BrasileirasPeloMundo.com
Brasileiras Pelo Mundo Natal Pelo Mundo

O que as colunistas mais gostam do Natal no país onde moram

O que as colunistas mais gostam do Natal no país onde moram.

Natal é uma época especial do ano quando agradecemos por sermos saudáveis, termos entes queridos e podermos realizar muitos sonhos, mas também é uma hora de reflexão para quem mora longe da família ou dos amigos. As Brasileiras Pelo Mundo falam sobre o que mais gostam do Natal onde escolheram morar. Seja no hemisfério norte ou sul, cada país tem as suas tradições e as colunistas contam quais são as mais especiais:

Juliana, Inglaterra – Ano passado foi meu primeiro Natal na terra da rainha e tinha tudo para ser bem triste e solitário, mas a mudança de um casal de amigos no mesmo mês que a gente foi uma surpresa e assim veio um convite para passarmos a data juntos. O primeiro Natal brazuca-britânico! A casa estava toda decorada e achei o máximo ver que os vizinhos se empenhavam para decorar. Me senti em uma história linda de Natal. Dentro das casas os ingleses têm a tradição dos ‘Christmas crackers‘, onde duas pessoas puxam um lado da ‘bomba natalina’ e sai uma surpresa, que tem uma coroa, um brinquedo e uma piadinha inglesa (e tem que entender o humor inglês rs). O que mais gostei do Natal inglês foram a decorações e iluminações das casas (tipo filme) e brincar e participar de uma tradição inglesa que é tão diferente da minha. Estou super ansiosa para o meu segundo Natal por aqui.

Wendy, Noruega – Então é dezembro, um mês delicioso em suas tradições e que também aflora muitas emoções em mim. Eu sinceramente amo a preparação para o Natal, especialmente por aqui. Eu gosto do clima frio, da neve caindo de mansinho, de decorar a casa, das luzes, da culinária, das tradições e tudo que pertence à celebração do Natal. Mas quando o Natal finalmente chega, uma parte de mim é tomada por um pouco de melancolia e saudade. O Natal da Noruega é essencialmente as tradições e a maior (ou melhor) delas é estar com a família; talvez seja por isso que eu sinta uma saudade imensa dos meus familiares.  Hoje divido minha vida com um homem maravilhoso e juntos criamos tradições com nossos filhos, o que permite ao nosso Natal ser sempre especial, apesar da saudade que sinto da minha família no Brasil. No dia 25 eu gosto de acordar cedo, pegar uma xícara de café e ir até à varanda. Lá eu tenho o meu minuto de silêncio e reflexão e agradeço por tudo que o ano me trouxe, especialmente pela minha família, a que tenho aqui e no Brasil.

Gisele, Indonésia – O que mais gosto do Natal na Indonésia é o respeito entre as pessoas de diferentes religiões. Considerando que a Indonésia é um país massivamente muçulmano, os cristãos celebram suas festas natalinas tendo a data respeitada em calendário oficial do país. Apesar de algumas ameaças isoladas de grupos radicais em algumas áreas, é comum que amigos de outras religiões visitem amigos cristãos, a fim de cumprimentá-los pela festividade. O mesmo ocorre no Idul Fitri. Amigas muçulmanas que tenho me comentaram que também gostam do espírito natalino de união e fraternidade. Enfim, o importante é celebrar a vida!

christmas-1032009_1280
Foto: pixabay.com

Flávia, México – Pra mim o melhor do Natal no México são as festas que antecedem a data, as famosas ‘Posadas Navideñas’. De acordo com a história estas festas celebram a peregrinação de José e Maria por Belém. José, acompanhado de Maria, caminhou desde Nazaré até Belém para cumprir com suas obrigações fiscais. Levaram exatos nove dias de caminhada e ao chegarem ao destino a Virgem Maria estava a ponto de dar à luz a Jesus. Passaram a fazer parte da tradição mexicana desde os tempos coloniais, comemorando-se durante os 9 dias que antecedem a noite de Natal. Com o passar dos anos estas festas foram se modificando mas certas coisas ainda mantém-se vivas e não podem faltar: piñata, ponche o atole, tamales (espécie de pamonha). São noites para juntar-se com amigos, colegas e familiares e agradecer e festejar todo um ano de trabalho e alegrias.

Renata, Abu Dhabi – Quando me mudei para Abu Dhabi, pensei: e o Natal, como será em um país muçulmano? e já estava triste, pensando em não ver nenhuma decoração natalina. Qual não foi minha surpresa quando dezembro chegou e todos os shoppings e lojas estavam super decoradas e o melhor ainda estava por vir, o mais importante evento: a iluminação da árvore de Natal dentro do Emirates Palace, um reduto muçulmano abrindo as portas para a cultura e crenças ocidentais. O que eu mais gosto do Natal nos EAU é esse respeito e convivência harmoniosa entre os povos, o que para mim melhor representa o Espírito de Natal. A saudade? Só do bacalhau…

Débora, Nova Iorque O que mais gosto do Natal em Nova Iorque são as ruas e vitrines magicamente decoradas. Grandes lojas de departamento dedicam meses para preparar suas vitrines de Natal, com cada uma contando uma história diferente. As vitrines são como um presente para os turistas e para os moradora da cidade; todos saem de casa para apreciá-las, especialmente na 5ª avenida (Fifth Avenue) onde estão as lojas mais luxuosas da cidade. As lojas de departamentos com as mais elaboradas vitrines são: Henri Bendel, Lord & Taylor, Saks Fifth Avenue e Tiffany. E, claro, a Macy’s, que fica na 34th street e deve ser lembrada. As luzes tomam conta da cidade e tudo entra em harmonia para criar um clima mágico (ou ainda mais mágico) na cidade que nunca dorme.

Cristiane, Dinamarca – A coisa que mais gosto do Natal é a combinação das tradições cristãs com as pagãs numa simbiose perfeita. Duendes e elfos que moram nas casas e protegem seus moradores de perigos convivem pacificamente com anjos querubins na decoração e hinos cristãos em saudação ao nascimento do Jesus menino cantados por toda a família em volta da árvore natalina. Até o nome do Natal em dinamarquês, Jul, é o nome da antiga tradição pagã, “Jol“, porém isso não impede os cristãos de combinarem os elementos pagãos com os de sua fé e fazerem desta a festividade mais comemorada e aguardada em todo o país.

Giovanna, Holanda – O que eu mais gosto no natal da Holanda é a simplicidade. Na celebração, os holandeses se reúnem com seus familiares para desfrutar de uma modesta ceia. O prato popular no natal é Gourmet, uma pequena chapa de aço que grelha porções pequenas de carnes e legumes. A troca de presentes é o momento mais especial, pois você recebe poemas em vez de bens materiais. Por fim, a família sai pelas ruas cantando canções natalinas e espalhando o verdadeiro espírito do natal.

Christine, China – Na China não há tradição natalina, como já escrevi aqui no blog, mas vocês sabem que todos os enfeites de Natal vendidos no mundo  são ‘made in China‘! Então, para quem gosta de decorar a casa, como eu, a China é o paraíso na terra. Fora que, em se tratando de decoração, os chineses são feras! É deslumbrante andar pelas ruas e ver as luzes, os enfeites, a magia do Natal em cada canto (Natal comercial, sejamos realistas…). O interessante disso tudo é que os enfeites permanecem até o ano novo chinês, que em 2016 será em 8 de fevereiro. E no final temos uma mistura harmoniosa e bem interessante dos vermelhos de Noel e das lanternas chinesas – tudo junto e misturado!

Grasiela, Canadá – Acredito que pelo fato do Natal aqui ser no inverno e eu antes nunca ter vivenciado esta época num país de frio, acho tudo lindo, mágico e até lúdico, simplesmente como nos filmes da TV. Adoro as vitrines da loja The Hudsons Bay na Younge x Queen St., elas são um verdadeiro espetáculo. São muitas as casas decoradas com as famosas luzinhas de Natal brancas e coloridas e bonecos infláveis de Natal nos jardins. Toronto tem feiras famosas de Natal, panetones nos supermercados e roupas com motivos natalinos. Também faz parte da tradição de Natal daqui ouvir músicas de Natal e botinhas fazendo parte da decoração das casas onde se colocam presentes dentro. Confesso que eu gosto muito da magia do Natal canadense porque parece que eles vivem mais intensamente essa data tão importante.

Susana, Espanha – No primeiro ano em que passei o Natal em Madri, uma das coisas que mais me chamaram a atenção foi a combinação do frio com o espírito natalino que invade a cidade. Tudo é muito cheio de vida, cor e alegria, mesmo com o frio que faz nessa época. É muito típico que as pessoas passem a véspera da noite de Natal reunidas com suas famílias. A maioria dos estrangeiros que estão sós na cidade se reúnem com os amigos e é muito difícil que alguém fique sozinho. Gosto de um dos pratos típicos que é o cordeiro assado, os doces como os turrones que podem ser de diversos tipos e um bom vinho Rioja.

Joice, Índia – Aqui em Mumbai o Natal já foi antecipado com o festival Diwali em 11 de novembro. Para eles é o festival das luzes, o recomeço de um novo ano e me senti mais perto de casa porque é a combinação do Natal e Ano Novo juntos. Todas as casas e prédios ficam iluminados, as famílias se reúnem, há fogos de artifício. Foi uma data gostosa de celebrar. Aqui, como a maioria é hindu não há grandes comemorações no Natal, mas a cidade ainda continua enfeitada. No dia vamos reunir todos que moram no apartamento e cada um vai fazer um prato típico do seu país.

Kely, Áustria – Passar o período das festividades de Natal na Áustria é fabuloso. Os doces e as comidas típicas e os encontro com os amigos e familiares nas feirinhas de Natal espalhadas pela cidade transformam o período frio e cinzento num mágico e deslumbrante momento. Acho apenas uma pouco estranho a noite de Natal. Ela é comemorada no dia 24 para 25 e de tão tranquila, torna-se melancólica. Acho interessante o clima intimista que a festa possui, bem diferente da nossa brasileira. Certa vez comemorei o Natal em Viena com 20 brasileiros e meu marido, austríaco, foi junto. Foi uma bagunça organizada, mas ele ficou assustado com a nossa alegria e como comemoramos a data. Em determinado momento ele me perguntou se estávamos celebrando o Natal ou Ano Novo! Eu caí na gargalhada. Logo no começo do nosso relacionamento ele também me perguntou se o Papai Noel entrega os presentes no Brasil de chinelos e bermudas. Foi outra gargalhada.

Fernanda, Cingapura –  Em época de Natal em Cingapura, o que mais gosto é caminhar na Orchard Road, onde tudo é decorado para o Natal,a cada esquina uma nova e diferente decoração, e o clima natalino com músicas típicas se espalha por todas as lojas, restaurantes e nas milhares de pessoas que por ali passam.

Teca, Suíça – Em Saint Prex, uma pequena cidade da Suíça francesa, os 24 dias de dezembro que antecipam o Natal viram uma festa com a “Fenêtres de l’Avent”, ou Janela do Advento. Funciona assim: a cada dia escolhido, uma das 24 casas revela e ilumina suas janelas decoradas. Naquela noite os donos da casa deixam a porta aberta e os vizinhos são bem vindos para um aperitivo, jantar, fondue, o que for oferecido. É uma festa deliciosa no bairro, oportunidade única para conhecer os vizinhos e aquecer as noites frias de dezembro. Eu adoro!

Thaís, Qatar O Natal no Qatar é um Natal de saudade. Saudade do cheiro de comida da mãe, do peru, da ceia com a família reunida, de bacalhau e do Brasil, especialmente porque aqui não se comemora a data por ser um país islâmico. Em contrapartida o Natal no Qatar é solidário: quem fica por aqui procura estar perto; a comunidade brasileira se reúne para comemorar unida na Embaixada, onde uma boa pessoa se dispõe a se vestir de Papai Noel só para que os brasileirinhos que aqui vivem não deixem de ter uma foto com o bom velhinho. O que mais gosto do Natal daqui é esse espírito comunitário que surge e que nos ajuda a matar a saudade que tanto aperta nesta época do ano.

E de todas nós no BPM, que vocês leitores e seguidores do blog, tenham um Feliz Natal!

Leia mais sobre Natal Pelo Mundo

Related posts

Curiosidades sobre o Natal nos Estados Unidos

Cleo Vassiliou

4 Presépios de Natal que você precisa visitar em Lisboa

Cristina Hélcias

Natal na Itália: Tricolor

Raquel Gonçalves

3 comentários

Grasiela Martins Vicentini Dezembro 15, 2015 at 8:47 pm

O texto ficou excelente com esse mix de “Natais” pelo mundo afora. Adorei saber um pouco como é o Natal em alguns outros países. Como vivo em Toronto achei o Natal inglês bem igualzinho ao que temos aqui e comparando com o Natal de NY (EUA), vivemos aqui situaçãoes super iguaizinhas das maravilhosas vitrines das lojas, um verdadeiro espetáculo !

Grasiela
Brasileiras pelo mundo

Resposta
Renee Dezembro 15, 2015 at 10:44 pm

Amei essa enquete!

Resposta
Sabrina Dantas Dezembro 16, 2015 at 1:15 am

Que fofo minha irmã, eu imagino como seria esse natal nesse país lindo se todos nós estivéssemos juntos!!!

Resposta

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site ou suas ferramentas de terceiros usam cookies Aceitar Consulte Mais Informação