúrbios para morar em Melbourne

Melhores subúrbios para morar em Melbourne.

Quando estamos de mudança para uma nova cidade, o que vem à cabeça na hora de escolher o lugar para morar? Preço, acesso ao transporte público e segurança certamente são alguns dos primeiros fatores a serem considerados, seja para comprar ou alugar um imóvel ou apenas um quarto em uma casa compartilhada.

Em Melbourne, cidade eleita por sete vezes como o melhor lugar do mundo para se viver, existem subúrbios para atender a diversos tipos de pessoas – desde aqueles que curtem estar perto da natureza até as que gostam de estar perto de pubs, cafés e de todo o agito que a capital oferece. Também é válido colocar na balança o fato de estar de mudança sozinho, com seu companheiro ou com a família. Por exemplo: se você está vindo para Melbourne com o seu companheiro e dois filhos, vale a pena alugar uma casa só para vocês em um subúrbio que tenha parque com área verde, escolas e que seja seguro. Se você vem somente com o namorado, uma boa opção pode ser alugar um estúdio ou uma casa de um quarto, mas próximo do centro urbano e com um orçamento que caiba no bolso de um recém-chegado casal de imigrantes.

Leia também: O transporte público em Melbourne 

Mas se você está chegando sozinha, alugar um quarto numa casa compartilhada (chamada de share house) é a melhor opção, não só pelo preço, mas também por te ajudar a socializar com pessoas de diferentes culturas e a construir amizades. Em todos os casos, no fim das contas, são as preferências e prioridades de cada pessoa que definem o lugar escolhido para ser o novo lar. Aqui, vou compartilhar algumas dicas para ajudar a escolher a sua casa em Melbourne. Difícil escolha, pois são muitos subúrbios excelentes.

Experiência pessoal

Desde que cheguei em Melbourne, há quase três anos, passei por alguns lugares interessantes e outros nem tanto, até chegar neste que é o meu subúrbio preferido, Thornbury. Situado ao Norte do centro da cidade (Northern suburb), cerca de meia hora de trem ou tram (bonde) para a estação central, Thornbury é repleto daqueles pequenos cafés de bairro super fofos, cinemas, lojas de vinil, pubs, restaurantes,
lojas de produtos orgânicos, brechós, além de estar perto de escolas, supermercados, bibliotecas públicas, farmácias e todas essas utilidades do dia a dia com fartura, ao longo da High Street.

Aqui, o preço de aluguel é bastante acessível. Estamos falando de um bairro cool, que até já foi locação para o seriado da Netflix “Please Like Me”. Assim como Northcote, bairro vizinho e sempre presente no ranking de melhores bairros, Thornbury é composto, em sua maioria, por casas com arquitetura que vai do estilo antigo ao mais moderno, além de ser bastante tranquilo e seguro.

Também morei em Coburg, bairro bem familiar e servido de restaurantes, clínicas e outras utilidades. Trem e tram te levam direto para o centro da cidade entre 20 e 30 minutos. Como nossa vida de imigrante pode ser um pouco cigana até acharmos o nosso lar, também passei por Carlton, um dos meus subúrbios preferidos. Morar em Carlton é ter a sensação de estar perto de tudo no centro, mas sem estar vivendo a agonia dele.

Conhecido como “Little Italy”, o bairro é super tranquilo e possui casas no estilo antigo e charmoso. Lugares como o Carlton Gardens, Melbourne Museum, Melbourne University e a agitada Lygon Street ajudam a valorizar este bairro que está a uma curta pedalada do central business district (CBD) e é querido dos estudantes e jovens profissionais.

Queridinhos dos jovens

Outro subúrbio também queridinho de jovens que trabalham é Docklands, um novo e moderno bairro, localizado praticamente dentro do CBD. Muitos preferem morar aqui para estar perto do trabalho e desfrutarem de apartamentos novos em prédios que oferecem toda a infraestrutura que a vida corrida requer.

Outra vantagem de estar aqui é que, dependendo da rua onde você estiver, você poderá usar o tram de graça, já que estará dentro da chamada free tram zone (dentro dos pontos dessa zona, você pode andar de tram de graça). Morar em Docklands é morar em um bairro moderno onde muitos centros empresariais estão localizados, além da sensação de estar dentro do CBD e, logicamente, com farto transporte
público. A má notícia é que apartamentos não são muito baratos – a menos que você alugue somente um quarto privado ou mesmo o divida com mais uma pessoa, como muitos jovens fazem.

Outro bairro que também é favorito dos jovens e sempre aparece no topo da lista de melhores bairros de Melbourne é Richmond. O subúrbio é tomado por um clima de futebol australiano, especialmente em época de campeonatos, e também é bem servido de transporte público e muitos serviços, sendo possível achar quartos em casas estilosas e com preços acessíveis.

South Yarra e Prahan são outros dois subúrbios com características similares às de Richmond e que valem a menção. Até aqui, não ajudamos muito quem é fã de praia, mas isso muda quando começamos a falar de St Kilda, um dos subúrbios mais famosos e turísticos de Melbourne. Situado na orla, St Kilda é repletos de hotéis, bares, pubs, teatros, mercados e tudo que os turistas gostam. É um bairro bastante cheio, mas que proporciona qualidade de vida para quem gosta de correr na orla, aproveitar o por-do-sol ou dar um mergulho nos dias quentes de verão. Possui trams e ônibus ao dispor, direto da orla para o centro, e lugares para morar que cabem no bolso de estudantes
internacionais.

Famílias

Mesmo estando a 13km do centro, Altona sempre aparece como boa opção de moradia, especialmente se você está em família. Altona é servido com basicamente todos os serviços, desde de escolas até cafés locais, além de ter uma boa praia para curtir, com uma orla bonita que proporciona uma vista linda para a cidade. Para quem não tem carro, Altona não é tão simples, mas é bem longe de ser difícil. Apenas separe mais alguns minutos para a sua jornada até o trabalho ou universidade. Fora da orla de Melbourne, Hawthorn também aparece como bom local para alugar uma casa para a família.

Leia também: Como morar na Austrália com visto de trabalho

Populosos

Outros dois bairros que valem serem mencionados, especialmente por serem bastante populares, bem servidos de serviços e próximos ao centro de Melbourne são Fitzroy e Brunswick. São subúrbios que possuem a mesma vibe característica dos northern suburbs, por assim dizer, com muitos locais para shows, cafés, restaurantes, lojas de música e todos os outros serviços já falados aqui.

Nessa região, você consegue encontrar casas bem baratas para morar – e outras nem tanto. Por essa e outras razões, esses dois bairros têm ficado cada dia mais populosos, mas ainda preservam, em algumas áreas, a tranquilidade e segurança que todos buscam.

São muitas opções e diversos estilos e que cabem e diferentes bolso. Vale analisar o local onde você trabalha e estuda e o seu estilo de vida antes de escolher o seu bairro em Melbourne. Como a cidade é relativamente segura e possui uma grande malha de transporte público, você estará morando bem em seja qual for o subúrbio que escolher.

Related posts

Bairros para morar em Toronto

Flávia Bartholo

Principais desafios para se recolocar profissionalmente na Austrália

Evelyn Nigri

Natal na Tasmânia

Letícia Hughes

1 comentário

Dulce Alves Abril 3, 2019 at 1:46 am

Parabéns 🎈
Dicas excelentes e práticas!
👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação