Dez motivos para morar em Omã

4
3913
Advertisement

Quer motivos para morar em Omã? Listei 10 motivos que podem ajudar na hora de se decidir pela mudança.

1. Trabalho

Oportunidades de emprego são quase que inevitavelmente a razão pela qual brasileiros vêm morar aqui. Mesmo sendo considerado o “primo pobre” do Golfo Pérsico, Omã oferece salários atrativos e um estilo de vida muito tranquilo e seguro. O fato de os salários serem isentos de impostos e de as empresas normalmente pagarem passagens anuais para o Brasil, plano de saúde e, muitas vezes, também acomodação e escola para os filhos, deixa o pacote ainda mais atrativo. Grande parte dos compatriotas por aqui trabalha nas áreas de aviação, de mineração, de extração de petróleo e em diversas áreas acadêmicas.

2. Custo e estilo de vida

Mas como nem só de trabalho vive a Brasileira Pelo Mundo, vale notar que o país oferece um padrão de vida superior ao que a maioria de nós teria no Brasil dentro das nossas próprias profissões. Carros custam muito menos aqui; as acomodações são em geral muito boas; hotéis e restaurantes são acessíveis e parte do dia a dia dos expatriados. É possível desfrutar de uma vida confortável, com viagens e pequenos luxos ocasionais e, ainda assim, fazer um pezinho de meia para o futuro. Omã tem essa vantagem incrível de ser um país maravilhoso para se viver e de ao mesmo tempo deixar a nossa conta bancária mais feliz também. Imbatível!

3. Islamismo em versão light

Um dos maiores benefícios da vida de expatriado é poder conhecer uma cultura diferente. Por outro lado, quando se fala do Oriente Médio, a primeira reação é de cautela. Aqui, o expatriado tem a oportunidade de viver entre os locais – mulheres cobertas de negro e homens com suas dishdashas (as vestes típicas dos homens árabes) – mas sem as restrições da vizinha Arábia Saudita. Espera-se que o visitante vista-se de maneira apropriada e modesta, cobrindo as ombros e joelhos, e que respeite os valores locais: nada de beijinhos no shopping, nada de cervejinha em praias públicas; mas no geral, as restrições são razoáveis.

4. Cultura local autêntica

Além das adaptações em relação ao dia a dia serem consideradas leves, Omã oferece muitas oportunidades para vivenciarmos as tradições locais, especialmente se compararmos aos outros países vizinhos. A maioria de nós aqui trabalha lado a lado com os omanis e tem a oportunidade de trocar ideias durante a hora do cafezinho. Muitos de nós têm ainda a honra de fazer grandes amigos locais e participar de casamentos, festas, corridas de camelo e outras atividades. Ao contrário dos Emirados Árabes, por exemplo, os omanis ainda são maioria em seu próprio país e são relativamente abertos a outras culturas.

5. Fácil acesso a outras localidades próximas

Ok, vou até dizer que Mascate fica a poucas horas de voo de lugares interessantes como Catar, Bahrein e Kuwait, mas o melhor atrativo nesse aspecto é estar a apenas 380 km de Dubai. Uma hora de voo ou 4 horas de carro (tranquilas) e lá estamos no lugar onde se pode encontrar tudo o que falta por aqui. Os voos são frequentes e dá para fazer bate e volta no mesmo dia para aproveitar os festivais, promoções, a vida social e cultural que a nossa vizinha famosa tem a oferecer. Os parentes que vierem visitar também agradecem.

6. Networking internacional

Omã atrai pessoas do mundo inteiro e os expatriados de nacionalidades diferentes tendem a se juntar em grupos, de acordo com suas afinidades culturais. Assim, tanto no ambiente de trabalho como em momentos de lazer, estamos sempre encontrando pessoas de todas as partes do mundo. Grande parte dos expatriados vem da Índia, do Paquistão, das Filipinas e de outros países árabes. Também tem muitos europeus e africanos. A presença sul americana ainda é tímida em comparação a essas outras regiões.

7. Segurança

Omã é um pais extremamente seguro e pacífico. Para nós, brasileiras, os primeiros dias são surreais. Aqui, as pessoas guardam lugares em cafés colocando o telefone e a chave do carro em cima da mesa, enquanto entram na loja para fazer o pedido. Imaginem fazer isso no Brasil! É comum as pessoas pararem rapidinho em alguma loja na rua e deixarem os carros ligados, com a chave na ignição (e os filhos dentro!). Outra coisa interessante e que acontece em algumas repartições do governo: ao pagar uma conta com cartão, o funcionário pede a sua senha, para ele mesmo digitar. Da primeira vez fiquei chocada e me recusei, mas vi que faziam isso com todo mundo. Isso, sim, é choque cultural!

8. Turismo

Esse tópico merece ser melhor elaborado, o que pretendo fazer nos próximos meses, mas por enquanto já posso adiantar que ninguém pode reclamar de tédio nesse país. Omã tem praias lindíssimas, desertos, montanhas e wadis espetaculares. Passeios ao longo da costa para ver golfinhos, mergulho e snorkling, passeios de camelo, dune bashing (dirigir nas dunas), além de museus, enormes shopping centers e a famosa Opera House de Mascate.

9. Clima

Ok, esse ponto é controverso. Aqui é quente. Assim, MUITO QUENTE. Isso significa clima de praia quase o ano todo, menos nos meses de verão pois a temperatura pode chegar a 50 graus. De qualquer forma, o sol está sempre brilhando, as palmeiras estão sempre verdes e as flores estão quase sempre abertas, embelezando o país. Aqui é difícil alguém sofrer de falta de vitamina D.

10. Oportunidade para abrir seus horizontes

Morar num país com uma cultura tão diferente da nossa é uma oportunidade ímpar para refletir sobre nossos valores e preconceitos. Aqui, somos convidados e o mínimo que se espera é que tenhamos uma postura respeitosa em relação aos nossos anfitriões. Omã nos dá a chance de ver que nem sempre o que vemos na mídia corresponde à realidade e nos mostra que existem mais similaridades que diferenças entre nós e aquela mulher coberta de negro ou aquele homem de vestido branco e chapeuzinho de pipoqueiro. O país nos dá a rica oportunidade de sermos pontes em um mundo cada vez mais cheio de muros.

4 Comentários

  1. “O país nos dá a rica oportunidade de sermos pontes em um mundo cada vez mais cheio de muros.”

    Parabéns pelo post, mas principalmente por essa frase.

  2. Oi Paula, então, meu marido recebeu uma proposta de trabalho em Omã e estamos para nos mudar no final de novembro, temos 3 crianças… qual o melhor local para se viver em Muscat oerto de escolas e tal.

    Obrigada

    • Olá Vanessa!
      A Paula Tomazoni parou de colaborar conosco, mas temos outra colunista em Omã.
      Você pode entrar em contato com ela deixando um comentário em um dos textos publicados mais recentemente no site.
      Obrigada,
      Edição BPM

Deixe um comentário

Por favor inclua o seu comentário
Por favor escreve o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.